Voltar

Desobediência ou transtorno opositivo desafiador?

Duas situações podem ser presenciadas em uma criança ou um adolescente: a desobediência ou o transtorno opositivo desafiador (TOD). Ambos significam a mesma coisa? Basta uma conversa mais séria ou um castigo (deixar de ir a um lugar que seu filho gosta, cortar os joguinhos por um tempo, colocá-lo sentado no mesmo canto da casa por uma hora? Deve-se procurar auxílio profissional?
Há uma série de questionamentos em torno disso tudo; no entanto, o mais importante é a informação, sobretudo por desobediência e TOD serem diferentes e exigirem técnicas distintas para sua devida solução. Vamos ver os pontos que distinguem um do outro.

Desobediência

Uma criança ou adolescente desobediente pode estar em qualquer lugar. Quem de nós, por exemplo, nunca esteve em uma situação a qual o pequeno insiste em não obedecer a uma solicitação, uma ordem imposta por nós? “Não brinque na rua!”, “não abra o portão!”, “desligue o chuveiro!”, “coloque o cinto de segurança!”, “desligue já esse computador!”, “faça o dever agora, depois você brinca!”; enfim, todas as advertências que damos diariamente aos nossos filhos devem ser seguidas para o próprio bem deles.
O problema é quando nossos filhos não respeitam e insistem em continuar fazendo aquilo que pedimos para não fazer por simples teimosia ou pirraça. Isso é a desobediência e é algo comum em crianças e adolescentes. Nada como uma conversa ou uma advertência mais séria (nada de agressões físicas ou verbais) para que os pequenos passem a refletir sobre suas atitudes. Todos podem ter, ao longo da infância, uma fase de desobediência e isso passa.

Transtorno opositivo desafiador (TOD)

O TOD, por sua vez, é algo mais sério a ser lidado. Não se trata de algo que possa ser solucionado com uma conversa. O TOD é caracterizado como uma condição em que a criança adota uma postura de teimosia frequente, hostilidade e lado desafiador (como o nome já mostra). Não existe, na literatura médica, algo que mostre sua causa, mas sabe-se que o ambiente a qual o pequeno está inserido pode ser crucial para influenciá-lo.
A diferença entre a desobediência e o TOD está na intensidade, uma vez que a primeira situação ocorre em determinados momentos e a segunda, em praticamente todos.

Como fazer então para identificar o TOD?

Há alguns comportamentos que são possíveis de serem percebidos quando se trata de TOD, veja abaixo alguns deles:
– Discussões diárias com pais, colegas de sala e professores;
– Hostilidade com tudo e todos;
– Pessimismo;
– Comportamento vingativo;
– Ataques de fúria;
– Predominância de agressividade;
– Outros.

Diagnóstico

Para diagnosticar o TOD, é preciso que a criança seja consultada por psicólogos, pois só eles podem aplicar métodos que captem a existência do TOD.

Tratamento

Como esses casos podem ser tratados? Para isso, é necessário que os pais procurem auxílio com psicólogos e psiquiatras para que possam estabelecer um tratamento baseado em técnicas que visam modificar o comportamento da criança ou adolescente diagnosticado com TOD. Importante ressaltar que quando existe uma parceria entre psicólogos, a escola e os pais da criança, a possibilidade de oferecer ao paciente uma melhora significativa é enorme.

Veja também como lidar com o TOD:


Agora, imagine entender profundamente como avaliaridentificar e auxiliar no tratamento multidisciplinar do TOD em casa e na Escola. Em um E-book + 4 video aulas o Dr. Clay Brites e Malu Rossi te ensinam tudo sobre TOD com fundamentação científica e de forma prática e simplificada.
c53b730e73789c700875af13a00dfd7c Desobediência ou transtorno opositivo desafiador?
jhg Desobediência ou transtorno opositivo desafiador?

Você também pode se interessar...

71 respostas em “Desobediência ou transtorno opositivo desafiador?”

Quando a criança fala pra vc que quando eu mãe falo pra ela não fazer isso ,aí na cabeça dela fala ,eu faço sim vc não me manda,na cabeça dela ,vem tudo ao contrário do certo.fala coisas absurdas,só que ela conta tudo e pede desculpas e perdão e chora.isso está acontecendo a 4 dias o dia todo. O que faço.

Olá Verônica, tudo bem?

Compreendo a sua situação e entendo que não seja fácil, a informação técnica e de qualidade seguida do diagnóstico de um profissional responsável é a melhor forma de lidar com esse tipo de situação. Temos conteúdos disponíveis em nosso site e canal do Youtube acerca da temática, vale a pena conferir: https://youtube.com/neurosabervideos

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Meu filho ( 5 anos), é uma criança q “estila” se ele não gosta da brincaita, parece um adulto as vezes, desconfiado se fala dele. É nervoso,medroso,e qd se irrita,chora escandalosamente,e se a pessoa ameaçar ele,não adianta é pior,tem q acalma- lo pra poder ele obedecer. O que será isto?

Nossa meu filho apresenta vários desses sintomas ele já está sendo medicado a3 anos com rispiridona devo entrar com outro medicamento também ?

Boa tarde! Meu filho tem 7 anos e tem baixa estima. Ñ interage na escola,Ñ lida bem com regras e disciplina,e pra se sentir aceito,criou amigos imaginários. Pode ser TOD?

Passo pela mesma situação com a minha filha de 15 anos. Ela agora tem amigos pela internet e está viciada em youtube de beleza. Ela nunca se aceitou fisicamente, tem mania de riqueza, quer as coisas a qualquer custo e além disso se recusa a tomar medicações. Ela tem TOD, transtorno de personalidade. Toma risperidona , mas o Depakot e o Ecus não toma de jeito nenhum, simplesmente porque gosta de ser como é e não reconhece que existem regras na vida.

Oi meu nome é Paulo,
Eu criei a minha filha deste os 04 anos, hj ela tem 20 anos, ela tem essa mesma atitude da sua filha de 15 anos, foi morar com os parentes da mãe e eles hj não aceita mais ela, agora está morando comigo, coloquei na faculdade de odontologia foi pior, está acabando com a minha saúde, já levei em especialistas, não sei o q fazer

Olá!
Meu enteado(Davi) tem 8 anos de idade , e eu noto a dificuldade em aceitar regras falta de interesse na escola, extremamente teimoso e questionador! e se dispersa com muita facilidade.
Fez tratamento psicológico durante +- 1 ano….mas infelizmente não tivemos o resultado esperado.
Hoje ele está indo para 4° Ano, mas noto muita dificuldade em memorizar o aprendizado.
Gostaria de saber necessito procurar qual especialidade médica? Pois somos da cidade de Suzano /SP.
Peço que por gentileza nos oriente, para que possamos não ter problemas futuros.
Desde já agradeço e fico no aguardo de resposta
Jussara

Olá!
Por favor me ajude!
Tenho um único sobrinho, uma criança muito amada por toda família e extremamente inteligente, percebi desde bebê que ele sabia envolver a todos para conseguir o que queria, com dificuldade grande para desenvolver a fala, percebeu rápido que era engraçado é dessa forma chamava muito a atenção de todos. Sempre foi muito teimoso e desafiador quando recebia qualquer ordem ou imposição. Aos 2 anos os pais se separaram mas, ele continuou recebendo todo afeto e atenção da família e até mais que antes. Ao completar 5 anos ganhou um gato e nos assustamos ao ver tanta perversidade, ódio e agressividade com o animal que desapareceu sem deixar vestígios. Com o sumiço do animal ele, que sempre demonstrou prazer em bater, tornou-se extremamente agressivo com a família, chegando ao ponto de esquentar um garfo e furar o avô e dias depois puxou uma faca dizendo que iria estripar o avô. Fala muito em matar, chama todos de demônio e quando ouvi um não grita de uma forma inacreditável e agride a todos, joga pedras… Mesmo assim repreendemos, colocamos de castigo, tiramos eletrônicos, brinquedos e até damos palmadas mas, nada parece surtir efeito, não sabemos mais o que fazer. Até porque, com a pandemia estamos evitando sair com ele por ser muito frágil, se alimenta mal, e está com severa anemia.
Agora está com muita dificuldade na escola e se recusa a fazer as atividades escolares.
Pelo amor de Deus me ajude!
Já não sei o que fazer!
Desde já, muito obrigada!

Olá Tia Aflita tudo bem? Sem avaliação não podemos dar uma orientação precisa sobre caso .
Esse comportamento pode ser por muitos motivos diferentes. Temos muitos conteúdos que podem te ajudar a entender melhor isso. Acesse youtube.com/neurosabervideos .
Orientamos também que procure um especialista pessoalmente (psicólogo) para uma avaliação, e lhe dar melhores informações e orientação assertiva sobre caso do seu sobrinho.
Atenciosamente
Equipe NeuroSaber

Meu filho tem 5 aninhos ,e derrepente quer ser chamado por outro nome,o que pode estar acontecendo?

Olá, tudo bem?

É relativamente comum que crianças pequenas expressem o desejo de serem chamadas por outro nome por um período de tempo. Isso geralmente faz parte de seu processo de descoberta e exploração de sua identidade.

Se você estiver preocupado com a persistência ou o impacto dessa preferência de nome, considere buscar o apoio de um profissional de saúde, como um pediatra ou um psicólogo infantil. Eles poderão ajudá-lo a entender melhor a situação e fornecer orientação adequada.

Jhulli, Equipe NeuroSaber 💙 

Tia Aflita, temos um caso assim, aos 6 anos ele inicio um tratamento com dois medicamentos, receitados pelo psiquiatra,o que honestamente salvou nossas vidas, costumo dizer que hoje temos acesso à essa criança que tem 10 anos hoje, entretanto, vai crescendo e se percebendo de outras coisas e situações, então não se engane, será uma pessoa dificil a vida toda, requer tratamento psicologico, tanto para ele quanto para quem lida com ele, pq não é facil para nenhum dos lados…. Deus nos abençoe!

Procura um acompanhamento psicologo e psiquiátrico. Mas pelos detalhes que vc seu já deve saber oq signofica

É karma. Rz. Brincadeira. Tenho um desse aqui em casa também. Uma coisa é certa, o pai, mãe, ou quem mais morar junto (avós, por exemplo), todos tem que acordar em seguir as mesmas regras. Não adianta um dizer que não pode e o outro chegar lá e dar. Tem que haver um acordo geral. Não pode ceder. Tem que ser racional e ao mesmo tempo entender os sentimentos que a criança está sentindo e tentando compreender.

Bom dia!
Minha filha sempre discute, debate regras, questiona com muita inteligência e aspereza e é hostil com o irmão, adora ver ele perdendo. Mas ela não é agressiva, como vejo mães comentarem que quebram tudo em casa e ameaçam até os pais de matar.
Precisa desse extremo pra ser o transtorno? A minha é diagnosticada com tod, mas qdo vejo outras maes queixarem assim fico com esse questionamento. Obrigada. Lilian

Qual a diferença entre ter o não um rótulo? Não é ciência exato. O importante é saber o que causa, estimula, o comportamento e trabalhar dentro da família possíveis ações para melhorar o convívio, e os comportamentos inadequados.

Boa noite. Tenho uma neta de três anos, e ela enlouquece toda a família. Não pode ser contrariada de forma alguma, que começa a chorar e gritar, bater, morder e jogar todas as coisas que encontra por perto, não obedece de forma alguma, só quer brincar com o que não pode. Os pais se separaram há pouco tempo, mas ela sempre foi assim. Sinceramente, não sabemos mais o que fazer, e a mãe dela não tem paciência nenhuma, o pai a abandonou após a separação, e ela sente muita falta do pai.

Olá boa noite
Meu filho tem 8anos e m casa e penso que na escola tb sempre que e contrariado ou se não e do jeito dele fica agressivo manda tudo o que tiver a mão bate a mim ao pai enfim e ainda chama nomes… Com os amigos ele não e assim na catequese tb não.. Ele está médica do com aripiprazol(penso que seja assim que escreve) tem Pedopsiquatra, e psicóloga na escola… Não sei mais o que fazer… Ando desgastada ainda está sexta ele tentou bater a professora mas ela tb já lhe bateu e puxou orelhas.. Vai começar numa nova turma a esxpriencia para ver o que da.. Desde já obrigada.. Adorei os seus vídeos.

Tenho um filho de 8 anos com Tod!! Era muito agressivo com amigos e professores na escola particular!! Uma escola muito grande e agitada de mas!! Depois q mudei de escola prefeitura menor, coloquei com medo. Mas testei, ele mudou muito!! Acho q era agitação, e alguns professores q não sabia agir com ele!!

Olá, tenho um filho do 5 anos e ele ultimamente tem tido um comportamento parecido com os do TOD, que especialista devo procurar para diagnosticar se realmente é TOD? Ele muda de humor e fica agressivo do nada. Desobediente, sempre faz o contrário do que se pede. Não estou sabendo lidar com isso.

Olá, meu filho tem 5 anos e se enquadra em boa parte desses sintomas: não pode ser contrariado, é rebelde, agride a mim e a minha mãe, não aceita um não, dita regras e não me obedece, não aceita advertências, etc. Não tem medo de broncas, grita e dá socos, mas é assim: do nada! Explico: há momentos ou dias em que tudo está calmo e de repente, ele surta. E acontece com boa parte dos sintomas relatados nesta matéria e nesse meu comentário, já fala palavrão e urra. Depois desses minutos angustiantes, ele se acalma, pede desculpas ou chora e aí, passou como se nada tivesse acontecido. Desde que tinha 1 aninho , quando dava muitas cabeçadas quando era contrariado. Já levei ao psicólogo, ele disse que não é nada, que era birra e que quando começasse a frequentar a escolinha, iria mudar seu comportamento, pois estaria na companhia de outras crianças e relaxar com as atividades. Passou pelo neurologista, que disse a mesma coisa mas que receitou um Rivotril para acalmar a fúria de bebê. Levei a uma outra neuro especialista em crianças, que disse que ele é muito novinho para diagnosticar algum transtorno, que se estivesse frequentando escolinha melhoraria seu comportamento e para manter calmo, receitou Risperidona (mandou cortar o Rivotril) por 3 meses; após este tempo recomendou Neuleptil. Tomou por 2 anos.
Numa consulta de rotina com o pediatra, ele “explodiu” no consultório, com vontade de atirar tudo no chão e gritos. O médico além de pediatra, era também psiquiatra. Pediu que fossemos consultar no outro consultório dele numa clinica terapêutica e particular (fora do meu convênio) e receitou Depakene. essa medicação cortei imediatamente na primeira semana, porque apareceram manchas embaixo do queixo e ele não parava de coçar pelo corpo. Na ultima consulta com o neuropediatra (conforme relatei acima, tínhamos acompanhamento a cada 2 meses) e devido à boa evolução na escolinha, o neuro cortou Neuleptil e recomendou Ritmoneuran ou Calman, mas ainda assim, continua com toda essa agressividade. Agora estamos prestes a consultar com um psiquiatra nos próximos dias. Qual a sua opinião diante deste meu relato, e porquê entre tantas idas e vindas, o transtorno parece nos fazer sofrer cada vez mais e sem solução?

Nossa meu filho exatamente igual médica disse que tem tal de TOD receitou ritalina 10 MG continua o mesmo e o medicamento não resolveu nada não teve nenhuma melhora!

É fato que há casos que não vão ter jeito, com ou sem terapia e remédios, e vão dar trabalho a vida toda. Esse Depakene é um remédio fortíssimo. Tenho um tio que toma para controlar convulsões.

E tratamento com canabidiol? Será q surtiria efeito? Uma amiga com filho autista, teve um enorme avanço com tratamento a base de canabidiol, principalmente em relação a agressividade, falta de sono.

Olá Leitora, tudo bem?

Primeiramente agradecemos pela confiança. Neste caso, orientamos procurar um profissional para analisar se é necessário essa intervenção e qual medicamento deverá ser mais assertivo. O uso de medicamentos jamais deve partir de uma pessoa que não tenha conhecimento acerca do tratamento a ser aplicado ao paciente.
Converse sempre com um especialista!

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Bom dia sou professora na educação infantil tenho um aluno de 4 anos e ele tem um comportamento assim é agressivo com os colegas e até mesmo comigo morde bate e outros não aceita o não, reconhece todas as letras do alfabeto, vogais, numerais mas não sabe traçar, grita o tempo todo , regras nem pensar é uma difícil ficamos fechamos na sala Pq se não ele sai e apronta lá fora com outras crianças .

Meu neto sempre foi dirente de outras crianças de sua idade com os brinquedos brincava mas sempre kebrava ejogava tudo pro alto na escolinha mordia e não parava na sala aos 5 anos levamos no neuropeditra receitou um anciolitico ele ficava muito ruim hojê aos 7 anos esta fazendo um tratamento com uma pisicologa e uma neuropediatra que deu o diaguinostico de tdah toma ritalina la e resperidona é muito agresivo teimoso quer as coisas no tempo dele eguando contrariado fico furioso e fas um som estranho mas ao passar os surtos pede desculpas e chora fico com coração doendo tem dificuldades no aprendizado leitura e escrita muito esperto até fas amigos mas logo eles se afasta pois ele fala não to nem ai pode deixar ele ir embora não quero mais brincar o sono no começo ele se mexe bastante mas depois apaga sempre dormiu bem ao nacer não dormia ficou assim por 60 dias só depois de descobrir uma otite no ouvido médio e ser medicado começou a dormir tem medo de ficar sozinho e de escuro e nojo de se limpar ao fazer suas nessecidades fisiológicas é muito brincalhão miguel amor de vó pergunto isso será só tdah

Olá Boa noite meu filho tem 5 anos e super teimoso desobediente me desafia já coloquei de castigo já dei palmada ele fala não doeu e sarcástico mais e só comigo com o pai e o irmão dele na escola quase nem fala ele passa o dia todo agitado tal muito alto grita o que posso fazer eu tenho um filho autista de 10 anos e esse comportamento dele me deixa exausta e acabo perdendo a paciência com o autista tb

Olá Melissa,tudo bem? Esse comportamento pode ser por muitos motivos diferentes. Temos muitos conteúdos que podem te ajudar a entender melhor isso. Acesse youtube.com/neurosabervideos e também em nosso blog que podem te ajudar.

meu filho tem 4 anos. entende quando sento e converso q não pode ficar fazendo brirra e bagunçando vejo q outras crianca da mesma idade entende mais ele não falo pra ele que não vou comprar pra ele que nao vou compra o brinquedo que ele está pedindo mais msm assim. nao resolve de castigo tbm não porque ele msm se podem de castigo

Ola, meu primo é igual, ele foi diagnosticado com psicopatia, tire os eletrônicos dele definitovamente, de mais livros e marque um neurologista e psicólogo

MEU PACIENTE E DESOBEDIENTE, NÃO SABE OUVIR NÃO, NÃO CUMPRE REGRS E NEM FAZ OS DEVERES QUE É DE SUA RESPOMSABILIDADE.

Muito interessante a matéria, porém ao ler os relatos, entendo que há dificuldade do profissional em diagnosticar. Também me surpreendi com a idade na infancia, normalmente por volta dos 4,5 anos com os sinais parecidos, há algum artigo que possa me enviar para que eu possa verificar relacionado ao dificil diagnóstico e com relação à idade?
Obrigada

Olá Rosemeire,
Clique no link para ler o artigo
👉 https://institutoneurosaber.com.br/como-saber-se-a-crianca-tem-tod-ou-se-e-apenas-imatura/
Acesse nossos canais, temos muitas informações importantes lá que podem ter respostas para suas dúvidas. Vale a pena conferir!!!
YouTube: https://youtube.com/neurosabervideos
Facebook: NeuroSaber
Instagram: @neurosaberoficial
Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos
Conheça também nossos Programas, cursos e NeuroPalestras: https://lp.neurosaber.com.br/neurosaber-cursos/😀

Lendo os comentários, fico com a seguinte curiosidade: Como é a visão da figura paterna para essas crianças? São filhos de pais divorciados? São criados só por mãe, tias e avós? Como foi e é a figura paterna no ambiente dessas crianças?

Acho que meu filho, de 4 anos, se enquadra no quadro de TOD. Somos casados há quase 20 anos. Minha esposa e eu somos bem diferentes. Sou bastante rígido e ela mais permissiva. Vejo isso como um problema, faz com que nosso filho sempre apele para a mãe. A avó também sede as suas vontades. Ao meu ver está cada dia maior desobediente, sabe que se chorar bastante vai ter o que quer. 😭

Meu bisneto vai completar 4 anos agora início do ano, eu cuido dele pra minha neta trabalhar, e uma criança super inteligente,.mais muito desobediente costuma ficar agressivo sempre que e contrariado, costuma bater a cabeça na parede, mostra a língua, joga os.brinquedos mim e no bisavó,da chute em nós, meu marido chega a querer dar uma palmadas nele , mais eu sou contra só.qie não sei mais o que fazer!

Olá Neusa, tudo bem?

Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Solange,
Equipe NeuroSaber 💙

Nossa, eu me vi em você. Tudo que você falou do seu filho, acontece com meu filho. Exatamente tudo. E estou na mesma situação que a sua. Falam que ele não tem nada… e já estou nessa luta a 4 anos. Desesperada.

Olá Luciana, tudo bem?

Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Sol – Equipe NeuroSaber 💙

Boa noite,sou Professora e esse ano tenho um estudante que o desafio é diário;não consegue realizar as atividades propostas sozinho,nem com minha intervenção,não se concentra,do nada levanta,derruba seu material,dos colegas,empurra os mesmos,não obedece a nenhum comando dado por mim ou os outros Professores.Grita com a gente é agressivo na hora do intervalo.Estou muito angustiada,pois,nenhuma atividade que levo para ele chama sua atenção.Como posso trabalhar com ele?

Olá, tudo bem?

Primeiramente agradecemos pela confiança! Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Meu filho tem 11 anos ele é desobediente e ele não gosta de ser contrariado ou acusado ele Si zanga fica furioso e parte pra agressão diz que vai matar ,ele é carinhoso comigo inteligente faz as atividades provas tira nota alta ,porém tem essas atitudes ,sente muita falta do pai pq não é presente ,vou levar ele para uma consulta com psicólogo

Ele gosta de assistir ele é muito inteligente gosta de ajudar uma criança aonde chega todo mundo gosta faz jiu-jitsu ama esporte quando ele desobedecer fica mal criado eu tiro tudo que ele gosta e o comportamento dele muda ele tem consciência que ele tava fazendo era errado me pede perdão fora isso é um menino super inteligente sabe fazer tudo porém tem esses momentos de irá ódio fica furioso mas ele só agride uma criança Si mexer com ele Si fizer raiva pra ele ,ele não gosta de receber ordem mas eu falo sério e ele obedecer ⁵

Meu filho tem 3 anos, ele pede algo e logo em seguida não quer mais. Por exemplo: quero ir pro quarto, eu respondo: então vamos e ele diz: não quero ir pro quarto. Quero por roupa, eu respondo: põe a roupa filho, ele responde: não quero por roupa.
Está confuso e difícil essa situação e não sei o que fazer

Oi. Bom dia. Tenho um filho de 9 anos , que tem uma dificuldade de aprendizado muito grande. Está participando de um programa no centro de desenvolvimento para crianças com esse problema. Estou preocupada com o comportamento dele pois o mesmo está com a mania de fazer coisas erradas e pede desculpas por tudo e diz que foi sem querer,tudo que faz de errado e eu vou conversar,ele tem que mostrar a todo custo o lado dele, tem que explicar o porquê fez e o porque irá fazer. Tem consciência que o que está fazendo é errado,mais faz. E extremamente hiperativo em casa ,mais na escola e introvertido total, não tem outras amizades além do irmão. Tem um ciúme muito grande dele,ao ponto de se ver o irmão conversando ou interagindo com outro pré adolescente,ele chora muito e diz que o irmão não o ama, . Não se desenvolve na escola. Já conversei com as psicopedagogas e estamos pensando em uma psicóloga.

Olá Patricia, tudo bem?

É compreensível que você esteja preocupada com o comportamento do seu filho e com suas dificuldades de aprendizado. É ótimo que ele esteja participando de um programa no centro de desenvolvimento, e que vocês estejam buscando apoio profissional para lidar com essas questões.

Com relação à mania de fazer coisas erradas e pedir desculpas, é importante lembrar que isso pode estar relacionado à ansiedade e à necessidade de aprovação. Seu filho pode estar preocupado em não desapontá-la ou em ser punido, o que pode aumentar a pressão que ele sente em relação ao seu comportamento. Por isso, pode ser útil trabalhar com ele para desenvolver estratégias para lidar com essas emoções e reduzir a pressão que ele sente.

Com relação à hiperatividade em casa e à introversão na escola, isso pode estar relacionado à dificuldade do seu filho em se adaptar a novas situações e ambientes. É importante conversar com os profissionais do centro de desenvolvimento e da escola para entender como vocês podem apoiá-lo melhor nesses contextos.

Com relação ao ciúme do irmão, isso pode estar relacionado à necessidade de atenção e ao sentimento de que ele está sendo deixado de lado. É importante conversar com ele sobre esses sentimentos e mostrar que você o ama e se preocupa com ele, independentemente das interações que ele tem com o irmão ou com outras pessoas.

Finalmente, é uma ótima ideia buscar o apoio de uma psicóloga para ajudá-lo a lidar com essas questões. Um profissional qualificado pode ajudá-lo a desenvolver estratégias para lidar com as emoções, reduzir a ansiedade e melhorar o seu desempenho na escola e nas relações sociais.

Espero que essas informações sejam úteis para você e seu filho. Se tiver outras dúvidas ou perguntas, fique à vontade para me perguntar.

Vamos juntos! Um NeuroAbraço 💙 !!!!!

Meu filho é assim comigo, minha bisa,professores,pessoas do convívio,mas na rua,se chamam atenção dele,ele ouve e obedece…o TOD,faz isso até com estranhos,ou só com os do convívio?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *