Voltar

Métodos de alfabetização para crianças Autistas

Por mais que muitos alunos com autismo estão cada vez mais incluídos nas salas de aula, ainda existe a exclusão de uma alfabetização rica e significativa, como ler e escrever, atuação e desempenho, discussões em classe e de pequenos grupos de estudo.

Não é incomum que os alunos com autismo na sala de aula sigam um currículo completamente diferente do oferecido aos seus colegas de classe. Eles podem, por exemplo, receber atividades para praticar a memorização de palavras vistas, enquanto os colegas de classe estão escrevendo poesia ou lendo histórias.

Como é uma sala de aula inclusiva?

 

Em uma sala de aula de inclusão, o professor de educação geral e o professor de educação especial trabalham juntos para atender às necessidades da criança com autismo.

Educação inclusiva não é apenas para Autismo

De modo geral, todos os alunos aprendem de forma diferente. E este é um princípio da educação inclusiva. Uma das principais estratégias de ensino é dividir os alunos em pequenos grupos. Ao usar pequenos grupos, o ensino pode ser adaptado à forma como cada aluno aprende melhor. Isso é conhecido como instrução diferenciada .

Alguns métodos de alfabetização no Autismo

Assim como cada criança aprende de forma diferente, cada aluno com autismo também tem suas limitações e habilidades, que devem ser observadas e trabalhadas. As seguintes estratégias são comprovadas em sucesso na alfabetização de alunos com autismo, e podem ser trabalhadas com crianças na sala de aula.

Use muito o visual

Embora estudantes com autismo possam, sem dúvida, se beneficiar da instrução verbal, alguns também exigem um adicional de conforme eles aprendem. Os professores podem trabalhar essa necessidade usando uma série de imagens enquanto ensinam, conduzindo discussões e explicações. Por exemplo, quando os alunos estão estudando sobre um filme, o professor pode fornecer ao autista (e talvez a toda a classe) uma linha de tempo dos eventos na história do filme.

[thrive_lead_lock id=’2767′][/thrive_lead_lock]

Anotações

Os gráficos não são a única maneira de esclarecer o discurso e se comunicar de forma mais eficaz com os alunos com autismo; a palavra escrita também pode ser usada como suporte visual. Por exemplo, se um professor está dando instruções verbais, ela também pode fornecer as mesmas instruções no quadro-negro.

Ler em voz alta

Quase todos os professores compartilham um livro ou uma passagem de um texto com os alunos durante a aula. A inclusão de estudantes com autismo nesta atividade simples é fundamental, porque o desenvolvimento das habilidades de alfabetização em pessoas com deficiência está associado à exposição a modelos de indivíduos que usam materiais impressos (Koppenhaver, Coleman, Kalman e Yoder, 1991) e que têm oportunidades de interagir com outros em torno de materiais escritos (Koppenhaver, Evans, & Yoder, 1991).

Muitas vezes, os alunos que não seguem uma sequência típica de desenvolvimento na alfabetização são vistos como incapazes de lidar com a vida acadêmica relacionada à leitura, escrita, fala e audição. Mas, quando os professores expandem suas práticas,  eles podem facilitar o desenvolvimento de uma variedade de habilidades, desenvolver as habilidades que os alunos possuem e criar experiências de aprendizado que atendam às necessidades exclusivas dos alunos com autismo.

Gostou? Compartilhe este artigo com quem também possa se interessar!

Você também pode se interessar...

39 respostas em “Métodos de alfabetização para crianças Autistas”

Ótimo vídeo bem como as orientações no espaço escolar para todas as pessoas envolvidas no processo de inclusão.

Muito bom…contribuiu bastante para a discussão com professores da rede pública que atuam em Sala de Recurso Multifuncional e Sala regular..

Estou encantada com o neurosaber, que oportuniza tando a nós professores como os pais a obter mais conhecimento sobre TEA, que é um desafio para a educação brasileira.

Olá, sou professora do AEE, atendo um menino com autismo. Gostei muito das dicas. Poderia dar um exemplo para incentivar a escrita tradicional. Ele adora o tablet, porém para que realize algumas atividades em sala necessita da escrita. Um abraço Cândida.

Esse e outros trabalhos da Neuro Saber me deram mais força para gritar pela minha menina. Hoje ela tem 15 anos, já conquistamos muitas coisas, mas falta muitas.
Hoje quero uma consulta pessoalmente com o Dr. Clay Brites.

Mttt bom sou prof de ed especial trabalho c8om TEA. Se pudessem me enviar os materiais do curso de vcs divulgarei com todo prazer! Grata Teresa Marçal.

Sou educadora física e com pós em psicopedagogia clínica. Estou fazendo atendimento com criança autista e com tdah, e utilizo circuíto junto com palavras e jogos, e estou tendo um bom resultado na alfabetização pois coloco músicas infantis e durante o circuito vamos cantando e contando histórias diversas. Esto amando.

Trabalho em uma escola de Educação infantil, e tem uma criança autista ele tem três anos, um amor de criança observei que tem hora que é muito difícil para professora ele está em adaptação está sendo aos poucos ainda ,mas está a cada dia se superando e desenvolvendo seu cognitivo.

É muito importante divulgar e educar a sociedade para da inclusão, para proporcionar qualidade de vida a tdos nós. Como somos todos diferentes, de uma forma ou de outra precisaremos ser incluídos em algum formato. Para os portadores de TEA a inclusão, trabalhar a subjetividade é essencial para viverem na verdadeira essencia da palavra.

Estou no terceiro ano de pedagogia ou seja no sexto semestre e estou achando muito interessante os temas que são abordados.

Olá… Gostaria que me enviasse algum livro ou outro tipo de material falando mais sobre a alfabetização em crianças com autismo. Desde de já, muito obrigada!

Bom dia meu filho tem 4 anos e ainda nao fala ele vai na escolinha mais nao esta se adaptando eu tenho que buscar ele quase todo dia meio dia ele nao fica queto e nao oara e nao deuxa os colegas dormirem o que posso fazer pra ajudar ele ..tiro ele da escolinha ou deixo me ajude

EXCELENTES DICAS DR. CLAY. Como sempre um show a parte. olha o que seria de nós sem a neurosaber. depois que descobri vcs acreditem aprendi muito e me encontrei também com o que eu acreditava ser possível. obrigada!

Suas dicas como sempre são maravilhosas! Estou fazendo o cursos PENSA e o PITE da NeuroSaber e estou amando! Parabéns pela qualidade dos cursos!!

Boa TArde!
Tenho um aluno com autismo que não fala ou seja não tenho um dialogo com ele.
Ele até conversar mais repete geralmente o que falo, identifica figuras e fala mais o dialogo em si ainda não consegui.
Tem como mim ajudar?
Obrigda

Sou professora do 3º ano do EI e meu aluno com TEA já é alfabetizado, porém estou tendo dificuldades de ensiná-lo a ler sem o apoio de figuras, já que o condicionamento do aprendizado vinculado a este tipo de suporte se fez desde o início. Ele é, acredito que como todo altista, extremamente apegado à rotina, tendo grande dificuldade de desvincular-se dela. Alguém tem alguma sugestão?
Luciana, poderia abordar esse assunto no canal do Neurosaber do Youtube?
Obrigada!

Olá Dr. Clay Brites, sou psicóloga e mãe de Lorena de 4 anos, Autista Atípica, ótima aula , sucesso sempre !!!!

Quero agradecer toda a equipe do Neuro Saber por nos ajudar. Mas sabemos que aluta é longa, pois é um processo de trabalho de Formiguinhas.
Hoje sou grata ao meu Deus que tem me dado força para manter meu filho no colégio. E terapias que tem feito a diferença, disciplina vinte quatro horas. Não aceita a palavra NÃO AINDA. ELE ESTA ACOMPANHANDO A TURMA QUE É MARAVILHOSO. PORÉM NÃO GOSTA DE REGISTRAR A MATÉRIA E NEM LER. EXETO SE FOR DO SEU INTERESSE..QUALIDADES SÃO MUITAS. GOSTA DE CIÊNCIA, GEOGRAFIA ,HISTÓRIA E TECNOLOGIA.

Experimentem o App “Foco X Cuca Fresca”. Trata-se de um projeto de pesquisa para a alfabetização de pessoas com autism, entre outras patologias. A versão disponível é gratuita e já propõe uma aquisição de conceitos fundamentais à alfabetização.

ola boa noite, sou professora de uma escola pública do 4 ano do ensino fundamental 1, este ano recebi uma aluna autista , um desafio, por isso estou pesquisando e estudando sobre o autismo,mas me encontro completamente perdida .PRECISO DE AJUDA!!!!

Boa tarde, amei esse tema, inclusive estou fazendo um projeto pra faculdade sobre alunos com TEA. Obrigada pelo discurso, Super bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *