Voltar

Avaliação na educação infantil: como aplicá-la de maneira lúdica?

A avaliação na educação infantil é importante para reunir e fornecer informações sobre o desenvolvimento das crianças. No Brasil, as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação infantil determinaram, em 2009, que as escolas devem criar estratégias e procedimentos de avaliação.

No entanto, é válido lembrar que a avaliação na educação infantil não se trata de um processo tradicional com testes e provas, mas deve ser aplicada de maneira mais lúdica. Existem formas orgânicas do professor acompanhar o desenvolvimento de seus alunos e registrá-lo, para que possa avaliá-los de acordo com seus avanços.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância da avaliação na educação infantil e como usar jogos, brincadeiras e outras atividades para tornar esse processo lúdico e divertido! Acompanhe!

Avaliação na educação infantil

A avaliação na educação infantil é um processo de coleta de informações sobre a criança, que serão usadas para planejar atividades educacionais que promovam o desenvolvimento de suas habilidades. 

A avaliação é uma parte importante da educação infantil, onde os professores observam seus alunos para obter informações sobre eles. Observar e documentar o trabalho e o desempenho de uma criança ao longo do ano permite que o educador acumule um registro do seu crescimento e desenvolvimento. 

Com essas informações, os educadores podem planejar estratégias e atividades focadas nas necessidades de seus alunos. Este registro também é uma ótima ferramenta para compartilhar com os pais para que eles possam acompanhar o progresso de seus filhos na escola, entender seus pontos fortes e desafios e como podem ajudar em casa.

A importância da avaliação na educação infantil

A avaliação infantil fornece aos educadores e pais informações importantes sobre o desenvolvimento da criança. A avaliação infantil pode:

  • fornecer um registro do desenvolvimento nas áreas: cognitiva, física / motora, linguagem, socioemocional e aprendizagem;
  • identificar quais crianças precisam de apoio adicional e determinar se há necessidade de intervenção;
  • ajudar os educadores a planejar um ensino individualizado para uma criança ou um grupo no mesmo estágio de desenvolvimento;
  • identificar os pontos fortes e fracos de suas estratégias e informações sobre como elas abarcam as necessidades das crianças.
  • criar um diálogo entre educadores e pais para pensar em estratégias para apoiar o desenvolvimento da criança.

Como aplicar a avaliação infantil

O processo de avaliação infantil pode ser informal, não tem necessidade de provas ou testes. Deve focar na observação, na coleta de dados e atividades dos alunos para criar relatórios ou portfólios que ajudam educadores e pais a acompanhar o desenvolvimento da criança.

Os educadores podem observar de uma forma crítica as atividades de seus alunos, considerando a individualidade para propor estratégias que visem o desenvolvimento intelectual, linguístico, sócio emocional e físico da criança.

Os relatórios descritivos são a forma mais usual para registrar essas observações, pois organizam as informações de cada criança. Se tornam também um apoio para o professor em seu planejamento, assim como os portfólios, que podem incluir fotos, áudios e vídeos, deixando o processo de avaliação ainda mais rico e dinâmico.

É importante incluir os pais no processo de avaliação, conversando com eles constantemente e trocando impressões sobre a criança. Da mesma forma, o processo de avaliação também inclui uma autoavaliação do professor, para que ele possa refletir sobre as estratégias adotadas.

Como aplicar a avaliação infantil de forma lúdica

Tornar o processo de avaliação lúdico e divertido é um ponto-chave, pois não queremos que a criança fique tensa ou se sinta julgada pelo seu desempenho. Dessa forma, é importante que seja um processo que considere o percurso da criança por toda educação infantil.

Veja algumas dicas de como tornar o processo mais lúdico:

Planeje

Inclua a observação dos alunos no planejamento pedagógico, através de atividades que estimulem a criatividade e a interação social. Atividades em grupo, jogos educativos e brincadeiras, música, dança, são exemplos de atividades onde é possível observar diversas expressões e habilidades das crianças. Considere incluí-las no seu planejamento.

Converse com os alunos

Ouvir as crianças, indagá-las sobre a sua aprendizagem, é fundamental no processo de avaliação na educação infantil. O professor deve dar voz aos seus alunos, estimulando-os a falar, a expor suas opiniões sobre as aulas, as atividades e seu aprendizado em geral, assim como suas dificuldades e desafios.

Valorize o processo

Foque no esforço das crianças em superar suas dificuldades e não no resultado. Não avalie e classifique seus alunos por desempenho, pois isso não é saudável e incentiva a competição. Estimule o esforço das crianças, pois essa é uma característica que a fará ser capaz de encarar novos desafios.

A partir dessas observações, os professores podem elaborar relatórios e portfólios para registrar o desenvolvimento de seus alunos em relação à participação, habilidades, dificuldades e preferências, comportamento, interação social, reações a conflitos, conquistas e frustrações, entre outros pontos.

Se gostou deste artigo, compartilhe-o em suas redes e ajude outros profissionais a aplicar a avaliação na educação infantil de maneira mais lúdica!

Referências:

SOUSA, Sandra Zákia  and  PIMENTA, Cláudia Oliveira. Evaluation and Management of Early Childhood Education in Brazilian Municipalities. Educ. Real. [online]. 2018, vol.43, n.4 [cited  2021-02-15], pp.1277-1300.

FILHO, Altino José Martins Filho. Joselma Salazar de Castro. Avaliação na e da Educação Infantil. Avaliação de Contexto.

Você também pode se interessar...

2 respostas em “Avaliação na educação infantil: como aplicá-la de maneira lúdica?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *