Voltar

Benefícios de engatinhar para o desenvolvimento do bebê

Engatinhar é uma fase importante do desenvolvimento infantil. Oferece benefícios que vão muito além do que conseguir se deslocar de um ponto ao outro. Saiba mais, neste artigo.

Geralmente, os bebês começam a engatinhar após os 6 meses, por volta dos 8 até os 10 meses. Embora alguns pulem essa fase e comecem a andar direto, a maioria dos bebês começa a engatinhar nessa idade.

Estudos e pesquisas demonstram os benefícios de engatinhar para o desenvolvimento infantil. Os efeitos dessa aprendizagem se refletem mais tarde na vida escolar, como aprender a segurar um lápis corretamente, copiar do quadro, fazer equações matemáticas e ter habilidades nas atividades físicas.

Para engatinhar, o bebê precisa sustentar seu próprio peso com as mãos e joelhos enquanto se move para frente e aprende importantes habilidades para o seu desenvolvimento motor, cognitivo e emocional. Entenda melhor os benefícios de engatinhar.

Benefícios de engatinhar para o desenvolvimento infantil

Desenvolvimento físico

Engatinhar ajuda a desenvolver os músculos da cabeça, pescoço, braços, costas e pernas. Além de auxiliar no desenvolvimento de habilidades motoras grossas e finas.

Habilidades motoras grossas — são movimentos maiores que o bebê faz com os braços, pernas, pés ou todo o corpo. Essas habilidades são importantes porque oferecem uma base para aprender a andar, correr e pular.

Habilidades motoras finas — envolvem o fortalecimento dos músculos menores do corpo, como mãos e dedos. Serão importantes ao longo do desenvolvimento para aprender a pegar objetos, escrever com lápis e vestir roupas.

Equilíbrio — alcançar o equilíbrio é um requisito físico essencial para o bebê ganhar confiança para a próxima fase: andar.

Coordenação olho-mão — necessária para usar os olhos para direcionar a atenção e as mãos para executar uma tarefa. Uma habilidade que ajuda desde aprender a escrever até chutar uma bola, por exemplo.

Desenvolvimento cognitivo

Engatinhar é muito importante para o desenvolvimento cognitivo, pois estimula o funcionamento dos dois hemisférios cerebrais (direito e esquerdo). A coordenação de ambos os lados é estimulada pelo engatinhar, pois o cérebro precisa processar a audição, a visão e o movimento, simultaneamente. 

Compreensão espacial

Engatinhar ajuda o bebê entender conceitos espaciais, a compreender o mundo ao seu redor e sua posição dentro dele. Essa compreensão será de vital importância ao longo de sua vida, para a autopreservação, navegação pelo mundo e resolução de problemas.

Aperfeiçoamento da visão

Engatinhar estimula o desenvolvimento da visão, ou seja, a capacidade de enxergar de perto e de longe. O aperfeiçoamento da visão envolve o treinamento dos olhos do bebê para olhar ao longe e, em seguida, voltar para as mãos enquanto engatinha ou tenta pegar um objeto.

Isso ajuda a entender o que está ao seu redor, a aprender a calcular distâncias e dar sentido ao que vê, a pegar uma bola, a dirigir um carro e copiar coisas do quadro-negro.

Coordenação e equilíbrio

Como engatinhar aperfeiçoa a visão, também ajuda no desenvolvimento do equilíbrio e da coordenação, o que no futuro pode ajudar em tarefas como aprender a andar de bicicleta. 

Autoconfiança

Engatinhar também ajuda o bebê a desenvolver um senso de confiança, pois o incentiva a interagir socialmente e com o ambiente. Dessa forma, ajuda a se tornar capaz de assumir riscos calculados e conhecer seus limites e potenciais, a aprender a lidar com o fracasso e como superá-lo.

À medida que se tornam mais experientes em engatinhar, os bebês aprendem a saber quando diminuir a velocidade para evitar ferimentos, investigar obstáculos em seu caminho e decidir qual trajeto tomar. Assim, favorece não só o desenvolvimento da autoconfiança, mas também da capacidade de tomar decisões.

Força física

À medida que o bebê começa a crescer e se desenvolver fisicamente, descobrindo uma nova independência ao engatinhar, também ganha força física, o que o preparará para andar em seguida. 

Quando se apoia na mobília e fica de pé, a curva normal da coluna começa a se desenvolver e os músculos da parte inferior das costas e das pernas se fortalecem. Quanto mais o bebê engatinhar, mais experiente e preparado estará para andar.

É interessante ressaltar que engatinhar não é apenas benéfico para bebês! Curioso, não?! Recentemente, engatinhar foi recomendado para adultos como uma forma de melhorar a comunicação entre os hemisférios cerebrais e de reparar funções cerebrais comprometidas.

Hoje em dia, engatinhar é visto como um movimento de reabilitação e restauração, pois ajuda a desenvolver conexões saudáveis ​​entre o corpo e o cérebro. Engatinhar pode ajudar adultos a melhorar a saúde, adquirir mais mobilidade e força física, bem como melhorar a capacidade de pensar e a concentração.

Para finalizar, é importante lembrar que se o seu bebê não estiver engatinhando, não precisa entrar em pânico. Muitos aprendem a engatinhar mais tarde e alguns até pulam esse estágio completamente.

Se restou alguma dúvida sobre os benefícios de engatinhar para o desenvolvimento do bebê, deixe nos comentários.

Referências:

https://www.kidspot.com.au/baby/baby-development/milestones/six-reasons-why-crawling-is-important/news-story/d95b4e7b765c817b85dbd1b8f5fdc249

Você também pode se interessar...

5 respostas em “Benefícios de engatinhar para o desenvolvimento do bebê”

Quando meu sobrinho estava engatinhando, eu brincava de engatinhar com ele. É impressionante, como o conteúdo do texto, revela esse desenvolvimento da criança, desde sua atenção, e como ela experimenta e vivencia essa fase, desenvolvendo habilidades, para toda a sua vida! Isso demonstra a importância do estudo, do saber científico, que põe em evidência, que engatinhar traz muitos benefícios para a criança! Amei esse artigo! Deixar a criança explorar essa fase, traz ganhos imensuráveis para aprendizagens posteriores. Obrigada, Luciana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *