Skip to content Skip to footer

Como ensinar matemática para crianças com autismo?

Quando precisamos ensinar algo a uma criança, sobretudo autista, é imprescindível que tenhamos bastante paciência e carinho para apresentar os conteúdos a ela. Afinal de contas, a percepção no autismo é diferente e cada indivíduo tem a sua peculiaridade. Detalhes como a linguagem a ser utilizada, a disponibilidade de objetos e até o local são determinantes para esta finalidade. Veja neste artigo como e o que pode ser feito para ensinar matemática para crianças autistas.

Identificar a linguagem adequada

É sabido que crianças autistas manifestam variações quanto à absorção dos conteúdos que são apresentados pelos adultos. Além disso, a severidade do autismo do pequeno deve ser levada em conta na hora de iniciar as atividades.

É importante que se saiba sobre esse detalhe, pois o entendimento da criança vai depender da forma que a informação chegará até ela. No caso de um autismo muito severo, a utilização de palavras pode não ser tão eficaz; o estímulo visual serve como alternativa.

[thrive_lead_lock id=’2767′][/thrive_lead_lock]

 

Atividades divertidas

A matemática é um campo do conhecimento que requer bastante interesse. No entanto, a criança pode mostrar o contrário, embora muitos autistas tenham uma relativa facilidade com os números. Para driblar um eventual desinteresse, nada mais indicado que tornar as atividades bastante lúdicas, com a utilização de objetos que despertem a vontade no pequeno.

Elabore situações que envolvem algum objeto interessante

As crianças autistas geralmente demonstram um gosto maior por determinados objetos e cores. Procure usar isso a seu favor, elaborando exercícios e brincadeiras voltados para esses itens.

Ensinando passo a passo

Lembre-se que a paciência é um detalhe extremamente importante no ensino a uma criança com autismo. Há casos de autistas que conseguem ler. Em situações como essas, o aconselhável é escrever as instruções da atividade por tópicos bem simples e sem palavras ambíguas.

Para aquelas que ainda não dominam ou realmente apresentam muitas dificuldades com a leitura, a melhor forma de ensino é realmente a via oral. Sendo assim, explique todas as etapas de forma gradativa. É importante que o adulto esteja atento a alguma demonstração de dúvida pela criança.

 

O local adequado

Escolha o lugar mais tranquilo da casa, possivelmente longe de ruídos externos, aqueles que podem tirar a calma da criança. Vale ressaltar que existem certos barulhos que irritam o autista de forma intensa. Um ambiente mais ameno e neutro pode auxiliar bastante o ensino de matemática.

Utilização de jogos eletrônicos como suporte de aprendizado

Os tablets são grandes alternativas no desenvolvimento cognitivo de um autista. No caso da matemática, há muitos exemplos de jogos eletrônicos que são usados para estimular a percepção da criança. Grande parte dos jogos disponibiliza uma interface rica em cores, além de bem distribuídas. Outro detalhe é o aspecto segmentado que essas atrações apresentam, dando aos pequenos algumas noções primordiais da matemática.

Acompanhamento profissional

Mesmo com todas as dicas acima, é válido ressaltar que somente com o acompanhamento profissional médico, psicopedagógico, fonoaudiológico e outros sua criança terá toda a base para absorver o conteúdo ensinado.

31 Comments

  • Sandra Duarte
    Posted 28/09/2017 at 4:53 pm

    Tenho tido muita dificuldade de ensinar tabuada para meu filho. Ele tem 8 anos, está no 3° ano fundamental 1. Ele se desperta com a tabuada, e não tenho encontrado nenhum professor (a), que tenham habilidades com autistas. E não sei como fazer, porque a matemática mudou muito. Tenho 48 anos. E para mim ensinar a meu filho é difícil. Preciso aprender. Mas, o tempo corre e ele não quer tirar menos de 10 nas notas na escola.

    • Gelson Borges
      Posted 12/05/2022 at 11:57 am

      Bom dia Sandra, sou o Professor Gelson Borges, Historiador e Matemático, li sua postagem e se me permite vou fazer algumas observações, primeiramente é necessário que a família tenha muita paciência com um filho(a) especial, o aprendizado dessa criança realmente deve seguir um modelo totalmente diferente do normal, como você mesma comentou Sandra, tens 48 anos, já seria difícil ensinar uma criança que não fosse autista, imagina uma que é autista, tudo deve ser em dobro, a paciência, os cuidados, a atenção etc…
      Voltando ao que interessa, Sandra tudo deve partir do entendimento que você já tem a respeito do grau de autismo de seu filho, quanto maior o grau, maior a dificuldade, maior a necessidade de usar meios diferenciados para atingir os objetivos propostos, no teu caso, você esta tentando ajuda-lo no ensino da tabuada, pois bem, dito isso observe estes pontos abaixo.
      Em relação à interação e comunicação social, o espectro autista pode ter a seguinte classificação:

      Grau 1: o paciente consegue se comunicar sem suporte, mas nota-se uma dificuldade em iniciar interações sociais, um interesse reduzido nessas interações, respostas atípicas a aberturas sociais e tentativas frustradas de fazer amigos.
      Grau 2: o paciente precisa de suporte, apresentando maior dificuldade tanto na comunicação verbal quanto não verbal, além de déficits aparentes na interação social.
      Grau 3: o paciente precisa de apoio muito substancial e quase não tem habilidade de comunicação, apresentando fala ininteligível ou de poucas palavras e respostas sociais mínimas.
      Sendo assim, fica difícil te orientar sobre a melhor forma de ajuda-lo quanto ao aprendizado da tabuada, então digamos que ele tenha um grau identificado de nível 2, tente o seguinte.
      1= Se ele não tem maiores dificuldades de visão faça cartões coloridos com os números de um a cem, com o sinal de [x] vezes em todos os cartões ( pode identificar as cores que ele mais gosta e usar para fazer os cartões com números), a partir deste ir brincando de 2 a 3 vezes na semana com ele para ir despertando o interesse pelos números e consequentemente pela tabuada. Outra opção muito interessante é buscar na internet sites, que possam possibilitar a ele diversão, cores, que possibilitem ele ir aprendendo a tabuada de maneira divertida. (Obviamente tudo depende do grau de autismo e da dependência de teu filho).
      Espero ter ajudado, fiquem com Deus, se cuidem e boa sorte. ( Lembre, ser mãe de autista é ser mão de 3, em 1).

      • Dani
        Posted 12/11/2022 at 12:48 am

        Boa Noite! Excelente explicação q vc deu, Parabéns.

      • Joyce Almeida
        Posted 14/06/2023 at 1:39 pm

        Ótimas “dicas”!

    • Irineia Gonçalves Campos do Amaral
      Posted 10/02/2023 at 2:34 pm

      Bom dia vi sua postagem . Sou professora de inclusão, experiência com crianças autistas e síndrome de down caso queira me conhecer estou a seu dispor, tenho 62 anis muito anos na educação

      • María
        Posted 21/03/2023 at 9:34 am

        Bom dia, tenho interesse na troca de experiência, estou com uma aluna com aDI

      • Carina
        Posted 03/04/2023 at 6:01 pm

        Vc é qual cidade?

      • SONIA MARIA FERREIRA DA SILVA RAMOS
        Posted 08/06/2023 at 12:18 pm

        Olá, como faço para obter seu contato, gostaria de ajuda.

  • Sandra Regina Machado Pintos
    Posted 30/09/2017 at 12:39 pm

    Adorei o texto muito bom estou iniciando a trabalhar com autistas e me apaixono a cada dia

  • MARIA EUNICE MENDES
    Posted 30/09/2017 at 9:45 pm

    como ensinar multiplicação para uma criança de 9 anos .Ela é autista e já é alfabetizada.

    • Djalma
      Posted 01/04/2022 at 10:12 am

      Eu usaria o jogo de varetas, atribuindo os valores de pontos de cada vareta e a quantidade de varetas a multiplicação.

  • norma suely de sousa ferreira
    Posted 01/10/2017 at 8:05 am

    bom dia! preciso muito de ouvir seus essinamentos sobre autismo pois tenho um neto e um aluno autista ainda não verbal um de 6 anos outro de 11 anos

  • Lourdes Costa
    Posted 01/10/2017 at 4:45 pm

    Nossa! Amei esse artigo.
    Obrigada.

  • Lourdes Costa
    Posted 01/10/2017 at 4:46 pm

    Nossa! Amei esse artigo.
    Obrigada.

  • Elisangela Aparecida Souza Canuto
    Posted 02/10/2017 at 7:45 am

    olá ,meu nome é Elisângela e trabalho com autistas. Ao todo são 7 autistas em sala de aula e somos 3 professoras. gostaria de saber como devemos proceder em sala de aula para trabalhar melhor os conteúdos necessários ao seu desenvolvimento. A sala é muito desconfortável e quando um começa a gritar todo o trabalho feito com um deles vai por agua abaixo,todos ficam agitados. Na verdade não sabemos qual o grau autista de cada um . Peço o favor de uma orientação pois as vezes nós ,professores,ficamos frustradas por chegar ao fim do dia e não conseguirmos atingir nem um pouco dos nossos objetivos. O que devemos fazer? Será que se trocarmos de sala para um local maior vai ajudar? Se colocarmos uma mesa grande onde todos possam ficar ao redor também poderia ajudar nosso trabalho,uma vez que usamos muito material concreto? Por favor nos ajude com alguma palavra. Somos professoras de uma escola que funciona em uma APAE. Queremos muito chegar até eles.Desde já agradeço.Obrigada.

  • Regina Souza
    Posted 03/10/2017 at 2:00 pm

    Gostei muito de ter lido este artigo pois me ensinou como trabalhar com meu neto, que é autista severo.Obrigado pois todos os artigos de vocês ,eu leio, com bastante atenção e faço as atividades com ele.

  • Edna Maria Silvestre Santos
    Posted 03/10/2017 at 6:24 pm

    Amei as dicas!

  • Iranilde de Souza Dias
    Posted 06/10/2017 at 12:00 pm

    Bom dia! Trabalho com uma autista que tem muita dificuldade de concentração e consigo prender um porco a sia concentração com coisas que ela gosta Como a criação de jogos matemáticos com o personagem galinha pintadinha. Ela também tem interesse em computador mas a escola não dispõe deste recurso.

    • Mônica de Andrade Costa
      Posted 06/04/2022 at 1:42 am

      Gostaria de dicas como ensina subtração com recurso reserva. Pelo metro do algoritmo fica extremamente nervoso e diz ser zero.

  • Iranilde de Souza Dias
    Posted 06/10/2017 at 12:04 pm

    Gostaria que me enviassem mais material sobre como a criança com autismo aprende.

  • Gilberto Emílio Nogueira
    Posted 06/10/2017 at 10:51 pm

    Entendendo o Autismo,quero participar dessa jornada, uma excelente iniciativa, e boa oportunidade, para atualizarmos nossos conhecimentos sobre o TEA….

  • Elisabete Meneses
    Posted 15/10/2017 at 1:15 am

    Boa noite. Excelente as dicas.

  • iranilda claudino da silva
    Posted 17/10/2017 at 9:55 pm

    muito importante essas dicas, estamos com dificuldades para encontra profissionais que trabalhe com TEA, irei compra um tablet para meu filho estudar matematica

  • Luciane França
    Posted 25/10/2017 at 11:38 am

    Bom dia! Ótimas dicas!
    Gostaria de saber, se há sugestões de jogos eletrônicos específicos direcionados às crianças com autismo?

  • Carla do nascimento
    Posted 10/04/2018 at 3:53 pm

    Achei muito interessante em saber de tudo isso bem explicado. ..Tenho uma filha adolescente autista , infelizmente não tenho recursos financeiros para melhorar o seu aprendizado. Tenho dificuldade para ajudar a minha filha a aprender matemática. Mas agradeço por me permitir saber de todas essas coisas.

  • Ivaneide Castiliano da Silva
    Posted 16/04/2018 at 12:02 am

    Interessantes e mui valiosas as sugestões apresentadas, uma vez que tenho um aluno autista e muito preciso de recursos para desenvolver um trabalho compatível com a realidade dele.

  • ANA CRISTINA
    Posted 24/02/2021 at 4:43 am

    Amei o conteúdo do seu Blog! Tenho um sobrinho lindo e carinhoso que fez três aninhos no dia 17 de de fereiro! Tamibwm aou peofwssora so municipio em Mueiae Mag e estou trabalhando em uma sala de AEE. QUERO MUITO APREDER SOBRE ESSA NECESSIDADE ESPECIAL, PARA DESENVOLVER UM TRABALHO QUE AJUDE OS MEUS ALUNOS E O MEU SOBRINHO NETO! Muito OBRIGADA!

  • Rita
    Posted 30/04/2021 at 10:38 am

    Tenho um Ali no de 14 anos, está no 8 ano é autista leve.
    Tem dificuldades na matemática e gosta de dinossauros.
    Gostaria de uma atividade voltada à dinossauros para eu trabalhar com ele.

    • NeuroSaber
      Posted 30/04/2021 at 2:33 pm

      Olá Rita,
      Ainda não temos um conteúdo sobre este tema.
      Mas vamos colocar em nossa pauta abordar sobre este assunto também.
      Obrigada pelo contato!

  • Cintia Andrade
    Posted 12/05/2022 at 8:18 pm

    boa tarde a todos,preciso de dicas de como adaptar a matéria de matemática e geometria da oitava serie para meu filho autista.Muito obrigado aguardo

    • Solange
      Posted 13/05/2022 at 4:21 pm

      Olá Cintia, tudo bem?

      Em nossos canais temos muitos conteúdos que vão te ajudar a entender melhor. Confira nosso canal no Youtube e nosso Blog e continue sempre de olho em nossas redes sociais! 💙

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊