Skip to content Skip to footer

Crianças com TDAH podem ter outros transtornos associados?

TDAH

O TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade) afeta mais pessoas que o senso comum imagina. Estima-se que a média de crianças e adolescentes com o transtorno de aprendizagem varie em torno de 5% a 8%.
O que muitos pais vivem se perguntando é se o TDAH pode vir associado a outras comorbidades. A resposta é sim. Infelizmente, na grande maioria dos casos. No entanto, há intervenções que auxiliam no tratamento desses quadros. É importante lembrar a vocês que cada caso varia de acordo com a situação do paciente. Veja a seguir quais são os transtornos coexistentes ao TDAH mais comuns em crianças.

Transtornos associados em números

Estudos feitos ao redor do mundo revelam que a quantidade de pessoas com TDAH e outros transtornos relacionados pode chegar a 70% dos casos. Outros 10% podem apresentar até três comorbidades juntas.

Quais são os transtornos mais comuns quando relacionadas ao TDAH?

De acordo com pesquisas, o Transtorno Opositivo Desafiador (TOD) é o mais comum entre os casos apresentados em consultórios. O TOD é caracterizado como um transtorno de conduta, em que a criança demonstra “comportamento provocador, desobediente ou perturbador e não acompanhado de comportamentos delituosos ou de condutas agressivas ou dissociais graves” (CID 10 – F.91.3 – Classificação Internacional de Doenças).
Ainda sobre o TOD, pode-se dizer que este transtorno abrange aproximadamente 1/3 das pessoas com TDAH. Quando a criança não manifesta o TOD, ela pode, então, apresentar outras comorbidades como a depressão, tiques, ansiedade e até a Síndrome de Tourette.
Lista de alguns transtornos relacionados ao TDAH

  • Desordem secundária: 66%
  • Problemas de leitura: 60%
  • TOD ( Transtorno Opositivo Desafiador): 33%
  • Transtorno de Ansiedade: 25% a 35%
  • Transtorno de Conduta: 25%
  • Depressão: 10% a 30%
  • TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo): de 10% a 17%
  • Três ou mais comorbidades: 10%
  • Transtornos de leitura: 10%
  • Síndrome de Tourette: 7%

Qual a intervenção mais adequada ao meu filho?
Vale ressaltar que não podemos generalizar. Isso significa que cada criança pode demonstrar uma característica específica dentro de um determinado transtorno. Sendo assim, é preciso que cada caso seja acompanhado de perto por especialistas para que eles indiquem o melhor tratamento.
É importante frisar que a presença de uma equipe multidisciplinar é a mais indicada para esses transtornos, pois além do auxílio médico, os profissionais de saúde mental, psicopedagógica e pedagógica também exercem grande influência nas intervenções.
O medicamento resolve?
Sim, mas não dispensa o tratamento feito pelos profissionais. Vale salientar que médicos e terapeutas são os únicos que devem indicar o medicamento. Em hipótese alguma os pais ou qualquer pessoa que não tiver autorização e conhecimentos comprovados podem ministrar o uso de remédios.
Para saber mais sobre que medicação pode ser dada à criança, somente a equipe responsável pelo tratamento pode indicar aquela que incide mais sobre cada caso.
Meu filho pode ser um adulto sem TDAH?
O tratamento, quando feito de forma correta e com a medicação indicada, pode diminuir drasticamente as características do TDAH na fase adulta. No entanto, cada pessoa apresenta uma personalidade que pode, também, influenciar muito na vida adulta. Por isso a presença de especialistas é imprescindível para uma vida melhor.

21 Comments

  • sonia Lucia Caetano Paceli
    Posted 17/12/2016 at 8:48 am

    O que e linguagem verbal? qual a linguagem que precisa ser usada com essa criança.

  • Yara Prates
    Posted 03/01/2017 at 9:32 am

    Sonia, bom dia
    Linguagem verbal é a fala. A forma mais comum que usamos para nos comunicar, expressar nossos sentimentos e desejos. A criança com qualquer tipo de transtorno precisa ser compreendida e atendida em suas necessidades. Ao observar quaisquer comportamentos que fujam ao padrão, consulte um especialista. melhor pecar por excesso do que por omissão. Espero ter-te ajudado.

    • NeuroSaber
      Posted 07/01/2017 at 2:34 pm

      Com certeza Yara!

  • Regiane
    Posted 04/01/2017 at 8:50 am

    Gostaria de saber mais sobre cada transtorno que estar relacionado ao TDAH, e de como eles agem no comportamento da criança.

    • NeuroSaber
      Posted 07/01/2017 at 2:23 pm

      Regiane voce encontrará na fanpage da Neurosaber mais informaçoes sobre as comorbidades no TDAH

    • NeuroSaber
      Posted 07/01/2017 at 7:05 pm

      Regiane procure em nosso canal no you tube, no site da Neurosaber que encontrará muitas informaçoes relacionadas ao TDAH.

  • Paula
    Posted 08/01/2017 at 7:04 pm

    Qual a idade correta para diagnosticar uma criança com TDAH ?

    • NeuroSaber
      Posted 09/01/2017 at 8:56 am

      Paula o Tdah deve ser diagnosticado sempre de forma multidisciplinar, sendo observados historico familiar e comportamentos de risco nos primeiros anos vida.

  • Analice
    Posted 09/01/2017 at 2:02 pm

    Qual idade faz o diagnóstico do Tod? Meu filho tem 3 anos e o neuropediatra numa primeira consulta passou resperidona e disse que era pra vê, se ele melhorasse é porque ele era Tod. Porém eu não concordei em dá a medicação. Ele disse que provavelmente meu filho é tod já eu tenho sintomas de TDAH e outro filho, tá sendo acompanhado no Caps e tomando medicação pra tdah. Como posso ter certeza que ele tem tod se não é agrassivo com os outros nem na escola?

    • NeuroSaber
      Posted 09/01/2017 at 6:05 pm

      Analice! ele já tem um historico familiar de TDAH, no entanto existem comorbidades que podem ocorrer, portanto se voce não está confiante no diagnostico seria interessante procurar uma segunda opinião.

  • Trackback: Quais são os tipos de TDAH e como identificá-los? - NeuroSaber
    • NeuroSaber
      Posted 27/09/2017 at 12:07 pm

      Obrigada pelo carinho, continue nos acompanhando!

  • Simone Fonseca
    Posted 08/01/2018 at 8:02 pm

    Boa noite
    Minha filha tem 6 anos e foi diagnosticada pela psicóloga com TDA, mas a cerca de 1 a 2 meses venho notando um comportamento agressivo tanto em casa como na escola e também ela não obedece, se recusa a participar de atividades.
    Diante desses sintomas para além dela ter TDA ela pode ter também o TOD e o que devo fazer…

    • NeuroSaber Responde
      Posted 09/01/2018 at 3:05 pm

      Ola Simone,
      Pode ter! procure orientações de um neurologista, ele poderá esclarecer suas duvidas.

  • Fabiana
    Posted 02/11/2018 at 9:28 pm

    Boa noite!
    Gostaria de saber quem é o autor deste artigo. Estou usando como fonte de um artigo acadêmico . Desde já agradeço.
    Fabiana

    • Adriana Matias
      Posted 06/11/2018 at 9:48 am

      Olá Fabiana , autores do artigo do site é Luciana Brites e Dr. Clay Brites.

  • Lenice Oliveira Araújo
    Posted 27/04/2019 at 9:22 pm

    Meu filho tem tdah ele já faz tratamento a quase um ano só que ele tem momentos que fica agressivo parece até outra pessoa, quando é contrariado.

  • Raquel Soares Rocha
    Posted 29/01/2022 at 6:07 am

    Bom dia

    Sou Raquel e meu filho Victor Hugo ele foi diagnosticado tod aos 3 anos como era leve o médico resolveu por não medicar, seguiu uma vida agitada mais sempre harmoniosa, como o pediatria falou na época era só eu dar atividades, aos 13 anos um amigo se suicidou – se e ele morando com o pai foi diagnosticado esquizofrenia e mudança de comportamento e toma ZAP, pondera e neozine a noite há pouco tempo, por ter crises e isolamentos.

    Eu não concordava com o pai por achar que ele agia por medo do filho cometer o mesmo do amigo, hoje compreendo que pode ser por ter tido tod infância, por vacinas e medicações como Tylenol ou por questões de depressão ou ansiedade pois o amigo cometeu suicídio com corda e ele esteve com amigo em casa aparentemente estava bem.
    Na verdade hoje estou conformada. Com diagnóstico e medicações, hoje Victor Hugo está com 19 anos.

    • Solange
      Posted 31/01/2022 at 10:42 pm

      Boa Noite, olá Raquel tudo bem? Obrigado pelo depoimento e pela confiança em nosso trabalho!
      Vamos juntos! Um NeuroAbraço!!!!!
      Solange,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Raquel Soares Rocha
    Posted 29/01/2022 at 6:11 am

    O Victor Hugo criança era muito agitado e muitas brincadeiras bem turbulentas, na sala andava muito, ria muito, sempre muito alegre, agitado, dos 8 anos aos 11 anos bem calmo, iniciou crises após os 13 anos e seguem até hoje aos 19 anos, hoje é controlada com calmantes.

    • Solange
      Posted 31/01/2022 at 10:43 pm

      Boa Noite, olá Raquel tudo bem? Obrigado pelo depoimento e pela confiança em nosso trabalho!
      Vamos juntos! Um NeuroAbraço!!!!!
      Solange,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5