Skip to content Skip to footer

Como diferenciar TDAH de Dislexia?

Nem sempre quem tem uma criança com TDAH ou dislexia sabe lidar com determinadas características. Há pessoas que não sabem, inclusive, que uma criança pode apresentar estes dois transtornos de desenvolvimento. É importante saber que essas duas condições podem coexistir, o que todos devem saber com total certeza e acabar com as dúvidas em relação a isso.

Semelhanças entre TDAH e Dislexia

Antes de falarmos sobre as principais diferenças entre o TDAH e a dislexia, o que vocês acham de pontuarmos as semelhanças entre estes dois quadros? Pois é, embora tais transtornos apresentem itens que distanciem um do outro, eles também mostram uma aproximação em alguns pontos. Veja abaixo:

  • O TDAH e a dislexia têm em comum o transtorno de desenvolvimento;
  • Eles afetam e levam a sintomas que atrapalham a interação social e o desempenho acadêmico (afeta o aprendizado escolar);
  • Os transtornos podem se manifestar dos primeiros anos à vida adulta;
  • As duas condições aumentam o risco de depressão, transtorno de ansiedade e suicídio;
  • Podem afetar a capacidade da criança de se apropriar a capacidade da leitura e escrita, mas em graus completamente distintos (a dislexia costuma ser muito mais severa neste quesito).

Diferenças

Agora sim falaremos sobre as diferenças existentes entre o TDAH e a dislexia. É interessante colocarmos tudo de forma muito bem explicada a fim de que vocês, pais e educadores, procurem ajuda com especialistas. Podemos adiantar nesta categoria das diferenças que o TDAH é mais brando que a dislexia, mas isso, é claro, não elimina a necessidade de um acompanhamento adequado. Vamos às diferenças entre um e outro?

  • Enquanto a dislexia leva a uma dificuldade severa para a percepção de letra e som, a criança com TDAH que apresenta esse quadro fica entre 20% e 30%. Isso se deve ao aspecto oscilante que tal dificuldade é manifestada no TDAH;
  • Outra diferença entre uma criança que apresenta dislexia e outra que tenha TDAH é o déficit fonológico (reconhecimento e manipulação do som – palavra e fala), principalmente no que diz respeito à identificação de um objeto e ao discernimento. No caso do disléxico, esse quadro é mais sério; enquanto com a pessoa que manifesta o TDAH, a situação se mostra muito mais branda, principalmente quando a criança conta com o auxílio de uma intervenção;
  • Entre os transtornos de desenvolvimento estudados, podemos falar também que a pessoa que tem dislexia demonstra dificuldade de memorização de atividade verbal (letras, palavras e números). Já no TDAH, a criança apresenta apenas a dificuldade na memorização não verbal (espacial);
  • A criança com dislexia não consegue também memorizar canções e perceber rimas. Aquelas com TDAH não demonstram esse quadro;
  • Entre a prova oral e escrita, o disléxico consegue se sair muito bem na primeira, mas não na segunda. A criança com TDAH consegue dominar as duas;
  • Enquanto a criança com dislexia tem dificuldades para memorizar tabuada, discernir entre direita e esquerda e até ver as horas em um relógio analógico; a pessoa com TDAH não demonstra isso;

Tratamento multidisciplinar

É imprescindível que pais ou responsáveis pela criança saibam identificar alguns desses sinais, mas isso é possível também com a contribuição dos educadores. O papel da escola é fundamental para esses casos, principalmente no caso do pequeno com dislexia.
No entanto, é importante que outros profissionais também estejam por dentro do caso da criança. O tratamento é multidisciplinar e conta com especialistas que ajudarão muito no desenvolvimento do pequeno, e até mesmo do adulto, que tem dislexia ou TDAH.

27 Comments

  • Eliete de Moura Beserra Esturari
    Posted 10/10/2016 at 8:31 am

    Pelo material e possível verificar as semelhanças e diferenças.
    Mas… e possível uma criança ter dislexia e TDAH?

    • Elisabete
      Posted 10/10/2016 at 9:56 am

      sim, meu filho tem os dois.

  • EDINARA ELOIZA
    Posted 11/10/2016 at 4:27 pm

    Meu filho considerando estas diferenças… Infelizmente é dislexio e já está no quarto ano da escola… Está sendo avaliado horamente e toma Ritalina LA 20ml, e trata com a fone, ele mostrou resultados porém muito pequenos ainda não consegui ler mesmo?

  • Adriana
    Posted 16/10/2016 at 8:52 am

    Tenho uma menina de três anos que está em acompanhamento com especialistas para diagnosticar um desses casos. Foi de muita valia essas informações, pois assim posso ajudar na observação do comportamento dela. Obrigada.

  • Vanusa Albuquerque de Sousa
    Posted 16/10/2016 at 10:57 am

    Bom dia Lu o meu filho tem TDHA ele tem certa dificuldade de acompanhar a turma meio lento mas esta indo. Como ele acompanha a turma sera ele tem nessecidade de professor de aponho?

  • Maria Edivani Ribeiro de Menezes
    Posted 16/10/2016 at 4:19 pm

    As explicações não deixam margem para dúvidas, são bem diretas e explicitas. Sempre e muito bom assistir aos vídeos e ler os materiais explicativos. Estou gostando demais ???

  • Lininalva Queiroz de Oliveira
    Posted 17/10/2016 at 10:31 am

    Lu querida,
    Gostei do texto por ser objetivo e nos auxilia enquanto professores na análise das necessidades dos nossos alunos.

  • jocelaine
    Posted 17/10/2016 at 12:13 pm

    Lu!! Sou Pedagoga me esforcei muito para me formar mas agora que estou acompanhando as aulas estou percebendo que posso ter dislexia . Como posso colocar minhas dificuldades para que ele entenda minha dificuldades??? Adora tudo que vcs disponibilizam para agregar em meu conhecimento e para que posso ajudar meu pequenos alunos, sendo que seu professora de Jardim A….

  • Dulcilene
    Posted 18/10/2016 at 8:17 am

    Amando o material. Obrigada.

  • MÁRCIA
    Posted 18/10/2016 at 3:09 pm

    Ótimas informações para educadores, diante de tantas dificuldades de aprendizagem que os alunos apresentam.

  • Rita de Cassia
    Posted 18/10/2016 at 8:49 pm

    Adorei a explicação!!!
    Direta, objetiva, de fácil entendimento. Esclarecedora!!!!!

  • maria
    Posted 18/10/2016 at 9:33 pm

    Tá sendo muito útil pra mim..Obrigada querida!

  • * Rita Maria M. Machado
    Posted 20/10/2016 at 12:00 am

    LU …vcs estao de parabens… estou amando tudo. bjs

  • Elineides
    Posted 24/10/2016 at 9:30 pm

    Estou lendo todos os resumos, assim que posso. São muito bons, esclarecedores.
    Obrigada por me enviar.

  • Norma Lopes
    Posted 25/10/2016 at 3:15 pm

    Boa tarde!
    Leio os textos e assisto aos vídeos de vocês, pois as informações são suporte para minha função de professora de AEE. Vocês têm colaborado muito na compreensão dos transtornos e deficiências dos alunos. Obrigada,
    Norma Lopes
    Fortaleza, Ce.

  • Rozilene
    Posted 26/10/2016 at 8:38 pm

    Os textos são excelentes! Bem esclarecedores . Tenho uma filha de 11 anos com dislexia. Passou por uma equipe ABD. Faz acompanhamento com a fono e está lendo bem, só encontra dificuldade em memorizar e aulas expositivas.
    Um abraço

  • Sheila
    Posted 27/10/2016 at 2:29 am

    Amei encontrar este site porque sou educadora com formação em letras fiz duas pós graduações uma em coordenação escolar com ênfase em gestão escolar a outra foi em psicopedagógia e ao logo do tempo venho percebido que existem crianças com dificuldades no aprendizado. Inclusive tenho uma filha que é muito esperta super inteligente, mas quando chegou na alfabetização eu percebi que ela está tendo dificuldade com as palavras na leitura. Ela conhece todo alfabeto, mas, na hora de juntar as sílabas enfrentar dificuldade e fala mãe eu não consigo e muito difícil isso. Então, coloquei ela no kumom e estou percebendo melhoras. Ela ja tem mais atenção se concentrar mais.
    Pois, dai que estou cada dia mais apaixonada pelo assunto, em poder ajudar minha filha e outras crianças.

  • Alessandra
    Posted 06/10/2017 at 1:28 am

    Meu filho foi diagnosticado com tdah . Ele é muito igual a mim na infância sofri muito com isso é nunca tive um diagnóstico. Eu acredito que possa ter dislexia e não tdah , até hoje tenho problemas com relógio, tabuada a questão da leitura precisa ler e reler mais de 3 vezes isso quando eu consigo entender não consigo aprender esquerda e direita de forma nenhuma

  • Adriele
    Posted 12/11/2018 at 6:13 pm

    É difícil lidar com a dificuldade, do TDAH E DESLEXIA. PELO FATO QUE TODOS VER um ser humano normal. Só quem passa sabe realmente o quanto é prejudicado. Descubrir com 18. Anos é só com 25. Tive condição de recorre reclusos. No momento Trabalho só pra investir na minha dificuldade. Falta ainda muita coisa pra ser trabalhado em mim. Não basta só o remédio, acadêmica, acompanhamento com a Psicóloga. Falta atividades em cima disso. Meu psiquiatra na última vez só perguntou se o remédio esta fazendo efeito. Como estou com remédio. E passou receita. Poderia mudar de psiquiatra mas não quis, pq trabalho comigo mesmo e vejo o quanto preciso não desistir na primeira dificuldade.

  • Marlice Gonçalves
    Posted 05/02/2019 at 6:27 am

    Eu tenho um sobrinho dislexia ele tem 16 anos, não chegaram o diagnostico, ele conhece as letras
    na orar de juntar as palavra naõ consegue. Já foi a escola agora ele não quer ir mais.

  • Lucelene Maria leal Rodrigues
    Posted 19/12/2019 at 9:30 am

    Gostei do conteúdo da matéria objetiva e Clara

  • Monica
    Posted 07/04/2020 at 6:17 pm

    Boa tarde!
    Como faço pra saber se tenho um dos dois, pois tenho muita dificuldade de concentração, isso me prejudica muito. Fora outros pontinhos que me encaixam no perfil.

  • Pollyanna Matos Morito
    Posted 20/09/2021 at 11:35 am

    Bom dia
    Tenho um filho de 6 anos e há uma suspeita de dislexia,então quando em 2019 resolvemos trocar de escola mas ainda não sabíamos o que ele tinha. E essa escola é mais apertada tem bastante exercício para copiar, produção de texto e muitas leituras. Gostaria de uma opinião se deve pensar em troca- de escola.

  • Margareth Fagundes
    Posted 19/11/2021 at 11:52 am

    Eu sou adulta, com o passar dos anos, lendo e estudando, descobri q tenho dislexia e TDAH, tive muitas dificuldades qdo criança, mas era muito esforçada. Meus pais eram chamados quase q semanalmente na escola. Me levavam a médicos e eles diziam q não era nada. Com o avanço da idade só piora, apresento quase todos sintomas descritos. Me sinto triste e deprimida por ser assim. Troco as letras, não consigo gravar as coisas. Em fim tenho muitas dificuldades, será q na minha idade tem tratamento, não sei nem qual especialista procurar. Até sinto vergonha de falar sobre o assunto. Obrigado.

    • Webster
      Posted 22/11/2021 at 8:06 pm

      Oi, Margareth

      Primeiramente obrigada pela confiança! O diagnóstico e acompanhamento requerem avaliação interdisciplinar com o envolvimento de especialistas nas áreas de psicopedagogia, neuropsicologia e neuropediatria. Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

      Webster,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5