Skip to content Skip to footer

Como conduzir os problemas cognitivos?

Nossa capacidade de compreender e interagir com o mundo ao nosso redor está centrada na cognição – que se refere a como nosso cérebro processa informações possibilitando a percepção, integração e compreensão dos estímulos presentes no ambiente.

Desde a percepção sensorial, integração de experiências e compreensão ambiental, a cognição desempenha um papel crucial no cumprimento das demandas das atividades sociais e diárias.

Este artigo tem como objetivo aprofundar a importância do desenvolvimento cognitivo e sua profunda influência em nossa jornada de crescimento e aprendizagem.

Problemas relacionados ao desenvolvimento cognitivo

Quando surge algo que possa prejudicar a cognição de uma criança, por exemplo, é preciso ter bastante cautela para conduzir a situação com total eficiência. 

No entanto, pais e mães não devem tomar iniciativas por conta própria, cabendo a eles a missão de procurar auxílio especializado.

Desenvolvimento cognitivo e a alfabetização

A leitura e a escrita do pequeno tendem a ser otimizadas enquanto o seu aspecto cognitivo é trabalhado. 

Neste sentido, o motivo para esse resultado se dá por meio  de habilidades ligadas à consciência fonológica e espacialidade serem estimuladas desde cedo. Por isso, é importante a presença da criança em atividades escolares de forma completa e integral.

A importância do acompanhamento profissional

É fundamental destacar a relevância do acompanhamento profissional para aqueles que enfrentam dificuldades no desenvolvimento cognitivo. A presença de especialistas, sejam médicos ou não, é essencial para oferecer intervenções personalizadas e adequadas a cada caso.

Além disso, somente por meio desse acompanhamento é possível identificar e tratar situações mais complexas, como as comorbidades que podem estar presentes nos pacientes.

Quais são as comorbidades mais comuns?

– Transtorno Bipolar;
– Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH);
– Dificuldades de aprendizagem.

Quais são as áreas influenciadas pelo desenvolvimento cognitivo?

 É importante destacar que, além de contribuir para a construção da noção do ‘ser-estar social’, o desenvolvimento cognitivo também traz outras importantes contribuições para o desenvolvimento do filho.

Além disso, é crucial observar quando a cognição da criança está em processo de formação, pois isso indica que suas habilidades estão em evolução. Esse conjunto de práticas provenientes do desenvolvimento cognitivo impacta diretamente na coordenação motora, linguagem, psicomotricidade e adaptação da criança.

Portanto, é fundamental estar atento a possíveis sinais de atraso nesses aspectos, pois podem afetar a autonomia da criança diante dos desafios que enfrenta.

Lidando com problemas de desenvolvimento cognitivo na escola

Dentro do ambiente escolar, os educadores da instituição devem receber informações sobre a situação do aluno, que são fornecidas pelos pais da criança.

Diante disso, a coordenação pedagógica e os professores precisam estabelecer um conjunto de estratégias que visem à execução de um trabalho que seja eficaz e eficiente.

Vale dizer que essa iniciativa é responsável por analisar quais os melhores métodos a serem utilizados pelos educadores. Além disso, os pais também podem e devem comunicar aos profissionais responsáveis pela terapia do pequeno a fim de que a equipe fique completa (professores, terapeutas e responsáveis).

Como conduzir os problemas cognitivos em casa?

Para adiantar, é importante salientar que qualquer procedimento feito em casa só pode ser realizado por meio de uma orientação profissional. 

No ambiente doméstico, a dica é que os pais possibilitem condições favoráveis para o desenvolvimento do pequeno. Ou seja, ações que exijam maior esforço dos pequenos são essenciais para aproximá-los da autonomia necessária.

Em conclusão, a abordagem para lidar com problemas cognitivos deve ser individualizada e multidisciplinar, envolvendo uma combinação de intervenções médicas, terapias cognitivas e suporte emocional.

Em outras palavras, é essencial que se busque ajuda profissional especializada e se mantenha um estilo de vida saudável para melhorar a qualidade de vida e minimizar o impacto dos problemas cognitivos no dia a dia.

Gostou desse artigo e quer saber mais sobre o assunto? Acesse o nosso Canal do Youtube 


Referências:

https://www.sciencedaily.com/releases/2021/04/210407110411.htm

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6534053/

2 Comments

  • Maria do Socorro Mota
    Posted 17/01/2019 at 11:36 pm

    Meu filho está com 15 anos. Até agora tenho vivido realizando uma cruzada procurando respostas, métodos, para ajudar meu filho. Infelizmente, aqui em Fortaleza ainda não tive sucesso. Apenas no final do ano passado o Gabriel foi diagnosticado como Autista/Asperger.
    Mas o meu objetivo é que ele aprenda o básico da matemática mas não sei como fazer.
    Obrigada!

    • Monike
      Posted 11/02/2019 at 3:47 am

      olá Maria, meu filho tem 19 anos! e até hoje não tenho laudo! Moro no interior do Rio de Janeiro. Pesquisando pude desconfiar que meu filho não se enquadra como aspeger, pois ele não tem algumas caracteriscas marcantes do asperger, mas me parece se enquadrar melhor no transtorno da comunicação. Muito dificil não ter acesso a bons profissionais no local onde moramos não é mesmo? Assiste Leo Akira aspie no you tube irá te ajudar com seu filho.
      Deus nos abençoe!

Leave a comment

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊