Skip to content Skip to footer

Estratégias para manter a atenção do aluno autista em sala de aula

A manutenção de um aluno autista em sala de aula pode parecer um grande desafio para o profissional da educação. Muitas pessoas os enxergam como pessoas de difícil relacionamento, o que implicaria em problemas no andamento de uma aula, por exemplo.

Entretanto, é preciso acabar com este preconceito e adotar outra visão acerca dessas crianças. Aqui, você verá estratégias para professores despertarem a atenção dos pequenos. As dicas são muito interessantes e, com certeza, serão muito úteis para você. Estão prontos? Confira abaixo.

Utilizar linguagem objetiva

É extremamente aconselhável que se utilize esse formato de linguagem, pois o autista gosta de entender tudo o que se fala, mas no sentido literal da palavra. Evite as conotações.

Utilizar abordagens sensoriais

O autista precisa ser acompanhado de perto quando o assunto for aspecto sensorial. É muito comum que uma de suas habilidades seja mais apurada que as das outras crianças. Caso o pequeno apresente alguma resistência a um barulho, a um cheiro ou imagem; não a force. Converse com os pais. Só uma equipe de profissionais pode propor uma intervenção eficaz. Se o aluno não demonstrar resistência aos estímulos, então explore as habilidades (visão, audição, etc.). Tudo dentro da possibilidade que o pequeno oferece.

Adaptar currículo, provas e avaliações

O aluno autista está em sala de aula junto com os demais, mas ele necessita que as avaliações sejam adaptadas.

Privilegiar as habilidades

O aluno autista é diverso, pois cada um apresenta uma característica. Há estudantes que são completamente organizados em um item ou têm total predisposição para um campo do conhecimento. Ao notar alguma facilidade do aluno, tente trabalhar isso com riqueza.

Propor atividades baseadas no interesse do aluno

O autista tem a personalidade forte, no que diz respeito aos interesses. Isso só deve ser tratado por médicos especialistas, mas o papel do educador, então, é estimular a criança através de atividades que estejam relacionadas com o interesse do pequeno.

Utilizar jogos

Alguns jogos podem ser ideais para ensinar um autista, mas é preciso que o professor se informe antes com os pais e os médicos da criança. Isso tudo porque o pequeno pode ter alguma hipersensibilidade com cores, barulho, etc. Outro detalhe é não promover jogos que ‘prendam’ o aluno por muito tempo.

Evitar atividades muito longas

É imprescindível que se evite atividades muito longas, porque a criança autista pode se entediar facilmente, ainda mais se não houver nada de seu interesse. Além disso, é importante salientar que o tempo do pequeno com autismo é diferente do restante das crianças. É preciso respeitar.

Propor atividades que estimulem o pensamento lógico

Isso pode ser feito por meio de algum jogo ou outra atividade lúdica que seja responsável por estimular o raciocínio lógico do aluno autista. Lembrando sempre que cada um tem o seu tempo.

Propor pequenas tarefas, mesmo que sejam diversas

Traga a criança autista para o convívio da sala. Estimule-o com tarefas simples, mas que mostrem a ele o quanto é capaz.

Explorar o cotidiano

Parte importante e que terá reflexos muito bons na vida do autista. É muito eficaz que as tarefas do cotidiano sejam apresentadas ao pequeno desde cedo.

Privilegiar vínculos afetivos e incentivar sempre

Por fim, mas não menos importante, quando o educador privilegia os vínculos afetivos entre a criança autista e seus colegas, o convívio fica muito melhor. O incentivo também deve estar sempre presente. Todo o desempenho do pequeno deve ser reconhecido.

47 Comments

  • Marciana Celina Haack
    Posted 18/02/2017 at 10:34 am

    Muito obrigada por dividir seus conhecimentos.
    Sou professora de Ed. Infantil e temos um menino autista na turma. No ano anterior já foi meu aluno e neste ano continua pois de JNA passei ao JNB (acompanhando a turma). Isto é muito bom para esta criança pois continua com seus vínculos afetivos e assim continuamos regando o que semeamos até o momento.
    Após ler percebo que estou no caminho certo. A criança evolui a cada dia, mas a maior dificuldade é a aceitação dos pais em levá-la a atendimento especial e individual; isto me frustra muito.

  • Marta Peres do Paraisp
    Posted 18/02/2017 at 2:22 pm

    Só tenho a agradecer por nos dar esse conhecimento que tanto precisamos ter para que possamos ajudar nossos alunos. É uma grande riqueza para ajudar os que precisam.

  • Suelena Gonçalves dos Santos
    Posted 18/02/2017 at 7:21 pm

    Muito obrigado pela atenção e por dividir o conhecimento,que faz toda a diferença na nossa prática pedagógica.

  • irani Ribeiro Hortencio
    Posted 18/02/2017 at 11:39 pm

    Estou muito feliz em adquirir esses conhecimento de grande valia para minha vida profissional .Só tenho a agradecer a Neuro saber.Parabéns!

  • Rivaneide Alves da Silva Cruz
    Posted 19/02/2017 at 2:24 am

    Ótimas estratégias para manter o foco das crianças autistas! Muito importante saber lidar com essas crianças pois podemos melhorar e muito o convívio delas os amigos de sala e estimular as suas habilidades . Reconhecer as suas possíveis resistências e trabalhar em conjunto colhendo informações necessárias para desenvolver atividades que lhes proporcionem prazer e respeitando o seu tempo.Buscando sempre o suporte de profissionais especializados para quando for necessário uma intervenção para uma melhor qualidade de vida e melhorar o seu desenvolvimento. Parabéns Dr.Clay Brites, Luciana Brites e equipe Neuro Saber por todos os trabalhos que vocês carinhosamente nos proporcionam , nos ajudando e enriquecendo cada vez mais com seu conhecimentos.Muito obrigada e que Deus os abençoem sempre!❤

  • Maria das Gracas de Oliveira Via na
    Posted 21/02/2017 at 5:12 pm

    Aplausos para vocês da neurosaber. Grande contribuição para nós profissionais.

  • Maria Aparecida Sanches
    Posted 23/02/2017 at 2:36 pm

    Muito boa as informações do texto. Em se tratando de autista, toda informação para mim é de grande valia.
    Deixo uma pergunta: uma criança autista (6 anos) ,pode se relacionar com outras pessoas facilmente?
    Olhando nos olhos , interagindo bem ?

  • Maria das Graças Lima de Souza
    Posted 23/02/2017 at 9:32 pm

    Profundo agradecimento por compartilhar esses conhecimentos tão preciosos para nós educadores,pais e responsáveis. meu aluno de três anos,com autismo este ano não quer dormir na hora do soninho apos o almoço,na creche.Quer brincar,fazer barulho,correr etc. Com sua orientações,me percebo que m as atitudes tomadas por mim,antes desses conhecimentos não estão tão errados. no principio ,tenho que estar falando com ele sobre o que não é possível fazer o que ele quer naquele momento, ele resiste bastante e eu também repetindo sempre o porque ele não pose fazer aquelas ações naquele momento ,coloco-o à mesa e dou atividades como desenhar,pintar com pincel, legos,e trabalho pedagogicamente acompanhando de perto.Dou livros de história que ele adora. Ele sai as doze horas por não aceitar alimentação da manhã do almoço. Dr.Clay meu procedimento está incorreto?

    Um abraço agradecido.

  • tamara telma lopes coutinho
    Posted 24/02/2017 at 9:30 am

    Excelente!!!!!
    Muito importante ter esse conhecimento para poder ajudar nossos pequenos principalmente aqueles que já estão na fase de alfabetização.

    Um forte abraço.

    • Martinha Pinheiro de Carvalho Alves
      Posted 26/12/2021 at 7:55 pm

      Enriquecedor esse material. Sou Pós graduada em DMI, e pretendo continuar em sala da aula com autista, isso vai me ajudar muito. Gratidão.

  • Míriam Couto Ferreira
    Posted 27/02/2017 at 11:54 am

    Muito bom este artigo bem sucinto e objetivo!

  • Eliane Cambraia Da Silva Marques
    Posted 27/02/2017 at 3:13 pm

    Bem explicado essas estratégias,será de grande contribuição pra mim,pra formação de meus conhecimentos e sendo assim me ajudará caso eu tiver um dia um aluno Autista,A Educação necessita desses cuidados,dessas excelentes informações.Parabéns!

  • Eugenia maria Caldeira
    Posted 27/02/2017 at 7:05 pm

    Dicas importantíssimas não só para os professores, mas também para ajudarmos aos pais em tarefas que podem ser desenvolvidas em casa. Quem trabalha com crianças autistas precisa estar preparado para auxiliar os pais na organização e manutenção do cotidiano dessas crianças.

    Obrigada

    Grande abraço.

    • Noeme França da costa ferreira
      Posted 26/10/2021 at 1:00 pm

      E muito importante saber lidar vom essa classe de pessoas, pois trabalho nessa area e não fácil.

  • Bárbara Cristina Pinto Novaes
    Posted 01/03/2017 at 6:32 am

    Obrigada pelas dicas valiosas. Com toda certeza é um grande auxílio para o trabalho do professor e conhecimento para os pais.

  • Francisca Nunes da Silva
    Posted 09/03/2017 at 1:16 pm

    Boa tarde, Gostaria de agradecer pela contribuição Lu Brittes , pois sou professora de sala de Recursos e todo material que você compartilha me torna mais segura no meu trabalho com os alunos. Grata

  • Ophelia Maria Xenofonte Sampaio
    Posted 14/03/2017 at 7:50 pm

    Sou avó de uma criança autista e me interesso muito para aprender sobre o assunto que é tão novo para todos ,especialmente as escolas ,vou fazer todo o possivel para essas chegarem a direção .professores e demais profissionais da creche do meu neto . Agradeço de coração o empenho de vocês em socializarem o conhecimento , Que Deus os ilumine,abençoe e proteja . Um carinhoso abraço

  • Gilmara
    Posted 06/05/2017 at 11:35 pm

    Nossa obrigada por divididir seus conhecimentos ,muito bom para professores e pais .

  • Jose Gomes Filho
    Posted 06/03/2018 at 12:54 pm

    Estou estagiando com uma criança autista e estava buscando referências para poder lhe dar com meu aluno.

    Muito obrigado pelas dicas, para nós estagiários de pedagogia muito importante ter essas informações disponíveis. muito bom .

  • Maria José
    Posted 14/03/2018 at 8:19 pm

    Muito bom as estratégias,sou psicopedagoga e precisa ajudar os professores e pais

  • Mariete
    Posted 23/03/2018 at 2:54 pm

    Muito boa as estratégias, atendo uma aluna autista e ainda não conseguir a atenção dela, nas atividades, a única a qual se concentra e na hora da musiquinha. Ainda não consegui que ela fique sentada pelos uns cinco minutos.

  • sandro olimpio
    Posted 02/04/2018 at 10:37 pm

    Gostei muto das dicas. Fico intrigado e questionando sobre uma coisa e gostaria de compartilhar com vocês. Em uma sala mista, onde o autista é minoria, a aplicação dessas estratégias podem trazer ganhos reais para os alunos não-autistas? O que acham.

  • Kátia Ferreira
    Posted 17/04/2018 at 11:35 am

    Muito boas as sugestões. Sou coordenadora pedagógica de um CEI, e este ano pela primeira vez recebemos uma criança que tem muitos sintomas de autismo, porém os pais se recusam a levar a criança ao médico indicado pelo pediatra, minha pergunta é quando esta criança se recusa a permanecer em sua turma, o que devo fazer?
    a cada dia escolhe um lugar para ficar ( salas das demais turmas), o que esta deixando sua professora bem preocupada, pois se sente triste em não ter conquistado o afeto do pequeno, eu bem ansiosa por não conseguir dar o suporte de que tanto o grupo precisa. Me ajudem

  • Maria Isabel
    Posted 21/04/2018 at 10:00 pm

    Meu aluno autista. Não quer ajuda não quer q fique perto como faço para conquistar, está no 8 ano

    • Maria José Sousa Santos
      Posted 27/11/2021 at 4:24 pm

      Boa tarde tenho 4 crianças na escola que trabalho tenho que fazer o relatório deles sou cuidadora .Não tenho como começa muito Bom seu comentário

  • Elizangela
    Posted 12/05/2018 at 2:48 pm

    Um aluno autista pode doce separado dos outros alunos?

  • Marilene dos Santos Ribeiro
    Posted 20/05/2018 at 4:29 pm

    oi boa tarde sou Educadora infantil esse ano estou com uma turma idade 2 a 3 anos tenho um aluno diagnosticado com autismo leve… to me iterando do assunto, mas sinto necessidades de mais suporte e conhecimentos para lidar e ajudar esse aluno…Fico agradecida por compartilhar seus conhecimentos um abraço

  • Souza
    Posted 05/08/2018 at 3:52 pm

    Aluno autista pode faltar aulas ?tem lei que ampara.

  • Claudilene Costa de Farias
    Posted 09/08/2018 at 2:31 pm

    Eu auxilio um aluno do nono ano, o que posso fazer para ajudá-lo nas atividades, pois ele estar em uma sala regular.
    Desde de já agradeço.

  • Jolucia Novais de Almeida
    Posted 24/08/2018 at 8:14 am

    Sou professora do ensino fundamental . Foi muito bom essa participação .Para que enriquecem mais ainda como trabalhar com criança autista

  • Lucilia Marques de Andrade Campos
    Posted 05/09/2018 at 11:59 am

    Bom dia, sou diretora de uma escola e recebemos hoje o diagnóstico de um aluno Autista. E procurando maiores informações a respeito, tive a felicidades de encontrar esse site com valiosas orientações e contribuições para nossa atuação. Como é bom encontrar profissional que busca fazer a diferença na educação, compreende nossos anseios e compartilha conhecimentos.

  • Sinclair dos Santos Pauvels
    Posted 04/11/2018 at 2:19 pm

    Sou grata a vocês por partilhar estas informações tão importantes. Sou professora desde 1969. Me aposentei em 1994, mas continuo trabalhando como professora, pois amo o que faço.
    Em todos estes anos não tive alunos autistas.
    Percebo a importância de saber como ajudar estas crianças.
    Em nossa cidade foi criada, neste ano de 2018, a AMA.
    Uma associação de pais e amigos dos autistas.
    Me coloquei como voluntária neste projeto tão nobre.
    Me apaixonei.
    Por isso estou buscando ajuda, informações de como proceder. Muito estudo.
    Estou muito agradecida por todas as informações recebidas através deste site.

  • Marli terezinha simoes machado duarte
    Posted 27/03/2019 at 1:56 pm

    Obrigada por colaborar para nosso crescimento como profissional na area da educacao especial..

  • ARLIENE DASILVA SANTANA
    Posted 08/10/2019 at 3:46 pm

    obrigada por fazer a diferencia entre outros , seu trabalho excelente e ajuda muitos pais e famílias que acreditam nos nossos pequenos e com sua ajuda NOS MOSTRA COMO SOMOS CAPASES DE TAMBEM FAZER A NOSSA PARTE ,AJUDANDO CADA PEQUENO A SER CAPAZ DE QUALQUER COISA , A INCLUSAO E FUNDAMENTAL PARA TODOS

  • Nadia Daenekas
    Posted 22/05/2020 at 9:29 pm

    Muito interessante essas estratégias, irá ajudar muito na sala de aula.

  • Marizete Rosa de Oliveira
    Posted 02/06/2020 at 9:34 pm

    Preciso de ajuda, trabalho com crianças especial tenho 03 com autismo, como prender a atenção para realização das tarefas eles tem 04 e 06 aninhos

  • RENATA BOSAK
    Posted 13/06/2020 at 3:55 pm

    Explicação e textos maravilhosos, ajuda muito a entendermos as crianças autistas que rede municipal ensino são Paulo tem recebido hoje.
    Obg Renata

  • RENATA BOSAK
    Posted 13/06/2020 at 3:59 pm

    Texto claro e de fácil acesso ao entendimento tanto aos profissionais educação, saúde, como os pais que tem filhos autistas.
    Obg Renata

  • Keila Maria
    Posted 17/08/2021 at 11:57 pm

    sou auxiliar de educaçao infantil ,como ajudar aluno, auista em sala de aula.

  • Sandra Soares da Silva
    Posted 14/09/2021 at 12:27 am

    O assunto para mim foi luz em dúvidas que tinha. Obrigada!
    Preciso sugerir que se coloque o nome completo do autor, pois esse artigo pode ser citado em trabalhos acadêmicos.

  • Juliene Paula da Silva
    Posted 15/02/2022 at 10:27 pm

    Tenho uma aluna com autismo severo de 5 anos de idade ela não fala , não responde muito bem aos comandos simples como que cor é essa , que animal é esse . Que atividades eu posso estar trabalhando com ela?

  • Professora 123
    Posted 03/03/2022 at 10:51 pm

    Eu estou precisando de ajuda, tenho um aluno que não tem laudo, por os pais não buscar esse laudo, mesmo com todo o auxilio da escola. Enfim, tento ajudá-lo de diferentes formas, mas percebo que a atenção em sala de aula fica voltada para ele, pois ele se acalma se ficar perto dele, realiza atividade somente se ficar do lado dele, e os outros alunos ficam de lado, quando vou auxiliar outro aluno ele levanta, bate nos colegas, grita, corre na sala. Alguém pode me ajudar, com dicas. Obrigada.

    • Solange
      Posted 04/03/2022 at 1:50 pm

      Olá Professora123, tudo bem?

      Primeiramente agradecemos pela confiança! Temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Rosangela Nogueira da Silva
    Posted 14/07/2022 at 2:18 am

    Olá! Boa Noite! Estou querendo uma ajuda. Sou professora auxiliar de uma aluna com autismo, está no 5º ano de escolaridade e tem 13 anos de idade, porém, ela não se interessa muito e até as vezes fica irritada quando coloco atividades em papel para a mesma fazer. Usei como estratégia a tecnologia usando o meu celular para que a mesma digite, no entanto, digita palavras repetitivas e desconexas, mas digita as palavras bem, gosta também de música e dança e sua comunicação é bem precária, comunica-se por gestos e expressão corporal, o que posso fazer mais para acompanhá-la pedagogicamente para obter os resultados precisos em sua aprendizagem? Permanece até um certo tempo em sala de aula, todavia, fica querendo sair e sempre quer levar uma coleguinha da qual se socializou bem com ela o que é muito ruim, pois a coleguinha fica sem assistir a aula da professora de turma. O que fazer também neste caso, devido a mesma ficar em sala de aula foi por causa dessa amiguinha que tanto pegou afinidade?

    • Solange
      Posted 14/07/2022 at 2:09 pm

      Olá Rosangela, tudo bem?

      Temos muitos conteúdos que podem te ajudar a entender melhor isso. Acesse youtube.com/neurosabervideos e também em nosso blog que podem te ajudar.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

  • Trackback: Plano de Aula – Dia do Orgulho Autista - Curso Completo de Pedagogia

Leave a comment

0.0/5