Skip to content Skip to footer

Deficiência Intelectual e suas características no decorrer da vida

A deficiência intelectual é caracterizada por uma determinada limitação em habilidades mentais. Isso resulta na perda da autonomia plena, o que significa a necessidade de auxílio para tarefas que uma pessoa atípica (não diagnosticada com a condição) geralmente não precisa.
Parte considerável do nosso público é formada por pais e mães de crianças que convivem com algum transtorno de origem neurobiológica, mas o que dizer daqueles pacientes adolescentes e até mesmo adultos?
O artigo de hoje vai englobar essa parcela da população que vive com a deficiência intelectual, não sem fazer uma abordagem na infância. Vamos passar pelas fases da vida e evidenciar as principais características da doença nesses diferentes estágios.

A deficiência intelectual na infância

A fase escolar é marcada por experiências diversas na vida de uma criança. A partir do contato com os demais coleguinhas, o pequeno começa a estabelecer a interação social além do ambiente familiar. É nesse período que surgem as primeiras afeições por determinadas tarefas, a escolha dos amiguinhos mais próximos, o despertar para interesses mais específicos (um objeto, uma cor, uma brincadeira).
No caso de um aluno com deficiência intelectual, algumas dessas habilidades começam a mostrar déficits (embora a criança já deva ter manifestado anteriormente). As principais características nessa etapa são as seguintes: pouca interação com os colegas e os educadores; dificuldades pontuais na psicomotricidade (coordenação motora fina e grossa); desenvolvimento da comunicação prejudicada; problemas para adaptação aos mais variados espaços, etc.

A deficiência intelectual na adolescência

Esse período é mais complicado no que se refere aos impulsos das pessoas, pois o momento em que o paciente se encontra é marcado pela necessidade que ele tem de expressar seus sentimentos. Falar de adolescência sem abordar a sexualidade é uma tarefa difícil, senão impossível. Muitos pais e mães não imaginam, mas o adolescente com deficiência intelectual pode manifestar a sexualidade. Eis aí o motivo de preocupação para todos eles.
Lidar com essa característica requer sabedoria dos responsáveis, pois a repressão pura e simples sem a orientação de um especialista pode prejudicar o equilíbrio interno do jovem. Portanto, é imprescindível que a consulta com o médico e a equipe de terapeutas seja regular.
Somente esses profissionais estão aptos a orientá-los acerca de um tema tão caro e importante como a sexualidade em casos de deficiência intelectual na adolescência. Além disso, as intervenções visam a trabalhar questões relativas à saúde e prevenção de possíveis situações de risco. Converse com o médico de seu filho ou filha.
Outras questões referentes à exposição ao uso de bebidas alcoólicas, momentos de agressividade causadas por irritabilidade e substâncias que podem alterar o equilíbrio do adolescente também são importantes de serem tratadas com os especialistas, principalmente sobre qual a melhor solução para esses casos. Informação nunca é demais.

A deficiência intelectual na vida adulta

Quando a pessoa atinge a fase adulta, ela pode ter sim uma maior qualidade de vida, mas isso vai depender dos tratamentos proporcionados e, consequentemente, dos estímulos dados até aqui. Vale lembrar que quanto mais precoces forem as intervenções, mais satisfatórios serão os resultados.
No entanto, é preciso salientar que assim como ocorre na adolescência, algumas características costumam pedir mais cautela. A necessidade de contar com alguém da família ou até mesmo um cuidador profissional é imprescindível.
O processo de amadurecimento de um indivíduo com deficiência intelectual faz com que ele perca algumas competências, o que resulta na perda consequente de autonomia em muitas funções executivas, dependendo do grau em que a pessoa se encontra.
Há que se ressaltar o fato de um paciente que convive com tal condição ter qualidade de vida e poder até mesmo trabalhar. Entretanto, para que se chegue a esse patamar, as intervenções devem começar cedo. Nunca se esqueçam desse detalhe.
 

22 Comments

  • Claudia
    Posted 17/04/2019 at 9:47 pm

    Excelente artigo. Parabéns! Tenho um filho 7 anos síndrome de down e sempre frequentou escola regular desde 3 anos. Especificamente este ano estou tendo muitos problemas com o comportamento dele dentro da escola; ser muito opositor; não querer obedecer as regras, não querer fazer as atividades; de pegar o
    Material do
    Colega; dedar gritos; de Arremessar objetos; de subir em janelas. Está tudo um caos!!! A escola chegou a dizer se a inclusão está sendo boa p
    Ele ou não hão seria melhor retira lo da escola e levar p
    Escola específica. Meu filho e muito esperto e consegue manipular as pessoas e dançar conforme s música. Na minha opinião ele percebeu q pode e ele está dominando o ambiente… estou sem saber o q fazer. Qual sua opinião?

    • NeuroSaber Responde
      Posted 07/06/2019 at 12:15 pm

      Sem uma avaliação não podemos opinar, converse com o profissional que o acompanha.

      • Glaucia Laís
        Posted 12/04/2023 at 9:31 am

        Oi tenho 36 anos tenho dificuldade na fala e não tenho cordenacao para aprender moto ou carro quando criança minha mãe me levou para fazer um exame na cabeça aí o médico disse a ela que eu iria fazer tudo no meu tempo . porém eu me acho muito lenda e tenho dificuldade em arrumar trabalho por conta disto .na vida escolar sempre sozinha e sempre dirava nota baixa principalmente nas matérias que tinha que fazer contas . não tenho muitas amizades pq não consigo fazer.

        • Livia
          Posted 12/04/2023 at 5:50 pm

          Olá Glaucia,

          Sinto muito que esteja passando por essas dificuldades. É importante que você saiba que existem diversas condições médicas que podem afetar a fala e a coordenação, e é possível que o exame que você fez quando era criança possa ter dado alguma pista sobre o que pode estar causando esses sintomas.

          Recomendo que procure um profissional da área de saúde para uma avaliação mais detalhada e um diagnóstico preciso. Com um diagnóstico claro, você pode buscar tratamentos e terapias que possam ajudar a melhorar sua fala e coordenação, e consequentemente melhorar sua qualidade de vida.

          Quanto à dificuldade em arrumar trabalho e fazer amizades, é importante lembrar que cada um tem suas próprias habilidades e limitações, e que existem oportunidades e pessoas que podem se encaixar melhor com suas características. Procure explorar seus interesses e habilidades, e busque oportunidades que possam valorizá-los. Além disso, existem grupos e comunidades que podem ser uma boa opção para conhecer novas pessoas e fazer amizades.

        • Solange
          Posted 12/04/2023 at 6:08 pm

          Olá Glaucia, tudo bem?

          Sinto muito que você esteja enfrentando essas dificuldades. É importante lembrar que cada pessoa tem seu próprio ritmo de desenvolvimento e que as dificuldades na fala e coordenação podem estar relacionadas a diferentes condições médicas ou a fatores genéticos.

          Se você ainda não buscou ajuda médica ou terapêutica, talvez seja uma boa ideia considerar uma avaliação com um fonoaudiólogo e/ou um psicólogo para investigar as possíveis causas das suas dificuldades e receber orientações sobre como trabalhar e superar essas questões.

          Além disso, é importante lembrar que o processo de aprendizagem não se limita à escola ou a uma determinada fase da vida. Mesmo que você tenha tido dificuldades na escola, ainda é possível aprender e se desenvolver em diferentes áreas. Procure oportunidades de aprendizagem e desenvolvimento que sejam significativas para você e que possam ajudá-la a aumentar sua confiança e habilidades.

          Não se compare com os outros e não desanime. Cada pessoa tem seu próprio ritmo e trajetória de vida. Busque apoio e ajuda profissional se necessário, e continue se esforçando para alcançar seus objetivos.

          Sol,
          Equipe NeuroSaber 💙

  • Elisângela Soares Santos
    Posted 21/04/2019 at 10:28 pm

    Estou aprendendo muito com os artigos e as neurpalestras! Assim que eu puder farei o cuso da Aprendi!

  • Claudia
    Posted 23/04/2019 at 3:41 pm

    Amei o artigo .Tenho um pre adolescente com o grau leve e que e é estimulado desde bem cedo com acompanhamento multidisciplinar. Mas tenho muita dificuldade de lidar com a birra.

  • Robilene de Magalhães
    Posted 31/05/2019 at 12:27 pm

    Maravilhosas informações. Aproveitarei o máximo para elaboração do meu TCC. Grata.

  • Darcos
    Posted 22/01/2021 at 12:57 am

    Queria sabe que e deficiência intelectual com sintomatologia psicótica

    • NeuroSaber
      Posted 02/02/2021 at 9:29 pm

      Olá Darcos,
      Ainda não temos um conteúdo sobre este tema, mas vamos colocar em nossa pauta abordar sobre este assunto também.
      Obrigada pelo contato!
      Atenciosamente,
      Equipe NeuroSaber

  • Lilian da silva
    Posted 22/01/2021 at 1:16 pm

    Descubri agora que meu filho tem deficiência intelectual não estou sabendo como lidar com tudo isso tudo parece ter virado de ponta cabeça para mim pois ele tem apenas 7 anos

  • maria
    Posted 16/03/2021 at 1:58 pm

    Olá, tenho uma irmã de 22 anos que tem as características de uma pessoa que tem essa síndrome, ela tinha muita dificuldade em aprender na escola e uma convivência difícil em socializar com os coleguinhas. Nunca imaginamos,que poderia vir a ser isso,devido ao pouco abortamento,sobre o tema na época

  • Priscila
    Posted 08/05/2022 at 6:49 pm

    Eu gostaria de saber eu fui diagnosticada com cid 10 f 79 que seria deficiência intelectual leve ainda na adolescência fazia tratamento agora adulta fui arrumar emprego e tive várias crises de desmaio , eu demoro aprender e tenho descalculia. Esse mesmo cid é pro resto da vida ou muda ?

    • Solange
      Posted 09/05/2022 at 1:13 pm

      Olá Priscila, tudo bem?

      Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Thais
    Posted 31/05/2022 at 1:44 am

    Olá! eu, suspeito que tenho deficiência intelectual leve,estou na frase adulta, e tenho um emprego, porém sofro muito preconceito,e sou, humilhada pelos líderes e companheiros de trabalho. e não só no trabalho,mais ,em todas areas da minha vida. Mais no trabalho acaba sendo mais exposto… E isso só está piorando, o quadro de depressão, que eu,tenho desde a minha pré adolescência…

    • Solange
      Posted 31/05/2022 at 12:20 pm

      Olá Thais, tudo bem?

      Compreendo a sua situação e entendo que não seja fácil, a informação técnica e de qualidade seguida do diagnóstico de um profissional responsável é a melhor forma de lidar com esse tipo de situação, por isso orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso.. Temos conteúdos disponíveis em nosso site e canal do Youtube acerca da temática, vale a pena conferir: https://youtube.com/neurosabervideos

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Willy de Souza Maia
    Posted 25/08/2022 at 9:45 pm

    Em 2019 eu fui diagnóstico com autismo leve com pouco prejuízo intelectual, nesse período de 2018 é 2019 eu já fazia acompanhamento com o psicólogo aí arrumei um trabalho como pcd aí eu parei de estar passando no psicólogo, aí de 2019 pra cá estou sem acompanhamento mas por conta do trabalho também, hoje estou com 22 anos e isso vem impactando muito na minha qualidade de dia na parte intelectual meu raciocínio é mais abaixo do que era pra eu ter minha memória muito abaixo tanto esqueço rápido as coisas, acabo agindo com impulsividade as vezes, também tem dificuldade de se relacionar com as pessoas no cotidiano gosto de fica mais na minha até pq eu esqueço oque as pessoas falam quando estou conversando, de me concentrar também tenho dificuldade mas para tarefas básicas do cotidiano eu faço fácil como pegar o ônibus sozinho, ir ao mercado fazer compras sozinho ir a uma consulta sozinho agora lugares que nunca fui tenho dificuldade pra ir sempre tenho que ficar perguntando no meio do caminho, no meu trabalho as pessoas me jugam por eu ser pcd, falam que eu não tenho nada Só pq eu falo normal. oque fazer?

    • Solange
      Posted 26/08/2022 at 12:54 pm

      Olá Willy, tudo bem?

      agradeço a sua confiança em compartilhar isso com a gente e pedir ajuda. Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Melom
    Posted 16/09/2022 at 1:12 am

    Tenho deficiência intelectual desde criança só nunca fui tratada.nunca assistida por médico. Todos me viam como retardada….toda minha vida dentro de casa. Não conseguia ficar num ambiente escolar..mal consegui concluir a quinta série primário.hoje aos 59 anos vivo perdida e infeliz…muito difícil conviver, falar e entender as coisas. Eu queria fazer testes pra ver que nível está a minha deficiência intelectual

    • Solange
      Posted 16/09/2022 at 3:00 pm

      Olá Melom, tudo bem?

      Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Douglas
    Posted 16/11/2022 at 11:11 pm

    Hoje tenho 25 anos… e a mais ou menos 3 anos venho tendo uma “auto-suspeita” de deficiência intelectual no meu convívio do dia-a-dia, e que mesmo pesquisando sobre esse assunto, não sei como proceder em relação a quem e onde procurar ajuda para ter o diagnóstico.

    • Solange
      Posted 17/11/2022 at 1:58 pm

      Olá Douglas, tudo bem?

      Recomendamos que primeiramente procure um Neurologista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊