Voltar

Cinco benefícios poderosos da educação musical nas escolas.

A Música auxilia no desenvolvimento de diversas habilidades, além de despertar nas crianças o talento musical.

Desde a vida intrauterina, o bebê já consegue ouvir sons, não só a voz materna, mas também música! Após o nascimento, a audição torna-se uma importante ferramenta de desenvolvimento para as crianças, com a qual inicia os primeiros contatos com a linguagem e o mundo à sua volta. Por isso, incluir a educação musical na educação infantil é uma excelente forma de trabalhar habilidades intelectuais, emocionais e sociais.

A música é uma das manifestações artísticas humanas mais antigas, presentes em todas as culturas conhecidas. Mesmo os bebês iniciam a sua comunicação por meio de sons, tentando balbuciar, conseguem aos poucos produzir movimentos rítmicos com o corpo (como bater palmas, por exemplo), inventam ou imitam melodias e demonstram alegria ao ouvir determinadas canções.

E nessa brincadeira, que pode ser estimulada com o uso de objetos comuns, como colheres de pau, potes de plástico e panelas, é que acontece o desenvolvimento da fala, das atividades motoras e até mesmo de pensamentos reflexivos.

Desenvolvimento das habilidades de linguagem e raciocínio

Quando inserida no currículo da Educação Infantil, a educação musical tem o potencial de desenvolver as áreas do cérebro relacionadas à linguagem e ao raciocínio. Cantar e tocar instrumentos, mesmo de forma ainda rudimentar pelos pequenos, favorece o amadurecimento de funções neurológicas como a atenção, a concentração e a memória, por exemplo. 

Já ouviu falar que música é pura matemática? É verdade. Ao estudar a fundo as estruturas musicais, suas escalas e construção rítmica, as crianças irão desenvolver capacidade lógica e de raciocínio que auxiliarão na resolução de problemas, por exemplo, e em outras disciplinas escolares, como a própria matemática.

Mais música, mais disciplina

Aprender a tocar um instrumento ou a cantar de acordo com a melodia e o ritmo exige persistência, dedicação e prática. Por isso, a educação musical é uma potente forma de ensinar às crianças o valor da resiliência, a superar as dificuldades e a importância da disciplina para se aperfeiçoar. O ganho extra é que essas crianças aprenderão a aplicar esse esforço em outras áreas da vida, obtendo melhores resultados em todo o seu desempenho escolar.

Desenvolvimento do equilíbrio e coordenação motora

Nas aulas de educação musical, o trabalho constante para aprender a tocar um instrumento ou a acompanhar o ritmo da música com precisão irá desenvolver as habilidades de equilíbrio e coordenação motora fina e grossa.

As clássicas atividades em roda, com palmas, pequenas coreografias, saltos e instrumentos de percussão solicitam da criança o desenvolvimento das noções de tempo e espaço entre um som e outro, e também onde e de que forma produzir o som (seja no instrumento ou com o corpo). Essa prática irá auxiliar no desenvolvimento da motricidade fina e grossa, além do equilíbrio – que elas irão levar para toda a vida.

Consciência corporal

Ao explorar os movimentos, seja tocando um instrumento ou realizando as coreografias e gestos propostos para acompanhar a música, as crianças desenvolvem a sua propriocepção e consciência corporal.

Como já estão inseridas em um universo de sons, com ritmo e cadência próprios, desde o nascimento – a respiração e batida do coração da mãe, as canções de ninar, o tic-tac do relógio, a campainha da casa, etc – na educação musical elas potencializam essa habilidade, percebendo esses ritmos no próprio corpo.

Autoestima

Ao promover a socialização, a integração e o desenvolvimento das habilidades e identidade musical de um, a educação musical tem papel importante também na saúde mental das crianças.

O contato com ritmos, instrumentos e músicas diversas ampliam a sensibilidade, a expressão das emoções e o fortalecimento da personalidade dos pequenos. As pequenas conquistas, como conseguir seguir a música, aprender a tocar um instrumento e desenvolver o trabalho em grupo favorece a autoestima. A participação dos pais é fundamental, demonstrando interesse na evolução dos filhos e nos aprendizados teóricos e práticos que eles desenvolvem.

Esses são alguns dos inúmeros benefícios que a música pode promover entre as crianças, ainda na educação infantil. Crianças com transtornos de desenvolvimento também estão incluídas neste grupo, obtendo avanços também com a utilização da musicoterapia.

REFERÊNCIAS

05 BENEFITS OF MUSIC EDUCATION IN SCHOOLS. Integrated Learning Strategies. Acesso em: 18/04/2022. Disponível em: https://ilslearningcorner.com/2017-02-5-great-benefits-of-music-education-in-schools/

06 BENEFITS OF MUSIC EDUCATION IN EARLY CHILDHOOD. Austin Children’s Academy. Acesso em 18/04/2022. Disponível em: https://austinchildrensacademy.org/the-montessori-benefits/music-education-early-childhood/

MUSIC AND THE BRAIN: THE BENEFITS OF MUSIC. Bright Horizons. Acesso em 18/04/2022. Disponível em: https://www.brighthorizons.com/family-resources/music-and-children-rhythm-meets-child-development#:~:text=Music%20ignites%20all%20areas%20of,sounds%20and%20meanings%20of%20words.

Você também pode se interessar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *