Skip to content Skip to footer

Gratificação urgente afeta pessoas obesas e com TDAH

Gratificação urgente: como afeta pessoas obesas e com TDAH

Gratificação urgente afeta pessoas obesas e com TDAH – Antes de mais nada entenda a dificuldade em esperar recompensas no cotidiano por pessoas obesas e com TDAH.

A princípio, pesquisas mostram que a dificuldade em esperar recompensas, gratificações e o cumprimento de expectativas positivas em atividades do cotidiano unem pacientes obesos e com TDAH.

Ou seja, tanto um grupo quanto o outro apresentam problemas em tentar se controlar quando querem atingir um objetivo rápido.

Sendo assim, a busca por urgente gratificação costuma trazer muitos problemas no cotidiano. Por exemplo, decisões precipitadas. Também falas inadequadas durante diálogos, impulsividade motora, reações emocionais exageradas e sintomas de oposição.

Gratificação urgente afeta pessoas obesas e com TDAH

Por outro lado, nos obesos, a busca pelo alimento pode ser entendida como um atalho para reduzir o sofrimento de esperar gratificações.

Já no TDAH, mudanças de humor, envolvimento com delinquência e abandono de atividades sem recompensa imediata.

Sob o mesmo ponto de vista, estudos desenvolvidos no Centro de Pesquisa em Dependência Química da McMaster University e no  St. Joseph’s Healthcare Hamilton…

Gratificação urgente afeta pessoas obesas e com TDAH

Que tiveram publicações no periódico Biological Psychiatry: Cognitive Neuroscience and Neuroimaging e Psychological Medicine  têm mostrado também a associação frequente de TDAH com obesidade.

Por conta da dificuldade em esperar recompensas.

Em resumo, trabalhos têm mostrado que o TDAH aumenta em três vezes o risco de obesidade e está consolidado na literatura o risco maior de se envolver com drogas lícitas ou ilícitas.

Então… Quer mais informações? Para mais informações, acessem!

Informação extra sobre TDAH em dados científicos

Um estudo da pesquisadora Susan Meyers (2000) aponta que 65% das crianças com TDAH apresentam dificuldade de leitura, escrita e cálculo.
Segundo artigo publicado pela Dra. Rosemary Tannock, em 2016.

Ou seja, o TDAH desatento tem 40% mais dificuldade em matemática, 90% em leitura e 80% dificuldade em escrita. Já o TDAH combinado apresenta os seguintes dados: 20% de leitura, 40% de escrita e 30% de matemática.

Fonte: https://www.news-medical.net/ – Individuals diagnosed with ADHD, obesity have reduced ability to delay gratification

Leave a comment

0.0/5