Voltar

Como acompanhar o desenvolvimento infantil?

Essa é uma pergunta que pais e professores fazem à medida que as crianças crescem. Pensando nisso, escrevemos este artigo para ajudá-los a entender como acompanhar o desenvolvimento infantil.

Em primeiro lugar, é preciso compreender as diferentes áreas do desenvolvimento infantil: cognitiva, motora, linguagem e sócio emocional. É importante que os pais conheçam os principais marcos do desenvolvimento para identificar atrasos ou déficits que possam prejudicar as crianças.

No entanto, é igualmente importante compreender que cada criança é única e que, mais do que buscar verificar se ela atinge os marcos de desenvolvimento, observar o seu progresso. Diante atrasos significativos os pais podem procurar ajuda de especialistas para verificar se existe de fato algum problema e suas possíveis causas. 

Marcos do desenvolvimento infantil

Cada criança se desenvolve em um ritmo, mas é importante conhecer os marcos do desenvolvimento infantil, para acompanhar o crescimento dos seus filhos e identificar atrasos.

Até os 18 meses

Desenvolvimento cognitivo

1-3 meses — mostra interesse por objetos e rostos humanos; pode ficar entediado com atividades repetidas.

4-6 meses — reconhece rostos familiares e responde aos sinais de afeto. 

5-9 meses — leva as mãos à boca e manipula objetos com as mãos.

9-12 meses — observa o ambiente e procura objetos escondidos. 

12-18 meses — sabe usar alguns objetos, como colheres e aponta para partes do corpo nomeadas pelos pais ou cuidadores.

Desenvolvimento sócio emocional

1-3 meses — tentativas de olhar para as pessoas; começa a sorrir para os outros.

4-6 meses — responde às expressões faciais e de maneira diferente aos diversos tons de voz; gosta de brincar com as pessoas. 

5-9 meses — gosta de espelhos; sabe quando um estranho está presente. 

9-12 meses — pode ser apegado aos pais e estranhar pessoas desconhecidas.

12-18 meses — pode se envolver em jogos de imaginação simples; ter acessos de raiva e chorar perto de estranhos.

Desenvolvimento da linguagem

1-3 meses — começa a emitir sons vocálicos; apresenta choros específicos para diferentes necessidades. 

4-6 meses — começa a balbuciar, imitar sons e a sorrir.

5-9 meses — responde ao ouvir seu nome e começa a se comunicar com gestos.

9-12 meses — sabe o significado do “não”; imita sons e gestos. 

12-18 meses — sabe dizer palavras, como “não” e “tchau”.

Desenvolvimento motor

1-3 meses — acompanha os sons; segue objetos com os olhos; levanta a cabeça por períodos mais longos. 

4-6 meses — vê as coisas e pode alcançá-las; empurra o corpo para cima com os braços quando está de bruços; consegue rolar.

5-9 meses — começa a sentar sem apoio; pode saltar quando de pé; rola em ambas as direções. 

9-12 meses — pode ser capaz de manter a posição ereta e rastejar. 

12-18 meses — caminha segurando em superfícies; fica sozinho; pode subir um degrau ou dois, aprende a beber em copo.

18 meses a 2 anos

Desenvolvimento cognitivo

18 meses — pode identificar objetos familiares nas imagens de livros ilustrados, começa a fazer rabiscos; obedece a solicitações simples, como “levante-se”.

24 meses — constrói torres com blocos; segue instruções um pouco mais complexas, começa a usar a imaginação nas brincadeiras. 

Desenvolvimento sócio emocional

18 meses — é capaz de ajudar em tarefas, como guardar brinquedo, se reconhece no espelho; faz caretas; explorar os arredores com os pais por perto.

24 meses — brinca ao lado de outras crianças; começa a interagir com elas e a desafiar instruções dos pais.

Desenvolvimento da linguagem

18 meses — conhece várias palavras; segue instruções simples; gosta de ouvir histórias e canções.

24 meses — faz perguntas simples; pode nomear objetos; usa frases simples; fala os nomes de pessoas conhecidas

Desenvolvimento motor

18 meses — ajuda a se vestir; começa a correr; come com colher; pode conseguir andar enquanto puxa um brinquedo e se senta em uma cadeira.

24 meses — corre; pula; fica na ponta dos pés, desenha linhas e formas redondas; joga bola; pode subir escadas usando corrimãos para se segurar.

3 a 5 anos

Desenvolvimento cognitivo 

3 anos — pode montar um quebra-cabeça; usar brinquedos com partes móveis, como botões e alavancas; girar maçanetas e virar as páginas de um livro. 

4 anos — pode ser capaz de contar; desenhar bonecos; prever o que acontecerá em uma história; jogar jogos de tabuleiro simples; citar algumas cores, números e letras. 

5 anos — desenha “pessoas” mais complexas, conta até 10 objetos; copia letras, números e formas simples; entende a ordem dos processos simples; pode dizer seu nome e endereço; nomeia muitas cores.

Desenvolvimento sócio emocional 

3 anos — demonstra empatia por crianças chorando e oferece carinho; entende “meu” e “seu”; pode ficar chateado se as rotinas foram alteradas; consegue se vestir.

4 anos — brinca com outras crianças; fala sobre o que gosta e o que não gosta.

5 anos — tem consciência de gênero; gosta de brincar com os amigos; canta, dança e brinca de faz de conta; alterna entre ser solícito e desafiador; consegue diferenciar entre realidade e imaginação.

Desenvolvimento da linguagem 

3 anos — fala 2 a 3 frases de cada vez; pode nomear objetos diariamente; consegue compreender termos como “dentro”, “fora”. 

4 anos — pode falar sobre o que acontece na escola; reconhece rimas; abe dizer seu nome e o sobrenome.

5 anos — conta histórias; recita rimas infantis ou canções, pode ser capaz de nomear letras e números, responde a perguntas simples sobre histórias.

Desenvolvimento motor 

3 anos — sobe e desce degraus com um pé de cada vez; corre e salta com facilidade; consegue agarrar uma e descer em um escorregador.

4 anos — é capaz de martelar um pino em um buraco; andar para trás; subir escadas com confiança e pular.

5 anos — é capaz de dar cambalhotas; usar tesoura; balançar em um balanço e ir ao banheiro só.

Se gostou deste artigo compartilhe em suas redes e ajude outros pais a acompanhar o desenvolvimento infantil!

Referências:

SILVA, Thalita Rodrigues  e  GONTIJO, Cristina Silva. A Família e o Desenvolvimento Infantil sob a Ótica da Gestalt-Terapia. IGT rede [online]. 2016, vol.13, n.24 [citado  2021-03-26], pp. 15-36 .

SOUZA, Juliana Martins. Maria de La Ó Ramallo Veríssimo. Desenvolvimento infantil: análise de um novo conceito.

Você também pode se interessar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *