Voltar

Processamento cognitivo na alfabetização – Habilidades Fundamentais

É possível caracterizar as habilidades cognitivas como os processos mentais que nosso cérebro usa para receber, compreender, organizar, armazenar, recuperar e usar informações. 

Os estágios do processamento cognitivo se iniciam no recebimento de informações por meio de nossos sentidos, para percebê-la e dar significado, para organizá-la e manipulá-la de acordo com as capacidades diretivas de nossa mente, para armazená-la e recuperá-la dentro de uma gama de processos de memória.

Essas habilidades cognitivas servem como base para diversos aprendizados, incluindo a alfabetização. Para que possamos decodificar palavras nossos cérebros precisam criar um caminho e uma comunicação entre as partes de nossos cérebros que não estão conectadas dessa forma. Saiba mais sobre esse assunto nesse artigo.

Mas, o que é cognição?

A cognição pode ser definida como os processos conscientes e inconscientes pelos quais o conhecimento é acumulado. Esses processos cognitivos incluem pensar, conhecer, lembrar, julgar e resolver problemas. 

Estas são funções de nível superior do cérebro e abrangem linguagem, imaginação, percepção e planejamento. Ou seja, a cognição é um estado ou experiência de conhecimento que pode ser distinguido de uma experiência de sentimento ou desejo.

Tipos de processos cognitivos

Existem muitos tipos diferentes de processos cognitivos. Esses incluem as habilidade cognitivas:

Atenção 

A atenção permite que as pessoas se concentrem em um estímulo específico no ambiente.

Linguagem

A linguagem e o desenvolvimento da linguagem são processos cognitivos que envolvem a capacidade de compreender e expressar pensamentos por meio de palavras faladas e escritas. Permite a comunicação com outras pessoas e desempenha um papel importante no pensamento.

Aprendizagem 

A aprendizagem requer processos cognitivos envolvidos em assimilar coisas novas, sintetizar informações e integrá-las ao conhecimento prévio.

Memória 

A memória é uma importante habilidade cognitiva, que permite às crianças em processo de alfabetização codificar, armazenar e recuperar informações. É um componente crítico no processo de aprendizagem e permite que as elas retenham conhecimento sobre o mundo e suas histórias pessoais.

Percepção 

A percepção que os pequenos recebam informações por meio de seus sentidos, em seguida, utilizem essas informações para responder e interagir com o mundo.

Pensamento 

O pensamento é uma parte essencial de todo processo cognitivo. Ele permite que as crianças se envolvam na tomada de decisões, na solução de problemas e em um raciocínio mais elevado.

Processamento cognitivo de leitura

Leitura é a capacidade de extrair pronúncia e sentido de uma palavra de sinais gráficos. Ou seja, ler é a capacidade de identificar uma palavra.

O maior objetivo da leitura é a compreensão, e para que haja compreensão é preciso ler. Porém, existe uma diferença entre saber ler e conseguir compreender o que está lendo. É possível ler e não compreender, e compreender sem ler. Esses processos, de leitura e compreensão, nem sempre ocorrem juntos.

Na leitura, o processo cognitivo acontece por meio da atenção, do planejamento, da organização, automonitoramento e memória operacional. Também é preciso que a criança desenvolva as habilidades de organização viso-espacial e temporal, sequencial, memória a curto e longo prazo e contexto. 

A representação das competências da leitura se dá inicialmente pela atenção seletiva e sustentada, reconhecimento visual – gráfico, oculomotor e visuoespacial e, por fim, ocorre o reconhecimento fonológico, a associação semântica e a compreensão da leitura.

Processamento Cognitivo da Escrita

No desenvolvimento cognitivo, a escrita desempenha um papel muito importante, pois é por meio desta habilidade que a criança vai poder comunicar outras habilidades, suas ideias e o mundo como um todo. 

O processo de escrita acontece inicialmente pela grafomotricidade, que se dá através do desenho e que é considerada a primeira representação mental de uma criança, assim como diz Nuñez (2017): “escrever é representar com as palavras as ideias mediante imagens.”

Também, pelo contato com leituras e livros, as crianças em processo de alfabetização  entendem que as ideias são representadas por palavras, gravadas como “imagens” e essas imagens são chamadas de letras.

A aprendizagem da escrita acontece de forma gradual e conta muito com a capacidade de exploração da criança. O principal estímulo para que esse processo se efetive com sucesso é a alfabetização infantil.

O cérebro é estimulado durante a escrita e exige um planejamento motor, um planejamento do som da letra, que a criança escute o som da letra e veja a representação da letra. Com tudo isso, as quatro áreas do cérebro são acionadas. Para que a criança escreva corretamente as letras do alfabeto, é envolvido nesse processo observação, controle e coordenação manual, que demanda a memória motora que influencia na aprendizagem e precisa ocorrer nessa fase. 

A leitura e a escrita se complementam para que o processo de alfabetização realmente ocorra. No entanto, é importante observar qual das duas vem primeiro, assim pode-se criar estratégias para que o estímulo da aprendizagem seja realizado com sucesso.

O primeiro elemento que se concretiza é a leitura, já que a escrita, que é a expressão motora, não é algo natural e precisa ser desenvolvida. A leitura ocorre após a análise dos sons e a decodificação para que a escrita seja feita.

Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Pode deixar nos comentários!

REFERÊNCIAS

CAPOVILLA, Fernando César. Os novos caminhos da alfabetização infantil: relatório encomendado pela Câmara dos Deputados ao Painel Internacional de Especialistas em Alfabetização Infantil. São Paulo: Memnon, 2005

NUÑEZ, Juan Antonio García. Grafomotricidad: imagen y escritura. Madrid: Fundación Citap, 2017.

K., Ooi & Ismail, Khaidzir. (2011). The Relationship between Cognitive Processing and Reading. Asian Social Science. 7. 10.5539/ass.v7n10. p44. 

Você também pode se interessar...

8 respostas em “Processamento cognitivo na alfabetização – Habilidades Fundamentais”

Neurosaber, você Lu Brites é uma inspiração e compartilhar todo esse conhecimento conosco, mostra o quanto você se importa com as crianças e com os educadores. GRATIDÃO!🙏🙏🙏

Ótimo artigo, obrigada por compartilhar esse conhecimento conosco, tem ajudado no processo de desenvolvimento
das estratégias para alfabetização principalmente nesse período de pandemia.

Que alegria poder fazer parte desse momento tão importante em sua vida.
Sei que é uma conquista conjunta com todos aqueles que direta ou indiretamente colaboraram para seu sucesso.
Lu só existe sucesso se a causa é nobre. com seu trabalho muitos pais, professores e crianças estão sendo alcançados.
Seja sempre Luz para aqueles que precisam.

Você Lu é um exemplo de inspiração para todos aqueles que querem fazer a diferença em educação, compartilhando conhecimentos, isso mostra que você realmente se importa com uma educação de qualidade.
Minha gratidão por compartilhar esse artigo. Muito sucesso para você Professora, Mestra Luciana Brites

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *