Skip to content Skip to footer

Coordenação e habilidades motoras: o que esperar em diferentes idades

É sabido que as crianças podem se desenvolver em diferentes etapas, embora seja comum existir fases em comum, como a primeira palavra, o engatinhar, entre outros. Muitos pais vivem preocupados se, em certa idade, o bebê não balbuciar o famoso ‘papa’ ou ‘mama’; assim como as mãozinhas para cima.
Veja neste artigo as idades que costumam aparecer alguns movimentos que constituem as evoluções das crianças, desde o nascimento até a maioridade. No entanto, é importante ressaltar que qualquer dúvida deve ser tratada com especialistas que podem apresentar a melhor solução para os casos levados ao consultório.
– Primeira infância
A tão falada primeira infância constitui o período do nascimento da criança até os seis anos de vida. Este período é marcado por detalhes que podem definir se seu filho merece uma atenção maior quanto ao desenvolvimento psicomotor e cognitivo.

Veja quais são as principais conquistas dos pequenos:

– Por volta dos 2 meses
Começam a movimentar as pernas e os braços de forma deliberada.
– 4 meses
Conseguem firmar a cabeça;
Começam a suportar o peso nas pernas quando tentam ficar em pé. Tudo de forma muito incipiente, é claro.
– 6 meses
Ao sexto mês, os bebês já podem se sentar sem depender tanto de um suporte. Além disso, as crianças são capazes de manusear objetos e levá-los de uma mão à outra; e conseguem movimentar os joelhos com mais facilidade.
– 9 meses
Aqui, as crianças estão hábeis para pegar pequenos pedaços de alimentos com os dedos, por exemplo. Outro detalhe é que elas conseguem ir até o objeto que desperta sua atenção.
– 12 meses
Nessa fase os bebês começam a jogar os objetos, uma verdadeira demonstração de coordenação motora e podem ficar completamente em pé com algum tipo de suporte.
– Até os 2 anos
Andam ou correm para os lados;
Comem em algum utensílio;
Conseguem subir ou descer degraus ou arremessar uma bola com a força característica de sua idade.
– Até os 4 anos
Alternam os pés nas escadas;
Pulam com os dois pés;
Conseguem manusear um lápis para rabiscar desenhos.
– Aos 6 anos
Correm e pulam com facilidade;
Conseguem imitar danças;
Escovam seus próprios dentes;
Podem até mesmo tocar um instrumento musical.
– Entre os 7 e 8 anos
Andam de bicicleta sem as rodinhas de suporte;
Podem fazer pequenas tarefas como arrumar a própria cama;
Conseguem amarrar os próprios cadarços e abotoar a camisa; além de vestir a roupa de forma independente.
– Entre 9 e 10 anos
Coordenação suficiente para a prática de atividades que envolvam esporte, como futebol ou natação;
Utilização de alguns objetos, principalmente para fins lúdicos.
– Entre os 11 e os 15 anos
Com a prática de atividades que exigem esforço físico, como o esporte, as crianças já desenvolvem sua massa muscular, sobretudo os meninos. Atletas adolescentes que fazem parte da ginástica olímpica, por exemplo.
– Entre os 16 e os 18 anos
Com o corpo quase desenvolvido de maneira completa, os adolescentes já têm, nesta fase, noções total de espaço, velocidade, psicomotricidade e conseguem tomar decisões diante de situações complexas.

5 Comments

  • Graciele
    Posted 27/11/2017 at 6:34 pm

    Maravilhoso esse artigo.

  • Margarete
    Posted 27/12/2017 at 10:59 am

    Adorei o conteúdo, pois estou fazendo uma pós nessa área e me ajudou a entender melhor a psicomtricidade.

  • Eleusa
    Posted 04/05/2018 at 3:41 am

    Excelente o conteúdo para uma compreensão rápida. Bastante objetivo.

  • Hipolito Junior
    Posted 18/11/2021 at 1:28 pm

    Excelente
    Teria como disponibilizar a referência bibliográfica?

    • Andre
      Posted 18/11/2021 at 4:22 pm

      Olá, Hipolito

      Ficamos felizes que você tenha gostado do nosso artigo! 🥰
      Nossos artigos são desenvolvidos pela equipe NeuroSaber.

      André,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5