Skip to content Skip to footer

Diagnóstico precoce de TDAH: Como fazer?

Diagnóstico precoce de TDAH: Como fazer?

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma condição que afeta muitas crianças em todo o mundo. Identificar precocemente os sinais e sintomas dessa condição pode ser fundamental para garantir um tratamento adequado e melhorar a qualidade de vida da criança.

De acordo com um estudo recente publicado na revista Psychology (Irvine), intitulado “Early Diagnosis on ADHD: Is It Possible?”, existem alguns sinais que podem indicar a presença de TDAH em crianças. 

Neste artigo, exploraremos os sinais precoces do TDAH e as suas caraterísticas, com base na pesquisa mencionada.

Compreendendo o TDAH

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é caracterizado por um padrão persistente de desatenção e/ou hiperatividade-impulsividade que impacta no funcionamento e desenvolvimento da criança.

Segundo a ABDA (Associação Brasileira do Déficit de Atenção), os casos de TDAH variam entre 5% e 8% em todo o mundo. Ou seja, cerca de 70% das crianças com esse transtorno apresentam outra condição médica simultaneamente, enquanto pelo menos 10% possuem três ou mais outras doenças associadas.

Além disso, é importante observar os sintomas em diferentes ambientes, como em casa e na escola, para um diagnóstico preciso, pois geralmente surgem antes dos 12 anos.

Portanto, os sintomas principais podem ser divididos em duas categorias distintas: desatenção e hiperatividade-impulsividade.

Como ele afeta o cérebro?

As crianças diagnosticadas com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) apresentam conexões atípicas entre diferentes regiões do cérebro.

Além disso, essas alterações no padrão de conectividade neural podem afetar diretamente a capacidade de concentração, controle emocional e tomada de decisões.

Portanto, é importante ressaltar que o TDAH é uma condição neurobiológica complexa e multifacetada, que requer abordagem multidisciplinar para diagnóstico e tratamento adequados.

Características do TDAH

Desatenção:
  • Dificuldade em prestar atenção a detalhes ou cometer erros por descuido.
  • Dificuldade em manter a atenção em tarefas ou atividades lúdicas.
  • Parecer não ouvir quando se fala diretamente.
  • Dificuldade em seguir instruções e finalizar tarefas.
Sintomas de Hiperatividade e Impulsividade:
  • Ficar inquieto com as mãos ou os pés, ou se remexer na cadeira.
  • Deixar o assento em situações em que se espera que permaneça sentado.
  • Correr ou escalar em situações onde isso é inadequado.
  • Dificuldade de brincar ou se engajar em atividades de lazer calmamente.

Sinais de TDAH

É essencial observar certos comportamentos que podem indicar a presença do TDAH:

  • Dificuldade em prestar atenção e seguir instruções mesmo para tarefas simples.
  • Comportamento impulsivo e dificuldade em esperar a vez.
  • Inquietação constante e dificuldade em permanecer sentado.
  • Dificuldade em organizar tarefas e materiais escolares.
  • Dificuldades frequentes na escola, tanto em termos de comportamento quanto de desempenho acadêmico.

Desse modo, se esses sinais forem notados, é importante buscar orientação de um profissional de saúde qualificado, como um pediatra ou um psicólogo especializado em TDAH.

Diagnóstico precoce e sua Importância

O estudo de Brites et al. (2023) reforça que o diagnóstico precoce do TDAH é possível e pode trazer inúmeros benefícios para a criança. Portanto, a avaliação deve ser abrangente e incluir:

  1. História clínica detalhada: Entrevistas com pais e cuidadores para entender o comportamento da criança em diferentes contextos.
  2. Avaliação comportamental: Utilização de escalas de avaliação padronizadas para medir a frequência e intensidade dos sintomas.
  3. Avaliação neuropsicológica: Testes específicos para avaliar funções cognitivas como atenção, memória e controle inibitório.
  4. Exclusão de outras condições: Considerar e descartar outras condições que podem mimetizar os sintomas do TDAH, como problemas de aprendizado, ansiedade e depressão.

Em suma, o TDAH é uma condição que pode impactar profundamente a vida de uma criança se não for diagnosticada e tratada precocemente. O estudo de Brites et al. (2023) destaca a importância do diagnóstico precoce e a necessidade de avaliações abrangentes e detalhadas. 

Portanto, se você suspeita que a sua criança possa ter TDAH, procure um profissional qualificado para uma avaliação adequada. Com o diagnóstico correto e o suporte necessário, às crianças com TDAH podem levar uma vida plena e produtiva.

Gostou do artigo e tem interesse em descobrir quais condutas escolares podem ser benéficas para crianças e adolescentes com TDAH?  Assista aqui.


Referência:

https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2022/setembro/entre-5-e-8-da-populacao-mundial-apresenta-transtorno-de-deficit-de-atencao-com-hiperatividade#:~:text=De%20acordo%20com%20a%20Associa%C3%A7%C3%A3o,apresentam%20tr%C3%AAs%20ou%20mais%20comorbidades.

BRITES, CLAY ; BRITES, HELOISA DIAS ; DE ALMEIDA, ROSELAINE PONTES ; MATA, GABRIEL DIONISIO GOTARDO ; BRITES, LUCIANA MOTA DIAS . Early Diagnosis on ADHD: Is It Possible?. PSYCHOLOGY (IRVINE), v. 14, p. 359-370, 2023.

https://www.band.uol.com.br/band-vale/videos/tdah-transtorno-afeta-entre-5-e-8-da-populacao-mundial-17252442

Leave a comment