Skip to content Skip to footer

Como desenvolver habilidades precursoras da aprendizagem escolar dos 12 aos 24 meses?

Nos primeiros anos de vida, o desenvolvimento das habilidades precursoras da aprendizagem escolar desempenha um papel fundamental na preparação das crianças para os desafios educacionais que enfrentarão no futuro.

Entre os 12 e 24 meses de idade, ocorre uma fase crucial de desenvolvimento, durante a qual as crianças começam a adquirir as habilidades motoras, cognitivas e sociais que servirão como base para seu aprendizado futuro.

Neste artigo, exploraremos estratégias e atividades específicas projetadas para promover o desenvolvimento dessas habilidades essenciais durante esse período crítico.

Fase de extrema importância para a criança e momento de aprender brincando


Durante os primeiros seis anos de vida, conhecidos como primeira infância, as crianças passam por um período crucial de desenvolvimento, onde sua plasticidade cerebral é alta, permitindo uma maior capacidade de adaptação às experiências e estímulos vivenciados. Ou seja, é essencial maximizar esse período, estimulando e desenvolvendo suas potencialidades, em vez de limitá-las.

Nessa fase, as crianças são naturalmente curiosas e exploradoras, absorvendo novos conhecimentos constantemente. O estímulo adequado é importante para seu desenvolvimento, equilibrando a liberdade de exploração com orientações que garantam sua segurança.

Portanto, é durante a primeira infância que as crianças adquirem habilidades essenciais para a vida, como independência, autonomia, autocontrole e linguagem, que são fundamentais para o sucesso acadêmico e pessoal futuro.

FORMAS DE ESTIMULAR O DESENVOLVIMENTO DAS HABILIDADES PRECURSORAS DA APRENDIZAGEM ESCOLAR

Em primeiro lugar, é importante estar ciente que nessa fase da vida (12-24 meses) as crianças aprendem brincando, então é importante permitir que elas brinque, interajam e explorem diferentes ambientes, materiais e contextos.

5 dicas para estimular as habilidades percursoras nas crianças

1.      Conversar com a criança durante as atividades: o diálogo é de extrema importância para o desenvolvimento da linguagem, para isso o adulto deve falar de forma clara para que a criança consiga observar os movimentos que a boca realiza ao pronunciar as palavras;

2.      Conversar sobre os sabores dos alimentos: a hora da alimentação é um momento descontraído e de descobertas, nesse momento os pais podem pedir que a criança descreva o sabor do alimento e comece a comer sozinha.

3.      Falar os nomes das partes do corpo na hora do banho: ensinar as partes do corpo e testar comandos, como: lave o joelho, lave as mãos, etc.;

4.      Reservar um tempo na hora de vestir a roupa: é uma boa hora para deixar que a criança tente se vestir sozinha, sem pressioná-la. Quando a criança não conseguir, deve elogiá-la pela tentativa, e quando ela conseguir, deve parabenizá-la;

5.      Estimule o contato com a natureza: andar de pés descalços na grama, na terra e em pisos irregulares fortalece a musculatura dos pés e favorece a parte motora;

6.      Brincar de bola:  estimula a coordenação motora de pés, pernas, mãos e braços, além de desenvolver a noção de compartilhamento (“minha vez”, “sua vez!”) e a sociabilidade;

DICAS BÔNUS: habilidades percursoras

7.      Brincar com objetos, potes e caixas: abrir e fechar tampas, colocar uma caixa em cima da outra para construir torres, empilhar e derrubar, parecem tarefas simples, mas elas incentivam o planejamento e a coordenação motora;

8.      Brincadeiras que imitam a realidade: fazer comidinha com areia ou massinha de modelar, construir e montar estimulam a coordenação motora fina das mãos, que é uma habilidade muito importante para a escrita;

9.    Estimular amizades com outras crianças: incentivar ações, como compartilhar brinquedos, é importante para a criança aprender as regras de convivência social, como não bater, esperar a sua vez e respeitar o espaço do outro.

10.  Ler para a criança:

é essencial ler em voz alta e conversar sobre as figuras e o conteúdo do livro, pois o estímulo da leitura feito pelos pais será um aliado no desenvolvimento da alfabetização;

11.  Estimular que a criança desenhe: rabiscar desperta a criatividade e promove o controle dos movimentos. Aos poucos, os pais podem pedir para a criança explicar o que desenhou, estimulando a descrição do que ela quis demonstrar no desenho;

12.  Não estimular excessivamente: é importante estimular, porém é necessário respeitar e observar as reações da criança para não forçá-la a algo que ela ainda não esteja pronta, pois tudo deve ser feito no seu devido tempo.


REFERÊNCIAS

MOREIRA, J. G.; MOTA, R. S.; VIEIRA, M. A. A Contribuição da Brincadeira na Educação Infantil: uma das ferramentas utilizadas como forma de desenvolvimento cognitivo e motor. Revista Latino-Americana de Estudos Cientifico, v. 2, n. 12, p. 1–16, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/ipa/article/view/37294. Acesso em: 17 jun. 2022.

COMITÊ CIENTÍFICO DO NÚCLEO CIÊNCIA PELA INFÂNCIA. Funções Executivas e Desenvolvimento na Primeira Infância: habilidades necessárias para a autonomia. 1. ed. São Paulo: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, 2016. Disponível em: http://www.ee.usp.br/pesq/apostilas/WP-Funcoes%20Executivas.pdf. Acesso em: 17 jun. 2022.

12 formas de estimular o desenvolvimento infantil. Unimed, 2021. Disponível em: https://www.unimed.coop.br/viver-bem/pais-e-filhos/12-formas-de-estimular-o-desenvolvimento-infantil. Acesso em: 17 jun. 2022.

Developing School Readiness Skills From 12-24 Months. Zero To Three, 2022. Disponível em: https://www.zerotothree.org/resources/series/developing-school-readiness-skills-from-12-24-months. Acesso em: 17 jun. 2022.

Leave a comment

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊