Voltar

Comportamentos agressivos no TEA e comunicação: Qual a relação

Uma das maiores preocupações das famílias que têm um autista em casa é a agressividade que pode surgir em determinadas situações. É importante saber que algumas atitudes devem ser encaradas com total tranquilidade e jamais corrigidas com vozes alteradas. 
No entanto, é preciso buscar um acompanhamento adequado e saber algumas metodologias que ajudarão muito. Antes, porém, é importante saber que nem todo autista é agressivo.

O que causa incômodo em crianças com TEA?

Na maioria das vezes, crianças com autismo costumam ter atitudes agressivas quando contrariadas. Isso ocorre porque o autismo é um transtorno que leva a intensos e excessivos déficits na comunicação e interação sociais. Além disso, as crianças tendem a ter comportamentos repetitivos e restritos, o que causa incômodo quando precisam mudar o comportamento devido ao contexto em que estão inseridas.  Por conta disso, a criança tem dificuldade de flexibilizar seus interesses.
Sendo assim, quando a criança está em um lugar em que os interesses dela não condizem com o padrão de suas preferências, ela pode demonstrar irritabilidade, o que causa a impaciência e a consequente agressividade.
Muitas crianças com autismo, por não entenderem determinados símbolos sociais (comunicação e gestos), não sabem interagir de forma que a situação pede. Isso porque ela não encontra uma maneira cabível de se expressar. Então a reação agressiva é, muitas vezes, uma forma dela se comunicar sobre alguma contrariedade.

Como lidar com a agressividade no TEA?

O paciente com Transtorno do Espectro Autista deve ser conduzido de forma interdisciplinar, com o uso de medicamentos específicos e, claro, com acompanhamento profissional.  A metodologia usada deve acompanhar também a necessidade da criança.

Ambiente adequado

O ambiente é outra coisa que deve ser levada em conta para evitar a agressividade da criança. Para começar, ele deve ser confortável, pois nada melhor que dar à criança condições de ficar sempre tranquila.

Tranquilize a criança

Quando a criança demonstra irritabilidade, uma ótima maneira de amenizar a impulsividade dela é utilizar objetos que diminuam o comportamento da criança: algum jogo, equipamento, brinquedo, por exemplo.

Atenção em casos de crises e auto agressão

A agressividade da criança autista pode ser voltada para alguém, uma parede, um objeto ou até mesmo a auto agressão, como socos e tapas contra ela mesma. A melhor maneira é abraçar o pequeno e apresentar algo que o tranquilize.

O uso do CSA para minimizar a agressividade 

Com a comunicação suplementar alternativa (CSA) , é possível a gravidade e a frequência do comportamento desafiador de algumas crianças com autismo. Com intervenção adequada, pesquisa e prática clínica demonstraram que a CSA pode ser um substituto eficaz para coisas como bater, agarrar, cair no chão ou jogando coisas.

Pessoas que falam também precisam de CSA  

Há adultos com autismo que falam bem, têm diploma universitário, têm bons empregos e estão criando famílias que têm dificuldade significativa em falar quando estão cansadas, doentes ou estressadas. CSA ajuda-os durante estes tempos. Eles então voltam a falar normalmente quando eles se sentem melhor.

Você também pode se interessar...

9 respostas em “Comportamentos agressivos no TEA e comunicação: Qual a relação”

Boa noite, moro em Boa vista, capital do estado de Roraima, minha sobrinha tem autismo e esse artigo me deus uma luz, pois ela se machucou, no estado onde moro não existe profissional com experiência pessoas com TEA, todos sofremos pq não sabemos como lidar com ela, quando ela entra em crise grita muito, e até agora o psiquiatra que cuida dela ainda não conseguiu acertar na medicação.

Olá Izonaide! Meu filho tem 10 anos e tem autismo severo não verbal , na grande maiorias das vezes que entra em crise está relacionada a alguma dor medo ou desconforto , fiquem atentos a troca de dentes , afitas sinusites, cólicas intestinais etc.. Dentinho mole pode ser o gatilho para crises . Caso sua sobrinha não seja verbal sempre vai avisar antes de entrar na crise , aumento de agitação , resmungos , descontrole do sono e outras mudanças de atitudes na rotina, quando isso acontecer vc deve estar preparada para aumentar a quantidade de vezes que administras os remedios dentro das orientações medicas . Deve conversar com seu medido sobre isso . E em seguida começar a investigar a causa , olhar os dentes se tem algum dentinho mole ou nascendo etc.. existem pomadas para aliviar estas dores , revisar se tem gases intestinais , infecções de urina , sinais de sinusites , dores de ouvido etc.. São problemas normais em crianças porem se não conseguem falar agem dessa forma . Peço que tenham paciência e orem a Deus para que os orientem a passar por tudo isso . Não é facil eu sofro muito cada vez que meu filho entra em crise , nem sempre conseguimos identificar o motivo , más sempre é causada por dor , medo ou desconforto na rotina . Todos nós somos diferentes talvez isso seja diferente com sua sobrinha , más pela experiencia que tenho com pais de autistas já adultos que estão a muitos anos na frente desta jornada a causa das crises são sempre essas . Desejo muita paz e força e saúde a todos de sua família, fiquem com Deus !!

Minha irmã tem 25 anos. E está cada dia mais agressiva. Quebrou o quarto dela todo.
Não sabemos mais o que fazer. Os remédios que o psiquiatra para já não são tão eficazes como antes.
Por favor nos ajude. Já tentamos tratamentos terapias. E até uma internação mas não conseguimos . E agora com essa pendência o processo na defensoria pública está suspenso. Minha mãe esta sofrendo muito não aguenta mais as agressões. Não sabemos oq fazer.
Obrigata
Queria

Olá Consuelo,Eu adoraria ajudar você, mas não tenho autonomia para isso. Trabalho com a parte do suporte do Instituto NeuroSaber e auxilio os alunos com dificuldade de acesso a plataforma de ensino.
Recomendo que procure por um profissional adequado.
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas para suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!
Youtube: https://youtube.com/neurosabervideos
FanPage Facebook: Neurosaber
Instagram: @neurosaberoficial
Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos
Instituto NeuroSaber

Olá Silvia,
Primeiramente obrigada pela confiança!
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas para suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!??
Youtube: https://youtube.com/neurosabervideos
Facebook: Neurosaber
Instagram: @neurosaberoficial
Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos
Conheça também nossos Programas, cursos e NeuroPalestras: https://lp.neurosaber.com.br/neurosaber-cursos/
Atenciosamente,
Equipe NeuroSaber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *