Voltar

Quais as características de uma pessoa com TDAH?

Uma pessoa com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade —TDAH — tem dificuldade em manter a atenção, gerenciar os níveis de energia e controlar os impulsos.

Em algumas crianças, as características do TDAH começam a aparecer por volta dos 3 anos. O tratamento do transtorno é multidisciplinar e inclui terapia e, em alguns casos,  medicamentos.

Neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre as características de uma pessoa com TDAH, como ele afeta sua vida e quais tratamentos podem ajudar.

O que é TDAH?

As pessoas com TDAH têm dificuldade de se concentrar nas tarefas e controlar a atenção,  concluir um projeto se torna um desafio, por exemplo. O transtorno limita a capacidade da pessoa de estudar ou trabalhar, podendo levar ao estresse, ansiedade e depressão.

Algumas pessoas com TDAH também têm dificuldade em ficar paradas, podem agir por impulso e se distrair facilmente. Embora crianças de qualquer idade tenham momentos de distração e impulsividade, essas características são mais duradouras nas pessoas com TDAH.

Características do TDAH

O TDAH pode se desenvolver de três maneiras:

  1. predominantemente hiperativo e impulsivo;
  2. predominantemente desatento;
  3. combinado.

As pessoas com TDAH apresentam hiperatividade, impulsividade e desatenção em diferentes graus, dependendo do tipo predominante.

Desatenção

Abaixo estão alguns comportamentos relacionados à desatenção em uma pessoa com TDAH:

  • sonhar acordado;
  • distrair-se e ter dificuldade em se concentrar nas tarefas;
  • cometer erros por descuidos;
  • parecer não ouvir enquanto os outros falam;
  • ter dificuldade com o gerenciamento e organização do tempo;
  • perder itens do dia a dia frequentemente;
  • evitar tarefas que precisam de foco e reflexão prolongados;
  • dificuldade em seguir as instruções.

Hiperatividade e impulsividade

Algumas ou todas as características a seguir podem estar presentes em alguém com TDAH:

  • parece estar em constante movimento, incapaz de permanecer parado;
  • tem dificuldade em alternar nas conversas e atividades;
  • inquietação;
  • fala e faz barulho excessivamente;
  • assume riscos desnecessários.

Adultos e crianças tendem a apresentar os mesmos sintomas de TDAH, o que pode criar dificuldades nos relacionamentos, na escola e no trabalho. No entanto, vale lembrar que nem todo mundo com TDAH é barulhento e perturbador. Uma criança pode ficar quieta na sala de aula, mas com grandes dificuldades que ela não expressa.

Como é feito o diagnóstico de TDAH?

A maioria das crianças com TDAH recebe o diagnóstico enquanto estão na educação infantil ou no ensino fundamental, mas algumas somente são diagnosticadas na adolescência ou até mesmo quando adultas.

O diagnóstico de TDAH pode ser dificultado, pois não existe um exame ou teste para detectar o transtorno, o diagnóstico é clínico. Além disso, os sintomas podem se sobrepor aos de outras condições. Por isso, é importante descartar outras causas potenciais, como problemas de audição ou visão.

O médico faz o diagnóstico através de perguntas aos pais para saber mais sobre os padrões de comportamento da criança. Também observa a criança e pode entrar em contato com outros membros de sua família, cuidadores e professores.

Para o diagnóstico de TDAH, os sintomas devem atender a critérios específicos, listados no DSM-V — Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais —  incluindo um impacto significativo na vida diária da pessoa.

Qual o tratamento para o TDAH?

O tratamento para o TDAH, geralmente, é multidisciplinar. Uma variedade de abordagens pode ajudar a pessoa a controlar os sintomas, sendo essencial considerar as características e necessidades de cada indivíduo.

A terapia comportamental ajuda a pessoa com TDAH a desenvolver ou aprimorar habilidades, como construir e manter relacionamentos; estabelecer e seguir regras;

planejar e completar tarefas; desenvolver e seguir um cronograma; monitorar os sintomas, entre outras.

Os terapeutas também podem ajudar os pais a desenvolver maneiras construtivas de responder aos comportamentos desafiadores resultantes do TDAH em seus filhos. A terapia cognitivo-comportamental, TCC, visa ajudar a pessoa a encontrar novas maneiras de abordar e reagir a situações cotidianas.

Dicas para apoiar as crianças com TDAH

Pais, professores e outros cuidadores podem ajudar as crianças a enfrentar suas dificuldades. Na escola, é importante ter um planejamento pedagógico que inclua abordagens de ensino específicas, acomodações em sala de aula e aconselhamento escolar.

Em casa ou na escola, as seguintes estratégias podem ajudar:

  • programação escrita das tarefas;
  • dividir tarefas maiores em etapas;
  • manter itens escolares e brinquedos organizados;
  • estabelecer regras claras e consistentes;
  • recompensar ou elogiar a criança quando ela realiza as tarefas até o fim.

Além disso, pais e professores devem incentivar as crianças a se envolverem em atividades prazerosas nas quais se saem bem para aumentar sua autoestima. Esportes e outras formas de exercício físico ajudam a gastar energia e melhoram o bem-estar geral da criança.

O que causa o TDAH?

Não se sabe o que causa o TDAH, mas existem alguns fatores de risco, como histórico familiar; lesão cerebral; exposição a estresse, álcool ou tabaco na gravidez; baixo peso ao nascer e nascimento prematuro.

O TDAH geralmente aparece durante a infância e a pessoa não “supera” essa condição, mas aprende estratégias de gerenciamento que a ajudam a viver melhor.

Agora que você já sabe quais são as características do TDAH, compartilhe este artigo em suas redes e ajude outras pessoas!

Referências:

SENO, Marília Piazzi. Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH): o que os educadores sabem?. Rev. psicopedag. [online]. 2010, vol.27, n.84 [citado  2021-06-22], pp. 334-343 .

DESIDÉRIO, Rosimeire C. S. Maria Cristina de O. S. Miyazaki. Transtorno de Déficit de Atenção / Hiperatividade (TDAH): orientações para a família.

Você também pode se interessar...

13 respostas em “Quais as características de uma pessoa com TDAH?”

Um ótimo conteúdo, foi possível tirar muitas dúvidas! agradeço a oportunidade de esta adquirindo novos conhecimentos!

Sou professor no Pará. Me encaixo em várias características de um TDAH.Sou desatento, tenho dificuldade de começar e terminar tarefas, me irrito fácilmente, tenho dificuldade de memorizar coisas facilmente, preciso ler várias vezes.

Gostei muito do conteúdo.eslareceu muitas coisas.pois tenho um neto que tem todas características, foi muito proveitoso.

Boa tarde! Crianças diagnosticada com TDAH em fase escolar (3° ano Ensino fundamental I) durante prova avaliativa, os professores devem realizar oralmente e eles próprios devem registrar pelo aluno?

Olá Daniela, tudo bem?

Primeiramente obrigada pela confiança! Eu adoraria ajudar você, mas não tenho autonomia para isso. Trabalho com a parte do suporte do Instituto NeuroSaber e auxilio os alunos com dificuldade de acesso a plataforma de ensino. É necessário verificar com a coordenação da escola ou regional de ensino, como devem ser aplicadas as atividades, pois é muito importante o olhar individualizado.

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Bom dia , tenho 52 anos , sempre tive muita dificuldade em entender as coisas e não tenho boa memória do meu passado , qual o especialista para analisar o caso ?

Olá Emerson, tudo bem?

Indicamos que primeiramente procure o Neurologista, ele dará melhores informações e orientação assertivas sobre o caso. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.

Sol,
Equipe NeuroSaber 💙

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *