Skip to content Skip to footer

Estimulação sensorial e Psicomotricidade

A estimulação sensorial e a psicomotricidade são áreas essenciais no contexto da primeira infância, pois fornecem às crianças as bases necessárias para explorar o mundo ao seu redor, desenvolver habilidades motoras e sensoriais, e construir uma compreensão mais profunda de si mesmas e de seu ambiente.

Através de atividades sensoriais, as crianças têm a oportunidade de experimentar diferentes estímulos, como texturas, sons, cores e movimentos, o que contribui para o desenvolvimento de suas habilidades sensoriais e cognitivas. Por outro lado, a psicomotricidade engloba a integração entre os aspectos físicos e psicológicos do movimento, ajudando as crianças a desenvolverem habilidades motoras finas e grossas, equilíbrio, coordenação e consciência corporal.

Neste artigo, vamos explorar em detalhes os benefícios da estimulação sensorial e da psicomotricidade, além de fornecer dicas e atividades práticas para incorporá-las ao cotidiano das crianças.

Relação entre Psicomotricidade e Estimulação sensorial

A integração sensorial é a habilidade de processar informações sensoriais e responder de forma apropriada, formando a base da psicomotricidade. Ou seja, esta disciplina estuda a interação do corpo humano com o mundo, apoiando-se em diversos campos como psicologia, biologia e sociologia, buscando harmonizar movimento, cognição e emoção.

Em contra partida, a estimulação sensorial, central na psicomotricidade, é essencial para o desenvolvimento infantil, permitindo que as crianças adquiram habilidades cruciais para aprendizado, coordenação motora, interação social e criatividade.

Além disso, ao explorar a estimulação sensorial por meio de atividades lúdicas, a psicomotricidade promove um desenvolvimento equilibrado, capacitando as crianças a se expressarem, comunicarem e se relacionarem de forma mais completa.

A importância da estimulação sensorial

Os neurônios de uma criança recém-nascida estão prontos para serem desenvolvidos por meio dos estímulos sensoriais. Portanto, os primeiros anos de vida, devido à plasticidade neuronal, são cruciais para a absorção de informações.

Além disso, essa ativação neural é desencadeada pelos diversos estímulos sensoriais, como visão, audição, tato, olfato e paladar, recebidos pela criança desde cedo. Daí a importância de proporcionar estímulos desde a infância e de criar ambientes lúdicos que favoreçam o desenvolvimento de várias habilidades.

O progresso da criança depende da capacidade de organizar as informações sensoriais que ela recebe através dos sentidos, sensações e experiências. Ou seja, a estimulação sensorial é crucial para que a criança desenvolva e aprimore sua motricidade fina, equilíbrio, esquema corporal e organização espacial e temporal.

A importância da Psicomotricidade

A Psicomotricidade é uma abordagem que valoriza a integração e organização do movimento, resultantes das experiências individuais, linguísticas e sociais do sujeito”, conforme a Associação Brasileira de Psicomotricidade.

Essa abordagem reconhece que a interação entre os aspectos cognitivos, sensoriomotores e psíquicos é fundamental para a expressão por meio do movimento. Assim, seu objetivo principal é promover a integração da criança consigo mesma e com o mundo ao seu redor.

Atuando como um canal que auxilia a criança a se expressar, a Psicomotricidade reconhece essa expressão como crucial para o equilíbrio emocional. Além disso, facilita a aquisição do esquema corporal ao promover a conscientização da criança sobre seu próprio corpo.


Veja outros benefícios da psicomotricidade:

  • Favorece o controle do corpo: através das habilidades psicomotoras, a criança aprende a dominar e adaptar os seus movimentos corporais.
  • Ajuda a afirmar sua lateralidade, controle postural, equilíbrio, coordenação, localização no tempo e espaço.
  • Estimula a percepção e discriminação dos objetos, bem como a exploração dos diferentes usos que podem ser dados a eles.
  • Cria hábitos que facilitam o aprendizado, melhora a memória, atenção e concentração, além da criatividade da criança.
  • Introduz noções espaciais, como de cima para baixo, de um lado para o outro, de frente para trás, entre outras.
  • Reforça as noções básicas de cor, tamanho, forma e quantidade através da experiência direta com os elementos do ambiente.
  • Ajuda a criança a se integrar socialmente, com seus pares, ao promover brincadeiras em grupo.
  • Ajuda a criança a enfrentar seus medos: fortalece não apenas seu corpo, mas também sua personalidade.
  • Reafirma seu autoconceito e auto-estima, ao deixar a criança mais segura emocionalmente, resultado de conhecer seus próprios limites e capacidades.

Estimulação sensorial e Psicomotricidade no autismo

No autismo, é muito comum encontrar na criança alguma particularidade sensorial, que varia na intensidade e na forma como as experiências sensoriais são vividas. A hipersensibilidade, por exemplo, é uma característica comum no autismo e ocorre quando as crianças têm uma audição, tato ou paladar ultra sensíveis. Elas podem se estressar com barulhos distantes ou não conseguir vestir algumas roupas de determinados tecidos, não tolerando etiquetas, por exemplo.

Por outro lado, as crianças com autismo podem ser hipersensíveis e necessitarem de estímulos mais intensos para serem percebidos. A estimulação sensorial, como base da psicomotricidade, ajuda as crianças com autismo a trabalhar essa sensibilidade (hiper ou hipo) e lidar melhor com elas.

Portanto, o trabalho com a psicomotricidade é muito indicado no tratamento do autismo, tendo uma importante contribuição para o desenvolvimento motor, cognitivo e afetivo das crianças com TEA — Transtorno do Espectro do Autismo.

Em suma, a estimulação sensorial e a psicomotricidade desempenham papéis fundamentais no desenvolvimento infantil, promovendo a integração sensorial, o equilíbrio emocional e o aprimoramento das habilidades motoras e cognitivas das crianças.


Restou alguma dúvida sobre psicomotricidade e estimulação sensorial? Deixe nos comentários.



Referências:
FONSECA, Vitor da. Psicomotricidade: uma visão pessoal. Constr. psicopedag. [online]. 2010, vol.18, n.17 [citado  2020-06-01], pp. 42-52. 

18 Comments

  • Francisca
    Posted 02/06/2020 at 6:56 pm

    Aprendi sobre a importancia da psicomotricidade, como trabalhar a parte sensorial principalmente em crianças autistas.

    • Suporte Neurosaber
      Posted 03/06/2020 at 8:25 am

      Olá Francisca,Para nós é um prazer poder contribuir para auxiliar você nessa questão! 🙂

  • Maria do Carmo M. Romanholi
    Posted 13/06/2020 at 2:07 pm

    Boa tarde, Equipe NeuroSaber!
    Fico muito feliz quando leio uma matéria como esta! Parabéns por contemplar o viés da Psicomotricidade nas questões da Dificuldade da Aprendizagem! Vitor da Fonseca e Le Bouch são excelentes, e embasam o processo de ensino -aprendizagem nesta perspectiva. Excelente!

  • Antônia Adrianne Pereira
    Posted 13/06/2020 at 7:39 pm

    Pra mim tem sido muito proveitoso os cursos e orientações pois temos muitas crianças especiais.Obrigada!

    • Suporte Neurosaber
      Posted 15/06/2020 at 10:48 am

      Olá Antônia, Para nós é um prazer poder contribuir para auxiliar você nessa questão! 🙂

      • Rafael Lima
        Posted 04/05/2021 at 5:23 am

        Excelente, muito bom ainda mais nós acadêmicos que estamos adquirindo muito mais conhecimento nessa área tão vasta e tão importante do desenvolvimento humano.
        Parabéns.

  • Rosa Maria
    Posted 14/06/2020 at 11:58 pm

    Minha neta é autista o estudo está sendo ótimo para eu me aprofundar nas diversas dificuldades enfrentadas por ela.

    • Suporte Neurosaber
      Posted 15/06/2020 at 7:57 am

      Olá Rosa, Que bom! Ficamos felizes em sempre poder auxiliá-los!

  • Carolina de lima souza
    Posted 26/08/2020 at 1:41 am

    Meu filho de 3 anos é bem estimulado porém quando esta em algum lugar amplo tipo um parque ou na rua ele fica inseguro p andar e pede colo ou fica procurando um lugar p se apoiar com medo de cair.Isso tem a ver com psicomotricidade…será que podem me ajudar com referencia a alguma leitura para eu ajuda lo?

    • NeuroSaber
      Posted 27/08/2020 at 2:57 pm

      Olá Carolina,tudo bem?Sem avaliação não podemos dar uma orientação precisa sobre caso .
      Esse comportamento pode ser por muitos motivos diferentes. Temos muitos conteúdos que podem te ajudar a entender melhor isso. Acesse youtube.com/neurosabervideos que podem te ajudar.
      Orientamos que procure um especialista pessoalmente (psicomotricista ou pediatra) para lhe dar melhores informações e orientação assertiva sobre caso do seu filho.

  • Marcia cristina
    Posted 22/03/2021 at 2:14 am

    Essa pesquisa, me fez ver a diferença entre criança típica de criança atípica com autismo. Nos faz refletir a importância da psicomotricidade, sendo a base de toda uma construção de vida saudável para as nossas crianças.

  • Jhenifer Brittes
    Posted 25/03/2021 at 6:15 pm

    O desenvolvimento das funções perceptivas é fundamental para o desenvolvimento global da criança, sendo utilizada em funções cognitivas e, principalmente, motoras. A partir dessa afirmativa, explique qual a importância da estimulação sensório-motora no processo de aprendizagem e desenvolvimento infantil?

  • Ana Cristina
    Posted 18/05/2021 at 11:44 am

    Parabéns pelo artigo. Mas preciso compartilhar a minha angústia de ser professora de Ensino Médio e sentir falta, nas minhas pesquisas, de conteúdos voltados ao público adolescente. Eu gostaria de receber auxílio nesse sentido. Sinto falta de algo direcionado aos meus alunos de Ensino Médio. Sempre que busco algo, só encontro assuntos voltados às crianças menores. Mas, e depois que elas crescem? Elas precisam continuar recebendo a atenção que merecem e têm direito.

  • Lucimara
    Posted 21/04/2022 at 6:13 pm

    Boa tarde, gostaria de saber a esposos usar com pacientes de Alzheimer e AVC ?

  • Ellyberlania
    Posted 29/01/2023 at 11:23 pm

    Como se trabalhar nesse campo da psicomotricidade? Precisa de um curso específico?

    • Solange
      Posted 31/01/2023 at 10:25 pm

      Olá Ellyberlania, tudo bem?

      Sim, você pode realizar uma graduação de Psicomotricidade ou pode realizar uma pós graduação na área, você tendo formação teórica e técnica nas áreas de Saúde e Educação.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Lucas
    Posted 29/06/2023 at 9:56 am

    Bom dia! Conversando com uma terapeuta ocupacional, ele me informou que a estimulação sensorial era exclusiva de sua profissão, discordei totalmente mais fiquei em silêncio, esse texto veio bem iluminar meus pensamentos.

Leave a comment

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊