Voltar

Quais são as principais características do Autismo?

O autismo ou Transtorno do Espectro Autista — TEA — tem como principais características padrões de comportamento repetitivos e prejuízos na comunicação e interação social.

Geralmente, o diagnóstico do autismo é realizado ainda na primeira infância, pois os sintomas podem ocorrer antes dos 3 anos, de acordo com a American Autism Association.

O termo “espectro” refere-se a uma ampla variedade de sintomas e níveis de gravidade dentro do TEA. Algumas pessoas com autismo enfrentam prejuízos graves, enquanto outras podem funcionar de forma mais independente. Saiba mais, neste artigo.

O que é autismo?

O autismo é um transtorno do neurodesenvolvimento. Na edição mais recente do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V), alguns transtornos foram englobados no espectro, são eles:

  • Síndrome de Asperger.
  • Transtorno desintegrativo da infância.
  • Transtornos invasivos do desenvolvimento não especificados.

Embora ocorram diferentes níveis de TEA, as características mais comuns incluem prejuízos na comunicação, interação social e comportamentos repetitivos.

Algumas crianças com autismo podem apresentar sintomas quando ainda são bebês, enquanto em outras os sinais aparecem mais tarde, até os 3 anos.

O autismo também pode estar associado a outras condições, como epilepsia, distúrbio do sono, TDAH, entre outras.

Quais as principais características do autismo?

As principais características do TEA estão relacionadas à prejuízos na interação social e comunicação, incluindo:

  • padrões incomuns de fala;
  • falta de contato visual;
  • não responder quando chamado pelo nome;
  • desenvolvimento tardio das habilidades de fala;
  • dificuldade em manter uma conversa;
  • repetição de frases ou palavras;
  • dificuldade em compreender os sentimentos dos outros e expressar os seus;
  • comportamentos repetitivos ou incomuns.

Dentre os comportamentos atípicos, podemos notar que as crianças com autismo podem demonstrar extrema atenção ou interesse por determinado objeto; realizar movimentos repetitivos com o corpo, alinhar ou organizar brinquedos em linha, entre outros. 

Além disso, a manutenção de uma rotina, onde a criança com autismo tem uma certa previsibilidade dos acontecimentos, é um traço comum no TEA. Em geral, as mudanças na rotina ou a exposição a ambientes barulhentos e super estimulantes pode perturbar as crianças com autismo, levando a explosões de raiva, frustração, angústia ou tristeza.

O diagnóstico do autismo é clínico, feito por um médico especialista, através dos relatos dos pais sobre o comportamento da criança e observação desta em diferentes ambientes.

Quais são as causas do autismo?

As causas do autismo atualmente são desconhecidas, mas existem muitos estudos e pesquisas que analisam o desenvolvimento do TEA. Pesquisadores identificaram genes que  surgem por mutação espontânea ou são herdados, que parecem ter conexões com o autismo. 

Pessoas com autismo também podem sofrer alterações em áreas cerebrais que afetam a fala e o comportamento. Fatores ambientais também podem influenciar o desenvolvimento de TEA, embora esse fator ainda não seja confirmado pela ciência.

Qual o tratamento para o autismo?

Não existe um tratamento único para o autismo, pois cada criança é única. Ainda que existam sintomas comuns, é preciso analisar as características de cada um. O médico ou psicólogo especialista em autismo irá encaminhar a criança para um tratamento multidisciplinar, de acordo com suas necessidades.

Dentre as intervenções que contribuem para o desenvolvimento de habilidades nas crianças com autismo, estão:

Análise Aplicada do Comportamento (ABA)

No modelo de intervenção ABA, o primeiro passo é aprender sobre os comportamentos específicos da criança com autismo, assim como os efeitos do ambiente sobre esse comportamentos e como ela aprende. O ABA visa aumentar os comportamentos desejáveis ​​e reduzir os prejudiciais através do reforço positivo.

O modelo de intervenção ABA ajuda a melhorar a comunicação, memória, foco e o desempenho acadêmico, analisando os comportamentos atuais da criança e ensinando novas ações passo a passo.

Terapia Ocupacional 

A Terapia Ocupacional ajuda a criança com autismo a desenvolver habilidades para a vida cotidiana para conquistar autonomia, como vestir-se sem ajuda, cuidados básicos de higiene e habilidades motoras finas. 

Fonoaudiologia

O tratamento com fonoaudiólogo ajuda a criança com autismo a enfrentar suas dificuldades de comunicação. O tratamento também visa ensinar a interpretar a linguagem não verbal, sinais fundamentais para interação social.

Não há cura para o autismo. No entanto, com um diagnóstico precoce e tratamentos adequados, a criança com TEA pode desenvolver habilidades essenciais para a sua vida cotidiana e escolar.

O TEA é um transtorno do neurodesenvolvimento, uma condição complexa cujas principais características são dificuldades na interação social e na comunicação. É importante lembrar que existem diferentes níveis de autismo, o que faz com que algumas pessoas com TEA adquiram autonomia, enquanto outras requerem cuidados e apoio constantes.

Se restou alguma dúvida sobre as principais características do autismo, deixe nos comentários.

Referências:

BACKES, Bárbara. Regina Basso Zanon. Cleonice Alves Bosa. Características Sintomatológicas de Crianças com Autismo e Regressão da Linguagem Oral. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ptp/v33/1806-3446-ptp-33-e3343.pdf

SOUZA, Pedro Miguel Lopes. Caracterização da síndrome autista. Disponível em:  https://www.psicologia.pt/artigos/textos/A0259.pdf

Você também pode se interessar...

8 respostas em “Quais são as principais características do Autismo?”

Minha irmã é epiletica e eu suspeito que meu filho de 1 ano e 6 meses seja autista. Meu filho pode ter epilepsia tb?

Olá Julianna, tudo bem? Sem avaliação não podemos dar uma orientação precisa sobre caso.
É importante buscar um especialista para lhe dar melhores informações e orientação para uma intervenção. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e também em nosso ‘blog’ que podem te ajudar em muitas questões.
Atenciosamente,
Equipe NeuroSaber

Adquirir conhecimentos sobre as características que evidenciam uma criança com TEA, contribuem para entender como se comporta a criança, no ambiente escolar, e o professor assim, possa intervir ajudando-o no processo de sua aprendizagem, sendo importante também, para orientar os pais, sobre quais profissionais especializados a criança precisa de atendimento.

Boa tarde tenho um primo com 20 anos autista ele não sabia fazer completamente nada,nem sabia o que era celular televisão coisas mais simples com muita dificuldade persistência consegui ensina coisas mais simples como amarrar tênis ele sabe mexer TD q for em celular ligar pra alguém manda foto vídeo sabe diferenciar as cores o quê é cada objetivo para que serve ,mais sua dificuldade maior é aprender a ler ele aprende tudo em coisas de segundo mais depois não lembra de ND do que ensinei o que posso fazer

Olá Larissa,
Primeiramente obrigada pela confiança!
Nesses casos orientamos buscar um especialista pessoalmente para lhe dar melhores informações e orientação assertivas sobre o caso.
De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e Artigos em nosso Blog: http://www.neurosaber.com.br/artigos que podem te ajudar em muitas questões.
Atenciosamente,
Equipe NeuroSaber

Meu primo tbm não sabe qual idade ele tem qual nome dele completo aonde mora endereço qualquer pessoa que chega nele pergunta nome dele idade endereço que problema ele tem ele não sabe fala ele não lembra ele sempre tem q tar com alguém do lado para fala qual nome dele a idade onde mora TD isso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *