Voltar

O que é TDAH combinado e TDAH desatento?

Existem três tipos de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). O desatento, caracterizado por problemas que regulam a atenção; o hiperativo, caracterizado por comportamento impulsivo e hiperativo e o combinado, que ocorre quando a desatenção e a hiperatividade / impulsividade estão presentes.

Os diferentes tipos de TDAH eram chamados de subtipos até a quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais (DSM-V), publicada em 2013, quando o termo “subtipo” foi substituído por “tipo”. Uma mesma pessoa pode ser diagnosticada com déficit de atenção e hiperatividade, ou seja como TDAH combinado.

Da mesma forma, outra pessoa pode ser diagnosticada como TDAH desatento, pois apresenta sintomas de desatenção ou distração, que levam a dificuldades em organização e concentração.

Hoje, vamos falar sobre esses dois tipos, o que é o TDAH combinado e TDAH desatento.

Diagnóstico de TDAH 

Todos os tipos de TDAH são diagnosticados da mesma maneira. Uma avaliação detalhada é realizada por um profissional clínico experiente, que reúne informações com a família e escola, além de analisar o histórico médico e familiar da criança.

A avaliação pode incluir triagem intelectual, teste de memória, atenção e entrevistas com os pais e professores. Ao final, o profissional determinará se os critérios para TDAH descritos no DSM-V foram atendidos, podendo ser do tipo desatento, hiperativo ou combinado.

TDAH combinado

O DSM-V lista 18 sintomas de TDAH, sendo nove de desatenção e nove de hiperatividade-impulsividade. Para realizar um diagnóstico de TDAH combinado, as seguintes condições devem ser atendidas:

  • Crianças de até 16 anos devem apresentar seis ou mais sintomas de cada tipo.
  • Pessoas com 17 anos ou mais devem apresentar cinco ou mais sintomas de cada tipo.
  • Os sintomas devem estar presentes há pelo menos seis meses.
  • Vários sintomas de desatenção ou de hiperatividade precisam estar presentes antes dos 12 anos (mesmo que não diagnosticados).
  • Os sintomas devem ser perceptíveis em mais de um ambiente, como na escola e em casa.
  • Os sintomas precisam afetar a capacidade da pessoa de realizar o seu potencial.
  • Os sintomas não devem ser explicados por outro transtorno mental, como transtorno de humor ou de ansiedade.

Sintomas de desatenção

  • Comete erros que parecem descuidos, seja na escola ou em casa, devido a dificuldade de prestar atenção aos detalhes.
  • Tem dificuldade em manter a atenção na leitura ou em atividades divertidas.
  • Não parece ouvir durante as conversas, parecendo distraído internamente, pensando em outras coisas.
  • Dificuldade em seguir instruções e terminar uma tarefa devido a desvios de atenção ou perda de foco.
  • Evita tarefas que envolvam esforço mental por longos períodos, como trabalhos escolares.
  • Perde itens com frequência, como livros, carteira, chaves, óculos e celular.
  • Se distrai facilmente com eventos externos.
  • Esquece de fazer atividades cotidianas, como tarefas domésticas ou dar recados.

Sintomas de Hiperatividade

  • Dificuldade em permanecer fisicamente quieto, move pés e mãos com frequência.
  • Dificuldade em ficar sentado, se levanta e se movimenta, mesmo em situações em que sentar-se é esperado, como em sala de aula.
  • Pratica atividades físicas em horários inadequados.
  • Raramente participa de hobbies ou brincadeiras em silêncio.
  • Tem muita energia e está sempre em movimento.
  • Fala continuamente, o que pode resultar em problemas na escola.
  • Responde às perguntas antes que elas tenham sido totalmente feitas e interrompe os outros enquanto eles estão falando.
  • Dificuldade em esperar sua vez, seja em um jogo ou durante uma conversa.
  • Se intromete nas atividades e conversas de outras pessoas.

TDAH desatento

O tipo TDAH desatento não é o que a maioria das pessoas imagina quando pensa em alguém hiperativo. Os que são diagnosticados TDAH desatento geralmente são menos inquietos e ativos do que os do tipo TDAH hiperativo.

Sintomas TDAH desatento:

  • Dificuldade em perceber detalhes e se distrai facilmente.
  • Dificuldade em se concentrar nas tarefas.
  • Fica entediado rapidamente.
  • Dificuldade em aprender ou organizar novas informações.
  • Dificuldade em fazer a lição de casa ou perde itens necessários para fazer a tarefa.
  • Fica confuso facilmente ou sonha acordado com frequência.
  • Parece não ouvir quando alguém fala com ele.
  • Dificuldade em seguir instruções.
  • Processa informações mais lentamente do que seus pares de idade.

A criança precisa demonstrar pelo menos seis dos nove sintomas de desatenção para ser diagnosticado TDAH desatento. Além disso, os sintomas devem ser graves o suficiente para impedi-la de concluir as tarefas e atividades diárias.

Tratamento para o TDAH

O tratamento para o TDAH, seja do tipo combinado ou desatento, pode incluir medicamentos e terapia comportamental. Os pais de crianças diagnosticadas podem usar estratégias de intervenção para ajudá-las a aprender habilidades organizacionais e a cumprir uma programação previsível, ganhando recompensas por metas comportamentais.

Além disso, consultar um terapeuta é muito importante para tratar as dificuldades emocionais devido a problemas de desatenção. A terapia comportamental ajuda as pessoas com TDAH a desenvolver habilidades importantes para o aprendizado, tanto na escola como em casa. 

Se restou alguma dúvida sobre TDAH combinado ou TDAH desatento, deixe nos comentários.

Referências:

ROHDE, Luis Augusto; BARBOSA, Genário; TRAMONTINA, Silzá  and  POLANCZYK, Guilherme. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. 2000, vol.22, suppl.2 [cited  2021-01-04], pp.07-11.

HORA, Ana Flávia et al. A prevalência do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (tdah): uma revisão de literatura. Psicologia [online]. 2015, vol.29, n.2 [citado  2021-01-04], pp.47-62.

Você também pode se interessar...

6 respostas em “O que é TDAH combinado e TDAH desatento?”

Uma ótima introdução para um assunto tão complexo, Que venha maiores informações e sugestões de como atender com maior eficiência uma comunidade com tanta necessidade de atendimento responsável que proporcione uma inclusão verídica na sala de aula e na própria sociedade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *