Skip to content Skip to footer

Como avaliar o progresso de alfabetização de crianças atípicas

Como avaliar o progresso de alfabetização de crianças atípicas

O progresso de alfabetização é uma tarefa de extrema importância, pois a alfabetização é um marco importante no desenvolvimento estudantil de todas as crianças.

No entanto, algumas crianças podem apresentar desafios no processo de aprendizado, especialmente aquelas com transtornos como TEA, dislexia, deficiência intelectual, déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) ou outras particularidades. 

Então, para que a criança possa ter o suporte necessário, é importante saber como avaliar o progresso de alfabetização e ter estratégias baseadas em evidências científicas para identificar áreas em que elas possam precisar de mais suporte e intervenção. 

Neste artigo, discutiremos como professores e professoras podem avaliar o progresso de alfabetização de crianças atípicas com eficiência.

Progresso de alfabetização: Desafios de uma Alfabetização Inclusiva

A alfabetização auxilia no desenvolvimento de habilidades cognitivas, como a memória, a atenção, a capacidade de compreender informações complexas e comunicá-las. 

Apesar de cada criança atípica apresentar comportamentos e necessidades individuais, é fundamental que os professores estejam cientes dos obstáculos comuns que podem surgir nesses casos. 

É necessário que os educadores estejam preparados para enfrentar os desafios da inclusão escolar de crianças atípicas, compreendendo as dificuldades que podem surgir na alfabetização e intervindo no tempo certo para auxiliá-los.

Contudo, é importante ter em mente que distinção de conteúdos não deve ser feita entre alunos típicos e atípicos na alfabetização. 

Afinal, um bom programa de aprendizagem, que visa a educação inclusiva deve ensinar a todos os alunos, ainda que com estratégias diferenciadas.

Assim, garantimos o direito dessas crianças alcançarem o mesmo nível de alfabetização que as outras crianças neurotípicas.

A seguir, apresentaremos algumas estratégias para ajudar pais e professores a avaliar o progresso de alfabetização de crianças atípicas:

Identificar objetivos específicos pode facilitar

O primeiro passo para avaliar o progresso de alfabetização de crianças atípicas é identificar objetivos específicos e mensuráveis. 

Isso pode incluir habilidades fônicas, de leitura, compreensão de leitura, escrita, soletração e outras habilidades linguísticas. 

É importante que esses objetivos sejam adequados ao nível de desenvolvimento da criança e que sejam adaptados às suas necessidades individuais.

Entender as particularidades da criança é fundamental 

Cada criança é única e o professor precisa conhecer o seu aluno, suas características, habilidades, dificuldades e necessidades para considerá-las no seu plano de aula. 

Na hora de avaliar, compare o desenvolvimento dela de hoje com o da semana anterior, ou do mês passado. O padrão dela sempre será ela mesma, registrando seus avanços e dificuldades. 

Só assim será possível determinar quais metodologias e intervenções utilizar.

Considerar ferramentas e métodos adaptativos 

Use ferramentas e métodos adaptativos para avaliar o progresso da criança. Por exemplo, se a criança tem dificuldades motoras finas, use um lápis grosso em vez de um lápis comum para avaliar sua escrita.

Faça observações regulares

Faça observações regulares da criança em diferentes configurações, como na sala de aula, em casa ou em um ambiente social. Isso pode ajudar a identificar áreas em que a criança está progredindo e onde ela pode precisar de mais ajuda.

Usar testes baseados em evidências científicas são mais eficazes

Para que haja maior segurança nas avaliações da alfabetização, principalmente para crianças atípicas, é necessário buscar métodos baseados em evidências

Afinal, é preciso que a avaliação leve em consideração o funcionamento e o desenvolvimento adequado de várias áreas do cérebro.

E é justamente por isso que usar a educação baseada em evidências é tão importante, visto que ela traz práticas que ativam a maioria dessas áreas cerebrais.

Gostou deste conteúdo sobre alfabetização mas, ainda assim, sente que precisa de apoio para ensinar os pequenos? Conheça o AlfabetizAção. 

Progresso de alfabetização: Como avaliar a aprendizagem dos alunos com algum tipo de deficiência?

Referências:

JUSTINO, Maria Inês de Souza Vitorino  and  BARRERA, Sylvia Domingos. Efeitos de uma intervenção na abordagem fônica em alunos com dificuldades de alfabetização. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2012, vol.28, n.4 [cited  2021-05-10], pp.399-407.

24 Comments

  • Severino Herculano Sardinha de Vasconcelos
    Posted 08/04/2023 at 3:16 pm

    Essas informações são muito importante para nós professores. Pois tenho um aluno com autismo e pra mim é bem vido este artigo.

    • Solange
      Posted 10/04/2023 at 12:53 am

      Olá Severino, tudo bem?

      Que legal que você esteja sempre procurando sempre se aperfeiçoar, pois é fundamental que os professores tenham conhecimentos sobre as diferentes necessidades educacionais dos alunos, incluindo os que têm autismo. Temos muitos conteúdos aqui no blog e em nossas outras redes sociais.

      Vamos juntos! Um NeuroAbraço 💙 !!!!!

    • Francisca Adriana Pereira da Silva
      Posted 27/07/2023 at 12:43 am

      Através de um diagnóstico ,observação e registros, pois o processo de aprendizagem do aluno é particular. e quando este tem uma singularidade, particular, devemos usar estratégias e métodos diversificados pra poder conhecer melhor sua clientela, e proporcionar um método de ensino de qualidade e de absorção.

  • Rosângela Lanziotti Perazzo
    Posted 09/04/2023 at 3:12 pm

    Olá, tudo bem? Gostaria de saber mais informações de como trabalhar com crianças que apresentam diagnóstico TOD em sala de atendimento. E quando ela está em crise, o que fazer.

    • Solange
      Posted 10/04/2023 at 1:18 am

      Olá Rosângela, tudo bem?

      Trabalhar com crianças que apresentam Transtorno Opositor Desafiafor (TOD) pode ser um desafio, mas há estratégias que podem ser úteis para lidar com essa condição em sala de atendimento. Aqui estão algumas dicas que podem ajudar:

      Estabeleça regras claras: É importante estabelecer regras claras para o comportamento em sala de aula. As regras devem ser simples, claras e consistentes, para ajudar a criança a entender o que é esperado dela.

      Use reforço positivo: Reforçar comportamentos positivos pode ajudar a criança a se sentir valorizada e motivada a continuar se comportando bem. Certifique-se de elogiar a criança quando ela faz algo certo.

      Seja consistente: É importante ser consistente nas regras e expectativas de comportamento, para que a criança saiba o que esperar e o que é aceitável em sala de aula.

      Ofereça suporte emocional: Crianças com TOD podem ter dificuldade em regular suas emoções. Oferecer suporte emocional pode ajudar a criança a se acalmar e a lidar com suas emoções de forma mais saudável.

      Mantenha a calma: Quando a criança estiver em crise, é importante manter a calma e oferecer apoio. Tente não reagir de forma negativa ou exagerada, pois isso pode piorar a situação.

      Ofereça opções: Dar à criança opções pode ajudá-la a sentir que tem algum controle sobre a situação. Ofereça escolhas simples, como escolher entre duas atividades.

      Se a criança estiver em crise, é importante lembrar de priorizar a segurança dela e dos outros alunos. Tente manter a calma e oferecer apoio emocional, enquanto busca ajuda de profissionais qualificados, como um psicólogo ou assistente social, se necessário.

      Lembre-se de que cada criança é única e pode ter necessidades diferentes. Tente adaptar suas estratégias de apoio e orientação para atender às necessidades individuais da criança com quem você está trabalhando.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

      • Kleumar Brasil de Carvalho
        Posted 27/07/2023 at 12:00 am

        Excelente orientação.😘🌷

  • Trackback: A preparação dos educadores e a sua formação continuada para uma alfabetização simplificada - Instituto NeuroSaber
  • Trackback: Atividades de alfabetização e letramento: quais as vantagens? - Instituto NeuroSaber
  • Ileuza do socorro Ribeiro de Jesus
    Posted 26/07/2023 at 11:16 pm

    Acho importante o modo como vocês se preocupam no ensino vocês se importam com cada detalhe

  • Verônica Pereira Plácido Anselmo
    Posted 26/07/2023 at 11:32 pm

    Ótimo vídeo tenho alunos com tea e outras deficiências, muito importante a inclusão parabéns por esta atitude.

  • HELOISA MARIA CARVALHO MAMEDE
    Posted 26/07/2023 at 11:42 pm

    Hiper, mega importante a leitura destas informações. Tenho adquirido através dos ensinamentos da Luciana Brites muitos conhecimentos que estão diminuindo a minha insegurança ao lecionar.

  • Maria siriaca do prado Neta
    Posted 26/07/2023 at 11:55 pm

    Gostei muito das dicas vou utilizar bastante

  • Maria siriaca do prado Neta
    Posted 26/07/2023 at 11:56 pm

    Gostei muito das dicas vou utilizar bastante e com certeza vou ajudar e alfabetizar meus alunos.

  • Fatima
    Posted 26/07/2023 at 11:57 pm

    Estamos abertos sempre
    Prá aprendermos a vó Fátima com 56
    E o Neto Pedro Henrique
    Com 5 anos Autista Amado.❤️

  • Alniceia Gomes da Rocha
    Posted 26/07/2023 at 11:58 pm

    Boa noite,antes de mais nada quero agradecer aos profissionais do Neurosaber a força que vocês estão nos dando.
    Assim como eu,sei que existem muitas pessoas com muitas dificuldades em alfabetizar ,e aqui estamos conseguindo esclarecer o que pra nós estava no escuro.

  • Eliane Grace Criscolo Parrela
    Posted 27/07/2023 at 12:22 am

    Fiz a leitura desse artigo e já gostei bastante no que diz respeito da avaliação,da comparação e das estratégias desde o planejamento de como desenvolve-las. Tô na expectativa!

  • Roza Alves da Silva
    Posted 27/07/2023 at 12:29 am

    É muito importante aprender a lidar com crianças principalmente com algum desafio,e comecei a entender um pouco através da leitura anterior,sei que estou no caminho,a espera de conhecimento científico.obrigada.abracos.

  • Maria Raimunda dos santos
    Posted 27/07/2023 at 12:33 am

    Foi bom saber as formações de como linda com as crianças que tem dificuldade em conviver com outras crianças foi ótimo este escarecimento

  • Dalvimar Rodrigues
    Posted 27/07/2023 at 12:35 am

    Gostei 👏🏻👏🏻👏🏻,pois trabalho com crianças com síndrome de down e realmente a criança tem dificuldade de segurar o lápis,vou usar essa dica de está usando o lápis grosso, obrigada.gostaria de mais dicas😉.

  • Francisca Adriana Pereira da Silva
    Posted 27/07/2023 at 12:49 am

    Através de um diagnóstico ,observação e registros, pois o processo de aprendizagem do aluno é particular. e quando este tem uma singularidade, devemos usar estratégias pedagógicas diversificados, pra poder conhecer melhor sua clientela, e proporcionar uma dinâmica de ensino de qualidade e de absorção.

  • Maria Aparecida De Souza Rizzo
    Posted 27/07/2023 at 12:49 am

    Ótimo , adoro esses vídeos e explicações.

  • Raquel Marina P.Braga
    Posted 27/07/2023 at 12:50 am

    Lu , agradeço a Deus por criar ,você ,um ser tão iluminado e iluminante !

  • Joselayne das Dores de Souza Quirino Silva
    Posted 27/07/2023 at 1:14 am

    Olá, Boa noite . Adorei as dicas estou recém formada, estou procurando me aperfeiçoar mais na educação infantil.

  • Isabel
    Posted 27/07/2023 at 11:37 am

    Muito boa as explicaçôes, apesar de cada caso de uma criança atípica pode requerer uma estratégia diferente.

Leave a comment

0.0/5