Voltar

Comorbidades do autismo: epilepsia, hiperatividade e outras

A presença de comorbidades no autismo é muito comum, sendo necessário um diagnóstico preciso para realizar o tratamento e as intervenções adequadas. Saiba mais, neste artigo.

Alguns transtornos e condições podem estar associados ao TEA e agravar os prejuízos e as dificuldades presentes no autismo. É importante conhecer quais são as comorbidades mais comuns e as características de cada transtorno para que o tratamento seja completo e eficaz.

Neste artigo, vamos falar das comorbidades mais comuns no autismo: epilepsia; ansiedade; TDAH — Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade — e TOD — Transtorno Opositivo Desafiador. 

Comorbidades mais comuns no autismo

Os transtornos que acompanham o TEA, podem ser problemas médicos, como a epilepsia, transtornos psiquiátricos, como o TDAH, o TOD e a ansiedade, além de condições genéticas e outras deficiências, como a DI (Deficiência Intelectual).

Detectar a presença de outros transtornos e condições não é uma tarefa simples, já que os sintomas podem ser muito semelhantes aos do autismo. Outro fator que dificulta o diagnóstico é a dificuldade de comunicação característica do TEA, que dificulta a expressão dos sentimentos, sejam eles físicos ou emocionais.

Dessa forma, é importante entender as características das comorbidades mais frequentes no TEA, para facilitar o diagnóstico. 

Epilepsia

A epilepsia é um distúrbio neurológico que causa convulsões, desmaios e até perda da consciência. Os principais sintomas da epilepsia são olhar fixo, confusão mental e contração de braços e pernas durante uma convulsão.

É importante lembrar que para o diagnóstico de epilepsia é preciso ter uma recorrência das crises (convulsões), com intervalo de no mínimo 24 horas. Isso significa que uma única crise não pode ser diagnosticada como epilepsia.

Ansiedade

A ansiedade pode estar presente em algum momento da vida de qualquer criança, mas no autismo ela é experimentada com mais frequência e intensidade. A ansiedade pode ser causada por fatores ambientais, mudanças na rotina, estímulos externos entre outros. 

As mudanças na rotina, no TEA, assim como novas situações sociais, geralmente causam muita ansiedade. Da mesma forma, devido à hipersensibilidade, estímulos sensoriais também podem gerar ansiedade.

TDAH — Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade

O TDAH é um transtorno que tem como principal característica a inquietação. Muitas vezes, isso gera uma dificuldade de manter contato visual, sintoma comum no autismo, o que dificulta o diagnóstico. 

Além disso, existem outros sintomas de hiperatividade semelhantes aos do TEA, que levam a dificuldades de aprendizagem e de interação social. Estudos mostram que o TDAH está presente entre 30 a 50% dos casos de autismo.

TOD — Transtorno Opositivo Desafiador

O TOD é um transtorno do comportamento cujos sintomas são agressividade e desobediência, características de um padrão de humor irritável que compromete a interação social.

Para o diagnóstico de TOD esse padrão de comportamento, associado a um comportamento argumentativo e desafiador deve estar presente por pelo menos seis meses. Segundo o DSM-V, o transtorno faz parte dos Transtornos de Comportamento Disruptivo, assim como o TDAH.

Diagnóstico das comorbidades do autismo

O que dificulta o diagnóstico das comorbidades do autismo são as semelhanças dos sintomas, principalmente as dificuldades sociais e as sensibilidades sensoriais. Dessa forma, é muito comum que apenas o autismo seja detectado, num primeiro momento.

Isso acontece pela dificuldade de entender as causas dos comportamentos típicos das condições associadas, que muitas vezes são associadas ao TEA.

No entanto, a presença de outros transtornos e condições associadas ao autismo afeta a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas com TEA, além de causar mais prejuízos ao desenvolvimento. 

Dessa forma, é preciso compreender as características das condições mais comuns no TEA, para melhor identificá-las, para que o tratamento e as intervenções sejam eficazes. Identificar a epilepsia, por exemplo, é fundamental para tratar as convulsões e amenizar os seus impactos. 

Além dos transtornos e condições associadas ao TEA que descrevemos acima, existem outras que podem coexistir no autismo, como a Deficiência Intelectual (DI), distúrbios do sono, Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e Transtorno de Fobia Específica.

A deficiência intelectual é muito comum no TEA, assim como o distúrbio no sono. Ambos afetam a aprendizagem e a qualidade de vida das crianças. O TOC se manifesta através de comportamentos repetitivos e impulsividade; já a fobia, muitas vezes é confundida com a hipersensibilidade, comum no autismo.

Diante do agravamento ou da durabilidade de sintomas que podem ser de algum transtorno ou condição associada ao autismo, é importante fazer uma investigação mais aprofundada. Uma equipe multidisciplinar, composta por médicos, psicólogos, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos é essencial para um diagnóstico preciso.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as comorbidades mais comuns no autismo, compartilhe este artigo em suas redes e ajude outras famílias e profissionais!

Referências:

GARCIA, Aline Helen Corrêa; VIVEIROS, Milena Martins; SCHWARTZMAN, José Salomão  e  BRUNONI, Décio. Transtornos do espectro do autismo: avaliação e comorbidades em alunos de Barueri, São Paulo. Psicol. teor. prat. [online]. 2016, vol.18, n.1 [citado  2020-08-11], pp. 166-177 .

OLIVEIRA, Karina Griesi-Oliveira, Andréa Laurato Sertié. Tanstornos do espectro autista: um guia atualizado para aconselhamento genético Autism spectrum disorders: an updated guide for genetic counseling.

Você também pode se interessar...

2 respostas em “Comorbidades do autismo: epilepsia, hiperatividade e outras”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *