Skip to content Skip to footer

Alfabetização matemática e literatura infantil

Desde os primeiros anos de vida, a alfabetização matemática desempenha um papel fundamental no desenvolvimento cognitivo das crianças.

No entanto, muitas vezes subestimamos a importância dessa alfabetização matemática precoce, enquanto nos concentramos predominantemente na alfabetização em leitura e escrita.

Neste artigo, exploraremos uma abordagem inovadora e cativante para ensinar matemática às crianças: a integração da literatura infantil.

Alfabetização matemática e literatura infantil

A alfabetização matemática é um processo que incentiva as crianças a aplicarem conhecimentos matemáticos, relacionando números e suas funções sociais às operações matemáticas. Dessa forma, integrar essa alfabetização à prática da leitura é fundamental para o desenvolvimento de habilidades essenciais, como orientação espacial, reconhecimento de figuras geométricas e compreensão de elementos matemáticos no cotidiano.

Além disso, essas habilidades matemáticas devem estar integradas ao processo de leitura, e o letramento literário na alfabetização matemática implica em utilizar textos para aprender conceitos matemáticos e vice-versa, utilizando a matemática para compreender o que é lido.

Durante esse processo, os alunos combinam práticas de leitura com conteúdos matemáticos, abrangendo medidas, números, geometria e análise de informações. Esses quatro blocos de conteúdo são considerados essenciais na alfabetização matemática, conforme os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN).

Prática pedagógica integrada

Os professores devem integrar habilidades matemáticas com a literatura infantil para uma prática pedagógica integrada. Ou seja, é essencial estimular a leitura exploratória em sala de aula, onde os alunos buscam conceitos matemáticos nos textos, organizando seus conhecimentos.

Ademais, a prática pedagógica integrada, unindo literatura e matemática, é crucial, exigindo um planejamento cuidadoso, com diversos formatos de literatura, como poemas e livros infantis, podem ser explorados para promover a alfabetização matemática.

Por sua vez, os professores necessitam de formação literária para selecionar textos que se adequem ao contexto dos alunos, promovendo uma aprendizagem com sentido e significado. Dessa forma, a literatura infantil, ao introduzir conceitos matemáticos e desafios, não só auxilia no aprendizado de conceitos, mas também na construção de significado.

Atividade de alfabetização e literatura infantil

Para ilustrar o conceito mencionado anteriormente, vamos propor uma atividade que integra a alfabetização matemática e a literatura infantil. Escolha um clássico da literatura infantil, como “Chapeuzinho Vermelho”, e realize uma leitura coletiva com os alunos. Em seguida, solicite que as crianças desenhem o trajeto percorrido por Chapeuzinho, da casa de sua mãe até a casa da avó.

Essa atividade permite que os alunos apliquem conhecimentos matemáticos relacionados à geometria, como movimento e localização no espaço, ao desenhar a posição das personagens e o percurso realizado.

Dessa forma, os alunos desenvolvem noções de tamanho, lateralidade, localização, entre outras habilidades. A leitura complementa o desenho, proporcionando pontos de referência que ampliam a compreensão do espaço.

Em suma, a integração entre alfabetização matemática e literatura infantil oferece vastas possibilidades para uma prática pedagógica integrada e enriquecedora. Ao unir esses dois campos, os educadores podem criar ambientes de aprendizado estimulantes, onde os alunos não apenas desenvolvem habilidades matemáticas essenciais, mas também se envolvem emocionalmente com a leitura e a interpretação de textos.

Tem mais sugestões de atividades que integram alfabetização matemática e literatura infantil? Compartilhe nos comentários e enriqueça nossa discussão!


Referências:

Silva, Fabio. (2016). Alfabetização matemática e literatura infantil: possibilidades para uma prática pedagógica integrada. Amazônia: Revista de Educação em Ciências e Matemáticas.

SANTOS, F. A. DOS. A literatura infantil como estratégia pedagógica no processo de alfabetização matemática. Ensino em Re-Vista, v. 27, n. 2, p. 546-571, 28 abr. 2020.

25 Comments

  • Tania
    Posted 20/03/2021 at 2:11 pm

    Muito bom. Amei.

  • Patrícia Vidal
    Posted 20/03/2021 at 2:19 pm

    Que interessante

  • Clarice de Souza
    Posted 20/03/2021 at 2:27 pm

    Muito bom adorei gratidão muito vai ser útil

  • Marili A. C. A. da Silva
    Posted 20/03/2021 at 4:28 pm

    Adorei a ideia através da exemplificação dada. Fez-me refletir nas oportunidades que já perdi. Sou pouco criativa. Agradeço a ajuda recebida.

    • Liduina Maria da Silva Barroso.
      Posted 24/03/2021 at 11:45 am

      Ótimo muito importante para a aprendizagem de nossas crianças.

  • MIRQUIs dos Santos Caetano
    Posted 20/03/2021 at 5:27 pm

    Obrigada a toda equipe Neurosaber por compartilhar tanto conhecimento. Tenho aprendido mais neste período de um amo que conheci voces, que todos os anos de graduação e pós.

    • NeuroSaber
      Posted 22/03/2021 at 11:16 am

      Olá Mirquis,
      Para nós é um prazer poder contribuir para auxiliar você nessa questão!:)
      Atenciosamente,
      Equipe NeuroSaber

  • Maria Das Dores Laurindo Da Silva
    Posted 20/03/2021 at 6:40 pm

    Aproveitei bem o conteúdo é um método muito inteligente que podemos explorar na sala de aula com o alundo.

  • Jaina Gomes
    Posted 21/03/2021 at 2:28 am

    Gostei das estratégias de ensino

  • Ruth Lisita
    Posted 22/03/2021 at 1:34 pm

    Bom dia
    Professora aposentada há mais de 10 anos , sempre acreditei que o trabalho interdisciplinar era o mais correto E assim o fiz, por longos 21 anos da minha carreira, na alfabetização.
    Tinha um projeto que seria enviado ao MEC e acabou caindo por terra, quando adoeci e interrompi meus trabalhos.
    Continuo na expectativa de que este trabalho sério tenha continuidade e nossos pequenos iniciantes à alfabetização, possam ser beneficiados.
    Parabéns à toda Equipe.
    Att

  • ROSANGELA RODRIGUES DOS SANTOS
    Posted 22/03/2021 at 5:22 pm

    Gostei das estratégias apresentadas ,exemplos de como podemos diversificar.

  • Ivanisa Melo dAmorim
    Posted 23/03/2021 at 3:55 pm

    Muito bom gostei muito da matéria.

  • Jirlene
    Posted 23/03/2021 at 11:12 pm

    Gratidão, a equipe NeuroSaber, em compartilhar seus conhecimentos, que tanto contribuem para prática pedagógica do professor, de forma clara, objetiva dando possibilidade do educador realizar.

  • Fabio Colins
    Posted 24/03/2021 at 3:22 am

    Que bom que gostaram das ideias de trabalhar a Alfabetização Matemática e a Literatura de forma integrada. Tenho outros artigos disponíveis na internet. Só pesquisar!!!

    • NeuroSaber
      Posted 25/03/2021 at 7:58 pm

      Olá Fabio,
      Nós que agradecemos pelo conhecimento compartilhado😀.
      Atenciosamente,
      Equipe NeuroSaber

  • Fabio Colins
    Posted 24/03/2021 at 3:23 am

    Publiquei esse texto em 2016, logo após ter concluído o mestrado em Educação Matemática.

  • Noemia Verucia
    Posted 24/03/2021 at 5:39 am

    Adorei a matéria, acho que esta prática ajuda no desenvolvimento de habilidades para compreensão de enunciado de matemática que muitas vezes constituem um entrave na resolução de problemas.

  • Luciene
    Posted 24/03/2021 at 6:05 pm

    Não entedia o por que de pedir uma ilustração da história lida (até mesmo pq aq foi de algo específico do conto). Agora fez sentido para mim, antes parecia só postergação de atividades.

  • Edna Maria
    Posted 25/03/2021 at 9:47 am

    Adorei a sugestão de refazer o caminho feito por Chapeuzinho,várias são as possibilidades de aproveitar a história no aprendizado de Matemática,obrigada Equipe Neuro Saber!!

  • Neuza Feijó Machado
    Posted 25/03/2021 at 11:30 am

    Recomendo a utilização do vídeo O Brincar e a Matemática.

  • Hamilton RC
    Posted 25/03/2021 at 6:26 pm

    Excelente artigo. Acredito que o professor, possa também preparar um texto, porém ao apresentar, colocar os parágrafos fora de ordem. Após a leitura os alunos precisam ordenar a história, colocando os parágrafos em ordem de acontecimento. Para auxiliar, pode-se criar uma figura que represente cada parágrafo. Espero que a ideia seja uma boa sugestão.

  • Valéria
    Posted 27/03/2021 at 1:23 pm

    Muito bom

  • Maria Edivania Alves de Oliveira Gonçalves
    Posted 28/03/2021 at 12:10 am

    Acredito muito nesse método de ensino. Amei a matéria. Parabéns!!!

  • Maria Elisa Braz Barbosa Ouvidor
    Posted 01/05/2021 at 1:03 pm

    Agora, depois de ler o seu texto, percebi que, intuitivamente, trabalhei com o poema musical Aquarela, de Toquinho, na perspectiva de intertextualidade da literatura com a matemática. Enquanto ouviam a música, as crianças iam desenhando as formas ( guarda-chuva, castelo, a partir de “cinco ou seis retas”, etc)

Leave a comment