Skip to content Skip to footer

Como melhorar o sono da criança autista?

O autista tem dificuldades para dormir. O que os pais podem fazer para melhor o sono do filho? A resposta, é claro, não pode partir de uma generalização porque cada um tem uma característica que incide sobre o transtorno que o afeta. É importante que se saiba, contudo, o motivo, de o período voltado para o descanso, ser tão tumultuado para o pequeno.

O sono do autista não é nada fácil

É sabido pela ciência que a pessoa autista dorme menos que as demais. O que é relativamente normal na vida de adultos, também é habitual na rotina das crianças. Pais relatam que seus filhos com autismo levantam até 4 vezes por noite.

Os motivos

– Excesso de estímulos

Isso acontece por alguns fatores, responsáveis por uma noite completamente agitada e um dia a dia com total irritação aos pequenos. Um dos motivos para isso é a dificuldade que a criança autista tem na concentração a um só estímulo. Muitas vezes, a própria decoração do quarto pode contribuir para esse quadro.

Mas não é só isso: os ruídos vindos de fora e até mesmo de dentro de casa servem como indução para essa situação. As informações sensoriais proporcionam a elas uma quantidade enorme de estímulos, o que leva os pequenos a ter dificuldades para processar tudo.

– Dificuldade para diferenciar o claro e o escuro

Outro fator que influencia o sono das crianças autistas é justamente o fato de parte delas apresentarem dificuldade para diferenciar o claro e o escuro. Entretanto, é preciso salientar que essa situação torna-se mais comum em casos de autismo associado à deficiência visual. Essa condição ocorre devido à falta de percepção da luz pelo próprio organismo, que por sua vez tende a produzir menos melatonina, neurotransmissor cerebral que exerce influência sobre o sono.

O que fazer para melhor o sono da criança autista?

Antes de tudo, deve-se procurar ajuda profissional para que haja a intervenção necessária na vida da criança. Contudo, há algumas sugestões que podem ser dadas por aqui. Veja abaixo:

– Tente deixar o quarto da criança menos decorado possível. Um ambiente mais neutro tende a não estimular tanto o pequeno durante a noite;

– Evite os ruídos internos e externos;

– Deixe o local mais escuro possível, para que seu filho possa descansar;

– Alimentos como café, chocolate e chá são estimulantes e devem ser evitados para que a criança tenha um sono mais tranquilo;

– Exercícios que estimulem a atividade física são ótimos, sobretudo durante a tarde. Assim, a criança pode até dormir melhor durante a noite;

– Utilização de uma medicação que realmente funcione para o caso apresentado pela criança (somente sob orientação médica);

– Evite dormir no mesmo quarto que a criança, lembre-se que quanto menos estímulos houver, melhor será.

Outros motivos que contribuem para a dificuldade do sono do autista

– Costura do pijama;

– Gestos repetitivos;

É aconselhável que os pais observem atentos alguns sinais apresentados durante a noite (e que deixem os pequenos agitados). Convulsão e epilepsia também se manifestam à noite.

Gostou do artigo? Não deixe de acompanhar nossos conteúdos.

 

13 Comments

  • Rivaneide Alves da Silva Cruz
    Posted 18/03/2017 at 2:41 pm

    Boa tarde! Ótimo artigo, pois sabemos o quanto é difícil lidar com as dificuldades que uma criança com autismo! Então, é muito bom poder contar com as dicas vocês nos enviam é reconfortante! O sono da criança com autismo que na maioria das vezes apresenta dificuldade requer uma​ melhor atenção , parabéns pelo artigo muito obrigada e que Deus abençoe todos vocês!!!❤

    • Gilmar de Almeida machado
      Posted 17/12/2017 at 5:25 pm

      Meu neto tem 8 anos é autista tem vês que nao dorme toma remédio temos sofrido muito com isso me ajuda Deus abençoe

    • Caroline das Virgens
      Posted 20/05/2023 at 2:48 pm

      Meu irmão autista está horrível essa semana pra dormir! Minha mãe está super estressada, e eu que durmo no mesmo quarto que ele tbm não consigo dormir. Vou ajudar minha mãe a colocar estas coisas acima em prática,pra ver se ele volta a ter um sono tranquilo.

  • Antônia Edna de Sousa
    Posted 24/03/2017 at 4:29 pm

    Muito bom artigo faço todas essas prevenções, e foi após deixar de dormir no mesmo quarto que realmente minha filha adquiriu autonomia e segurança. Obrigada pelas dicas.

  • Marilia
    Posted 27/07/2017 at 6:44 pm

    Boa noite para nós!!! Minha sobrinha tem 9 anos e é autista, uma bênção.

    A mãe dela está querendo comprar uma nova cama para a mesma, antes era de solteirão, agora ela quer comprar uma de casal…só não sabe se a padrão ou pode ser uma maior (queen). Tem alguma observação com relação a isso?

    Agradeço a atenção

  • Alberto Alves de Queiroz
    Posted 08/09/2017 at 11:24 am

    Se os pais assistirem no youtube as declarações de Andreas Kalcker sobre MMS – acho que ajudará bastante o seu filho autista.

  • Ademilton Dias da Silva
    Posted 16/11/2017 at 5:59 pm

    Boa Tarde. Gostei do Artigo, uma pergunta isso também se aplica aos autistas adultos também, Obrigado pelas Dicas.
    Ass. Tom Dias

  • Marcio nunes
    Posted 12/01/2018 at 6:42 am

    Bom dia muito boa dica gostei vou faser isso

  • Sandra
    Posted 01/08/2018 at 3:25 am

    Estou com minha filha tratamento de depressão falta de sono e lendo esta materia vejo que ela é AUTISTA vou aprender a lidar com ela e buscar ajuda-la. Muito bom as dicas!

  • Euzinete
    Posted 25/02/2023 at 1:57 am

    Gostei do artigo meu filho tem autismo e sempre tem crise de sono

    • Solange
      Posted 28/02/2023 at 12:52 pm

      Olá Euzinete, tudo bem?

      Legal, né? Fica ligada nas nossas redes sociais pra ver muito conteúdo útil e didático! 😉

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Maria
    Posted 25/04/2023 at 3:28 am

    Boa noite! Tenho um neto que tem pesadelo noturno deixar ele dormir sozinho é a melhor solução? Ele tem 2 anos. Ele levanta chora muito e tenho medo que ele se machuque não sei o que fazer.

    • Livia
      Posted 25/04/2023 at 5:51 pm

      Olá Maria,

      Deixar a criança dormir sozinha ou não depende da rotina e dos costumes da família. No entanto, é importante ter em mente que é normal que crianças sintam medo e insegurança durante a noite, e a presença de um adulto pode ajudá-las a se sentir mais confortáveis.

      Algumas dicas que podem ajudar a lidar com os pesadelos noturnos do seu neto:

      – Crie um ambiente acolhedor e tranquilo para o sono, com pouca luz e sem distrações.
      – Estabeleça uma rotina regular de sono, com horários regulares para dormir e acordar.
      – Evite estimulantes como açúcar, cafeína e eletrônicos antes da hora de dormir.
      – Converse com o seu neto durante o dia sobre os medos e preocupações dele e tente tranquilizá-lo.
      – Quando ele acordar chorando durante a noite, tente confortá-lo com carinho e palavras de segurança. Não é necessário pegá-lo no colo se ele não quiser, mas é importante estar presente para ajudá-lo a se acalmar.
      – Se os pesadelos noturnos persistirem ou estiverem causando prejuízos para a qualidade de vida dele ou da família, é recomendável buscar orientação de um profissional de saúde.

      Lembre-se de que é normal que as crianças tenham pesadelos e que isso faz parte do desenvolvimento. Com amor, paciência e uma rotina adequada de sono, é possível ajudar seu neto a superar essa dificuldade!

      Lívia,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5