Voltar

Qual o impacto do autismo no desenvolvimento infantil?

Hoje vamos falar sobre o impacto do autismo no desenvolvimento infantil nas áreas: cognitiva; comportamental; comunicação e interação social.

O TEA — Transtorno do Espectro Autista — é um transtorno do neurodesenvolvimento, cujas causas ainda são desconhecidas. Os primeiros sinais surgem nos primeiros seis meses de vida, sendo os mais comuns a falta de contato visual e interação com as pessoas.

Até os dois anos, outros sintomas podem se manifestar como a repetição de palavras, pouca fala ou até mesmo ausência de fala. É importante que os pais busquem ajuda de um médico especializado se perceberem sinais de autismo em seus filhos.

O diagnóstico precoce ameniza o impacto do autismo no desenvolvimento infantil, já que as intervenções também serão realizadas precocemente. Entenda melhor, neste artigo.

Impactos do autismo no desenvolvimento infantil

É importante conhecer os sinais, sintomas e características do TEA para detectá-lo precocemente. Da mesma forma, é preciso entender o impacto do autismo no desenvolvimento infantil, para oferecer às crianças o tratamento adequado, que considere suas necessidades.

Existem muitas pesquisas sobre os impactos do TEA no desenvolvimento das crianças, quanto mais pudermos acessar essas informações, mais conhecimentos e ferramentas teremos para auxiliar as pessoas com autismo e suas famílias.

Comunicação e Linguagem

Uma das maiores dificuldades no autismo, está relacionado a comunicação. Isso porque as crianças com TEA se comunicam de uma forma diferente e é preciso conhecer cada criança para entender a melhor forma de se comunicar com ela.

No entanto, é comum que as crianças com autismo não respondam quando chamadas pelo nome e tenham dificuldade em interagir com outro, cumprimentar, despedir ou manter uma conversa. Da mesma forma, podem evitar o contato visual, que é incômodo para elas.

Entender e conhecer essas características do espectro é importante para buscar novas formas de comunicação com as crianças com TEA. O apoio de profissionais como psicólogos e fonoaudiólogos é fundamental para desenvolver essa habilidade no autismo.

Interação Social

A dificuldade na comunicação gera uma inabilidade na interação social, o que compromete o desenvolvimento da linguagem. Essas dificuldades têm um impacto na aprendizagem das crianças com autismo. 

Dessa forma, é importante compreender essas características do TEA e considerá-las no planejamento pedagógico, que precisa contemplar as necessidades e demandas de cada criança.

Relacionamentos interpessoais

Esses aspectos da comunicação e da linguagem no autismo também interferem na capacidade de compreensão de situações sob a perspectiva do outro. Isso afeta as interações sociais, pois dificulta prever comportamentos, o que gera ansiedade.

A habilidade de se colocar no lugar do outro é importante no convívio social, e essa dificuldade de compreensão no autismo impacta no desenvolvimento infantil. Isso porque a interação se torna um desafio maior, já que o entendimento das emoções e reações das pessoas é difícil para a criança com TEA.

Atenção e memória

Outra dificuldade comum no TEA está relacionada com o controle e regulação, ou seja, em manter a atenção, gerenciar o tempo e as emoções, entre outras habilidades. A memória e a capacidade de organização também podem ser afetadas, o que dificulta a realização de tarefas cotidianas e a aprendizagem.

Um exemplo é a dificuldade na matemática. Embora algumas crianças possam ter grandes habilidades nessa área, a maioria tem dificuldade para encontrar a solução dos problemas, por um déficit na capacidade de organizar as informações e ideias.

Generalização

A maioria das crianças com autismo apresenta dificuldade para ter uma visão do todo, em generalizar. Isso acontece porque é um desafio reunir informações sem se prender aos detalhes, o que dificulta uma visão ampla da situação.

Um exemplo é a leitura. Ao se apegar aos detalhes, pode ser difícil para a criança com TEA compreender o significado da história, principalmente se o livro tiver imagens e ilustrações que dificultam a concentração na narrativa. A dificuldade de generalização afeta a aprendizagem e tem impacto no desenvolvimento infantil.

A importância do diagnóstico precoce de TEA

Como dissemos, é muito importante conhecer os principais sinais e sintomas de TEA para poder percebê-los precocemente. Quando a criança ainda é um bebê, muitos pais relatam que perceberam algumas características importantes.

Uma delas é o bebe não responder aos chamados da mãe, quando ela diz seu nome e evitar o contato visual, mesmo nas mamadas. Quando a criança começa a falar, pode ser que a fala se atrase ou se desenvolva de forma limitada. Entre 1 e 2 anos os pais também percebem uma dificuldade de interagir com as pessoas.

É importante procurar ajuda de especialistas para fazer uma avaliação desses sinais e sintomas e acompanhar a sua evolução. O diagnóstico de autismo pode ser feito a partir dos dois anos, segundo uma avaliação criteriosa, que engloba a observação do comportamento da criança e entrevista com os pais.

O diagnóstico precoce ameniza o impacto do autismo no desenvolvimento infantil, pois possibilita o tratamento precoce. As intervenções com diversos profissionais, contribuem no desenvolvimento de habilidades cognitivas, sociais e comportamentais.

Se restou alguma dúvida sobre o impacto do autismo no desenvolvimento infantil, deixe nos comentários.

Referências:

STONE, Wendy L. O impacto do autismo no desenvolvimento infantil.

CHARMAN, Tony. Autismo e seu impacto no desenvolvimento infantil.

Você também pode se interessar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *