Skip to content Skip to footer

Transtorno opositivo desafiador no TDAH

Quem tem uma criança com o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) sabe como o dia a dia pode ser um desafio, independente da situação. É importante ressaltar, no entanto, que cada caso apresenta uma peculiaridade.
Agora, e quando o TDAH de seu filho ou filha apresenta aquilo que os especialistas chamam de Transtorno Opositivo Desafiador (TOD)? Muitos pais não conseguem lidar com suas crianças sem que haja o acompanhamento de profissionais. Aliás, nunca é demais salientar que somente com especialistas o tratamento de uma pessoa com TOD associado ao TDAH é aconselhável.
Sabe-se que o número de crianças com TDAH a apresentarem comorbidades chega perto dos 70% dos casos. Além disso, 10% dos pequenos podem manifestar mais de três comorbidades associadas.

O que é o Transtorno Opositivo Desafiador?

Relembrando o TOD, é comum que grande parte dos pais não saiba que o transtorno é uma comorbidade do TDAH, ou seja, há combinação entre eles.
O TOD é uma condição que afeta diretamente o aspecto comportamental da criança, uma vez que ela será acometida pelo sentimento de irritabilidade. Além disso, o pequeno pode ter acessos de raiva e indisciplina. Portanto, a convivência com a pessoa necessita de muita cautela e paciência. O tratamento é essencial para amenizar esses efeitos.

Qual a semelhança nas características do TOD com o TDAH?

Na verdade, por se tratar de uma comorbidade, o TOD exercerá influência na forma em como o TDAH vai se manifestar. Tudo isso pode ter efeito na vida do pequeno, desde o comportamento com familiares até no desempenho escolar.

Contudo, vale elencar abaixo quais são as características mais frequentes em crianças com TOD:

  • Comportamentos que demonstrem raiva;
  • Comportamento agressivo;
  • Desobediência em geral;
  • Hostilidade com o outro;
  • Intolerância a frustrações;
  • Desrespeito a solicitações;
  • Outros.

Interessante trazer ao conhecimento de pais e responsáveis que cerca de 1/3 da população diagnosticada com TDAH apresenta o TOD como uma das comorbidades. Aproximadamente 33% dos casos.
Quando não tratada de forma devida, o TOD pode ser bem sério na vida da criança, levando a quadro de desunião no seio familiar e a outras consequências. Porém, o pequeno não deve ser responsabilizado, uma vez que ele tem um transtorno que o induz a essas situações. Por isso a importância de iniciar um tratamento o quanto antes.

O que fazer quando a criança apresentar essas características?

A primeira providência a se fazer é procurar ajuda profissional. Para que os pais tenham o diagnóstico, é preciso que eles já tenham passado por algum especialista.
A partir disso, o médico vai analisar o caso apresentado e indicará qual a melhor forma de tratamento.

Como é feito o tratamento para o TDAH?

A maneira de tratar o transtorno associado a comorbidades ou não é com medicamentos devidamente prescritos pelos profissionais.
Entretanto, o tratamento é interdisciplinar, contando com a ajuda de outros especialistas na área pedagógica, psicopedagógica e de saúde mental.
Vale reiterar que embora os pais devam mostrar autoridade, não é aconselhável medir forças com as crianças, como uma discussão. A melhor saída é o auxílio profissional.

Veja também:


Agora, imagine entender profundamente como avaliaridentificar e auxiliar no tratamento multidisciplinar do TOD em casa e na Escola. Em um E-book + 4 video aulas o Dr. Clay Brites e Malu Rossi te ensinam tudo sobre TOD com fundamentação científica e de forma prática e simplificada.

Resultado de imagem para clique aqui e saiba mais

42 Comments

  • Cristina Florêncio
    Posted 10/06/2017 at 1:21 am

    Por favor, falem do adulto com essas síndromes! Precisamos muito de informação sobre TDAH, TEA etc no aluno unversitário!

  • Brunna Thayssa
    Posted 10/06/2017 at 12:26 pm

    Gostaria de saber se o TOD só aparece como comorbidade do TDAH ou se a criança pode ter apresentar somente ele.

  • Isabela
    Posted 10/06/2017 at 1:13 pm

    Muito bom conhecer.
    Acho que preciso saber mais sobre isso e bons profissionais na area para consulta em BH.

    • NeuroSaber
      Posted 27/09/2017 at 1:53 pm

      Obrigada pelo carinho, continue nos acompanhando!

  • Ilaine
    Posted 10/06/2017 at 4:05 pm

    Boa tarde Dra Luciana,participei da II jornada da neurosaber e amei todas as dicas. Tenho um filho de 7 anos que tem muitas dificuldades na escola não sabe os dias da semana (tipo que não compreende bem o certo do errado) não consegue interpretar nenhum texto tá com dificuldades na fala vou começar na fonoaudiologia com ele e também está numa fase de muito abuso falamos com ele mas ele só responde grosseiro tipo agressivo mas não agressivo de bater . Como começo o tratamento com ele. Obg

    • NeuroSaber
      Posted 27/09/2017 at 2:01 pm

      Você pode procurar um neuropediatra que ele poderá indicar outros profissionais como fonoaudióloga, psicólogo, psicopedagogo. Geralmente a avaliação de uma equipe multidisciplinar é o que fecha o diagnostico

  • Marcos goncalves
    Posted 11/06/2017 at 9:10 am

    Qual o profissional indicado no tratamento e diagnostico em caso de criança com TOD ?

  • Isaura Catarina de Oliveira
    Posted 11/06/2017 at 9:11 pm

    Que maravilha poder receber essa gama de informações sobre DTAH. Trabalho na sala de recursos e tenho muitas dúvidas. As Palestras são claras e objetivas e prática podendo auxiliar nas dúvidas

    • NeuroSaber
      Posted 27/09/2017 at 1:45 pm

      Obrigada pelo carinho, continue nos acompanhando!

  • Adriana Ferreira Boa Vista
    Posted 16/06/2017 at 8:51 pm

    Boa Noite!
    Nosso filho Eduardo Henrique de 7anos 11meses vem fazendo um acompanhamento com a Psicologia desde Janeiro desse ano antes de começar o período escolar afinal nosso filho já vem quebrando regras desde a creche quando tinha 2 anos e 7 meses bom foi solicitado pela psicologia passar pelo neurologista infantil com as descrições que ela analisou afinal o período escolar com apenas 4 meses mesmo com boas notas deixa o Professor Fernando Borges aos nervos com tanta inquietude o Neuro Infantil descreveu com o TDAH e receitou remédio para nosso filho porém fico preocupada não entendo nada dessa síndrome e precisamos nos reeducar para essa nova visão sobre esse comportamento inadequado de nosso filho.

  • Marisa Teixeira
    Posted 17/06/2017 at 11:02 pm

    Qual a medicação para este caso?

    • NeuroSaber
      Posted 27/09/2017 at 1:39 pm

      Somente apos uma avaliação médica, essa pergunta pode ser respondida.

  • Josiane
    Posted 02/07/2017 at 11:26 pm

    Sou Josiane,tenho um filho de 9 anos com TDAH e TOD ta na terceira série e só sabe o próprio nome ta conseguindo ser alfabetizado melhor agora depois da nova professora de apoio,mas não fica quieto um minuto, não aceita o não em casa não aceita ordens só quer brincar responsabilidade com os a fazeres nada ,já não sei o que fazer pois já toma risperidona e atensina porque os outros medicamentos ele não pode tomar porque cardiopata, uma luz por favor.

    • NeuroSaber
      Posted 27/09/2017 at 1:11 pm

      Somente um neurologista poderá orienta-la, apos uma avaliação.

  • Carla
    Posted 16/07/2017 at 9:28 am

    Ola
    Tenho um filha de 9 anos q desde pequena apresentou dificuldades motoras q foram tratada c fisioterapia. Sempre esteve “atrasada” nas atividades motoras e brincadeiras .
    As relações na escola eram boas mas ocasionalmente tinha atitudes opositoras ou de raiva.
    Precisou de suporte para escrita e Na época da alfabetização foi necessário suporte psicomotor e juntamente c neurologista Dr Gherbelli iniciamos tratamento com Venvance durante a semana, aos finais de semana e férias eu deixava sem remédio ( ela fica sem apetite , insônia muito forte , dor de cabeça e náuseas)
    Ela conseguiu acompanhar a escola mas o comportamento opositor só tem piorado e consequentemente temos finais de semana sem harmonia, bullying na escola, poucos amigos, uma montanha russa de emoções e baixa auto estima ( apesar de aparentar certa arrogância muitas vezes)
    Depois de uma crise vem o choro e arrependimento e muita culpa por “não conseguir se controlar”, chora copiosamente, é de partir o coração. Dorme muito mal, sono agitado e acorda várias vezes a noite ( mesmo quando está sem o venvance)
    Às vezes faz “maldade” com o cachorro, por ciúmes ou raiva. Ela ama a cachorra mas não se controla nos dias que o TOD está muito forte.
    Como pais dela, também oscilamos muito: nem sempre conseguimos ignorar ou ter paciência, “caímos” na provocação …. e só pioramos tudo!
    Gostaria da indicação de um neurologista em São Paulo por favor, que tivesse o mesmo olhar do médico que vi no vídeo de TDO de vcs.
    Muito obrigada!
    Carla

  • Elaine Conceição Xavier
    Posted 14/09/2017 at 10:09 am

    Oi bom dia meu filho foi diagnosticadocado com tdah pelo primeiro profissional q o acompanhou, depois mudei de médico agora essa neuro q o acompanha diagnosticou com tod mais sinceramente acho q ele tenha os dois transtornos não sou médica mas ando pesquisando muito sobre isso pois sou eu q estou passando muitas dificuldades com ele, como saber se realmente ele tem os dois???

    • NeuroSaber
      Posted 27/09/2017 at 9:32 am

      Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas a todas as suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!
      http://www.neurosaber.com.br
      http://www.neurosaber.com.br/artigos
      http://www.neurosaber.com.br/videos
      Canal Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCghJZXv-Cg90zgdeTZCt_-A
      FanPage : Neurosaber

      • ANA MARIA PEREIRA DA SILVA
        Posted 10/12/2021 at 5:08 pm

        Olá o meu nome é Ana Maria e tenho 41 anos , não tenho diagnóstico.
        Mas pelo que vivi toda a minha vida, tenho praticamente certeza que tenho TDAH e TOD.
        Por favor, pra minha ida e qual profissional devo procurar para saber se realmente tenho esse transtorno.

        • Webster
          Posted 13/12/2021 at 12:53 pm

          Olá, Ana

          Primeiramente, agradecemos a confiança em nosso trabalho!
          O diagnóstico e acompanhamento requerem avaliação interdisciplinar com o envolvimento de especialistas na área de neuropsicologia.

          De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões. Vale a pena conferir!!!

          Webster,
          Equipe NeuroSaber 💙

  • Edilene
    Posted 20/09/2017 at 4:55 am

    Bom dia,minha filha é portadora de TDAH,tem sete anos,não consegue ler nem escrever,não consigo ajudá-la,faz acompanhamento com fonoaudiologia,psicologia e neuropediatra, porém não consigo ver melhora,a escola diz fazer sua parte, porém ela me disse que fez uma prova sozinha e teve que chutar tudo porque a professora não leu pra ela,que apesar de conhecer as letras não consegue ler, por favor o que faço,estou muito preocupada.

  • Maria Conceição cunha
    Posted 02/10/2017 at 11:00 pm

    Tenho um aluno de 8 anos, diagnosticado com tdah com comodidade com tod, como lidar com ele?

  • Sonia Carvalho
    Posted 30/08/2018 at 9:45 am

    Meu filho de 8 anos, há dois já passou por 15 profissionais, hoje com Psiquiatra, Psicologo Cognitivo, Fonoaudióloga, vou introduzir a homeopatia-pediatrica, pois já está no 12º remédio e não melhora.
    Já tomou Risperidona por 1 ano (engordou 7 kilos), já tomou fluoxetina, Haldol, Ritalina 30, Ritalina 40, Neural, Atensina, Concerta, Venvance , Aripriprazol.
    Ele ainda tem surtos e precisa ser contido senão agride à todos, em casa também tenta agredir o irmão de 10 anos, parentes, crianças…quando é contrariado, não adianta parte pra agressão.
    Já está na 4º escola…..Não sei mais a quem recorrer.
    Foi diagnosticado com: Disturbio do Humor + TDAH + TOD

  • Luciana da Silva Santos Cruz
    Posted 31/08/2018 at 10:07 pm

    Não estou atuando na área mais estou me especializando no curso AEE, e quero obter mais conhecimento sobre o assunto que quero trabalhar sei que é difícil mais sonho e vou conseguir até por que tenho um neto que precisa muito de mim desde já agradeço. Ele é o meu foco.

  • Patricia
    Posted 03/09/2018 at 7:18 pm

    Olá, gostaria que se possível, explanasse quais as diferenças e semelhanças entre TOD e Transtorno Disruptivo da Desregulação do Humor
    Obg

    • Adriana Matias
      Posted 04/09/2018 at 7:42 am

      Olá Patricia ,
      enviado como sugestão ao setor responsável .

  • Jeonice
    Posted 01/11/2018 at 5:32 pm

    Olá, gostaria de saber se alguma criança que seja TOD poderá por algum motivo ter todos esses sintomas de agressividade e desobediência, mais que pelo contrário seja muito inteligente e bem desenvolvido nas atividades escolares. Pois através das leituras que fiz a respeito do TOD a criança além de ser extremamente agressivo e desobediente também tem dificuldades de aprendizagem.

  • GISELE FERNANDA NOVAIS SILVA SANTOS
    Posted 09/11/2019 at 12:39 am

    Tenho um menino de 7 anos diagnosticado com TDAH e TOD estou fazendo tratamento com neuropediatra e estou achando que melhorou bastante está tomando ritalina e risperidona, tenho que entrar com outro profissional pra ajudar no tratamento ou só o neuropediatra resolve ?

    • Suporte Neurosaber
      Posted 11/11/2019 at 11:09 am

      Olá Gisele
      sem uma avaliação não podemos te passar uma resposta assertiva , verifiquecom médico está acompanhando o caso se é necessário intervenção com outro profissional.

  • Tatiane Campos
    Posted 09/03/2020 at 8:11 pm

    gostaria de adquirir algum material sobre TOD e DI, voces possuem?

  • Jardan Pinheiro
    Posted 31/05/2021 at 12:54 pm

    Olá tudo bem com vocês turma?! Passando aqui pra deixar uma contribuição para os pais e professores que buscam uma resposta para lidar com Crianças, Jovens e Adultos com TOD e TDAH. Exite Vida além disso! Não demonizem quem passa por esses problemas, apesar de ser sério e dificultoso lidar com isso, somos pessoas normais como qualquer outro ser humano, estamos sensíveis a tudo em quanto é coisa nessa terra, é preciso entender uma pessoa com esses transtornos e ama-las, não pedimos para nascer assim e afirmo a vocês quem conhece de perto alguém assim ame sem medidas Ande a segunda milha por essa pessoa! Eu mesmo cheguei aos 45 pela misericórdia de Deus. Facil nunca foi! Mais estamos firmes. desde já muito obrigado a equipe do Neurosaber, em outra oportunidade quero socializar minha experiencia! @jardanpinheiro nas redes sociais. Tento viver um dia de cada vez sem causar danos a niguem!

  • Kátia Ferreira de Souza
    Posted 04/02/2022 at 10:31 am

    Bom dia .. Minha filha tem a associação desses dois diagnósticos. Ainda não encontrei um tratamento que conseguisse alcançar o verdadeiro equilíbrio . Na tentativa de tratar ambos tivemos a histeria como resultado , explosões …. Hoje está sendo tratada com Aripiprazol e Depakote porém vejo uma piora do quadro. Gostaria da opinião em relação ao tratamento com foco em um dos diagnósticos, pq nos últimos 5 anos sempre ficou mais focado o TOD e não vejo uma boa evolução . O que seria melhor? Focar no TDHA ou TOD ? Será que tratando o TDHA eu teria o TOD mais sutil ? Agradeço

    • Solange
      Posted 04/02/2022 at 10:29 pm

      Olá Kátia, tudo bem?

      Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos converse sobre essa sua percepção com o especialista para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

      Solange,
      Equipe NeuroSaber 💙

Leave a comment

0.0/5