Voltar

Como lidar com crianças hiperativas (TDAH)?

Todos nós sabemos que o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é uma condição neurobiológica cujas características podem variar em dois sintomas bem marcantes: a desatenção ou a hiperatividade. O artigo de hoje vai dar maior destaque para as crianças hiperativas. Afinal, a preocupação de muitos pais acerca desse detalhe é um dos principais assuntos nos consultórios médicos.
Essa situação se justifica pelo fato de haver uma necessidade por parte dos adultos em entender como pode ser o comportamento desses pequenos ou adolescentes. É preciso compreender a importância de se saber como conduzir algumas situações. Vejam a seguir o que fazer e o que não fazer com uma criança hiperativa.

O poder da comunicação eficaz

Os pais de uma criança hiperativa precisam saber dosar a forma de se comunicar. O tom altivo ou distraído nunca é aconselhável. Por isso, é indicado que os adultos adotem uma forma compreensiva para se fazerem entendidos. Sendo assim, procure falar olhando fixamente nos olhos de uma maneira que desperte a atenção.
Vale ressaltar que a partir dessa ação, o pequeno passará a enxergá-los com mais atenção para vocês e esse detalhe é de extrema importância. Além disso, sempre é bom lembrar que gritar com seu filho/filha só tende a piorar as coisas, uma vez que a criança pode incorporar formas verbais agressivas.

Estabeleça uma rotina

É importante que se crie uma rotina na qual a criança comece a cumprir com determinadas funções ao longo do seu dia a dia. Não é necessário ser nada de muito espetacular, mas obrigações que são compatíveis com o contexto atual que o pequeno se encontra, por exemplo: hora para atividades escolares, para o lazer, para o banho e outras coisas que são importantes ao cotidiano da criança.

Estimule a prática de atividades físicas: reaproveitando a energia

Toda criança em si tende a ter muita energia para gastar. Com aquelas que vivem com a hiperatividade não é diferente. No entanto, o ponto que destoa é que os pequenos diagnosticados com TDAH muitas vezes não conseguem parar após um pedido ou uma ordem para diminuir a intensidade de suas ações.
A criança hiperativa apresenta grande possibilidade de causar certa agitação nas pessoas e no ambiente que ela está inserida, além daquela agitação que a própria proporciona através do comportamento. Sendo assim, a primeira sugestão é a prática de atividades físicas, pois além de ser uma excelente maneira de estabelecer uma disciplina e estimulá-la acerca da consciência de si mesma e dos demais que estão à sua volta.

Construa laços de amizade: um passo imprescindível

Uma das consequências do TDAH é que a criança imperativa tende a ficar isolada por conta dos comportamentos inadequados. Com isso, os pais e os irmãos devem criar maneiras de incluí-la em um laço de amizade, onde ela pode se sentir acolhida e querida. Isso é extremamente importante.
Aliás, deve-se ressaltar o valor que a proximidade da família representa, uma vez que essa presença ajuda o pequeno a ter mais confiança em si mesmo e a saber lidar com determinadas situações.

Procure por psicoterapia

Já publicamos em artigos anteriores e voltamos com a sugestão da psicoterapia. Afinal, esta terapia é responsável por trabalhar o aspecto comportamental da criança hiperativa. Além disso, a família também é parte do tratamento e recebe auxílios para lidar com os comportamentos bem característicos do TDAH.
A psicoterapia faz com que o paciente encontre formas de lidar com determinadas situações de forma mais segura, incluindo sua relação com familiares até o ambiente escolar e profissional. A autonomia é uma das principais consequências desse processo. Nunca deixe de procurar ajuda especializada.
 
Dr Clay Brites

Você também pode se interessar...

14 respostas em “Como lidar com crianças hiperativas (TDAH)?”

Mesmo de muito longe adoro acompanhar seus vídeos e comentários. O doutor e a doutora Luciana esclarecem muito minhas dúvidas e me ajudam também a lidar com o TDAH e TOD do Frederico. Quando formos para Arapongas marcarei uma consulta com vcs.Um forte abraço. Andréia e Fabrício Soares Nunes!

Olá, Andréia! Ficamos profundamente gratos com a confiança em nosso trabalho!
Obrigada por nos acompanhar!
Entre em contato com nossa equipe para contato de agendamento de consulta, se necessário!
Obrigada!

Olá Darly ,
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas a todas as suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!
YouTube Neurosaber: https://www.youtube.com/neurosabervideos
Facebook Neurosaber: https://www.facebook.com/neurosaber
Instagram Neurosaber: https://www.instagram.com/neurosaberoficial
Blog Neurosaber: https://neurosaber.com.br/artigos
Facebook Entendendo Autismo: https://www.facebook.com/entendendoautismo
Instagram Entendendo Autismo: https://www.instagram.com/entendendoautismo
Blog Entendendo Autismo: http://entendendoautismo.com.br/artigos

Olá Darly,
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas a todas as suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!
YouTube Neurosaber: https://www.youtube.com/neurosabervideos
Facebook Neurosaber: https://www.facebook.com/neurosaber
Instagram Neurosaber: https://www.instagram.com/neurosaberoficial
Blog Neurosaber: https://neurosaber.com.br/artigos
Facebook Entendendo Autismo: https://www.facebook.com/entendendoautismo
Instagram Entendendo Autismo: https://www.instagram.com/entendendoautismo
Blog Entendendo Autismo: http://entendendoautismo.com.br/artigos

Estamos precisando exatamente de orientações nesse campo, porque temos um netinho com 03 anos de idade, que ainda não foi definido seu quadro: se de hiperatividade ou outra situação neurológica. O fato é que ele ainda não fala normalmente e é muito agitado e relativamente agressivo com as pessoas.

Olá Luiz , tudo bem ? Sem avaliação não podemos dar uma orientação precisa sobre caso .
É importante buscar um especialista para lhe dar melhores informações e orientação para uma intervenção.De qualquer forma , temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e também em nosso blog que podem te ajudar em muitas questões.

Tenho um filho que hoje tem 14 anos, quando pequeno aparentava ser uma criança normal mais a medida que foi crescendo notei seu comportamento muito alterado. Ele é muito agitado, ao falar tenho que pedi pra ele repetir o que ele falou pois fala com muita rapidez numa agitação que pra mim não é normal. Eu sofro de depressão e tomo remédios controlados e tento ter paciência ele é agitado demais desde a hora que acorda até a hora em que vai dormir. A noite é pior ele fica inquieto, agitado fica andando de um lado pro outro mexe em tudo fica batendo os pés na parede abre e fecha gavetas e quando está com raiva chega a me assustar às vezes eu espero a hora que ele vai dormir pra poder tomar minha medicação pra poder dormir também eu não estou mais conseguindo lidar com isso.

Olá Daniella,Eu adoraria ajudar você, mas não tenho autonomia para isso. Trabalho com a parte do suporte do Instituto NeuroSaber e auxilio os alunos com dificuldade de acesso a plataforma de ensino.
Recomendo que procure por um profissional adequado.
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas para suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!
Youtube: https://youtube.com/neurosabervideos
FanPage Facebook: Neurosaber
Instagram: @neurosaberoficial
Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos
Instituto NeuroSaber

Doutor meus filhos 8e 6 eu acho que é imperativo eles são ajidado não para meche entudo nao para creto será que é só fazem que logo vai passar está parecendo um pessadelo que logo vai passar que medicamento que eu devo dar porfavou

Olá Kelly,tudo bem?Sem avaliação não podemos dar uma orientação precisa sobre caso .
Esse comportamento pode ser por muitos motivos diferentes. Temos muitos conteúdos que podem te ajudar a entender melhor isso. Acesse youtube.com/neurosabervideos que podem te ajudar.
Orientamos que procure um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertiva sobre caso do seu filho.
Atenciosamente
Equipe NeuroSaber

Olá!
Sou Camila, mae do Pedro de 11 anos que apresenta TDAH combinado.
Agora em quarentena e juntos 24h, tem sido um desafio gigantesco lidar com certos comportamentos. Tenho procurado ler mais sobre o assunto, além dos encontros virtuais com a psicóloga.
Tenho bastante claro que vários de seus comportamentos está relacionado com o transtorno. Porém meu esposo (me casei há alguns meses) sempre questiona o fato do Pedro ter 11 anos e nao ser mais uma crianca de 4/5 e continuar apresentando certos comportamentos. A dúvida dele é O QUE É TRANSTORNO E O QUE É DO PEDRO, já que ele diz que na maioria das vezes, procuro justificar, dizendo que diferentes comportamentos sao inerentes ao TDAH. Como disse, está sendo um desafio tentar equilibrar as relacoes, por isso gostaria que me ajudassem com mais informacoes ou onde posso conseguir que seja uma fonte segura.
Desde já agradeco a atencao!

Olá Camila,
Primeiramente obrigada pela confiança!🙏
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas para suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!😉
Youtube: https://youtube.com/neurosabervideos
Facebook: Neurosaber
Instagram: @neurosaberoficial
Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos
Conheça também nossos Programas, cursos e NeuroPalestras: https://lp.neurosaber.com.br/neurosaber-cursos/
Atenciosamente,
Equipe NeuroSaber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *