https://media.institutoneurosaber.com.br/2018/09/canhotismo.jpg
COMPARTILHAR

Você é canhoto ou destro? Provavelmente, existe alguma pessoa do seu convívio que escreva e faça outras várias funções com a mão esquerda. De fato, não é algo tão longe assim de nossa realidade. Estima-se que haja cerca de 10% a 12% de indivíduos que façam parte desse grupo. O canhotismo não deve ser considerado um fator de grande preocupação para os pais, tendo em vista que a criança pode viver seu percurso pedagógico de maneira exemplar.

Contudo, é preciso saber de alguns detalhes que tendem a contribuir para esse desempenho do aluno canhoto. Um desses pontos é o aspecto grafomotor, como a escrita. O importante é ensiná-lo a escrever de forma que não cause desconforto e nem atrapalhe a fluidez de sua prática (escrita).

Canhotismo: o que é preciso levar em conta?

Quando o assunto é a escrita, a criança ou o adolescente que convive com o canhotismo deve ser estimulada tão jovem quanto o destro. A diferença está em alguns detalhes, como a posição do papel, posição do braço e do punho; assim como a preensão (a forma de segurar o lápis ou caneta).

– Posição do papel

O papel deve sempre ser posicionado à esquerda da linha média da criança. Além disso, a folha deve estar inclinada para que seu canto superior direito  esteja mais próximo da criança em relação ao canto superior esquerdo. O ângulo que o papel está posicionado irá variar de acordo com cada criança.

– Posição do braço e do punho

Especialistas afirmam que o braço deve ficar de forma que permita uma escrita livre e confortável. No caso do canhotismo, é importante que a criança escreva de maneira que proporcione uma facilidade nos movimentos. A preensão também deve contribuir para uma escrita satisfatória.

Outros aspectos do canhotismo na escola

– Nunca force um canhoto a escrever com a mão direita

A obra Memórias de Alfabetização (2007) traz algumas experiências de pessoas canhotas que foram obrigadas a escrever com a outra mão. Os relatos revelam que o desempenho escolar, assim como as habilidades psicomotoras, ficou a desejar. Tudo isso porque os participantes, que concederam entrevista, afirmaram que foram forçadas a estabelecer o domínio destro.

– Existem diferenças de desempenho entre destros e canhotos?

Em 2009, um estudo foi realizado por pesquisadores da Austrália. Os investigadores  concluíram que as crianças com canhotismo tinham um desempenho aquém daquelas consideradas destras nos seguintes itens: leitura, escrita vocabulário, capacidades motoras e desenvolvimento social.

Entretanto, isso só foi notado na infância, uma vez que essas diferenças ficaram atenuadas à medida que as crianças foram crescendo. Isso significa que o fato de uma criança ser canhota não define necessariamente o percurso escolar e nem quão bem-sucedidos esses alunos serão na escola.

Adaptação: um assunto imprescindível

Os estudantes canhotos já podem contar com objetos e itens mobiliários que atendem às suas necessidades. Materiais escolares para quem escreve com a mão esquerda, por exemplo, são encontrados com facilidade, tudo para favorecer a inclusão.

Já pensou aprender profundamente as Técnicas Psicomotoras que podem otimizar o Desenvolvimento Infantil de uma maneira Lúdica, Encantadora e Eficaz? Em um curso online completo a Lu Brites te ensina tudo sobre Psicomotricidade com fundamentação científica e de forma prática e simplificada.

COMPARTILHAR

4 4 Respostas

  1. Ótimo…..TENHO UM RELATO DESSE NA MINHA FAMÍLIA ,MINHA IRMÃ MAIS VELHA ERA CANHOTA.POREM QUANDO COMEÇOU A ESTUDAR TEVE QUE APRENDER A ESCREVER COM A MÃO DIREITA…HOJE EM DIA ELA FAZ TUDO COM A MÃO ESQUERDA,NAS ESCREVE COM A DIREITA

  2. EU SOU CANHOTA E QUERO SABER SE ISSO INFLUI NA PARTE NEUROLÓGICA QUANDO ADULTO

    1. Não , é importante respeitar o desenvolvimento de cada um!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *