Skip to content Skip to footer

DICAS PARA ALFABETIZAR CRIANÇAS COM TDAH

DICAS PARA ALFABETIZAR CRIANÇAS COM TDAH

Dicas para alfabetizar crianças com TDAH – Antes de mais nada, a alfabetização pode ser um grande obstáculo para crianças com TDAH. Por isso é importante promover ações que solucionem as dificuldades desde cedo.

Sendo assim, são nos primeiros anos da educação infantil onde as crianças desenvolvem habilidades para consolidar a leitura e escrita.

Logo, quando elas conseguem distinguir significados de textos, a autonomia e o aprendizado de forma independente são ganhos substanciais com o passar dos anos. Por esse e outros motivos, a alfabetização é de suma importância para o crescimento social e intelectual da criança.

No entanto, esse processo pode ser dificultado por alguns fatores: indivíduos com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH), na maioria das vezes, enfrentam obstáculos para se alfabetizar. Isso acontece porque as habilidades, como pronunciar e reconhecer palavras rapidamente, compreender o texto e fazer conexões do texto com o que já sabem. Sendo assim, podem ser prejudicadas em decorrência do transtorno.

Ou seja, felizmente, essas condições ocasionadas por consequência do TDAH podem e devem ser resolvidas. Nesse contexto, conheça e aprenda algumas dicas para estimular e desenvolver habilidades importantes para a alfabetização de crianças com TDAH.

Dicas para alfabetizar crianças com TDAH

1.      Leia para o seu filho

Contar histórias para o pequeno é uma ação de grande valia para o seu desenvolvimento. Por mais que ele saiba ler sozinho, ao contar uma história ou ler em voz alta para ele, você ativa as suas habilidades de escuta. Desse modo, lendo para o seu filho, você estará ajudando-o na compreensão textual. Pois você pode ler em voz alta enquanto ele acompanha o texto lendo em silêncio.

De início, experimente textos curtos e simples conforme a criança e o tempo em que ela consegue manter o foco na leitura, e depois aumente gradativamente esse tempo. Ademais, teste leituras diferentes, mas dê importância às preferências do seu filho, buscando leituras que o agradem.

2.      Estimule a imaginação

Ao passo que você estimula a leitura, é interessante estimular também a imaginação. Pois esta é indispensável no desenvolvimento cognitivo infantil. Consequentemente, no momento em que você conta uma história para o infante, pode-se promover algumas ações:

– Incentive-o a criar situações da história em sua mente, podendo representá-las por meio de um desenho ou cena teatral;

– Crie possíveis soluções para o enredo da história, perguntando que atitude ele tomaria se estivesse no lugar de determinado personagem ou qual a opinião dele sobre o rumo da história, entre outras questões;

– Pergunte qual o personagem favorito dele, o motivo dele ter gostado deste personagem, qual parte do livro ele mais gostou e peça para ele descrever os acontecimentos da história.

3.      Didática em sala de aula

Sendo assim, é preciso que os pais estejam em contato direto com a escola e professores para serem adotadas metodologias que aproximem o estudante com TDAH do conteúdo. Por conta disso, é fundamental buscar técnicas e estratégias que mantenham o foco e atenção do aluno, como a mudança no tom de voz. Também dar mais ênfase em momentos chaves da aula e ficar próximo dele com o intuito de diminuir e evitar as distrações.

Além disso, antes de começar a exposição, o professor pode fazer perguntas que só poderão ser respondidas após o conteúdo ser ministrado. Pois, com isso, a criança terá uma motivação para ficar atenta durante a aula.

4.      Estímulos audiovisuais

Por exemplo, os estímulos audiovisuais contribuem não só para chamar a atenção do infante, como também podem ajudar significativamente na sua memorização. Os pais e docentes podem usar a imagem das letras para auxiliar nesse processo. E aliado a isto, podem ser usadas imagens de animais ou objetos que comecem com determinadas letras para que as crianças comecem a fazer associações entre as palavras.

5.      Forme grupos de leitura

Sendo assim, quando fazemos algo com os amigos, aquela atividade se torna bem mais interessante. Então, se o seu filho tem amigos que possuem gostos parecidos, forme um grupo e proponha a leitura de algum livro que eles curtam.

Dessa forma, após a leitura, você pode promover uma conversa sobre a história, na qual cada um pode descrever e dar a opinião sobre o momento. E também juntos podem criar desenhos ou um mural sobre a história. Dessa forma, quando o pequeno está realizando uma atividade com seu amigo, a tendência é que ele tenha um estímulo e foco maior naquilo que está fazendo.


REFERÊNCIAS

VASCONCELOS, J. D. S. L.; FELIZARDO, J. E. A. Alfabetização e a inclusão das crianças com TDAH: Os desafios e as possibilidades / Literacy and inclusion of children with ADHD: The challenges and possibilities. ID on line REVISTA DE PSICOLOGIA, v. 14, n. 53, p. 64–71, 28 dez. 2020. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/2840. Acesso em: 06 out. 2022.

11 Every-Night Ways to Build Stronger Reading Skills. ADDitude, 2021. Disponível em: https://www.additudemag.com/adhd-reading-comprehension/. Acesso em: 06 out. 2022.

DO EVENTO, Coordenação; DOS SANTOS, Lilian Azeredo; DOS SANTOS, Mariléia Azeredo. TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO. Revista do Seminário de Educação de Cruz Alta – RS, [S.l.], v. 6, n. 1, p. 53-54, apr. 2019. ISSN 2595-1386. Disponível em: http://www.exatasnaweb.com.br/revista/index.php/anais/article/view/613. Acesso em: 07 out. 2022.

Leave a comment

0.0/5

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊