Skip to content Skip to footer

Autismo na Escola – o que você precisa saber?

A criança autista deve estar inserida no contexto integral da escola e a instituição, por sua vez, deve respeitar suas particularidades. Mesmo que muitos profissionais de educação se veem diante de um grande desafio para lidar com alunos que precisem de uma atenção maior, devemos dizer que a própria criança é quem lidará com barreiras a serem derrubadas.

Individualidade

É importante lembrar, contudo, que o autismo dá a pessoa uma característica única. Isso significa que cada aluno terá o seu jeito de ser. Essas crianças variam de gosto cognitivo, nível intelectual, gosto maior pela escola e gosto maior pelas nuances acadêmicas. Por outro lado, há aqueles que não demonstram essa tendência.

E qual é o suporte escolar que precisa estar consolidado para a educação da criança?

– Característica do estudante com autismo:

É importante que a equipe pedagógica identifique as principais características positivas e negativas com a finalidade de trabalhar sobre tais pontos.

– Perfil da equipe de instrução:

Como o grupo de profissionais atua, qual a formação dos educadores, o que a criança vai encontrar na escola? Como é a equipe de educação multidisciplinar e quem a compõe?

– Quantidade e qualidade dos recursos no contexto social, curricular e institucional:

Saber sobre o uso da metodologia de ensino baseado no contexto do aluno autista e como a escola pode fazer isso pelo estudante.

O que levar em conta quanto às características do aluno com TEA?

– Alta variabilidade de comportamento, desenvolvimento, acadêmico e intelectual (levam-se em consideração fatores como hipersensibilidades, coordenação motora, comunicação, comportamento mais ameno ou agressivo, etc.);

– Essencial para tomada de decisões na escola: esse processo não depende somente do professor, mas de uma boa avaliação neuropsicológica, fonoaudiológica, neuropediátrica; avaliação psicopedagógica.

– Auxilia na sequência de estratégias ao longo do tempo: saber a intensidade de materiais ou recursos humanos que ajudarão mais ainda o desenvolvimento do autista.

Como a criança pode absorver o conteúdo?

– Através da aproximação com a criança, utilizando-se objetos e maneiras que o autista se mostra interessado;

– Por meio de um ambiente que favoreça tal fruição;

– Metodologias que torne o aprendizado muito mais proveitoso;

– Acompanhar as necessidades do autista, como a escrita, por exemplo.

Quando a criança com autismo entra para a escola, quais são as formas de avaliação que o educador precisa promover?

– Características dos sintomas de autismo da criança: comportamentos repetitivos, interesses restritos, dificuldade de comunicação qualitativa e quantitativa, além da dificuldade de interação com os demais;

– Características associadas ao transtorno: a participação e permanência em sala de aula, cognitiva, memória de trabalho verbal, memória não verbal, percepção visual, transtornos relacionados, entre outros;

– Contexto instrucional: o perfil inclusivo da escola, preparação, padronização; como a instituição se estabelece no ensino do autista, entre outros.

Importante saber

Deve-se saber como lidar com os comportamentos inadequados, como as estereotipias, a hiperatividade, agressividade e os interesses circunscritos. Além disso, há os comportamentos deficitários que podem ser problemas de comunicação, isolamento, desinteresse por lazer e recreação.

Por último, o comportamento que se pauta no descontrole de estímulos. Este item diz respeito à desconexão entre o que ele quer, mas o contexto não pede. Ex: em vez de estudar, ele prefere brincar. É necessário que haja uma observação do educador a fim de buscar metodologias que tornem o aprendizado mais atrativo e eficaz.

Cuidados na sala de aula

– Uso de imagens de fácil assimilação;

– Promover um ambiente mais tranquilo;

-Sistemas de estímulos para que as crianças autistas não se sintam entediadas e comprometam o aprendizado;

– Suportes de comunicação que possibilitem a interação da criança com os conteúdos e os coleguinhas de classe;

Equipe de avaliação e apoio para impulsionar o desenvolvimento do autista na escola

Psicólogo escolar;

– Pedagogo especial;

– Fonoaudiólogo;

– Terapeuta ocupacional/ educador físico.

É importante salientar que a evolução do aluno autista precisa estar em conjunto com essa equipe multidisciplinar.

39 Comments

  • Silvana Andrade
    Posted 09/11/2016 at 4:41 pm

    Muito bom trabalho. Me ajudará muito com as dicas .Até mais!

  • Gilmara
    Posted 13/11/2016 at 8:51 pm

    Muito bom o texto Dr.Clay ,tem contribuido para as minhas dúvidas ,perfeito !Obrigada

  • Charles Henrique Schmidt
    Posted 24/11/2016 at 5:02 pm

    Muito bom texto. Porem seria importante colocar referencias, como quem escreveu o texto e referências do próprio texto.

  • Maria das Graças Carvalhal Fernandes Cunha
    Posted 30/11/2016 at 5:56 pm

    Estou terminando uma pesquisa monográfica sobre a interação do aluno autista em Sala de Aula Regular . No segundo capítulo falo sobre a importância desse educador junto ao aluno autista. Estamos pensando nessa inclusão que aqui infelizmente ainda não saiu do papel, mães ainda reclamam de vagas para seus filhos autistas. Mas estamos caminhando e por isso estou aqui. Amei , parabéns.

    • Elaine
      Posted 03/08/2017 at 7:07 pm

      Estou com um aluno autista se puder me mandar seu texto ficarei grata.

    • TATIANE
      Posted 14/04/2018 at 12:35 am

      ESTOU FAZENDO UM TRABALHO ACADÊMICO, SOBRE A INCLUSÃO COM TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO NO ENSINO REGULAR,PODERIA ME AJUDAR?

    • Gii
      Posted 04/05/2018 at 8:13 pm

      Olá, gostaria de saber, se é possível que você me mande seu trabalho, me interessei bastante e queria lê-lo..

  • Vanécia de Jesus dos Reis Campos
    Posted 03/12/2016 at 10:08 pm

    Gostaria de receber material impresso

  • Rochele Silverio lopes da Silva
    Posted 27/12/2016 at 4:26 pm

    Boa tarde gostaria que medesse mais informações sobre a socialização do autismo na educação infantil . obrigado

  • MARIZE CELESTINO
    Posted 28/12/2016 at 7:18 pm

    Boa noite. Tenho uma inquietação: e como trabalhar com a criança autista que não possui nenhum atendimento multidisciplinar? Como auxiliar o professor, que muitas vezes não tem nenhuma formação nesta área e se sente bastante angustiado e perdido para ensinar a essa criança? Enquanto ela está na creche o trabalho se torna mais fácil (pelo menos, com os que frequentam minha ccreche), mas e depois? Como trabalhar conteúdos e comportamentos mais específicos? Respeito e defend oa inclusão mas a escola e os profissionais dentro dela estão muito sozinhos…

    • [email protected]
      Posted 05/01/2017 at 4:31 pm

      Marize voce tem razão em preocupar-se mas a informação é que fará com que essas crianças sejam atendidas com qualidade.Em nosso site temos varios videos que podem ser compartilhados que ajudarão.

    • Lucilene Marins dos Santos
      Posted 26/04/2018 at 11:21 pm

      Como convencer os pais que a criança é autista, se eles não aceitam e não procuram o atendimento multidisciplinar, e na escola também não tem?

  • Rosilene de mello
    Posted 02/01/2017 at 9:25 pm

    Informações de grande valor para quem atua na área da educação. Parabéns

  • Maísa Martins Pereira Silva
    Posted 22/01/2017 at 8:20 pm

    Gostaria de receber mais emails sobre o Entendendo Autismo

    • Entendendo Autismo
      Posted 30/01/2017 at 3:05 pm

      OLa Maisa! voce poderá ver mais artigos no site e assistir as aulas disponiveis no canal da neurosaber no you tube “Entendendo Autismo”. Terá muitas informaçoes.

    • Claiudiceia Maria Valéria
      Posted 19/10/2018 at 9:29 pm

      Gostaria de receber emails sobre o Entendendo Autismo…

  • Solene
    Posted 29/07/2017 at 8:55 pm

    Estou em busca de informação para uma boa elaboração do meu TCC,O texto acima me ajudará muito para uma conclusão do meu trabalho!gostaria de receber mais informação sobre o assunto.

  • Amanda
    Posted 04/01/2018 at 7:45 pm

    O autista ele pode ser reprovado e sempre permanecer na mesma serie ou ele tem que avançar de turma conforme a idade?

  • Marlene Holanda Estácio
    Posted 04/02/2018 at 12:03 am

    Quando o comportamento for agressivo e atingir aos colegas , como proceder de imediato ?

  • Adriana
    Posted 25/02/2018 at 10:53 pm

    Já trabalhei com alguns em sala de
    Realmente cada um é muito diferente do outro….

  • Carmen Borcz
    Posted 01/03/2018 at 12:43 am

    Amei. Sou Professora, Pedagoga, Pós Graduada em Educação Especial e EspecialIsta em TEA.
    Me interesso por todas as falas que se referem ao Autismo e em principal nas diversidades de direcionamentos que somem no auxiliar a práxis do professor em sala de aula. Amei as colocações, e as diretrizes que cabem a cada equipe que envolve o contexto escolar. Se todos juntos almejarem bons propósitos para inserir o indivíduo Autista no espaço escolar onde, respeito e aprendizagem caminhem juntos, com certeza mesmo frente às peculiaridades que o TEA apresenta, se fará mais amena a convivência entre alunos do ensino comum e o Autista.
    Obrigada pelos direcionamentos.

    • Dijelma Neves de Jesus
      Posted 07/08/2022 at 4:14 pm

      Boa tarde 🌸🌸 Gostaria de trocar experiências com vc e também gostaria de obter mais material e informação sobre TEA.

  • Carla patricia rosa
    Posted 20/03/2018 at 11:26 pm

    Sou estagiaria em um colégio e o menino tem 5 Anos e é autista sendo que a mãe que fica na sala com ele e se ela some por alguns segundos ele fica desesperado. pra ele ficar bem ele tem que ver ela todo o momento. e por conta disso não fica espaço pro profissional atuar com o menino o que fazer?

  • Elani lemes de souza.
    Posted 13/04/2018 at 9:04 am

    Como fazer um bom trabalho e obter resulta na aprendizagem dos aluno ,se nao tem apoio na sala.de aula e.com desenvolver uma estratégia que interagem toda a sala.

  • Audilene
    Posted 18/04/2018 at 12:39 pm

    Gostei da publicação estou estudando sobre este assunto

  • Audilene
    Posted 18/04/2018 at 12:49 pm

    Eu estou estudando tem vontade de me formar nessa área de formação educação especializada em deficientes que saber mais sobre autismo como incluir em sala de aula

  • Rejane
    Posted 22/04/2018 at 8:38 pm

    Oi..boa noite.. como posso trabalhar com um aluno com autismo….sem com isso ter nenhuma equipe multidisciplinar na escola?

  • Thalía
    Posted 27/04/2018 at 12:22 am

    Como agir quando um aluno autista faz as necessidades na roupa?

  • Maria Lúcia Brito de Araujo
    Posted 10/05/2018 at 10:01 am

    eu gostaria de receber material para trabalhar com autista

  • Voleide Maria Cassia de Moura
    Posted 23/05/2018 at 1:45 pm

    Amei ,eu trabalho com autistas e preciso muito de sugestões

    Mande para o meu E-mail.

  • Bruna
    Posted 18/08/2018 at 11:36 am

    Gostei do texto.Indicar um livro

  • Jagueline santos
    Posted 17/09/2018 at 9:51 pm

    Sou mãe de um menino de 9 anos, aos 4 anos através de uma análise com uma Neurologista, descobrir que ele tem Transtorno Espectro Autista. Aprendi a cuidá-lo…Mas a maior dificuldade e a sociedade aceitar seu jeito de ser, e o despreparo do corpo docente da Escola, onde ele estuda, deixa desejar no aprendizado e na socialização de meu filho.

  • Adenilza
    Posted 05/11/2018 at 6:30 am

    Descobri o autismo agora. Estou muito assustada, tenho medo de tudo q minha filha pode sofrer, por não ser entendida na escola. Há alguma coisa que eu possa fazer p ajuda-la a passar por tudo de forma mais suave?

    • Leila Sinkere
      Posted 04/05/2022 at 4:41 pm

      Contratar um profissional psicopedagoga se possível, para orientá-la já é um grande passo!

  • Antonia Rodrigues do Nascimento Bicudo
    Posted 28/12/2021 at 12:09 am

    Boa noite! Estou estagiando numa escola que e referência em inclusão, e temos bastante alunos com transtorno do espectro autista,eles são muito bem cuidados por todos, o que e legal é que os outros alunos se acostumam bem rápido e são muito compreensíveis querem sempre ajudar de alguma forma, carregando mochila dando apoio ao subir escadas mesmo sem a gente pedir, estou aprendendo muito com eles e acho que os pais ou responsáveis devem procurar escola que realmente seja inclusiva e deixar que a criança se desenvolva pois é um direito deles ,e as escolas precisam se preparar mais para atender melhor as pessoas com alguma necessidade.

    • Webster
      Posted 14/01/2022 at 1:25 pm

      Olá, Antonia

      Agradecemos por nos acompanhar por aqui e compartilhar a sua história.

      Webster
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Karina Rodrigues
    Posted 17/05/2022 at 10:26 pm

    Sou agente de educação ( monitora) de dois autistas,um nível 2 e outro nível 3,porém eu gostaria de saber se por lei, a escola teria que disponibilizar um agente pra cada criança de nível diferente .

    • Solange
      Posted 20/05/2022 at 1:25 pm

      Olá Karina, tudo bem?

      Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5