Skip to content Skip to footer

Como identificar dificuldades de aprendizagem?

COMO IDENTIFICAR DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM NOS ALUNOS

Em cada sala de aula, o caminho da aprendizagem se revela único para cada aluno, mas esse percurso muitas vezes apresenta desafios que demandam uma atenção especial.

Você sabe como identificar os sinais que revelam possíveis desafios? E, uma vez identificados, como podemos transformar esses desafios em oportunidades de crescimento para cada aluno? 

No Brasil, cerca de 40% dos estudantes enfrentam obstáculos em sua jornada educacional. Seja por influências genéticas, fatores ambientais ou métodos de ensino, essas barreiras podem impactar o desenvolvimento acadêmico. 

Neste artigo, exploraremos estratégias práticas, como observação diária, avaliações abrangentes, estímulo à participação criativa, análise da escrita e testes de capacidade visual, que ajudam a compreender e superar esses desafios.

O que é dificuldade de aprendizagem?

As dificuldades de aprendizagem estão relacionadas a prejuízos que podem ter base cognitiva, psicológica ou ambiental.

Sendo assim, podem interferir na aquisição e desenvolvimento de habilidades básicas, como leitura e escrita. Além de outras funções, como organização e planejamento.

Além disso, os obstáculos presentes na hora de aprender são um grande desafio para vários alunos que têm sua vida acadêmica diretamente afetada. Ou seja, é importante saber identificar as dificuldades quanto antes para que, através da definição da causa das dificuldades, sejam tomadas condutas adequadas.

Fatores que podem ocasionar as dificuldades de aprendizagem

Quando há uma dificuldade de aprendizagem, é fundamental tentar identificar se ela está relacionada a fatores biológicos ou externos. Pois, isso é importante refletir sobre alguns aspectos:      

● Histórico familiar e genética:

O histórico familiar de dificuldades de aprendizagem aumenta o risco de uma criança também apresentar dificuldades escolares. Ou seja, é preciso observar se alguém da família já apresentou ou apresenta dificuldades semelhantes às que a criança apresenta. Nesse caso, algum fator biológico pode estar envolvido.

● Questões ambientais:

Crianças que vivem em ambientes vulneráveis, estressantes e barulhentos podem apresentar uma influência negativa no desenvolvimento escolar. Da mesma maneira, ambientes em que elas são expostas a altos níveis de toxinas causam impacto em seu aprendizado, como a exposição ao chumbo, que está associada ao aumento de problemas na aquisição de conhecimentos.

● Questões emocionais:

Vivenciar violência doméstica, maus tratos, traumas psicológicos ou sofrer abusos constitui fatores de alto impacto no desenvolvimento cerebral.

Isso acontece porque quando a criança tem um aumento dos níveis de estresse, alguns neurotransmissores são ativados e interferem na função executiva do cérebro, que é responsável por ajudar a manter o foco.

Também por processar informações e pensar em soluções para diversas situações. Logo, alterações nessa função causam a diminuição de sua efetividade.

● Questões físicas:

A parte física é um fator diretamente ligado ao desempenho escolar, e isso pode ser notado quando a criança enxerga bem ou possui problemas auditivos.

Também quando ela apresenta anemia, doenças parasitológicas ou está com o sono desregulado. Além disso, o trauma físico é um problema que também pode estar relacionado com dificuldades de aprendizagem.

● Métodos ineficazes de ensino:

A prática pedagógica do professor deve ter base científica, de modo que o docente saiba o que efetivamente funciona no processo de ensino-aprendizagem. Ou seja, o uso de metodologias inadequadas pode ser um fator que desencadeia dificuldades de aprendizagem.

Pois a sala de aula não é ambiente para achismos, então, quando o professor ministra uma aula, é essencial que o conteúdo esteja embasado em evidências, com o intuito de que o método utilizado seja devidamente assimilado pelos alunos.

5 DICAS PARA IDENTIFICAR AS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM

1ª – Observar os alunos durante as aulas:

A primeira maneira de identificar problemas na hora de aprender é simplesmente observar o aluno no dia a dia. Pois, ao fazer isso, pode-se prestar atenção no comportamento de cada um. Também ao visualizar se os alunos interagem entre si e tiram dúvidas sobre a disciplina, se estão atentos durante a aula e se fazem anotações.

Sendo assim, observando esses aspectos, será mais fácil identificar alguma dificuldade específica de um aluno e, com isso, tomar condutas apropriadas para solucionar essa problemática.

2ª – Incluir atividades avaliativas durante a aula:

Também é essencial a realização de avaliações durante as aulas. Isso porque, a partir dessas avaliações, podem ser identificados o desenvolvimento de habilidades e as dificuldades presentes no processo.

Por outro lado, vale ressaltar que atividade avaliativa não é sinônimo de prova. Mas são atividades que possibilitam ao professor e aos pais monitorar o processo de desenvolvimento dos alunos e podem ter os mais variados formatos.

3ª – Ser criativo na hora de estimular a participação:

Estimular a participação do aluno durante a aula é uma forma de reconhecer dificuldades de aprendizagem. Contudo, esse estímulo precisa ser feito de forma cuidadosa para que o aluno não se sinta constrangido ou acabe se retraindo.

Para isso, o professor pode começar formando grupos e pedindo que cada aluno se expresse sobre determinado conteúdo abordado, pois, estando juntos com os colegas, os alunos geralmente se sentem menos ansiosos e retraídos ao participar. É importante encorajar e estimular o acolhimento das diferenças e das dificuldades de cada um.

4ª – Avaliar caligrafia e escrita:

É comum que as crianças apresentem dificuldades ao desenvolver as habilidades da escrita, especialmente no início do processo de alfabetização.

Pois, o professor pode propor atividades práticas em que as crianças precisam escrever. Ao analisar as produções da criança, é importante identificar padrões de erros e monitorar o desenvolvimento das habilidades, especialmente aquelas conhecidas como habilidades precursoras da alfabetização.      

5ª – Testar a capacidade visual do aluno:

Portanto, uma das causas da dificuldade de aprendizagem pode estar relacionada com problemas visuais, quando o aluno apresenta dificuldade para aprender satisfatoriamente por não conseguir enxergar bem o professor ou as atividades apresentadas.

Além disso, quando os alunos ainda são muito pequenos, comumente não percebem se possuem problemas para enxergar por não possuírem um parâmetro para comparação.

Por esse motivo, eles demonstram essas dificuldades visuais com alguns sinais, como ao esfregar ou espremer os olhos para tentar enxergar de longe, ou aproximar muito o rosto do livro durante uma leitura.

Ao constatar alguma dificuldade de aprendizagem, é necessário que escola e família mantenham o diálogo para realizar o trabalho em conjunto.

Seja para realizar as estratégias de intervenção adequadas ou para definir o encaminhamento a profissionais especializados quando necessário.


Referências:

SOUZA, JR de.; SILVA, A. de OV da. Fatores que interferem no processo de ensino e aprendizagem. Pesquisa, Sociedade e Desenvolvimento, [S. l.], v. 10, n. 6, pág. e29210616071, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i6.16071. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/16071. Acesso em: 17 jul. 2022.

Como identificar e avaliar as dificuldades de aprendizagem dos alunos. Educador do Futuro, 2021. Disponível em: https://educadordofuturo.com.br/educacao/como-identificar-avaliar-dificuldades-aprendizagem/. Acesso em: 17 jul. 2022.

Saiba como identificar a dificuldade de aprendizagem do seu filho. Colégio Arnaldo, 2022. Disponível em: https://blog.colegioarnaldo.com.br/saiba-como-identificar-a-dificuldade-de-aprendizagem-do-seu-filho/. Acesso em: 17 jul. 2022.

3 Comments

Leave a comment

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊