Skip to content Skip to footer

APRENDENDO SOBRE EMOÇÕES: ATIVIDADES PARA CRIANÇAS

APRENDENDO SOBRE EMOÇÕES: ATIVIDADES PARA CRIANÇAS

Aprender a lidar com as emoções é indispensável para que as crianças saibam gerenciar seus sentimentos e enfrentar os problemas do cotidiano.

Incluir atividades que estimulam o desenvolvimento de competências emocionais é um requisito cada vez mais indispensável para o crescimento infantil, pois o aprimoramento dessas competências torna possível o estabelecimento de um ambiente social e integrativo. Além disso, saber reconhecer as emoções é fundamental na construção de habilidades sociais, como empatia, amizade e respeito.

Nesse sentido, ao ter conhecimento das emoções, as crianças conseguem lidar melhor com possíveis problemas ou crises que venham acontecer. Quando o público infantil compreende as variações do estado psicológico e do humor que podem aparecer, o gerenciamento das condições emocionais se torna uma realidade.

A partir do momento que seu filho aprende a identificar e definir fortes emoções (frustração, raiva, tristeza ou decepção), as chances de ele expressá-las por meio de comportamentos desafiadores, como a desobediência, são reduzidas.

IDENTIFICANDO E DEFININDO AS EMOÇÕES

Para que os infantes iniciem o processo de conhecer e nomear as emoções, é preciso entender que a maioria deles aprende através da prática cotidiana, isto é, visualizando as emoções em seu dia a dia, dentro do seu círculo de convivência. Desse modo, geralmente, o pequeno aprende o motivo do sentimento de raiva ser nomeado como “raiva” pelo uso diário para definir as emoções das pessoas, como “José está com raiva…” ou “fiquei com raiva, porque…”

No entanto, existem formas de estimular o aprendizado das emoções por meio de algumas atividades que podem ser realizadas com as crianças.

1-      TRABALHANDO AS EMOÇÕES ATRAVÉS DAS FOTOGRAFIAS

Nesta primeira atividade, você pode imprimir algumas fotografias ou imagens que representem diferentes expressões emocionais e, em seguida, pedir para que seu filho identifique quais são as emoções retratadas. Caso ele tenha dificuldade, dê dicas para ajudá-lo. Por fim, incentive-o a imitar as expressões, bem como a dizer se já sentiu a emoção e descrever o motivo.

2-      OLHANDO PARA O ESPELHO

A segunda atividade é simples e pode ser trabalhada em casa ou na sala de aula. Os responsáveis colocam um espelho na frente da criança e pedem para ela demonstrar diversos tipos de expressões, começando com as mais comuns: alegria, tristeza, raiva, surpresa. Os pais podem observar essas expressões e pedir que, por meio de um desenho, o pequeno represente a que mais gostou ou sentiu dificuldades em fazer.

Aos poucos, ao notar que o seu filho está evoluindo e dominando as emoções mais simples, é possível aprofundar e apresentar novas emoções, como: ansiedade, espanto, confusão, admiração, alívio, calma, desejo, estranhamento, satisfação e tédio. Agregado a essa atividade, os pais ou educadores podem explicar o significado de cada emoção e as situações que podem gerá-las. Desse modo, através dessa simples atividade, a criança aprende as características do corpo e se conhece melhor.

3-      CONTANDO HISTÓRIAS

Contar histórias e estimular a leitura de livros é uma excelente alternativa não apenas para o aprendizado e gerenciamento das emoções, como também para o aprimoramento da linguagem e vocabulário. Nesse contexto, as histórias podem ser um grande auxílio para a compreensão das emoções por parte dos pequenos.

Isso pode ser feito ao contar uma história ou ler um livro para o infante e, baseado no contexto da história, estimulá-lo a identificar os sentimentos dos personagens através de perguntas simples:

– “Como ele está se sentindo? ”

–  “ Por que ele está feliz? “

– “ Você já sentiu algo parecido? “

4-      ENCORAJAR E ELOGIAR A CRIANÇA

É importante incentivar que as crianças se expressem verbalmente, nomeando suas emoções e o que motivou este sentimento. Quando seu filho estiver chorando, ao invés de brigar ou repreender o choro, você pode perguntar o que houve de errado, para dialogar e entender os motivos dele.

Ademais, ao perceber que o infante está nomeando as emoções e conversando sobre o que sente, elogie e o incentive a continuar dialogando sobre isso. Além de todos os benefícios já citados, isso possibilita a construção de um vínculo de confiança entre a criança e seu responsável.

REFERÊNCIAS

RODRIGUES, Francisco Alex; CARVALHO, Sayara Sá de; MELO, Adriana Soely André de Souza. Literacy of Socioemotional Skills in Early Childhood Education: Life Skills. ID on line. Revista de psicologia, [S.l.], v. 15, n. 54, p. 150-170, fev. 2021. ISSN 1981-1179. Disponível em: https://idonline.emnuvens.com.br/id/article/view/2952. Acesso em: 29 ago. 2022.

Learning about emotions: activity for children 3-6 years. Raising Children, 2021. Disponível em: https://raisingchildren.net.au/guides/activity-guides/emotions/learning-about-emotions. Acesso em: 29 ago. 2022.

Atividades para trabalhar Sentimentos e Emoções na Educação Infantil. PsicoEdu, 2016. Disponível em: https://www.psicoedu.com.br/2016/10/atividades-educacao-infantil-emocoes.html. Acesso em: 29 ago. 2022.

Leave a comment

0.0/5