Skip to content Skip to footer

6 bases para a estimulação e reabilitação da consciência fonológica

A consciência fonológica é uma habilidade que precisa ser estimulada a fim de que a criança alcance o desenvolvimento e a aquisição de outras competências que estão ligadas a esse processo. Isso reflete uma importância enorme para a alfabetização, pois quando o aluno está diante de um conjunto de estratégias voltadas para o aspecto pedagógico e cognitivo, ele tende a concluir todas as etapas imprescindíveis para o amadurecimento de sua capacidade de lidar com os desafios do letramento e da própria linguagem. Sim, uma vez que a consciência fonológica está íntima e diretamente associada à percepção de como essa linguagem pode ocorrer.

Quais são as seis bases para a estimulação e reabilitação da consciência fonológica?

Para que o trabalho de estímulo à consciência fonológica seja algo bastante proveitoso, é aconselhável que sejam estabelecidas algumas bases que visem a um resultado satisfatório de toda essa dinâmica. Vejam quais são eles abaixo:
– Planejamento
Para começo de conversa, é necessário que haja um planejamento a fim de que os educadores criem maneiras de aproximar o ensino e a aprendizagem mais próximas do estudante, de forma que ele consiga atender a suas próprias expectativas. Sendo assim, o corpo pedagógico da escola deve traçar estratégias que favoreçam o início, o desenvolvimento e a conclusão desse de todo esse processo.
– Sistematização
As estratégias da consciência fonológica começam a ser pensadas e praticadas nesta etapa, pois a sistematização é quando os responsáveis pelo trabalho estabelecem as maneiras de aplicar as atividades que colocarão a criança em contato com os mecanismos necessários para a aprendizagem e tomada de percepção da consciência fonológica.
– Regularidade
Perceber como os alunos lidam com as tarefas é algo importante na estimulação e reabilitação dessa habilidade, uma vez que a forma pela qual as crianças se desempenham diz muito sobre a eficácia do conjunto de estratégias utilizado pelos profissionais.
– Empatia
Este quesito é extremamente importante, pois é necessário que os educadores consigam utilizar a empatia a fim de trazer o pequeno ou o jovem para mais perto das atividades que trabalhem a consciência fonológica e a alfabetização.
– Motivação
É muito válido que a criança seja motivada a continuar. No entanto, os adultos precisam usar formas de tornar o trabalho atrativo. Deve-se lembrar o público que está sendo submetido a essa dinâmica. Uma maneira interessante é sempre apostar no aspecto lúdico das tarefas. A não utilização desse lado mais lúdico tende a ser ruim, pois o aluno pode não se sentir atraído pelo o que é proposto.
– Registro
Importante se certificar que o estudante está realmente aprendendo e adquirindo as competências provenientes da consciência fonológica. Por isso os exercícios são necessários para medir o nível de aprendizagem e percepção desse trabalho.

A consciência fonológica e a alfabetização

Todo artigo em que se fala sobre a consciência fonológica e a alfabetização é necessário salientar a importância de dizer que a primeira (consciência fonológica) sempre antevê os método da segunda (alfabetização). Com isso, vale lembrar que esse aspecto se torna bastante relevante, pois é normal que muitos pensem que para a criança aprender a ler e a escrever, basta apenas ensinar as letras soltas (A, B, C, D, E…), mas não é assim.

Aprender somente o som das letras não é garantia

Deve-se ressaltar que o som da letra não é garantia de aprendizado. Isso acontece porque as crianças tendem a apresentar dificuldades, como demonstrar problemas na hora de juntar as letras.
Há casos em que os pais pensam que dando as letras, os pequenos já aprendem a ler e a escrever sozinhas. No entanto, isso não é o suficiente, pois a letra é somente um dos aspectos que a criança aprende durante todo esse processo.
Referência
BRITES, Luciana. Consciência fonológica: manual teórico e prático. Arapongas: Neurosaber, 2019.
 

7 Comments

  • Bruna
    Posted 25/01/2020 at 12:32 pm

    Para o adulto com problemas com consciência fonológica e ortografia, é possível começar da educação em consciência fonológica como uma criança antes de se alfabetizar?

    • Suporte Neurosaber
      Posted 28/01/2020 at 2:40 pm

      Olá Bruna,tudo bem? Ainda não temos um conteúdo sobre este tema, mas vamos colocar em nossa pauta abordar sobre este assunto também. Obrigada pelo contato!

  • Dalneir
    Posted 17/02/2020 at 9:13 am

    Amo tudo! que a neurosaber me passa como prendizado e de conhecimentos.Sou muito grata!

    • Suporte Neurosaber
      Posted 18/02/2020 at 1:49 pm

      Olá Dalneir, Obrigada pelo carinho! Continue sempre acompanhando!

  • Jeanne
    Posted 09/04/2020 at 10:09 am

    Sem dúvida um artigo de extrema importância pq tem professores que tendem a trabalhar apenas o som da letra. Vcs como sempre são referência.

  • IOLANDA GOMES FEREIRA
    Posted 15/04/2020 at 1:08 pm

    Meu filho reconhece as letras e alguns sons, mas não consegue grafá-las.O que devo fazer?

Leave a comment

0.0/5