Skip to content Skip to footer

Como desenvolver a fala na criança Autista

O autismo pode ser encarado como um grande desafio; seja para a criança ou para os pais. O que causa essa sensação é o fato de cada caso ser uma caixinha de surpresa. Mesmo que o pequeno receba as intervenções precocemente, é impossível prever algumas habilidades que serão desenvolvidas ao longo da vida do paciente. Uma delas é a fala.

É muito comum que pais e responsáveis fiquem temerosos com as chances de seus filhos não estabelecerem a comunicação verbal, como se isso fosse diminuí-lo ante outras crianças. É preciso ter paciência para esperar cada conquista. Vale salientar, no entanto, que isso só será possível graças ao tratamento.

[thrive_lead_lock id=’2767′][/thrive_lead_lock]

Mas meu filho pode começar a falar com as intervenções?

Na verdade, o que se pode afirmar é que a criança estará diante de profissionais completamente aptos para desempenhar a habilidade da fala, entre outras. Entretanto, não existe algo determinado, como a garantia da comunicação verbal em determinada idade. É preciso que os pais compreendam a seguinte situação: trabalha-se passo a passo.

Além disso, o desenvolvimento da fala é uma questão multifatorial e bastante complexa. Não é algo que apresente uma fórmula pronta, por isso depende do tempo da criança e, principalmente, da estrutura a que o paciente está inserido.

Uma pesquisa feita pelo grupo norte-americano Autism Speaks constatou que o número de autistas não-verbais corresponde a 25% dos casos. Contudo, esses dados são referentes aos Estados Unidos, considerando que os pais contam com um suporte muito mais avançado que o Brasil. Além do diagnóstico mais precoce.

Quais exercícios podem estimular a fala da criança autista?

Há métodos que podem ser utilizados até mesmo em casa, com tudo devidamente esquematizado. As situações do dia a dia podem ser as melhores para trabalhar no desenvolvimento da fala.

Comece com figuras que se relacionem ao cotidiano da criança: brinquedo, acessório, alimento, etc. A partir do momento que ela mostrar interesse pela imagem apresentada, fale junto com ela a fim que a criança repita. Lembre-se que é preciso ter paciência para que você e seu filho conquistem junto cada progresso.  Outra dica é espalhar essas mesmas imagens pelos cantos da casa para que o pequeno possa ser estimulado.

Contudo, é sempre válido ressaltar a importância de se ter profissionais por perto para auxiliar e orientar em cada etapa. Somente com a ajuda de casa, a criança não terá a intervenção que ela necessita para desenvolver a comunicação verbal.

A maioria dos programas de terapia intensiva comportamental no autismo inclui o tratamento fonoaudiológico. Com uma variedade de técnicas, o fonoaudiólogo aborda uma série de desafios frequentemente enfrentados por crianças, adolescentes e pessoas adultas com autismo. Por exemplo, algumas pessoas autistas não falam, enquanto outras adoram conversar, mas têm dificuldade em usar a fala e/ou entender às nuances da linguagem e colocações não verbais quando fala com outras pessoas.

Outros especialistas também ajudam na conquista da fala

É imprescindível que se saiba como e quanto os especialistas são importantes no trabalho da fala da criança autista. Como se exige uma equipe interdisciplinar, é natural que seu filho conte com médicos, psicopedagogos e pedagogos, além dos fonoaudiólogos.

Por conta disso, reiteramos que o tratamento é indispensável para o desenvolvimento da criança, assim como para o bem-estar da mesma.

Além disso, o diagnóstico, quando feito de forma precoce, é completamente decisivo nos resultados obtidos pelo pequeno. Procure ajuda especializada e conte sempre conosco.

19 Comments

  • Dulce A. Rezende Muniz
    Posted 19/06/2017 at 8:22 pm

    Excelente dicas para se trabalhar com as crianças autistas. Parabéns Luciana!!! Um abraço.

  • Fatima
    Posted 20/06/2017 at 7:48 pm

    Parabéns Luciana, pelo trabalho maravilhoso que vocês realizam. Trabalho em um Cei com cçs de 0 a 4 anos e já observamos em nossas crianças que hoje já com diagnostico precoce autismo. Através de seu material tivemos esse olhar, muitíssimo obrigada.

    • Isabel kindanda
      Posted 06/04/2021 at 6:58 pm

      Muito obrigada gosto do tema como estimular a fala numa criança autista

  • Adriana Melo
    Posted 28/06/2017 at 3:05 pm

    Excelente , estou confeccionando material relacionados as suas aulas . Parabéns !

  • Siene
    Posted 10/09/2017 at 11:15 pm

    Como saber que o trabalho da fono está bom? Tenho gêmeos autistas que vão à uma fono, mas, ela parece tão perdida. Não consegue ter empatia com eles….é assim mesmo?

  • Lúcia Parente
    Posted 23/10/2017 at 11:53 pm

    Parabéns …e obrigada pelas dicas e sugestões

  • Tânia
    Posted 12/04/2018 at 11:44 am

    Tenho vontade de ajudar um autista a começar a falar, até hoje a mãe dele tem uma enorme vontade de ouvir o filho chamá -la de mãe e nunca aconteceu.
    Tenho muita vontade de ser esse canal pra alcançar essa comunicação.

  • Renata
    Posted 30/04/2018 at 9:47 pm

    Olá. Tenho um aluno autista de 8 anos, mas infelizmente ele não é estimulado em casa e diz a mãe que leva ao fonoaudiólogo, porém, ela acha muito fraco.
    Morro de pena do meu aluno e faço de tudo para ajuda-lo, mas sei que apenas o professor não poderá melhorar da forma que eu gostaria. Em fim… Queria saber que métodos posso aplicar em sala de aula para ao menos ele falar algo e poder escrever seu nome. Ja que o mesmo nao tem materiais, ou seja, quase largado.

  • ANA MARIA
    Posted 27/08/2018 at 4:43 pm

    Estou terminando uma pós graduação em educação especial inclusiva. Preciso aprender como trabalhar com criança com deficiência autista .deficiência intelectual .síndrome de down.

  • Nadinny Sufen
    Posted 14/09/2018 at 3:28 pm

    Dr Clay, como sempre muito polido em seus artigos.
    Ele é neuro do meu filho e graças a ele hoje o Murillo é outra criança. Foi diagnosticado com 3 anos como Autista Atípico e assim que diagnosticado nós entramos com medicação. Fono, psicologa e psicopedagoga ele já fazia, então as terapias continuaram.
    Com a medição o Murillo só tem progressos! Estamos em 4 meses de diagnóstico e medicação que parecem que avançou todos os anos de atrasos… Ele está comunicativo e o cognitivo nem se fala!
    Ele lê e faz contas de matemática, nessa parte eu amo porque vejo que puxou a Mamãe aqui, ama números!
    Somos um time de treinamento intensivo e progressos significantes e graças sempre ao Dr Clay!

    Obrigada por tudo!

    • Guilherme
      Posted 03/10/2021 at 9:42 am

      Bom dia. Qual medicamento?

      • Bete Gasparelo
        Posted 04/10/2021 at 4:03 pm

        Olá, tudo bem?
        É importante buscar um profissional da área para lhe dar maiores informações e orientação.
        De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos que podem te ajudar em muitas questões.

    • Monica
      Posted 20/07/2022 at 2:02 pm

      Oi, bom dia! Gostei do seu depoimento. Poderia me passar o telefone e endereço do Dr Clay. Por favor. Obrigada! Fiquem com Deus

  • bela caler
    Posted 12/03/2020 at 9:46 pm

    como fasso para conversar com um autista com o grau avançado

  • Luzia
    Posted 11/09/2020 at 12:59 am

    Meu neto e altista agora que ele está falando alguma coisa mais bem pouco ele tem 2 ano e 3 meses será que vai demorar muito ainda vivo encimando ele. Falar ele vai na fonoaudióloga e mais em alguns que não lembro o nome

  • Isabel kindanda
    Posted 06/04/2021 at 7:00 pm

    Muito obrigada gosto do tema como estimular a fala numa criança autista

  • ana Paula
    Posted 16/04/2021 at 3:04 am

    minha filha tem 2 anos e 3 meses comecei a observa la e percebi que ela tem sinais de autismo. fiquei triste mas nao e preconceito…e por ela nao falar e vejo que isso a deixa nervosa. ela grita do nada… e esta fazendo umas coisas agora que sao sinais..ja estou providenciando fono e psicologa… foi o pediatra que encaminhou…ela e inteligente…canta fala ABC todo.. mas no fala nada.. mamae, papai, agua, nada.

  • Márcia Schröder Grams
    Posted 20/04/2022 at 12:18 am

    Tenho sobrinhas gêmeas com sinais de autismo, queria muito ajudá-las, mas os pais não entendem, acham que é normal e precisam dar tempo para que elas aprendam a falar…. Estão com 2anos e 4 meses, não chamam mãe nem pai, não falam palavras básicas como: água… Como posso ajudar? Tenho muita pena delas….

    • Solange
      Posted 20/04/2022 at 7:24 pm

      Olá Marcia, tudo bem?

      Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma separei alguns vídeos sobre o tema que poderão te auxiliar: https://www.youtube.com/c/NeuroSaberVideos/search?query=fala%20

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5