Voltar

Desfralde em crianças com Autismo – Como ajudar?

Quando se tem uma criança autista em casa, além de podermos contar com um anjinho todo especial, precisamos ainda lidar com muitos desafios ao longo de seu crescimento. Cada fase da infância e, posteriormente, da adolescência significa um aprendizado. O assunto de hoje é de interesse geral, e pode ser usado também por aquelas famílias que não tenham filhos com autismo: Desfralde em crianças com autismo.

A primeira pergunta que deve vir à mente é o que fazer para tornar essa atitude em algo bem-sucedido. A verdade é que se deve olhar para isso como um passo a ser dado e sem enxergar os possíveis monstros que podem vir em algum acidente de percurso, como um xixi ou cocô, sem a fralda. O segredo é ter muita dedicação e amor. Veja mais sobre o que pode ser feito.

Qual é a idade certa para o desfralde?

Não existe uma regra a ser seguida quanto ao período certo de tirar a fralda de seu pequeno, uma vez que cada criança reage de uma forma, conta com um tempo específico e até apresenta desenvolvimentos distintos.

[thrive_lead_lock id=’2767′][/thrive_lead_lock]

O que podemos trazer é que alguns pais procuram desfraldar seus filhos a partir dos 2 anos e meio. Entretanto, é sempre válido lembrar que isso não é algo estabelecido. Devem-se respeitar outros fatores da criança e o próprio tempo que ela digere as informações. Ressalta-se a importância de frisar que, independente de autismo ou não, trata-se de uma criança muito nova ainda. Por isso a importância da paciência.

Como saber a hora que meu filho que utilizar o banheiro?

A resposta é simples, embora não seja fácil: observação. Nada mais eficaz que observar seu filho em determinados momentos. A hora em que ele precisa fazer suas necessidades especiais é uma delas. Há crianças que mudam o semblante quando fazem xixi ou cocô. Diante dessa mudança na fisionomia, vocês podem começar a trabalhar isso com elas.

Por exemplo, quando elas estiverem em casa, procure deixá-las sem a fralda. Ao perceber tal intenção, o pequeno, provavelmente, deve dar algum indicativo do que deseja fazer: ficar parado com as perninhas abertas, mudar o semblante (como mencionado), andar de um lado para o outro, etc.

Identificados os sinais, a próxima etapa é estabelecer confiança na criança. Muitos pais utilizam a tática de comemorar, junto dos pequenos, cada ida ao vaso. Com isso, os adultos cantam musiquinhas que as crianças gostam, fazem palhaçadas, brincadeiras, entre outros. Tal atitude estimula a iniciativa do autista procurar o vaso sanitário quando sentir vontade e até pedir para ser levado até lá.

Outra tática é criar a rotina de ir ao banheiro com a criança em períodos determinados: seja de meia em meia hora, uma em uma hora, enfim.

Acidentes acontecem, o que fazer?

Com certeza, principalmente no começo do processo do desfralde. Pode ser no sofá, no carro, na cama, na piscina ou em outro lugar. Adotando a observação, o hábito de levá-los ao banheiro e estabelecendo a confiança neles, o ato de desfraldar sua criança autista pode ser muito bem realizado.

Você também pode se interessar...

53 respostas em “Desfralde em crianças com Autismo – Como ajudar?”

Muito bom o artigo, uma vez que muitas crianças chegam também à escola usando fraldas. Onde requer uma parceria entre pais e professores em prol da criança.

Meu filho hj com 20 largou as fraldas com 4 anos.pq eu levei ele pro canto e conversei com ele.expliquei que estava ficando muito caro sustentar as fraldas e que ele precisava me ajudar.aliviando esse gasto.dali por diante ele foi me dando sinais quando queria ir ao banheiro.e largou as fraldas.apele pra inteligência da criança. Os autistas tem uma inteligência que ninguém alcança.

Meu filho e autista e da crise convulsivas e epiléptica . ele vai fazer 6 anos dia 29 de Julho eu e a equipe que trabalha com ele já tentamos de tudo em que e geito mas as crises atrapalha ele em tudo todo vez que ele começa a fala palavras curtas vem a crise e corta a fala e tudo o que ele aprendeu durante aquele período . tenho muita dificuldade em desfralda ele por causa da comunicacao ele não se incomoda se está de xixi ou coco pra ele tanto faz se eu não olha ele consegue até durmi de coco. O que eu posso fazer ? Fico muito triste em não consegui ajuda meu filho mas percebo q não e muito o autismo que atrapalha ele e mas as crises pq toda vez que ele da crise corta tudo o que ele aprendeu volta a se comporta como criança de 1 a 2 anos engatinha já chegou até parar de anda . meu filho ta na Pestalozzi mas não conseguimos o desfralde o médico fala q tem q espera o momento dele . mas as escolas professores me cobra muito já tentei de toda maneira leva ele de 5 em 5 minutos leva ele no banheiro junto com o irmão q tem 7 anos mas ele não intense nada . Deus de já agradeço

Muda de escola, amiga. Por que os professores não podem forçar seu filho a fazer isso. Professor é colaborador, não dono da vida da criança. Se eles estão cobrando, forçando e indo contra o médico então não é uma boa escolha de escola pro seu menino! Respeita o tempo dele que ele vai se alinhar com vc. Conecta com ele. Vai dar certo. Muita luz pra vc

Tenho um filho autista de 21 anos e não consigo levar ele para fazer suas necessidades no banheiro. E sempre que tento ele prende ficando até uma semana sem fazer cocô. Como posso acostumar ele a usar o banheiro?

Sempre muito bom receber os vossos artigos que sempre vem de encontro das necessidades de nossas crianças. Obrigada! Que Deus sempre Abençoe a vossa missão.

Maravilha!!! Estava quase me desesperando pq meu filho é autista e ainda não fala e este assunto(desfralde) veio na hora certa. Fiquei matavilhada como fazer o desfralde. Muito obrigado pelos esclarecimentos.

Que ótima orientação/informação. Me ajudou extremamente, pois no caso do garotinho autista que eu cuido, ele ainda usa fraldas e tem 4 anos. Observarei mais atentamente seu comportamento e poderei desta forma ajudar a família com as dicas preciosas que aprendi aqui. Parabenizo vocês mais uma vez! Muito grata por tudo.

Gostei muito da explicação! Pois tive um aluno autista de 5 anos e ainda usava fraldas. Não sabia o que fazer para ajudá-lo a deixar as fraldas, todas as vezes que fazia coco levava-o para tomar banho. Ele via os meninos fazerem xixi, com o tempo começou a imita-los.

Muito interessante!!!!
Temos 03 crianças autistas na nossa escola e ainda usam fraldas. A mãe de 02 deles está tentando o desfralde sem muito sucesso.
Penso que esse artigo vai ajudá-la

Hostei muito das informações que está relatado neste artigo , serve pra nós mesmo orientar alguns pais qye agente conhecer certo. E de suma importância obter esses conhecimentos pra saber lidar melhor com nossas crianças com Autismo. Muito bom mesmo!!

Bom Dia !!muito grata pela dica pois agora sim acabo de tirar uma grande duvida …tenho um neto com 3 anos e ė Autista e eu estava sem saber como iniciar o desfralde …..muito obrigada

Acrescentaria nas explicações:
O desfralde deve ser algo muito planejado entre a família e a escola, a fim de não iniciar o processo e em determinadas ocasiões colocar a fralda na criança, isso confunde muito o processo de aprender ” ora está de fralda…ora sem fraldas” a parceria também deve prever que utilizem as mesmas metodologias para que o desfralde ocorra com sucesso, o melhor é iniciar no verão, nesta época a criança fica mais a vontade, portanto mais fácil as idas ao banheiro e também as trocas quando estão no processo de aprendizagem.

Eu estou fazendo exatamente isso.
Fico observando e percebo quando ele precisa fazer suas necessidades . mas toda vez que levo ele ao banheiro ele trava e só vai fazer coco hrs depois .
Ele n gosta que eu fique perto dele nesse momento tao difícil pra ele, pos sua dificuldade e muito grande.
E com o xixi também n tive sucesso.
Mas continuarei tentando ,pq sei que essa é a melhor forma de tirar a fralda do meu pequeno

Boas dicas, faço todas
No meu caso é somente à noite, as vezes se torna cansativo acordar de duas em duas horas. Nosso menino tem 7 (sete) anos e ainda não consigo tirar a fralda.

Meu filho largou as fraldas aos 3 anos, porém, com o tempo começou tipo que prender o cocô (ele não tem prisão de ventre nem constipação). Isso parece ter se tornado prazeroso pra ele. E com o tempo a ida ao banheiro diminuiu até que não conseguiu mais fazer na privada, passando a prender o dia todo e o que saia ficava preso no bumbum sujando as cuecas. Já fui numa gastro e todos os medicamentos possíveis foram administrados para quem tem síndrome do intestino irritável… Mas por observação concluir que o problema tem que ser trabalhado mas pro lado psicológico mesmo é até as 4 terapeutas dele não soube chegar num só consentimento….

Bom dia! Sou universitária do curso de Letras, estou muito apaixonada pelo ensino especial inclusivo, amo os vídeos e as postagens de vocês. Obrigada. Magda

aconselho deixar sem fralda e acompanhar o tempo que já deve estar com vontade de fazer xixi, daí pega um baldinho das brincadeiras dele e induz a fazê-lo dentro do baldinho, pois o vaso sanitário assusta a criança, ele vai gostar da ideia e aí com o tempo já vai pedir automaticamente quando vier a vontade, inclusive de tanto a gente falar vamos fazer xixi a criança aprende falar só (xixi) já sabemos o que ele quer. O cocô está sendo mais difícil, meu neto tem 4 anos e meio e quando começa fazer pum fedorento a gente coloca a fralda e manda ele ir pro cantinho mais discreto e fala vai fazer coco, daí ele faz, pois ainda não aceita sentar no troninho e nem no vaso.

Realmente, foi demorado, aconteceu com mais de 5 anos, mas pq eu não usava a tática certa, não doei o tempo necessário p/isso. Tanto q quando o fiz, foi rápido e nem houve incidentes. Ele estava na escola, e lá reclamavam q não havia pessoa específica p/isso, etc. Fora que minha mãe que já cuidava dele p/mim enq trabalhava, já fazia coisas de mais e não queria deixá-lo s/fraldas p/não ocorrer incidentes e ela ter q limpar. Dizia q se quisesse, que eu fizesse fim de semana. Então fui justamente observando ele, deixando-o sem fraldas e levando-o ao banheiro várias vezes ao dia, vendo a hora/momentos certos, não deixava sentado tempo demais tb no banheiro p/não cansar, elogiando, essas coisas. Depois ele começou a falar q ia. Única coisa é q quando minha mãe passou a aceitar q ele estava indo e querer ela mesma deixando sem fralda, ela o acostumou a ir sentado, e eu acabei aceitando, e hj ainda faz sentado. Só na rua faz em pé, mas msm assim, tenho q cuidar p/não molhar roupa. O nº 2 ainda o limpamos, mas ele mesmo demonstrou querer limpar, já o peguei várias vezes limpando, ou limpa 1 vez e pede completemos, pq na escola, ele tem acompanhamento p/ir ao banheiro e se limpa, isso se acontecer. Mas isso tb é erro nosso e precisamos treiná-lo tb pois está com 9 anos.

Na escola, trabalhamos com uma boneca. Trocamos as roupas sujas de xixi e cocô (feito com maisena e café). Os alunos participam e se divertem muito. Foi assim que uma aluna de 10 anos, um dia, pediu para fazer xixi no banheiro. Sua mãe ficou muito feliz e tirou a fralda imediatamente.

Esse artigo trás dicas e orientações que certamente irão ajudar muitas pessoas, pois sabe-se que lidar com crianças autistas requer paciência, empenho, dedicação e além disso muito amor. Devo ressaltar que todos os artigos que li até agora contém conteúdos indispensáveis para quem pensa em, de alguma forma atuar ou conviver de forma mais significativa e inclusiva.

A minha Já está com 6 anos. Para começar a fazer xixi no vaso demorou um pouco,ela estava com quase 5anos. Mas foi quase sem problema no dia que ela resolveu usar. Perguntei pra ela se queria fazer xixi, ela sentou e fez. Agora com o cocô está mais difícil. Ela senta e parece que acontece um bloqueio. Então ela pede pra pôr a fralda e faz.

Valeu as dicas!! Sempre com assuntos interessantes e fala objetiva. Meu pqno tem 5 anos, grau II para III, nao verbal… desde os 3 anos no verao tentamos o desfralde. Porem ele ate da sinal do xixi, mas coco nao.. e tb desde o inicio aceitou o vaso sanitário.. e utilizo a tatica de levar umas 5x em meia hora.. mas nao consegui ainda desfraldá lo até pq ni inverno fica mais complicado. Vale salientar q ele tb ainda nao obedece a comandos basicos o q dificulta um pouco mais.. Mas vamos tentando!! Agora tenho notado um pouco mais de amadurecimento e junto a concentraçao pouca mais tem quem sabe nesse verao ele nao nos surpreenda como em td q faZ!! Obrigada e ate a proxima!! 👏👏😉

A minha filha é autista. Comecei o desfralde com dois anos e meio, mas não aconteceu porque estava fazendo da forma errada. Passei a observar e identificar as expressões corporal e levá-la ao banheiro, conseguimos então aos 4 anos. Hoje ela está com 5 faz tudo no banheiro, em todas os lugares.

Sofri muito com o desfralde do meu filho, ele demorou muitoooo pra falar, e por mais que eu explicasse, fizesse graça, brincadeiras e palhaçadas, ele parecia não entender nada daquilo, até os 4aninhos fazia suas necessidades em pé, em algum canto da casa e na roupinha, eu não me importava em limpar o chão todos os dias, insisti em deixar sem fraldas. Com 4 aninhos eu consegui que ele fizesse coco no vazo, fiz aquela festa é dei um presentinho simbólico, um chocolate, e daí por diante era um presentinho a cada cocô.. e devagar fui substituindo o presentinho por beijinhos, abraços etc. Agora vai completar 5 aninhos, já vai sozinho só banheiro, não se limpa sozinho, e o xixi faz sentadinho. E eu estou muito feliz.

Tenho um aluno de 4 anos, ele chegou usando frauda e sempre que ele fazia xixi na frauda ele tirava a roupa, fui observando isso durante umas duas semanas, depois fui levando ele para o banheiro falando para ele que tinha que fazer xixi no vaso, tirava a fraudar dele para ele fazer e não fazia. Mas de tanto eu insistir ele aprendeu e toda vez que ele quer fazer xixi eu já sei ele começa a tirar a roupa a frauda ainda cequinha eu pego ele e levo ao banheiro e lá ele faz xixi, da primeira vez que isso a aconteceu eu fiquei muito feliz , porque eu vi que ele esta se desenvolvendo, ao pouquinhos é muito gratificante quando algo que estamos fazendo por uma criança com transtornos esta surgindo efeito positivos. Já me apeguei tanto a ele e ele a mim que quando não dá para mim ir a escola ele sente minha falta e eu a dele, ele não sai do meu pé pra onde vou ele vai atrás é muito lindo é meu xodó amo demais, até a mãe dele sente a minha falta quando eu não vou, no outro dia que ela chega lá e me vê ela já fala que felicidade em lhe vê, isso me deixa muito feliz. Beijos.

Ótima orientação! Mas ainda precisamos valorizar e/ou frisar estas observações aos pais, pois mesmo quando recebem tais informações, não as colocam em prática. É importante incentivar e promover uma rotina, disciplina para que a criança internalize e aprenda a reconhecer as suas sensações. Muito obrigada pela a abordagem deste tema.

Obrigada pelas dicas, pois sou Terapeuta Ocupacional e estou trabalhando este processo de desfralde com vários pacientes, alguns ja deixaram, enquanto outros ainda estão no processo de desfralde.

Oi, é isso mesmo. Meu neto tem atraso mental leve, também demorou um pouco mais, mas conseguiu. Percebemos que, quando precisava ir ao banheiro, ficava dando pulinhos, e aí tínhamos de correr. Hoje já nem fala para a gente, vai sozinho!

Nossa era isso que eu precisava saber para orientar a mãe do meu aluno de 4 anos om TEA. Obdo.

Meu filho tem 6 anos! Já fazem dois anos que estamos tentando, tanto na escola quanto em casa e a instituição onde realiza as terapias! O xixi ele até faz muito bem no banheiro. Escapa às vezes, mas no geral, está indo bem! Quanto ao coco, observamos, sabemos quando ele está com vontade e levamos! Aí ele trava! Não faz e fica segurando! Não temos fraldas em casa mais, só que ele faz o coco na roupa! Já colocamos figuras, desenhos, fotos, musiquinha e tudo! Ele chegou a fazer umas 3 vezes no banheiro, mas ele prefere se esconder de nós e quando percebemos ele já fez! E quando levamos, mesmo estando apertado ele segura e não faz. Houve momentos em que foi só sair do banheiro e ele fez! Também não sabemos de nada que pudesse tê-lo traumatizado no banheiro! Estamos insistindo, mas confesso que está bem difícil!

meu filho tem 5 anos e ainda não consegui tira lo da fralda mas agora depois dessas dicas vou me dedicar más

No meu filho o problema é o desfalde do coco , pois ele só faz coco na fralda, o xixi ele já vai no banheiro sozinho. Tenho receio dele travar e segurar o coco caso eu não de a fralda . Ele tem 4 anos. E não aceita sentar no vaso, nem no penico nem no tronquinhos musical .

Ótimo artigo, primeiro cada cça tem seu tem TEA ou não, é necessário mta paciência, amor , interesse e principalmente observar cada detalhe e manifestação da criança. Essa tbm tem que ser pra cça um relação prazerosa entre o adulto e ela .

Tenho um filho autista com 2 anos de idade,minha vida mudou completamente depois que ele entrou na minha vida,nunca tinha tido o desejo de ser mãe, mas graças a Deus,mesmo tomando os comprimidos engravidei…

Eu era extremamente sem paciência,mal humorada e sempre gostei de viver só.
Então apareceu na minha vida o Gabriel, sim meu filho é autista,meu primeiro e único filho é especial.
Achei estranho o fato dele se asustar com tudo e sempre tampar seus ouvidinhos com determinados barulhos,seus gritos e estresses sem aparentemente nenhuma necessidade.
Procurei um neuro e foi confirmado oque eu ja suspeitava…
Tenho muitas dificuldades,muitas mesmo,faço tudo oque posso por ele,trabalho fora o dia todo e quando chego estou exausta e ele eufórico de tanta energia…
Tenho dificuldades com escovar os dentinhos dele,dar banho,vestir fralda,alimentação,agressividade,falta de interação,mas não me falta amor e paciência!!!
E eu sei que eu vou conseguir transformalo em um homem de bem,porquê eu o amo incondicionalmente.❤
É cansativo,mas é transformador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *