Voltar

Como saber se a criança tem TOD ou se é apenas imatura?

O dilema de muitos pais, mães, professores e até terapeutas para lidar com crianças agressivas, irritadas e desobedientes pode significar uma dor de cabeça para todos. Enquanto boa parte enxerga esse comportamento inadequado como falta de educação dos pequenos, outra parcela sabe que o motivo de tal rebeldia vai além de impressões, muitas vezes sem fundamentos. Para evidenciar mais, a origem dessa característica tem possibilidade de ser transtorno opositivo desafiador ou TOD.
O fato de estar por dentro do que realmente se trata é importante; afinal, quanto mais cedo procurar auxílio profissional, mais eficazes os tratamentos disponibilizados podem ser. Porém, antes devemos relembrar aos leitores o que é exatamente o transtorno opositivo desafiador. Vale dizer que TOD e imaturidade são coisas distintas e não devem ser colocadas no mesmo pacote.

O que é o transtorno opositivo desafiador?

O TOD pode ser caracterizado como uma condição na qual a criança adota uma postura de teimosia frequente, além de hostilidade e lado desafiador (como o nome já mostra). Interessante ressaltar que não existe na literatura médica algo que mostre sua causa, mas sabe-se que o ambiente a qual o pequeno está inserido pode ser crucial para influenciá-lo.
É válido dizer que a maioria das pessoas costuma pensar no fato de a criança já nascer com os sintomas do TOD. O que muitas famílias não sabem ainda é que aspectos neurobiológicos podem causar o transtorno.
Uma dica é saber que os comportamentos identificados no TOD não devem ser considerados normais, ou seja, se a criança manifesta um, dois ou mais características dos aspectos citados anteriormente (desobediência, irritabilidade e agressões gratuitas). É preciso investigar, mas, para isso, somente profissionais são capazes de certificar a existência do transtorno opositivo desafiador.

Existem exames para identificar TOD?

Ao longo dos anos, várias pesquisas foram realizadas por estudiosos de diversos países. Muitos são enfáticos quando afirmam que não existem exames médicos capazes de indicar a prevalência do TOD na vida do pequeno.
A impossibilidade de haver um exame que facilite a existência do TOD, ligado ao fato de o transtorno também não apresentar nenhum sinal físico, obriga o profissional a conhecer as técnicas clínicas e observacionais; esse caminho é o único que favorece a identificação do TOD.

Por que todos os profissionais devem conhecer as técnicas?

O problema é que muitos terapeutas ainda não foram apresentados à maneira mais indicada de obter tais técnicas. Somente com essa prática (clínica e observacional), os profissionais podem direcionar com segurança aquelas ações que visam às intervenções adequadas para os pacientes.
Além disso, o fato de os profissionais conhecerem quais caminhos devem ser tomados significa um ponto a mais na busca por um olhar multidisciplinar, tal qual é exigido pelo tratamento.

É possível saber se a criança é imatura ou tem TOD?

A partir dos sintomas identificados é possível saber se o pequeno age sob uma provável imaturidade ou pela existência do transtorno opositivo desafiador. De fato, não é uma tarefa fácil, tendo em vista que alguns sinais podem ser facilmente confundidos.
Há alguns comportamentos que são possíveis de serem percebidos quando se trata de TOD. Vejam abaixo quais são eles:
– Discussões diárias com pais, colegas de sala e professores;
– Hostilidade com tudo e todos;
– Pessimismo;
– Comportamento vingativo;
– Ataques de fúria;
– Predominância de agressividade;
– Outros.
A imaturidade está intrinsecamente ligada a um quadro de desobediência e é justamente nesse aspecto que as diferenças ficam evidentes entre o ser imaturo e o TOD. A distinção entre a desobediência e o TOD está na intensidade, uma vez que a primeira situação ocorre em determinados momentos e a segunda em praticamente todos.
Infografico_-_Blog_EA_-_Birras_vs_opositor_blog Como saber se a criança tem TOD ou se é apenas imatura?
Vale ressaltar uma situação: quando a criança não respeita as ordens e insiste em continuar fazendo aquilo que pais ou professores pedem para não fazer, seja por simples teimosia ou pirraça, constitui-se uma desobediência. Isso é algo comum em crianças e adolescentes. Nada como uma conversa ou uma advertência mais séria (reiterando: nada de agressões físicas ou verbais) para que os pequenos passem a refletir sobre suas atitudes. Todos podem ter, ao longo da infância, uma fase de desobediência e isso passa com o amadurecimento.
Agora, no transtorno opositivo desafiador não adianta sentar, conversar e indicar qual a atitude certa. É preciso muito mais e somente intervenções adequadas são aconselháveis para que essa questão seja trabalhada.

Por que é imprescindível saber diferenciar TOD de imaturidade?

Deve-se ter em mente que é importante estar atento às diferenças entre as duas situações, a saber:
– Conseguir uma intervenção adequada para a criança ou adolescente na escola, em casa e em clínica.
– Garantir que a vida acadêmica do jovem não seja prejudicada.
– Melhorar relacionamentos familiares, tirando dos pais a culpa da “educação errada” dentro de casa.
– Antecipar soluções aos problemas que possam acontecer.
– Ter mais segurança na condução de casos de TOD na escola.

E os medicamentos? Eles podem substituir o tratamento?

Na verdade, a eficácia dos remédios para o TOD não é tão marcante. O medicamento ameniza alguns dos sintomas. Isso pode resolver por um determinado tempo, mas é importante frisar que em longo prazo, isso vai custar caro. No final, quem pagará o preço será essa criança ou adolescente no futuro, pois os medicamentos não solucionarão todos os comportamentos inadequados que estão presentes no transtorno opositivo desafiador.
Até hoje não existe nada que mostre para os pais que um profissional vai ter resultado com a intervenção em casos de TOD até que o profissional entre em prática e perca meses e até anos tentando resolver o problema.
É por isso que criamo o Guia TOD – Enfrentando o Transtorno Opositivo Desafiador, para servir como um orientador para famílias e escolas saberem como identificar o TOD e salvar a vida desse adolescente ou criança.
Um Profissional que não sabe lidar com esse transtorno, não sabe o que é e como trabalhar com alunos que tenham esse tipo de problema, ficando perdidos desde o encaminhamento quando suspeitam que aquela determinada criança pode ter alguma coisa.

Blog_neurosaber_-_Dr_Clay_Brites Como saber se a criança tem TOD ou se é apenas imatura?

Você também pode se interessar...

90 respostas em “Como saber se a criança tem TOD ou se é apenas imatura?”

É muito bom esse Artigo!!
Ao ler, veio pela minha cabeça alguns alunos, mais 4 aninhos, segundo a faixa etária citado acima, certos comportamentos. Dois já encaminhei a Especialista de Escola.
Parabéns pelo Trabalho Desenvolvido!!!
Obrigada pelo Artigo.

Meu filho tem oito anos e tem muito desses comportamentos não aceita um não e é muito estressada quando quer uma coisa na hora que ele quer não sabe esperar quando fazemos esperar se irrita quer bater quer machucar não sabe perder não brinca com outras crianças sem arengar quer bater quer machucar diz que quer matar não sei mais o que fazer as crises de agressão surge do nada ele surta do nada depois chora chora pede desculpa e fica como se nada tivesse acontecido uma criança calma normal que nem parece que foi aquela criança que surtou do nada.

Meu Filho está assim tbm, estamos indo em psiicologos e neurologista, já descartou imperatividade , continuamos fazendo exames pra conseguir chegar ao diagnóstico o mais breve possível e trabalhar o quanto antes melhor na saúde e bem estar do meu príncipe, aconselho fazer tbm o quanto antes melhor e com muita fé vão crescer saúdaveis pra encarar as pedras no o caminho se Deus permitir

O diagnóstico do TOD é clínico, ou seja, feito através da análise e acompanhamento dos sintomas. Existem testes genéticos que dão uma segurança maior no diagnóstico, mas não são indispensáveis.

O meu filho de 3 anos é idêntico!!!! Palavras vogais ,e até um pouco mais ,estou sem saber o que fazer , está fazendo mal para ele e para mim !!!! E deixa a casa toda louca ,eu já estou na fase de angústia , não consigo curtir o lado doce amoroso dele !!!! Ele surta do nada e depois faz tudo igual o que você escreveu !!! Tem uma inteligência fora do comum também!!!

Meu filho tem a mesma idade e os mesmos comportamentos, o que chamou a atenção foi vc flar da inteligência do seu filho, meu filho age como um adulto em determinadas situações. Tenho um pouco de medo e não sei o que fazer.

Bom dia, também tenho uma filho de 3 anos e age igualzinho o seu, já tô ficando louca ele e muito inteligente e surta do nada se irrita com tudo e quer tudo do jeito dele não obedece ninguém
já pensei em procurar ajuda de psicologia. pode me chamar no whatsapp? Me chama Regina 980666734

Conseguiu alguma avaliação? Por aqui igual, 3 anos, na creche alegam que é muito inteligente, conversamos, corrigimos, sem muito sucesso. Argumenta como um adulto.

Bom dia, meu neto tem 6 anos filho de pais separados, muito inteligente começou a lê com 4 anos aprendeu algumas palavras em inglês, mas desde os 2 aninhos eu achava ele diferente das outras crianças de sua idade. se expressava bem e muito educado, tudo era por favor e obrigado hoje tem 6 anos e começou a aparecer reclamações da escola em seu comportamento com agressão e fúria de raiva quando é contrariado ou quando perde em um jogo ou em brincadeiras. O neuro diagnosticou com TOD, mas, ainda tenho dúvida,bonde fica as altas habilidades dessa criança, será que esse comportamento não tem haver na forma da escola não está atendendo a suas apetidoes? Me ajude a entender o que meu neto tem. Pois ele está tomando neuzine e não estou satisfeita será que não tem outro caminho sem ser remédio?

O meu sempre que é contrariado bate o pé no chão e sai andando pela casa e se tiver na rua também. Já quase atravessou a rua assim. Eu tenho deixado ele menos vendo tv. Terminei o relacionamento de quase um ano com uma pessoa que gritava porque ele estava piorando e mudei meu comportamento em casa. Passo a conversar mais com.ele, já que li que não tem cura, estou caprichando nos elogios quando ele faz coisas boas e demostrando mais meus sentimentos, principalmente mais alegria ao viver. A impressão que tenho é que falta alguma sementinha ali de alegria. Ou que são mais desenvolvidos que as crianças que não têm TOD, e por isso esquecem do.lado doce da vida de vez em quando.

Em 50% dos casos, o TOD aparece como comorbidade de outros transtornos. Insista até achar um profissional que feche o diagnóstico. É sofrido mas vale a pena. Independente disso, terapias para modularem o comportamento são imprescindíveis. E a família também precisa de acompanhamento terapêutico para levarem da melhor forma e conseguirem dar conta dos desafios.

Já teve alguma resposta de especialista, ou algo do tipo, minha filha de dois anos é assim, agora ela passou a se morder a tente me morder tem vezes que ela consegue, pq tento só segurar pq ela quer da cabeçada na parede ou no chão … Em fim agora que ela fez dois anos vou vê se o pediatra me indica algum especialista pois antes dos dois anos ele disse que não fariam nenhum tipo de tratamento ou testes pois estava muito cedo pra diagnósticar.

Boa tarde Michele! Pelo comportamento relatado por vc, deves buscar ajudar para a parte espiritual do seu filho. Orações, ler a Bíblia com ele e uma igreja. Falo por já ter estado nessa situação. Siga aapstora Ana Laura .

Muito bom esse artigo minha filha de 5 anos tem um comportamento muito parecido com o TOD, mas ela só manifesta esse comportamento na escola.

Pq agente que e mãe entende e sabe lidar já na escola se aproveita da professora o meu e assim também da muito trabalho

Meu filho, tem 4 anos. Manisfesta alguns comportamentos só em casa. E na maioria das vezes, é comigo. Faz com o pai, também. mas agressão e cuspir foi só comigo.😭😭😭

Meu filho tem 6 anos e tem todos esses comportamentos mas em casa na escola ele fica um pouco apreensivo nervoso mas não demonstra como em casa

O meu nunca me deu problema na escola ,po contrário, sempre foi estudioso ,sempre tirou boas notas ,nunca fui chamada na escola e agora com 11 anos está apresentando comportamento que faz a eunpwrcebwr que parece muito com a de TOD

Bom dia minha filha foi diagnosticada com Todo quando ela tinha 6 anos.. por uma psicóloga professora q atendeu nós de graça oq não tínhamos condições de pagar a consulta. E nessa consulta ela me fez algumas perguntas. ..e dessas perguntas deu q ela eh hiperativa e tem o tdh e tem o tod.. muitos profissionais não conhecem o tod..e não sabiam como me falar pra lidar com a minha filha… Agora passei ela por uma psiquiatra no sus e ela colocou num relatório q minha filha tinha impulsividade,todo ano tenho q enviar a escola um relatório da doença dela..pra escola saber como lidar com ela..da primeira a segunda série as professoras q a diretora colocou com ela eram psicopedagoga..e na terceira série era professora normal..ela teve muitos problemas com a minha filha no final do ano…
Eh frustante…

Olá Lilian , infelizmente tem instituição escolar que não tem feito capacitação e preparo com seus profissionais para trabalhar com alunos que tenha TOD ou qualquer outro transtorno ou dificuldade o Brasil ainda precisa evoluir muito na educação para garantir o desenvolvimento integral de todos alunos .

BOA NOITE! MEU FILHO TEM 4 NOS, MAS É INTENAO, PERSISTENTE E CHORA MUITO QUANDO CONTRARIADO. NÃO ADIANTA CINVERSAR, ANTECIPAR, ATÉ PORQUE ELE É BEM PEQUENO. ELE FICA IRRITADO, E NÃO ACEITA O “NÃO”, INDEPENDENTE DO AMBIENTE OU PESSOAS. JÁ QUASE NEM SAÍMOS DEVIDO A ESSES COMPORTAMENTOS. ESTÁ FAZENDO SESSÕES COM PSICÓLOGO E FOI ENCAMINHADO PARA NEUROPEDIATRA. PRECISAMOS DE ORIENTAÇÕES, E MUITA INFORMAÇÃO SOBRE ESSE TRANSTORNO E PARA SABERMOS QUAL A FORMA DE AJUDAR NOSSOS FILHOS. PERCEBO QUE ELE É UMA CRIANÇA IRRITADA DESDE RECÉM NASCIDO. QUERO AJUDA DR!

Olá Jéssica, meu filho tbm tem essa idade hj , o seu melhorou? Ou foi diagnosticado com tod?

Oi Jessica, temos aqui artigos que podem te ajudar sobre o tema. Mas, indicamos que continue o tratamento médico, nesses casos o acompanhamento de um especialista é necessário.

Maradja,
Equipe NeuroSaber 💙

Jéssica, nessa idade pode ser apenas comportamento mesmo, sem transtorno, o chamado terrible two. Procure Isa Minatel no YouTube, ela é psicopedagoga excelente e tem vídeos sobre cada ca faixa etaria, como lidar com o comportamento. Até 2019 ela fazia antendimentos online e tive a chance de marcar horário com ela. Simplesmente maravilhosa. Uma psicóloga diagnosticou minha filha com TDO e na consulta vom ela pyde ver claramente que o diagnóstico fpi errado. Então não vá na opinião de um primeiro profissional. Estude sobre comportamento infantil para saber lidar com seu filho em cada fase da infância sem ser permissa nem autoritária.

É verdade devemos sempre estudar mais sobre os comportamentos infantis e sempre consultar outros profissionais da área, para sabermos lidar com essas situações com nossos filhos.

Eu tõ passando por isso com minha filha de 6 anos.e sinceramente não sei como lidar🤦🏽‍♀️😞😞😞é bem difícil

Olha só… O ideal é uma busca integrada, sobretudo, a um psicólogo com abordagem escolar. Os psiquiatras e psicopedagogos, ou até neuropsicopedagogos, possuem formação com ênfase, massiva, se não total, em patologias. O que isso quer dizer: as crianças serão vistas, a partir de um problema relatado pelos pais e pela escola, geralmente com uma dificuldade de aprendizagem (a visão de desenvolvimento e aprendizagem ainda é muito equivocada nos cursos de pedagogia no Brasil) e serão medicalizadas, após a alpicação de testes que, raramente, se preocupam com o contexto social e as diagnostica como portadoras de transtornos. Isso não quer dizer que não haja crianças com tais patologias, que são disfunções fisiológicas, anatômicas. No entanto, muitos desses diagnóstico hoje, são extremamente rasos e as crianças acabam sendo medicalizadas desde muito cedo, sem reais necessidades. Isso se verifica, muito em virtude das escolas brasileiras, ainda fracassarem, no que diz respeito as dificuldades escolares dos alunos. Se houver possibilidades, procure apoio psicológico, antes de buscar um psiquiatra; se certifique, converse com os professores, eles também estão em dificuldades em sala de aula, no que tangem os alunos que apresentam características de distrações ou impulsividade.

Eu estou passando maus momentos com minha filha de seis anos.Ela está agindo como se fosse uma adolescente. Responde, desobedece .É atrevida. Depois pede desculpa , abraça e faz tudo de novo.
Depois da Pandemia ela piorou.Eka não aceita que chamem atenção, que fale nao.Da birra, grita , remeta.Ja bati, coloco de castigo, tirando o q gosta. Não adianta.
Não sei o que fazer.

Olá Danielly,
Primeiramente obrigada pela confiança!
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas para suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!??
Youtube: https://youtube.com/neurosabervideos
Facebook: Neurosaber
Instagram: @neurosaberoficial
Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos
Conheça também nossos Programas, cursos e NeuroPalestras: https://lp.neurosaber.com.br/neurosaber-cursos/
Atenciosamente,
Equipe NeuroSaber

A minha de 8 está com o mesmo comportamento.
Mas sinceramente acho que o tempo que eles ficam em frente as telinhas afeta. Ainda mais agora nessa pandemia, sem socializar, e nós mães TB sem condições de interagir, pois temos, casa, trabalho.

Tenho uma filha de 5 anos com síndrome de Down e a neurologista mencionou que ela tem um comportamento muito desafiador, medicou com Aristab 3ml ao dia, e honestamente não mudou nada. Apenas deu sono nela. Devo levá-la a um psiquiatra para ajustar a medicação? Obrigada.

Olá Érica ,
Quando não tem melhora após uso do medicamento, o ideal é informar o médico para fazer a mudança.
Mas se você quiser pode também trocar o especialista para solicitar a troca do medicamento .
Atenciosamente
Equipe NeuroSaber

Meu filho tem 3 anos e apresenta várias características citadas para o TOD… Estou a procura de um profissional aqui em Cascavel PR para leva-lo entrar essa dúvida… A desobediência é constante e chega a ser cansativo cuidar dele…. Ele é amoroso, mas não gosta muito de demonstrações de carinho, como abraços e beijos….
As crianças com tod tem alguma coisa com relação ao toque?
Agradeço desde já.

Olá Fernanda,tudo bem? Sem avaliação não podemos dar uma orientação precisa sobre caso.
Esse comportamento pode ser por muitos motivos diferentes. Temos muitos conteúdos que podem te ajudar a entender melhor isso. Acesse youtube.com/neurosabervideos .
Orientamos que procure um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertiva sobre caso do seu filho.
Atenciosamente,
Equipe NeuroSaber

Meu filho tambem de 3 anos tem essas caracteristicas . Levei no medico que entao me falou que e a personalidade dele que e mais dificil .Levei em outra pediatra e ela me disse que nao tem como diagnosticar pois ainda e cedo ,so matriculando na escolinha e.ver o que a professora diz.
Nao sei mais o que fazer , ele nao deixa trocar de roupa, ainda nao fala bem , e muito chorão. Briga por tudo

Boa tarde! Minha filha tem 10a e no momento estou acompanhando com psicologo que disse que ela tem ansiedade e medo, porém acho as atitudes dela muito parecida com TOD…

BOM DIA,
TENHO UM ADOLESCENTE DE 14 ANOS COM COMPORTAMENTO AGRESSIVO DESDE A INFANCIA . TROCAMOS DE ESCOLA POR 3 VEZES ATE ENCONTRAR UMA QUE SOUBERAM LIDAR COM ELE. NÃO ACEITA O NÃO E NÃO CUMPRI REGRAS, NÃO ACEITA AS ORDENS DOS PROFESSORES. E DESFIADOR COM AS PALAVRAS SEMPRE RUDE DIVERSAS VEZES COM AS PESSOAS. A CONVIVENCIA ESTA MUITO DIFICIL ESPECIALMENTE COM O PAI QUE POR DIVERSAS VEZES O AGRIDE COM PALAVRAS E FISICAMENTE TAMBEM ENCARANDO COMO FALTA DE EDUCAÇÃO POR PARTE DO NOSSO FILHO E FALTA DE LIMITE. JA PASSOU POR ATENDIMENTOS PSICILOGICOS POR 3 ANOS E TEVE ALTA POREM NADA MUDOU EM SEU COMPORTAMENTO. NÃO SEI QUAL ESPECIALISTA PROCURAR. VEJO MINHA FAMILIA DESESTRUTURADA PARA AJUDAR- LO. ELE NÃO TEM O DISGNOSTICO DE TOD ALIAS NUNCA DERAM NEHUM DIAGNOSTICO PARA ELE. POR FAVOR QUAL ESPECIALIDADE DEVO LEVA-LO PARA INICIAR UM TRATAMENTO, UMA AVALIAÇÃO.
TANIA PEREZ

Olá Tania,
O diagnóstico é feito através da observação do comportamento e sintomas , por um médico especialista.
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas para suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!
YouTube: https://youtube.com/neurosabervideos
Facebook: NeuroSaber
Instagram: @neurosaberoficial
Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos
Conheça também nossos Programas, cursos e NeuroPalestras: https://lp.neurosaber.com.br/neurosaber-cursos/
Atenciosamente,
Equipe NeuroSaber

sei que é muito difícil , eu lido com crianças de diversos comportamentos, sou mãe de um casal , quero q saiba que não devemos desistir de lutar o pelo nossos filhos , Leve para a Igreja , consagre ao Senhor , ore , leia a Bíblia e cante louvores , põe louvores calmos que vc vai sentir a mudança ,em nome de Jesus .

Bom dia, meu filho de 11 anos apresenta vários sintomas de TOD na vdd já tive um pré diagnóstico a alguns anos mas por receio do uso e medicação e aceitação mesmo optei por acreditar que poderia ser apenas uma fase, mas TD se agravou nesta pandemia. Me sinto cansada desamparada, brigo e discuto todos os dias na vdd várias vezes ao dia. Tenho medo de não conseguir reverter a
situação. Uma dor no peito que só uma mãe pode explicar…

Sei que é muito difícil ,falo pra vc o mesmo que falei pra outra mãe , eu lido com crianças de diversos comportamentos, sou mãe de um casal , quero q saiba que não devemos desistir de lutar o pelo nossos filhos,por mais seja exaustivo continue lutando por sua família ,no final vai ficar tudo bem , Leve para a Igreja , consagre ao Senhor , ore , leia a Bíblia e cante louvores , põe louvores calmos que vc vai sentir a mudança ,em nome de Jesus .

Meu neto tem 2 anos e 7 meses
Apresenta precocidade em seu desenvolvimento
Mas na questão comportamental, muitas vezes não aceita frustrações, por exemplo, se cai chora, se auto agride com tapas na cabeça
Não aceita que as pessoas conversem entre si, quer atenção só pra si
Manda as pessoas embora, quando é repreendida, depende da intensidade de stress chega a bater nas pessoas
Algumas vezes chega a bater a cabeça no chão quando está muito nervoso
Acorda muitas vezes durante a noite, enfim é uma criança muito agitada durante dia e a noite

Minha filha tem três anos oito meses arranhão o rosto se é contrariada tudo tem que ser do jeito dela quando estou conversando com meu esposo ela quer que a atenção seja só p ela está sendo bem difícil

Olá! Meu nome é Helena e tenho a guarda de uma neta que hoje tem 7 anos. De todos os sintomas do tod só não apresenta comportamento vingativo, mas os demais estão presentes. Quando ela se frustra coça-se tanto que sai sangue. Estou numa frustração tão grande que me assusta. Tudo que tento, não funciona. Até palmadas já apliquei e no final só me sinto culpada, nada amenizado comportamento dela.

Meu filho tem 4 anos , foi diagnosticado com TOD, é muito difícil lidar com ele, tem poucos amigos, pq as crianças não tem paciência com ele….Na escola não é agressivo… Porém tenho que ser atriz o tempo todo ….. Vestir um personagem para fazer alguma solicitação.
Ele é muito nervoso, não sabe lidar com dor, com o não , com o espera , com regras. Me sinto extremamente cansada.
Quanto mais tento educar lo menos resultado tenho ….

Olá, Cibele

Agradecemos pela sua interação em nosso blog, continue nos acompanhando!
Temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e também artigos aqui que podem te ajudar em muitas questões.

Webster,
Equipe NeuroSaber. 💙

Estou passando pela pior fase da minha vida com meu enteado, ele foi diagnosticado com TOD, toma medicamentos e está cada vez mais incontrolável, ele agride com palavras, provoca, é debochado, me envenenou 1 vez, e após um tempo fez outra tentativa, diz q vai me matar, não obedece, grita bem alto e sempre que recebe um não é violento, tem uma força que causa medo.
Tirei YouTube, jogos, pq ele usa apenas para jogos agressivos e adrenalina, no YouTube procura assitir vídeos q fala palavrões.
Do nada ele se refere a pessoa com palavrão e age normalmente como se nada… Ele é violento e ameaça a gente caso não fizer o q ele queira.

Estou transtornada, pq a família dele me culpa, me colocando como doente mental e que ele não tem TOD, o julgamentos e conflitos com o pai dele por causa da atitude dele é muito pesado.
Já não sei mais o que fazer.

Estou na mesma situação. Meu enteado de 4 anos e meio é muito vingativo. Sempre que chamo a atenção dele (quando machuca os gatos aqui em casa ou joga um brinquedo pela janela ou desobedece ao pai ou a mim) ele diz que quer que eu vá embora e já tentou me machucar. Sempre que é contrariado ele rosna, inclusive para o pai. Na escola, já bateu em colegas mais de uma vez e chegou a bater na professora por ter “esquecido” de chamar ele pra uma atividade! Eu estou horrorizada, meu marido não sabe mais o que fazer: conversamos, tiramos brinquedo, castigo, o pai até bate e nada adianta. Fora que ele mente muito! Chegou da escola machucado e disse que eu joguei o computador nele. Falamos pra ele toda hora sobre falar a verdade, fazer carinho, cuidar das pessoas e animais e não surte efeito, ele dá as costas e continua fazendo a mesma coisa. Honestamente, eu não tenho vontade de ter contato com ele mais e sinto medo de ter filhos por temer o que ele pode fazer com meus filhos. É uma criança muito manipuladora: encara a gente com ódio sempre que dizemos não a algum comportamento errado.

Minha filha tem 4anos
E desde de BB que é bem agitada!!!
Ela é chorona
Tem medo de ir ao banheiro sozinha ou ficar em algum cômodo da casa sozinha, não aceita ser contrariada pois me chama de chata ,porca babaca eu não sei aonde ela aprendeu essas coisas chorar por tudo que não consegue com berros se jogando no chão solta da minha mão já correu pro meio do asfalto quase senti atropelada sem distinguir perigo de ser atropelada as pessoas já não suportam ficar no mesmo ambiente que ela infelizmente está se tornando uma insuportável 😞 me sinto triste e perdida sem saber o que fazer 😞

olá
Meu filho tem 4 anos, e durante a pandemia, os sintomas que correspondem ao Tod se acentuaram. Eu achava que a falta de convívio com outras crianças na escola o estava deixando estressado, e deprimido. Em alguns momentos, sem motivo, ele agride (bate, arranha) e depois pede desculpas dizendo que não fará isso de novo. Coloco de castigo, dou umas palmadas ás vezes ( mesmo sabendo que não adianta e que não é correto). Já no ambiente escolar tem excelente desempenho, é criativo e alegre com os coleguinhas. É liderança entre eles no que diz respeito às brincadeiras e é o “xodó” das professoras e auxiliares. Não temos queixas de seu comportamento por lá. Na rua , quando saímos, é cordial e educado, parecendo até mesmo mais maduro pra idade que tem. . Isso me deixou aliviada por um lado, porém , quando está “fora do normal” dentro de casa, parece outra criança. É complicado fazê-lo parar uma brincadeira mais acalorada de correr, pega pega e se esconder, ou em estado de euforia ( risos exagerados com algo engraçado acabam levando a uma ação de pular e bater no rosto e dar chutes e pontapés. Fora isso, é uma criança adorável, meigo e tranquilo. Dorme bem a noite e não tem problemas com falta de concentração. Pensei que pudesse ser algo relacionado aos hormônios, não sei. Estou procurando ajuda, por que é uma situação muito difícil de lidar.

Nossa! Tô começando a achar que meu filho tem isso. Soube de poucos casos na escola, mas em casa é estressante. Até pra tomar banho compra briga, não quer lavar a cabeça, é resistente, quer que obedeça o que ele pede e quando a gente manda quer negociar pedindo abraço antes. Destroi tudo, brinquedos,se encontrar um bastão fica cacetando as coisas, cortou um fone meu m, hoje arrancou o fio de outro fone. Ja tirei celular, tv, vivo nesse dilema. Nao sei se levo pra piscina, passear pra se distrair e evitar esse comportamento ou vou estar transmitindo pra ele impunidade

Minha filha tem três anos oito meses se é contrariada arranha o rosto tudo tem que ser como ela quer quando saímos p divertir com ela fica nervosa chora estou sem saber como lidar

Meu filho tem 4 anos e desde muito pequeno nao regia bem ao não. Hoje é o dia inteiro de NAO DEIXO NAO QUERO NAO PODE. Se chega alguém que ele conhece pouco ele diz ME DEIXA! Na escola foram 8 meses tentando adapta-lo. Qualquer coisa que negativa que ele recebia era um show. Na entrada ja se batia, chorava muito. TODOS OS DIAS. Nao teve um dia que o deixei na escola tranquilo. Eu estou esgotada. É o dia inteiro tentando lidar com os ataques dele. No médico é impossível. Ele se revolta num nível que 3 medicos nao conseguiram atende-lo. Isso desde antes dos 2 anos.
Eu to esgotada sou separada lidando sozinha com tudo isso. O pai nao concorda comigo mas claro fica com ele de final de semana e tem ajuda.

Olá, Mariana

Entendemos as suas dificuldades em lidar com seu filho, sabemos que não é fácil. Temos muitos conteúdos que podem te ajudar a entender melhor isso. Acesse youtube.com/neurosabervideos e continue aqui em nosso blog, temos artigos interessantes que podem te ajudar. Oriento também a você conhecer o Guia TOD+, onde você terá acesso a um programa inédito e exclusivo de abordagem familiar e escolar, com conhecimentos e práticas organizadas sistemática e progressivamente. Agora, estamos com as vagas esgotadas, mas você pode fazer seu cadastro na lista de espera e ser uma das primeiras pessoas a receber a notificação da nova turma! Clique aqui: https://lp.neurosaber.com.br/guia-tod-encnosso

Webster
Equipe NeuroSaber 💙

Meu filho tem oito anos e tem muito desses comportamentos não aceita um não e é muito estressada quando quer uma coisa na hora que ele quer não sabe esperar quando fazemos esperar se irrita quer bater quer machucar não sabe perder não brinca com outras crianças sem arengar quer bater quer machucar diz que quer matar não sei mais o que fazer as crises de agressão surge do nada ele surta do nada depois chora chora pede desculpa e fica como se nada tivesse acontecido uma criança calma normal que nem parece que foi aquela criança que surtou do nada.

Olá Michelle, tudo bem?

Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Gostaria de saber se quando algumas dessas características se manifestam apenas em um ambiente ( no meu caso, só em casa) se pode ser TOD também? Vi em algumas matérias dizer que o TOD pode ter graus diferentes, mas vi em outras que ele não se manifesta em apenas 1 ambiente. Fiquei com muitas dúvidas

Olá Fabiana, tudo bem?

Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Bom dia, meu neto tem 6 anos e desde os dois aninhos venho observando seu desenvolvimento e sempre achei ele diferente das demais crianças de sua idade, ele sempre apresentou um desenvolvimento além de sua idade no aprendizado. Aos dois aninhos já falava frase eu quero água, já conhecia algumas letras do alfabeto e aos quatro anos já lia e falava alguma palavras em inglês estimulada pelo celular como os números, cores e aos quatro anos começou a lê. Este ano 2023 começou em uma nova escola e daí começou as reclamações de agressão foi levado ao neuro e diagnosticado com TOD e medicado por medicação neuzine, não estou satisfeita com com esse lado e com essa medicação, será que esse laudo não foi precoce? Será que não deveria ser mais avaliado e observado onde fica as habilidades dessa criança, será que a escola está atendendo a suas espectativas? Me ajude a entender eo que fazer? Devo aceitar ou procurar outro profissional.? Me ajude.

Ola, boa noite. Tenho uma filha de 1 ano e 9 meses, sei que ainda é muito cedo pra dizer alguma coisa, mas noto algo diferente nela. Agressiva as vezes, não aceita não, do nada cubo exemplo troca de fralda se irrita etc.. Não sou médico, mas estudando descartei autismo, pois ela já forma frases, te olha nos olhos, gosta de brincar e se dá bem quando tem bastante gente etc. .., mas estou preocupado achando que ela possa ter TOD. Na escola a prof pede pra ela não subir nas cadeiras/mesas e ela não obedece. Aqui em casa ela bate no irmão de 9 anos e as vezes na mãe, mas em mim no pai não. Quando falo num tom mais forte pra ela não subir cadeira, ela desce, vem meio que chorando pedindo colo, se não dou abre um choro forte, não sei se está testando a gente. Tô preocupado, se irrita muito fácil, chora muito… Leio que pode ser birra, mas isso não deve continuar após 4 anos e ela não tem nem 2 ainda, mas com seu irmão era tudo bem calmo…. A dias não posso de pesquisar na internet assuntos sobre TOD. Ela muito inteligente, falou bem mais cedo que o irmão, andou tb etc… Agendei consulta com um pediatra,mas tenho medo de receber um diagnóstico errado por ela ter apenas 1 ano e 9 meses… Parentes pelo conteúdos de vocês aqui e no YouTube. Abraço Zunino

Olá Zunino, tudo bem?

Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista (neuropediatria) pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Meu filho tem 8 anos, e tem tudo isso.
O médico disse que ele tem TOD e que não tem cura,não sei o que fazer, estou desesperada.

Já dei floral, chá,nada !

Olá Viviane, tudo bem?

Em nossos canais temos muitos conteúdos que vão te ajudar a entender melhor. Confira nosso canal no Youtube e nosso Blog e continue sempre de olho em nossas redes sociais! 💙

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Tenho uma filha de 8 anos e ela apresenta todos esses comportamentos, eu tô a ponto de enlouquecer não sei mais o que fazer.
Minha Casa parece um hospício são brigas constantes por causa do comportamentos dela, todos perdem o controle. Ultimamente eu tenho chorado muito pois não sei mais o que fazer. Ela surta depois vem pedir desculpas. Eu não sei mais o que fazer.

Olá Meire, tudo bem?

Agradecemos a sua confiança em compartilhar isso com a gente e pedir ajuda. Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Meu filho tem 10 anos, e é diagnosticado como Tdah. Nunca encontrei um equilíbrio para ele, lendo a matéria estou pensando se então a presença do Tod não está maior nele de que o Tdah…
O Tod é tratado com a mesma medição para Tdah,,?

Oi sou Regilany acabei de descobrir que meu filho tem Tdha e ToD , algo ainda muito novo, creio eu q cheios de desafios , mais q logo vou conseguir entende lo melhor e saber lhe da com esse transtorno.

Olá Regilany, tudo bem?

Temos vários conteúdo sobre os temas em nosso canal no Youtube acerca da temática que pode clarear muitas dúvidas e enriquecer seus conhecimentos. Vale a pena conferir!!! 😉

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Meu filho tem 10 anos e apresenta todos os sintomas do TOD porem somente em casa, na escola é bem esporádico qualquer tipo de reclamação, porém nao sei mais o que fazer, ele ja foi em mais de 4 psicologos, psiquiatra, neuro e nenhum identificou exatamente o que eles, justamente por acontecer somente em casa, percebo que os profissionais tem medo de dar qq dignostico por nao querer taxar a criança, mas como ter um diagnostico dessa forma? ja sao 6 anos tentando achar uma explicação ´pra tanta mãnha e desobediencia

minha filha de três anos tem alguns deses pontos sitados anda muito estressada qualquer coisa tira ela do sério ela surta se agride e agride outras pessoas a pessoas que tenta acalmar ela se joga no chão grita muito já não sei mais oque fazer seria mais fácil se ela falace ela tem atraso na fala achamos que ela tinha autismo esta passando por médicos ainda não temos diagnóstico já não sei oque mais oque fazer

Olá Jaqueline, tudo bem?
Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Camilla – Equipe NeuroSaber 💙

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *