Skip to content Skip to footer

Como alfabetizar uma criança com déficit de atenção?

O transtorno de déficit de atenção é uma síndrome caracterizada por dificuldades graves e persistentes nas seguintes três áreas específicas, que é a de atenção, controle de impulso e algumas situações de hiperatividade.

O déficit de atenção é um distúrbio crônico que pode começar na infância e se estender até a idade adulta, tendo efeitos negativos na vida da criança em casa, na escola e na comunidade. É estimado que 3 a 5% da população em idade escolar pode ser afetada.

Os alunos que apresentam os sintomas característicos do déficit de atenção, precisam de estímulos para sua aprendizagem. Veja neste artigo algumas informações para alfabetizar crianças com déficit de atenção. 

O que é Transtorno de Déficit de Atenção? 

O Transtorno de Déficit de Atenção é um transtorno crônico que pode começar na infância e se estender até a idade adulta. É estimado que 3-5% de nossas crianças em idade escolar são afetadas por DDA. 

Existem dois tipos de Transtornos de Déficit de Atenção, caracterizado por dificuldades sérias e persistentes nas três áreas específicas:

  • Tempo de atenção
  • Controle de impulso
  • Hiperatividade 

Quais os desafios do déficit de atenção na ALFABETIZAÇÃO?

Os desafios que as crianças com TDAH podem encontrar durante o processo de alfabetização estão relacionados a:

  • Problema de atenção;
  • Baixos níveis de motivação em tarefas monótonas;
  • Problemas de auto regulação: tais problemas são de ordem comportamental, cognitiva e emocional;
  • Memória de trabalho: envolve tanto o armazenamento dos sons como o de sílabas e palavras;
  • O problema não tem origem nas habilidades de linguagem, e sim na atenção, o que torna a alfabetização mais fácil comparada com a dislexia, por exemplo;
  • Comorbidades associadas: quando o indivíduo possui mais de um transtorno, como TDAH + dislexia, TDAH + TOD, entre outros;
  • Decodificação de palavras e compreensão de leitura, que podem ser ocasionadas pela falta de atenção e pela memória de trabalho ser restrita.

Como podemos ajudar os alunos com déficit de atenção na alfabetização? 

No momento da alfabetização, as crianças com déficit de atenção aprendem melhor quando ajudamos a reduzir sua frustração ao distribuir uma tarefa por vez. Então, não é recomendado passar muitas atividades de uma vez e sim uma de cada vez. 

Os alunos com DDA se distraem facilmente, portanto, é importante ter certeza de que os professores estão testando o conhecimento, não a capacidade de atenção. Além disso, esses alunos podem ter um tempo de realização das atividades mais lento, e uma forma de auxiliar nessa dificuldade é dar um tempo extra para a realização das tarefas.

Esses alunos também respondem bem a dicas e exemplos visuais. Por exemplo, ao ensinar uma letra, demonstre com a imagem dessa letra, de forma bem clara e objetiva. Quando as crianças começarem seu trabalho independente, deixe os pontos-chave sobre um tópico visíveis em um quadro.

Crie oportunidades de aprendizagem da alfabetização em que as crianças vivenciam as coisas em primeira mão. Ou seja, utilize coisas do dia a dia para estimular a aprendizagem, por exemplo, você pode ensinar vocabulário enquanto faz a lista de compras do mercado. 

Reduza distrações potenciais, sempre coloque as crianças com problemas de foco perto da fonte de instrução ou fique perto dela ao dar instruções. Ou seja, busque sempre colocar este aluno em uma área de trabalho de baixa distração.

Tem mais dúvidas sobre esse conteúdo? Deixe nos comentários.

Referências

BECK, Melissa H. et al. Teaching children with attention deficit hyperactivity disorder (ADHD) and autistic disorder (AD) how to swallow pills. Clinical pediatrics, v. 44, n. 6, p. 515-526, 2005.

DOS SANTOS, Lilian Azeredo; DOS SANTOS, Mariléia Azeredo. TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO. Revista do Seminário de Educação de Cruz Alta-RS, v. 6, n. 1, p. 53-54, 2019.

14 Comments

  • Solange Triunfo Kehl
    Posted 21/05/2021 at 10:21 pm

    Texto muito bom, linguagem clara e exemplos práticos.

    • Joseane Hermógenes xavier
      Posted 01/03/2023 at 11:38 pm

      meu filho tem déficit de atenção quero ajuda

  • Neuzi
    Posted 22/05/2021 at 1:41 pm

    Meu filho foi diagnosticado com o TDAH começou a usar a ritalina mas não deu certo agora vai usar a respiridona estou com muito medo será q será o melhor

  • Sergi Luiz
    Posted 24/05/2021 at 3:34 am

    Boa noite Dr. Clay
    Como criar uma metodologia em sala de aula para garantir uma inteiração e produtividade nas atividades em sala de aula e um bom rendimento do seu desenvolvimento na escola e satisfação pessoal da criança.
    Está indagação é referente a uma criança de sala de aula de escola prefeitura.
    Pois tenho uma criança com TDAH com defeci de atenção e não consigo realizar atividades do entendimento para ele.
    Sou de Pernambuco.

    • Sergi Luiz
      Posted 24/05/2021 at 3:35 am

      Boa noite Dr. Clay
      Como criar uma metodologia em sala de aula para garantir uma inteiração e produtividade nas atividades em sala de aula e um bom rendimento do seu desenvolvimento na escola e satisfação pessoal da criança.
      Está indagação é referente a uma criança de sala de aula de escola prefeitura.
      Pois tenho uma criança com TDAH com defeci de atenção e não consigo realizar atividades do entendimento para ele.
      Sou de Pernambuco.

    • Jamile
      Posted 26/06/2023 at 2:25 am

      Não só nas escolas públicas, apesar da Lei aprovada e em vigência para crianças com TDAH em 2020, a Secretaria de Educação nem se moveu para qualquer planejamento escolar para atender as necessidades dessas crianças. Nas escolas particulares também é o mesmo descaso. Estou buscando alfabetizar meu filho sozinha com dicas da internet e acompanhamento com alguns profissionais da saúde, que também não ajudaram em nenhuma evolução, porque se esperar por escola e o estado, ele só irá passar nas séries e sem ler. Bate o desespero e frustação, mas me ergo para ajudá-lo.

  • Daruza
    Posted 25/05/2021 at 7:04 pm

    Boa tarde dr clay

    Minha filha tem tdah, foi diagnosticada com 6 anos, hoje tem 9, já tentamos a ritalina e não deu certo e nem o Concerta, hoje ela não toma nada. Está super desmotivada, faz varias treparias psic, psicopedagogia, fono ( fala e tpac), estou pensando em fazer neurofeedback pq dizem q é mto bom pra tdah. Estão bem desesperada! Minha mãe está ajudando com a alfabetizacao dela com o proleia (não sabe ler e nem escrever), mas nem sempre consegue fazer todos os dias. Minha menima já foi retida no 1º e no 3º ano , pq não tinha como processos sem ler e escrever, mas esse ano eles vão ter q mandar pro 4º mesmo sem ler e escrever ! Preciso de ajuda, ela diz q não qr mais aprender, o q eu faço?

    • ADRIANA C W DE SOUZA
      Posted 17/07/2021 at 7:30 pm

      Muito triste Daruza. Sou graduada em pedagogia e letras, pós praticas integrativas, terapeuta. Existe artigos científicos que comprovam a eficacia do uso de florais em alguns casos. 2 alunos em condições especiais fizeram uso dos florais e a mãe relatou sucesso, 1 dos alunos tem tdha e mãe relatou que ele ficou mais calmo com o uso e menos irritado no momento escolar. Uma das situações que observada e que a criança citada acabava muito rápido a atividade proposta e em todas as atividades era assim, agora vamos pensar … será a escola convencional é a ideal para a sua filha? Eu acredito que o proleia ajudará muito, e depois…qual será o próximo passo? Você já ouviu falar em KUMON, até possível começar na alfabetização e ir até a conclusão do ensino médio. Caso queira falar mais sobre o assunto, estarei a disposição. 14997072519

    • marizeth
      Posted 07/12/2021 at 1:59 pm

      amiga li seu cometario ,tambem tenho um filho com tdah e direxia e muito dificil quando o desespero bate entao agente chora,mas nao fique assim confie no senhor primeiramente e depois procure tratamento adquado meu filho foi dgnosticado desde dos 6 pois quando todos comentavam na creche eu nao aceitava ,mas logo depos a psepedagoga me conveceu a tratar a ritalina meu filho ficou dopado dormiu muito ,ai voltei a psiquiatra e mudei para risperidona hoje posso de dizer ele se concentra melhor conveso bastante com ele ensino bastante ele em casa e graças a deus esta indo bem.

    • [email protected]
      Posted 08/02/2023 at 11:29 am

      [email protected] bom dia tenho uma neta que está com essa deficuldade! Não sei mais o que fazer. A escola está querendo volta ela para o 3 ano porque ela não saber ler e escrever muito mal. Esse ano ela está na 4 série. Sei que e muito deficil para a criança isso! Ela já até mim disse que tem problema porque não conseguir aprender a ler. Fico sem saber o que fazer!

    • Sanadra
      Posted 15/03/2023 at 5:43 pm

      Nossa maezinha estou no mesmo barco que vc,estou me sentindo muito perdida.
      Meu filho aos 4 anos foi diagnósticado com tdah defit de atenção e imperatividade e autismo ele tem 9 anos, não é alfabetizado, e esta na quarta série eu acho muito errado isso.
      Como ficar passando ele de ano se ele não sabe ler e nem escrever.
      Ele faz terapias, e agora que esta começando a memorizar algumas coisas.

    • Amanda damiao santos santana
      Posted 16/04/2023 at 8:24 pm

      Experimente troca-la de escola. Uma escola com método construtivista que a criança aprende no seu devido tempo é o ideal para ela. Escolas tradicionais são boas mas para crianças com TDAH e autismo não é legal.

  • Graziela
    Posted 26/10/2021 at 10:42 pm

    Oi. Pq o ritalina não deu certo para o seu filho? O meu tem tdah tbm e é hiperativo e usa o ritalina. Ele tem 8 anos e usa há quase 3 anos.

    • Webster
      Posted 27/10/2021 at 12:49 pm

      Olá, tudo bem? Cada caso precisa ser acompanhado, por isso é importante buscar um especialista para dar melhores informações e orientação para uma intervenção. De qualquer forma, temos conteúdos no youtube.com/neurosabervideos e também em nosso blog que podem te ajudar em muitas questões.

      Obrigada por nos acompanhar! 💙

Leave a comment

0.0/5