Voltar

COMO MELHORAR A ATENÇÃO, VISÃO E FOCO DA CRIANÇA UTILIZANDO SACOS SENSORIAIS?

Os benefícios dos sacos sensoriais e o propósito específico de cada um deles.

Quando a criança está vivenciando seus primeiros anos de vida, o sistema nervoso está no ápice de seu funcionamento, pois, para organizar todos os sistemas, seu nível de atividade aumenta consideravelmente. Tudo é novo para a criança, existe uma mistura de sensações e descobertas e isso induz uma maior atividade cerebral, uma vez que o cérebro precisa captar todas as novas informações vistas, sentidas e experienciadas. Por esse motivo, a criança precisa e deve vivenciar várias experiências, pois é nessa fase de desenvolvimento que serão estimulados e desenvolvidos os sentidos através das informações visuais, sensoriais e auditivas.

Os sistemas não funcionam bem de forma isolada, já que para uma condição ideal é necessário um trabalho em conjunto, por exemplo: não faria sentido apenas sentir o cheiro de um alimento, eu preciso visualizar esse alimento para que a informação esteja completa e isso se aplica a todos os sistemas, pois todos se completam. Portanto, uma criança que por algum motivo não consegue desenvolver todos os sistemas da maneira correta poderá ter um prejuízo no desenvolvimento. Para estimular os canais sensoriais, é importante oferecer materiais que possibilitem essa experimentação. 

BENEFÍCIOS DO USO DOS SACOS SENSORIAIS

Melhora nos seguintes aspectos:

  • Coordenação viso-motora: importante para o desenvolvimento da escrita;
  • Capacidade visual em acompanhar movimentos: importante para leitura e escrita;
  • Foco e atenção: a criança se torna mais atenta e focada em atividades que antes era dispersa, como na sala de aula;
  • Melhora na postura: melhora no processo de copiar o que está escrito no quadro.
  • Coordenação motora fina: uso do lápis corretamente;
  • Funções executivas: organização, solução de problemas, pensamento crítico;
  • Planejamento motor: processar a informação, coordenar os movimentos para dar a resposta em forma de ação, escrita e formação de palavras;
  • Interesse pelas atividades e socialização.

TIPOS DE SACOS SENSORIAIS

Além de conhecer a importância dos sacos sensoriais, deve-se conhecer os tipos e qual é mais apropriado para cada situação. Para a escolha do tipo de saco sensorial adequado é necessário observar em que fase de desenvolvimento a criança se encontra, porque cada um tem propósitos e intuitos diferentes. A criança é um ser único, logo, cada uma pode ter o desenvolvimento dos níveis de habilidades de formas distintas.

Dois pontos que devem ser considerados quando se utiliza o saco sensorial: os movimentos da atividade devem ser controlados e lentos, porque geralmente as crianças intuitivamente buscam atalhos quando vão executar tarefas, então a exploração deve ser feita sem pressa; ademais, a criança deve seguir os movimentos com os olhos, pois isso aumentará o foco e a atenção e elevará a eficácia da atividade.

SACOS SENSORIAIS PARA INICIANTES

Indicado para crianças mais novas nas fases primárias de desenvolvimento. Os sacos devem ser feitos e pensados nas crianças, precisam ser pequenos e leves e preenchidos com sementes pequenas, de modo que não as machuque quando forem brincar com eles. Grãos de arroz são uma ótima opção para preencher esses sacos.

– Como utilizar: pode ser usado para a realização de tarefas simples, como: arremessar no ar e pegar, jogar de uma mão para outra, entre outros. Alterar o tipo de tecido do saco é indicado, uma vez que através de texturas de tecidos diferentes a criança terá uma maior estimulação do sentido tátil.

SACOS SENSORIAIS PARA SENSAÇÕES TÁTEIS

Para sacos sensoriais que o estímulo focal é o tato, a melhor maneira de trabalhar é na variação dos tipos de tecidos que compõem o saco sensorial. Pode-se variar com tecidos mais grossos e crespos, tecidos enrugados, lisos, tecidos com texturas em bolhas e o que mais puder ser usado. Além da textura superficial, o preenchimento do saco também é importante, então podem ser usados diversos tipos de grãos, sementes e objetos que serão colocados no interior do saco, variando tamanhos, formas e densidade.

– Indicações: esses sacos são indicados para crianças que possuem hipossensibilidade e precisam de estímulos táteis diferentes, crianças que têm o tônus muscular enfraquecido ou dificuldades motoras. Além disso, esse tipo de saco também ajuda consideravelmente no controle da ansiedade.

SACOS SENSORIAIS PARA ATENÇÃO E COMPORTAMENTO

Para crianças que possuem dificuldades sensoriais e ao mesmo tempo são hiperativas, com problemas na atenção e foco e de comportamento mais difícil, o tipo de saco já difere, pois essas crianças necessitam de algo com um peso mais elevado, de forma que faça com que elas se sintam mais seguras e estáveis. Para isso, devem ser preenchidos com objetos mais pesados, como pedrinhas decorativas, bolas de gude ou areia. O tecido deve ser mais resistente, uma vez que o preenchimento é mais pesado e requer uma segurança maior para não romper o saco e causar um acidente.

– Objetivo: estimular o trabalho muscular, visando a melhora da propriocepção e do desenvolvimento motor. A partir do trabalho desse tipo de saco sensorial, a criança aprenderá a estabelecer padrões.

Esse tipo de saco sensorial deve ser utilizado por crianças maiores, já que as crianças menores devem iniciar com os sacos para iniciantes.

SACOS SENSORIAIS PARA ESTÍMULOS VISUAIS

Sacos sensoriais também podem ser utilizados para melhorarar a performance motora visual, discriminação e memória visual, processamento e funções executivas.

Devem ser usados sacos menores com formatos de rostos ou formas diferentes e com variação de cores. O trabalho deve ser voltado para percepções visuais, então os pais podem pedir para a criança descrever o que ela enxerga no saco sensorial e podem mudar as posições dos sacos para que ela diga as alterações nas posições de cada um. Desse modo, a percepção visual e a linguagem são estimuladas.

REFERÊNCIAS

AMBRÓSIO, Helena. Partilha de jogos e objetos nas primeiras idades. Orientador: Sónia Seixas. 2020. 19 f. Dissertação (Mestrado) – Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico, Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico de Santarém, Santarém, 2020. Disponível em: https://www.proquest.com/openview/2130b604f2ad1d53800aecea3c543dae/1?pq-origsite=gscholar&cbl=2026366&diss=y. Acesso em: 15 jun. 2022.

MONTEIRO, S. P.; FERNANDES, E. M. Materiais Pedagógicos Acessíveis e Alternativos para a Estimulação de Crianças com a Síndrome Congênita do Zika Vírus: uma produção docente. Linguagem Educação Sociedade.  Teresina, v. 24, n. 42, p. 167-186, ago.  2019.   Disponível em https://revistas.ufpi.br/index.php/lingedusoc/article/view/8490/pdf. Acesso em 15 jun.  2022. 

Os melhores sacos sensoriais para foco, atenção e melhora na visão. Neuro na Prática, 2020. Disponível em: https://neuronapratica.com.br/2020/05/10/os-melhores-sacos-sensoriais-para-propriocepcao-foco-atencao-e-melhora-na-visao/. Acesso em: 15 jun. 2022.

Você também pode se interessar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *