Skip to content Skip to footer

Atividades Psicopedagógicas para crianças com TEA

Vocês, leitores, sabem como é importante para a criança o ato de brincar, jogar e interagir com o ambiente. Não é para menos, a infância é uma fase crucial na vida de uma pessoa, pois está ligada a uma série de desenvolvimentos cognitivos, psicomotor, entre outros. Com isso, as atividades psicopedagógicas são fundamentais para que as crianças encontrem melhor qualidade de vida e muita disposição. E no caso dos pequenos diagnosticados com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA)?

Bom, é verdade que a dinâmica deve ser adaptada para que a criança se sinta parte do processo, mas é importante que em momento nenhum ela se sinta excluída. Muito pelo contrário, as atividades devem promover convergências. Com isso, existem tarefas que são muito bem-vindas para que os pequenos possam aproveitar todos os segundos.

[thrive_lead_lock id=’2767′][/thrive_lead_lock]

 

Veja a seguir algumas atividades que são eficazes na vida de muitos autistas que ainda estão na infância. Antes, é importante salientar que uma tarefa pode ser boa para uma criança e não ser para outra, considerando a variação comportamental que o TEA pode trazer. A generalização nesse caso nunca deve ser utilizada. Confira a seguir como seu filho ou filha podem aproveitar todas as dicas.

Juntando tampinhas coloridas

Esta atividade consiste em um trabalho com cores, como o nome já indica. Ela é ideal para se desenvolver nos pequenos a percepção de formas, tamanhos; além de ensiná-las detalhes como diferença e semelhança dos objetos.

A brincadeira deve contar com tampinhas de variadas cores e algumas caixas para valer a pena. O adulto que estiver acompanhando deve ajudar a criança, orientando-a a agrupar as tampinhas de acordo com as cores correspondentes das caixas. Tampas vermelhas em caixa vermelha, tampas verdes em caixa verde, tampas amarelas em caixa amarela e assim por diante.

Soletrando o brinquedo

Identifique qual o brinquedo predileto do pequeno. Se a criança ainda estiver aprendendo a falar e estiver se comunicando somente por gestos, nada melhor que estimular a fala com esta atividade.

A partir do momento que você estiver segurando o objeto desejado, comece a falar para a criança o nome do brinquedo. Todo esse processo deve ser bem devagar, ocasionando a soletração do vocábulo. Por exemplo: usa-se a separação de sílaba e depois comece a soletrar. Eis uma maneira interessante de treinar a oralidade da criança com objetos que fazem parte de seu ambiente.

Pescando palavras

Que tal criar uma pescaria diferente, que utilize palavras? Esta brincadeira tem muito a ver com a citada acima. Mas neste caso, cada palavra deve estar em um cartão colorido a qual criança se sentirá motivada a pescar. Não economize na criatividade e tente utilizar palavras referentes a tudo que faça parte do cotidiano do pequeno. Depois, use outros termos para enriquecer o vocabulário.

Cautela

Vale lembrar que estas e outras atividades devem ser feitas depois de um contato com especialistas, pois eles podem auxiliar e até impedir alguma tarefa que não seja adaptada às condições da criança. Portanto, use a criatividade e sempre tenha um profissional por perto.

12 Comments

  • Maria Aparecida Chaparro Lima
    Posted 21/09/2017 at 9:31 pm

    Boa noite! Gostaria de saber mais sobre esse assunto. Tenho dificuldade em vestir roupa no meu filho( casaco).
    Ele tira constantemente.

  • Roseli Pretto
    Posted 23/09/2017 at 6:11 pm

    Muito interessante as sugestões de atividade, trabalho com dificuldades de aprendizagem e faço essas atividades e agora trabalhando com autistas não pensei que poderia usar a mesma estratégia. Bem legal. Se houver mais sugestões gostaria q enviassem para meu e-mail.

  • DULCE AMÉLIA MOURA BRUMATTI
    Posted 23/09/2017 at 9:47 pm

    Tenho um aluno de 24 anos e muitas vezea tenho dificuldades naa atividades que devo propor para ele .Vc pode me dar algumas sugestoes.

  • Lina
    Posted 24/09/2017 at 10:08 am

    Estou amando…bjs

  • Kelly Oliveira Campos Rossinholli
    Posted 24/09/2017 at 3:40 pm

    Amei as sugestões. Sempre é aprender ideias novas e que funcionam. Quem ficará agradecido, serão os autistas!

  • Ana Maria
    Posted 25/09/2017 at 8:28 am

    Quando estará aberta a inscrição para a terceira jornada

  • Maria do socorro de Moraes Carvalho
    Posted 25/09/2017 at 1:53 pm

    Adorei as atividades.

  • Maysa C de Farias
    Posted 25/09/2017 at 2:42 pm

    Boa tarde não estou conseguindo fazer a inscrição, este curso é de suma importância e não posso ficar de fora desde já muito agradecida.

  • Arlete Maria da Silva
    Posted 25/09/2017 at 7:37 pm

    olá, estou radiante diante de tantas coisas importantes que visualizo neste site: artigos, cursos., dicas, oficinas, atividades, tudo que acesso é de muita importância para minha pratica com alunos com necessidades educacionais especiais.

    Obrigada e continuem com esse trabalho maravilhoso que tanto contribuem para o aprendizado de muitos profissionais que muitas vezes não sabem como agir diante de tais situações!

    abraços.
    Arlete.

  • Eliane Cristina Ribeiro Da Silva Oliveira
    Posted 10/10/2017 at 2:20 pm

    Olá Boa tarde!
    Gostaria de saber se vc tem dicas de algo para trabalhar com pré adolescentes de 12 anos
    Abraços

  • Solene Santiago
    Posted 14/10/2017 at 4:33 pm

    É de extrema relevância a observação acima, que ressalta o cuidado na escolha das atividades para cada criança. Pois toda atividade planejada precisa levar em consideração a individualidade de cada a sujeito aprendente, ainda, que mais de uma criança apresente o Transtorno do Espectro Autista-TEA.

  • Paula
    Posted 16/03/2020 at 2:22 pm

    Muito bom

Leave a comment

0.0/5