Voltar

Deixar a criança de “castigo” é uma educação saudável?

Muitos pais vivem cheios de dúvidas quando o assunto é comportamento problemático. Eles querem saber o que fazer quando a criança age de maneira inadequada, por exemplo. A questão do castigo sempre é trazida para as discussões em grupo, pelo fato de sua eficácia ser rechaçada por uns e comprovada por outros. Além disso, os responsáveis pelo pequeno precisam saber quando deixar a criança de castigo.

O detalhe disso tudo, porém, é que determinadas atitudes, se aplicadas de maneira equilibrada, podem ser de fato muito boas para educar. Adiantamos aqui que qualquer tipo de violência deve ser combatido.

Que castigos devem ser aplicados?

A palavra castigo é carregada de lembranças ruins, principalmente por pessoas nascidas em décadas passadas, pois a criação tendia ser muito mais rígida. Com isso, a integridade física era o principal alvo com as surras de chinelos, cintas, panos, etc. A violência física e mental nunca deve ser usada. Seu filho não merece, além de ser crueldade e crime.

No caso de um pequeno com TEA (Transtorno do Espectro do Autismo), é preciso ter muito cuidado, pois cada um apresenta uma característica. A conversa é sempre o melhor caminho. Não se prive de conversar, não economize nas orientações.

Quando a criança agir de forma desrespeitosa e inadequada, o melhor que tem a se fazer é conduzi-la a um canto da casa para que ela fique por lá o tempo estipulado por vocês, pais. Mas esse período é crucial para educá-la, uma vez que a criança poderá refletir sobre suas atitudes.

Importante para um castigo

É aconselhável que a criança seja impedida de ter acesso a algum objeto (brinquedo) ou de sair do local. Caso ela saia do canto em que fora colocada, você deve conduzi-la novamente.

Comunicação é um detalhe bastante relevante

Durante o castigo, a criança pode fazer pequenas provocações, como se estivesse a fim de estabelecer uma conversa.

Enquanto ela estiver no castigo, procure falar sobre o comportamento que levou o pequeno a essa punição. Mas é importante que a conversa seja franca e que não o intimide. É sempre bom lembrar que a partir disso, a criança pode realmente levar suas orientações a sério.

Elogios que ajudam a melhorar o comportamento da criança

Quando a criança estiver no castigo e mostrar sinais de que quer se desculpar, elogie qualquer gesto positivo que ela demonstrar. Eis aí mais um motivo para sentar com o pequeno e explicar que o comportamento inadequado é ruim.

Para que serve um castigo?

Para mostrar que determinadas atitudes não são adequadas. Geralmente, os pais aplicam-no depois de advertir a criança sobre algum comportamento problemático, por exemplo.

Tanto em autistas ou não, o castigo tal como mostramos aqui pode ser eficaz para educar o pequeno a discernir comportamentos adequados de reprováveis.

É válido relembrar que embora a educação se dê em casa, estímulos vindos da escola e de outros profissionais são essenciais no oferecimento de uma vida melhor à criança.

Eduque, mas sem violência.

Você também pode se interessar...

0 resposta em “Deixar a criança de “castigo” é uma educação saudável?”

Bom dia Luciana!! Muito bom o esclarecimento,pois privar a criança de algo que ela gosta muito,abaixar e faze-la olhar em seus olhos e dizer o porque ela está sentada naquele cantinho ou fora do convívio dos coleguinhas para pensar nas ações que fez,é o mais correto,pois a criança não se sente agredida e toma consciência e pede desculpas.

Um abraço afetuoso e agradecido

Maria das Graças

Luciana e Dr Brites, estão gostando de Portugal, muito diferente de nosso Brasil. Espero que leve muito conhecimento, mas lhe digo que são conhecimentos diferentes e não melhores, mas isso quem vai fazer essa observação são vocês.
De qualquer forma, quero agradecer pelos texto são bons.

Abraço – Francisca Preto.

Muito bom o esclarecimento sobre castigo. Válido para ser repassado em reuniões de pais!!!

Boa noite.
Esses esclarecimentos são muito importante para pais e profissionais da educação, será válido para repassá-los em minha escola.

gostei muito das suas colocações sobre o tema castigo . excelente tema para ser apresentado em reuniões de pais.

Bom dia!
Sou favorável ao castigo,mas me questiono se não precisa ser relacionado à atitude que o levou ao mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *