Skip to content Skip to footer

Principais etapas do processo de aprendizagem

Aprender é muito mais que decorar conceitos. O processo de aprendizagem é complexo e se dá por etapas. Para melhor compreendê-lo, é importante conhecer os estágios de desenvolvimento cognitivo da criança, proposto por Jean Piaget.

Piaget estudou as etapas do desenvolvimento cognitivo humano e sua teoria sugere que as crianças passam por quatro estágios diferentes de desenvolvimento: sensório-motor; pré-operatório; operatório concreto e operatório formal.

O biólogo, psicólogo e epistemológico suíço Piaget acreditava que as crianças desempenham um papel ativo no processo de aprendizagem. À medida que interagem com o mundo ao seu redor, adicionam novos conhecimentos, constroem sobre o conhecimento adquirido e adaptam ideias para acomodar novas informações.

As etapas do desenvolvimento cognitivo ditam o processo de aprendizagem das crianças. Pensando nisso, escrevemos este artigo sobre os estágios do desenvolvimento cognitivo propostas por Piaget. Boa leitura!

Os estágios do desenvolvimento cognitivo

Piaget desenvolveu uma teoria de desenvolvimento cognitivo que inclui quatro estágios, descritos a seguir.

Estágio sensório-motor — 0 a 2 anos

Neste estágio, o bebê conhece o mundo através dos seus movimentos e sensações. As crianças aprendem por ações básicas como chupar, agarrar, olhar e ouvir.

Os bebês aprendem que as coisas continuam a existir mesmo que não possam ser vistas (permanência do objeto), aprendem que são seres separados das pessoas e objetos ao seu redor e percebem que suas ações podem fazer com que coisas aconteçam no ambiente.

Durante esse estágio inicial de desenvolvimento cognitivo, bebês e crianças pequenas adquirem conhecimento através de experiências sensoriais e manipulação de objetos. Toda a experiência de uma criança neste estágio ocorre por reflexos básicos, sentidos e respostas motoras.

É durante o estágio sensório-motor que as crianças passam por um período de grande crescimento e aprendizado. Conforme interagem com seu ambiente, fazem novas descobertas sobre como o mundo funciona.

As crianças aprendem ações físicas — engatinhar e andar — e aprendem sobre a linguagem das pessoas com quem interagem. 

Piaget acreditava que desenvolver a compreensão de que os objetos continuam a existir mesmo quando não podem ser vistos, era um elemento importante neste ponto do desenvolvimento.

Ao aprender que os objetos são entidades separadas e distintas e que têm existência própria fora da percepção individual, as crianças são então capazes de começar a atribuir nomes e palavras aos objetos.

Estágio pré-operatório — 2 a 7 anos

Neste estágio, as crianças começam a pensar simbolicamente e aprendem a usar palavras e imagens para representar objetos. Tendem a ser egocêntricas e lutam para ver as coisas da perspectiva dos outros.

Embora estejam cada vez melhores na linguagem e no pensamento, ainda tendem a pensar nas coisas em termos muito concretos. As crianças tornam-se muito mais hábeis em brincar de fantasiar, mas continuam a pensar muito concretamente sobre o mundo ao seu redor.

As bases do desenvolvimento da linguagem podem ter sido estabelecidas durante o estágio anterior, mas é o surgimento da linguagem que é uma das principais marcas deste estágio.

Estágio Operatório Concreto — 7 a 11 anos

Durante esta fase, as crianças começam a pensar logicamente sobre eventos concretos

Começam a entender o conceito de conservação; que a quantidade de líquido em um copo curto e largo é igual à de um copo alto e estreito, por exemplo.

Seu pensamento se torna mais lógico e organizado, mas ainda muito concreto. Começam a usar lógica e raciocínio a partir de informações específicas para um princípio geral. Embora ainda sejam muito concretas e literais em seu pensamento, se tornam mais adeptas ao uso da lógica.

O egocentrismo do estágio anterior começa a desaparecer à medida que entendem melhor como outras pessoas podem ver a situação.

Embora o pensamento se torne mais lógico, também pode ser muito rígido. Crianças neste ponto de desenvolvimento têm dificuldade com conceitos abstratos e hipotéticos.

As crianças começam a entender que seus pensamentos são seus e que nem todas as outras pessoas compartilham seus pensamentos, sentimentos e opiniões.

Estágio Operatório Formal — 12 anos

Nesta fase, o adolescente começa a pensar abstratamente e raciocinar sobre problemas hipotéticos. O pensamento abstrato emerge. Começam a pensar mais sobre questões morais, filosóficas, éticas, sociais e políticas que exigem raciocínio teórico e abstrato.

Começam a usar a lógica ou raciocínio de um princípio geral para informações específicas. O estágio final da teoria de Piaget envolve um aumento na lógica, na capacidade de usar o raciocínio dedutivo e uma compreensão de ideias abstratas. 

Nesse ponto, as pessoas se tornam capazes de ver várias soluções potenciais para os problemas e de pensar mais cientificamente sobre o mundo ao redor eles.

A capacidade de pensar sobre ideias e situações abstratas é a marca registrada deste estágio. A capacidade de planejar sistematicamente o futuro e raciocinar sobre situações hipotéticas também são habilidades críticas que surgem durante esse período.

É importante notar que Piaget não via o desenvolvimento intelectual como um processo quantitativo, onde as crianças apenas adicionam mais informações e conhecimento à medida que envelhecem. 

Em vez disso, sugeriu que há uma mudança qualitativa na forma como elas pensam à medida que passam por esses quatro estágios. Uma criança de 7 anos não só tem mais informações sobre o mundo do que uma de 2, mas há uma mudança fundamental em como ele pensa sobre o mundo.

Restou alguma dúvida sobre as principais etapas do processo de aprendizagem?

Referências:

TABILE, Ariete Fröhlich  e  JACOMETO, Marisa Claudia Durante. Fatores influenciadores no processo de aprendizagem: um estudo de caso. Rev. psicopedag. [online]. 2017, vol.34, n.103 [citado  2020-09-09], pp. 75-86 .
Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84862017000100008&lng=pt&nrm=iso . ISSN 0103-8486.

8 Comments

  • Márcia FTonon
    Posted 12/09/2020 at 1:54 pm

    Maravilhoso artigo…. vamos conhecer mais…

  • Márcia FTonon
    Posted 12/09/2020 at 1:55 pm

    Muito bom este artigo bem explicado…

  • Marla Anne
    Posted 13/09/2020 at 12:54 am

    Ótimas explicações.

  • Andreia Aparecida Valentim
    Posted 22/09/2020 at 6:19 pm

    Boa tarde!
    Tenho procurado em vários artigos e ainda não encontrei o que preciso. E creio que podem me auxiliar.
    Tenho um neto que completou 5 anos há pouco e tem um interesse enorme por números. Já compreendeu o processo pois pergunta muito sobre e tem muita facilidade. Aprendeu ler as horas no relógio digital. E quer saber mais e mais sobre composição. Ele adora criar, fazer atividades com artes, objetos,tinta…e queria saber mais sobre esse interesse nessa faixa etária.

  • Luiz Antônio de Lima
    Posted 21/04/2023 at 9:59 pm

    Boa noite eu gostaria de saber guais as atividades que pode ser práticas relacionadas a função operador formal na aprendizagem da psicologia

    • Solange
      Posted 25/04/2023 at 7:01 pm

      Olá Luiz, tudo bem?

      Sim, a função operador formal é importante no processo de aprendizagem, pois ela envolve a capacidade de lidar com pensamentos abstratos e hipotéticos. Isso significa que os indivíduos que possuem essa função desenvolvida conseguem entender conceitos mais complexos e pensar em soluções para problemas que não são imediatamente visíveis ou concretos.

      Algumas atividades que podem ser úteis para desenvolver a função operador formal na aprendizagem incluem:

      Resolver problemas lógicos e matemáticos, como quebra-cabeças, jogos de estratégia e equações matemáticas;
      Desenvolver habilidades de pensamento crítico e argumentação, através de debates, discussões e análises de textos;
      Realizar experimentos científicos e observar os resultados, para entender as relações de causa e efeito;
      Aprender a programar computadores, o que envolve a criação de algoritmos e o pensamento abstrato;
      Realizar jogos de role-playing, que exigem que os jogadores pensem em diferentes cenários e alternativas.

      Sol,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5

x

Estou aqui para ajudar 🤗

Me chame quando precisar 😊