Skip to content Skip to footer

Aspectos e diagnósticos do Autismo

O autismo pode ser considerado um transtorno neurobiológico, cujas características mais conhecidas são os movimentos repetitivos ou estereotipias; as hipersensibilidades, os maneirismos, déficits em habilidades sociais, comunicação e linguagem; entre outros. Com isso, é imprescindível que os aspectos e diagnósticos do autismo sejam esclarecidos a fim de que pais, mães e até profissionais fiquem por dentro de todas as informações necessárias.
É importante que as pessoas tenham conhecimento a respeito das medidas a serem tomadas e que possibilitarão o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA). O motivo para se preocupar está na urgência que se deve ter para a obtenção de uma resposta e o início das intervenções. No entanto, antes de saber sobre tratamentos, é interessante esclarecer os passos que devem ser dados acerca dos aspectos e diagnósticos do autismo.
Disponibilizaremos para vocês os passos determinantes que poderão indicar uma possível existência do TEA na vida da criança. Vale ressaltar que as informações presentes aqui servem para elucidar as dúvidas de pais e mães acerca da suspeita do autismo na vida de seus filhos. Vejam abaixo.

Os adultos devem procurar auxílio por meio de entrevistas

É importante que pais e mães relatem todos os episódios em que a suspeita da existência de autismo seja levantada. Esta etapa é inicial, mas já determina uma investigação mais aprofundada por parte do especialista. Os responsáveis pela criança devem falar ao profissional se o pequeno apresenta determinadas atitudes presenciadas no dia a dia: falta de contato visual, comunicação prejudicada, pouca ou nenhuma interação social, entre outras.

Acesso a imagens de foto e vídeo

Pode ser que os relatos dados durante a entrevista não sejam suficientes para a abordagem do especialista. Nesse caso, a dica é reunir materiais que utilizem imagens de foto e vídeo de situações em que a criança esteja no ambiente doméstico, escolar ou qualquer outra que a ‘obrigue’ a estabelecer contato visual e interação com seu interlocutor; assim como ela se comporta quando estimulada com objetos e tarefas lúdicas.

Relatos de outros profissionais

Os aspectos e diagnósticos do autismo podem ser esclarecidos a partir do depoimento de profissionais que lidam com a criança regularmente. Educadores e cuidadores são excelentes fontes de informação que podem contribuir, e muito, nesse processo. Afinal, a visão de outras pessoas que não sejam pai e mãe pode enriquecer os relatos e aproximar a investigação do especialista acerca da suspeita da existência do TEA.

Escalas de avaliação

Esse método é utilizado para dar uma maior objetividade à análise do médico; além de orientar de maneira mais específica a condução da entrevista. Outro detalhe aperfeiçoado pelas escalas de avaliação é o fato de as escalas ajudarem a delimitar os sintomas mostrados pela criança, o que contribui também para a proposição de intervenções ao caso analisado. Vale ressaltar algumas das principais escalas. Lembrando que esses instrumentos são podem ser encontrados traduzidos para o português. Vejam quais são elas:
ATA (Escala de Traços Autísticos)
M-CHAT (Modified-Checklist Autism in Toddlers)

Antecedente familiar

Por último, mas não menos importante; a análise nos histórico familiar é um passo que também pode ser dado, tendo em vista que pesquisas já evidenciaram uma provável ligação entre transtornos de desenvolvimento e neuropsiquiátrico na família com uma possível existência de autismo em uma criança. Não que isso seja uma regra, mas existe essa possibilidade. Além disso, essa análise do histórico familiar pode esclarecer as condições do parto da criança, assim também como peso ao nascer e se houve problemas significativos naquele momento.
É sempre válido ressaltar que a procura por um especialista deve ser feito logo nas primeiras suspeitas para que as intervenções sejam realizadas de maneira precoce. Dessa forma, a criança tende a receber o tratamento adequado para o seu desenvolvimento.
 
Dr Clay Brites

24 Comments

  • Cristane
    Posted 26/04/2019 at 7:44 pm

    Preciso muito de material sobre TOD, como começar intervenção devido se opor a tratar, que profissional procurar.

    • NeuroSaber Responde
      Posted 07/06/2019 at 12:31 pm

      Procure um neurologista, ele fará as outras indicações caso necessário.

      • Adriana
        Posted 24/10/2019 at 10:54 am

        Olá tenho gêmeos de 14 anos quando pequenos levei em vários neuros e eles foram diagnosticados com deficte de atenção mais percebi a alguns anos meus filhos e muito nervoso não para quieto são inquietos e um deles não gosta de abraços nem carinhos ,já agendei um neuro para ele ,gostaria de saber com esses gestos ele pode ter algum grau de autismo? Obs,ele não olha nos olhos e não gosta de estar em local público com muita gente

        • Suporte Neurosaber
          Posted 24/10/2019 at 2:45 pm

          Olá Adriana , tudo bem? Sem avaliação não podemos dar uma orientação precisa sobre caso .
          É importante buscar um especialista para lhe dar melhores informações e orientação para uma
          intervenção.De qualquer forma , temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e também em nosso
          blog que podem te ajudar em muitas questões.

  • Janaina Negherbon
    Posted 27/04/2019 at 10:01 pm

    Gostei muito,sou mãe de um menino autista,gostaria muito de receber mais artigos referente a autismo…

  • Maria Margarida da Fonseca Abreu
    Posted 28/04/2019 at 9:28 am

    Excelente os artigos! Tenho aprendido muito com a Neurosaber!
    Obrigada por compartilhar conosco esses conhecimentos!

    • Maria Diná de P.B.Oliveira
      Posted 01/12/2019 at 7:01 am

      Meu neto tem sintomas de autismo. Por favor me enviem endereço de uma clínica pra levá-lo confiável pra meu filho levá-lo pra fazer um diagnostico telefone também é importante.

      • Suporte Neurosaber
        Posted 02/12/2019 at 1:32 pm

        Olá Maria , tudo bem? qual cidade que mora ?
        nosso site tem opção escrito profissionais todos que estão cadastrado são alunos que a Neurosaber indica para fazer tratamento e consulta desdes já agradeço o contato .

  • Sonia MELO Camelo
    Posted 28/04/2019 at 6:22 pm

    agradecer o grupo NeuroSaber por todas essas informaçoes valiosas

    • NeuroSaber Responde
      Posted 07/06/2019 at 12:16 pm

      Nos que agradecemos o carinho!

    • Fábio Di giorgio
      Posted 07/10/2019 at 9:48 am

      Minha filha tem 5 anos e recebi o diagnostico recentemente por intermédio da piscicologa gostaria de ter mais informações

      • Suporte Neurosaber
        Posted 07/10/2019 at 5:01 pm

        Olá Fábio , nosso site e canal do Youtube tem muitos conteúdos sobre assunto e também na opção de curso para aprendizado aprofundado .

  • Auriniva Oliveira
    Posted 27/06/2019 at 7:59 pm

    São artigos que nos traz a cada dia maior conhecimento sobre os transtornos do desenvolvimento

  • MARIA APARECIDA FERREIRA
    Posted 28/07/2019 at 3:11 pm

    sou Assistente Social, e trabalho em um abrigo em que há crianças com TEA,o NEUROSABER ,está sendo um benção para mim.

  • Liliane Cecília Ferreira da silva
    Posted 10/10/2019 at 9:49 am

    Gostaria muito de saber mas
    E colocar meu filho pq ele tem muita dificuldade de aprendizado
    E não se entuma com os amiguinhos
    A escola que ele estuda não tem profissionais a apropriado para meu filho eu estou a procura de uma escola que ajude meu filho interagir

  • Noemi Conceição Bueno
    Posted 11/10/2019 at 9:21 pm

    Meu filho tem 9 anos , o neuropediatra dele está andando nesta linha de TEA ele até encaminhou meu filho para um psiquiatra, já é acompanhado por psicóloga psicopedagogia etc… gostaria de saber mais
    OBRIGADA

  • Ronildo Brasiliano Campos Garcês
    Posted 31/10/2019 at 8:00 am

    Eu tenho uma filha de 2 anos e5 meses e percebi algumas características do espectro..lógico passei logo a pediatra q me encaminhou pro Neuro pediatra…obs:informamos tudo ao Neuro e ele fez outro questionamentos e diagnosticou e nos encaminhou a outros especialistas pra ter uma posição ainda melhor terapeuta ocupacional..pisicologa e Fonoaudióloga ..é nas primeiras os especialistas tiveram a mesma percepção q minha filha tinha um leve grau de autismo..por sinal ótimos profissionais mas gostaria de saber mais pra dar um melhor suporte a minha filha e pra ele ter um bom desenvolvimento..obg

    • Suporte Neurosaber
      Posted 31/10/2019 at 1:27 pm

      Olá Ronildo
      Obrigada pelo carinho! Continue sempre acompanhando!

  • fatima
    Posted 08/11/2019 at 8:22 am

    Sou professora e suspeito que minha sobrinha seja autista ,pedi para a mãe levar na fono pois tem um ano e nove meses e não fala mas a fono falou que era para ela ter contato com crianças foi feito exame de audição e não deu nada tudo normal.Ela enfileira brinquedos a turma canina esta sempre enfileirada,pega colheres na gaveta mas só as vermelhas e poe uma do lado da outra, bate no peito com as duas mãos para pedir colo, agente chama ela não olha, as vezes olha,não gosta de andar descalço.

    • Suporte Neurosaber
      Posted 08/11/2019 at 10:11 am

      Olá Fatima ,
      tudo bem ? Sem avaliação não podemos dar uma orientação precisa sobre caso .É importante buscar um especialista para lhe dar melhores informações e orientação para uma
      intervenção.De qualquer forma , temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e também em nosso blog que podem te ajudar em muitas questões.

  • Isa
    Posted 31/01/2020 at 10:03 am

    Me formei em pedagogia e gostaria de ajudar crianças com necessidades especiais na alfabetização.
    Vocês teriam alguma dica, material de suporte?

Leave a comment

0.0/5

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊