Voltar

Porque as cartilhas e livros didáticos são importantes na alfabetização?

As gerações do século passado, século XX, foram alfabetizadas por cartilhas e livros didáticos. Ainda hoje, esses materiais continuam a ter importância, mesmo com o avanço da tecnologia e outras possibilidades de ferramentas. Entenda melhor, neste artigo.

Os livros didáticos para alfabetizar continuam sendo importantes por expor as ideias com imagens, textos, trechos de letras de música ou obras literárias, propor exercícios de fixação e outras formas atrativas para as crianças.

Ainda que o processo de alfabetização tenha passado por mudanças nas últimas décadas, os livros didáticos ajudam na construção de conceitos e propostas de atividades. Veja como

essa ferramenta impacta positivamente o processo de alfabetização.

Livro didático para alfabetizar

Muitos de nós temos lembranças dos livros didáticos e cartilhas que, de alguma forma, marcaram a nossa vida de estudantes. Os seus textos e recursos visuais chamam a atenção dos alunos e ajudam no processo de alfabetização.

Esses materiais impressos, mesmo com o avanço da tecnologia, continuam a ter sua importância e não irão acabar tão cedo. Um bom livro didático para alfabetizar precisa contemplar aspectos como coerência, aspecto, qualidade, dentre outras normas que o adequa ao objetivo da alfabetização.

Por exemplo, de acordo com os Parâmetros Nacionais Curriculares, um dos critérios para escolher um bom livro de língua portuguesa é a qualidade linguística e gráfica, além de textos autênticos.

Já as cartilhas, podem ser divididas em três tipos: a tradicional — estrutura próxima ao método alfabético e/ou silabação — as voltadas para compreensão de texto e as que trabalham com o princípio fônico.

Quanto mais esses materiais forem interativos, mais irão contribuir com o processo de alfabetização. É claro que a didática do professor e a maneira como ele explora o livro e a cartilha é peça fundamental do processo.

A importância dos livros didáticos e das cartilhas para a alfabetização

Muitos livros didáticos e cartilhas tinham como foco o ensino da leitura e da escrita pelo método silábico. Por esse motivo, muitos professores começaram a rejeitar esses materiais, já que outras teorias de alfabetização surgiram e ganharam espaço no meio pedagógico.

No entanto, teóricos importantes começaram a produzir livros didáticos e cartilhas acompanhando essas evoluções, obras que ajudam o professor no planejamento e na prática em sala de aula.

Os caminhos propostos nesses materiais são condizentes com as metodologias abordadas por cada autor e oferecem uma sequência didática para o aluno, o que facilita a aprendizagem.

Além disso, o livro didático otimiza o tempo de estudo, pois já contempla atividades com imagens prontas e acessíveis. Tudo isso permite que professor e aluno se concentrem na construção do conhecimento.

Alfabetização com livros didáticos e cartilhas

Os métodos de alfabetização são muitos: natural, silábico, fônico, etc. O material didático deve ser compatível com a metodologia que o professor ou a escola adotam. Além disso, na alfabetização, as crianças precisam de materiais que as ajudem na organização da aprendizagem.

O aspecto do livro didático e da cartilha, geralmente, é atrativo para as crianças, com imagens e textos apropriados para a fase de alfabetização. Eles despertam a motivação e curiosidade para a aprendizagem, com atividades que desafiam, mas que condizem com a capacidade das crianças nessa faixa etária.

Os alunos podem interagir com esses materiais, através de exercícios ou material de consulta em um só lugar. A presença dos textos nesses materiais é muito importante para o processo de alfabetização.

Benefícios do livro didático para alfabetizar

Não há dúvidas de que o livro didático é um apoio importantíssimo para o professor, e para o aluno, quais os benefícios? As crianças em alfabetização contam com uma trajetória de aprendizagem organizada e acessível, com atividades coerentes com o conteúdo.

Além disso, os alunos podem consultar os livros e cartilhas, usá-los como fonte de informação e recorrer a esses materiais sempre que tiverem dúvidas nas tarefas. Os textos são compatíveis com a etapa de desenvolvimento da criança, com letras, vocabulário e histórias apropriadas, o que desperta a curiosidade pela leitura.

O livro didático se torna um guia para o aluno em alfabetização, ajudando também a família, em casa, a acompanhar a aprendizagem de seus filhos.

Vale lembrar que o objetivo dos livros didáticos e cartilhas para alfabetizar é despertar o interesse das crianças e alfabetizá-las de acordo com a metodologia proposta pela escola.  É importante considerar esse aspecto no momento de escolher os materiais, para que eles realmente sejam efetivos para os alunos.

O processo de alfabetização é um marco na vida das crianças e dos pais, por isso, escola e família devem andar juntas e manter um contato constante. 

Se você gostou desse artigo, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude outros profissionais a entender porque as cartilhas e os livros didáticos são importantes na alfabetização.

Referências:

OLIVEIRA, João Batista Araujo e. Cartilhas de alfabetização: a redescoberta do Código Alfabético. Ensaio: aval.pol.públ.Educ. [online]. 2010, vol.18, n.69 [cited  2020-12-22], pp.669-709.

Você também pode se interessar...

2 respostas em “Porque as cartilhas e livros didáticos são importantes na alfabetização?”

Os livros e as cartilhas são de suma importancia para o aprendizado das crianças desde que o professor seja didatico e promova atividades atrtivas com muita qualidade para chamar a atenção das crianças e elas gostarem da aula e confiar no professoe tidos interagindo juntos ba alfabetização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *