Voltar

Hiperlexia: Entenda as particularidades da síndrome da leitura precoce

Você sabe o que é hiperlexia? Entenda as particularidades da síndrome da leitura precoce, neste artigo.

A hiperlexia é um distúrbio que se manifesta na criança através de uma facilidade precoce com a memorização de letras e números. Isso pode ocorrer a partir dos 18 meses e, antes dos 4 anos, algumas crianças hiperléxicas já dominam esses símbolos gráficos, enquanto outras conseguem ler palavras por volta dos 2, 3 anos. 

Esse fenômeno que se manifesta no desenvolvimento de algumas crianças pode estar ligado a condições médicas, como o Transtornos do Espectro Autista — TEA — no nível leve, ou transtorno de Asperger, por exemplo. No entanto, pode se tratar apenas de um traço do desenvolvimento sem ligação com outros transtornos. 

Na hiperlexia, as crianças conseguem ler letras e números, mas apresentam outros déficits, como dificuldade de socialização e comunicação. Da mesma forma, podem ler, mas não compreender o que significa aquela sequência de palavras. Apesar de identificá-las, ainda não adquiriram a compreensão, a interpretação e o raciocínio.

Entenda melhor o que é a hiperlexia e as suas particularidades, neste texto.

O que é hiperlexia

A principal característica da hiperlexia é a aquisição espontânea e precoce da habilidade de leitura que ocorre antes dos 4 anos. Outros sintomas comuns são: déficits na linguagem e comunicação, boa memória, dificuldade para compreensão do contexto verbal, atrasos nas habilidades linguísticas, dentre outros.

Vale ressaltar, que a hiperlexia não está relacionada a habilidades de inteligência superior e pode ser resultado de alterações do desenvolvimento da linguagem. Isso quer dizer que, apesar de muitas pessoas relacionarem o aparecimento precoce da habilidade da leitura a uma inteligência superior, isso não é demonstrado pelas pesquisas e estudos.

A criança com hiperlexia apresenta avanços significativos no desenvolvimento de áreas cerebrais específicas, mas também alterações nas áreas de linguagem e aprendizagem. Podem demonstrar fascinação por letras e números, mas dificuldades nas interações sociais e na compreensão da linguagem falada.

Hiperlexia e autismo

A hiperlexia pode ser um sinal de autismo, por isso é muito importante um diagnóstico precoce. É muito comum que os pais pensem que a habilidade de dominar letras e números precocemente não seja nada para se preocupar.

No entanto, pode ser que essa criança também apresente outros sintomas como comportamento social inadequado e processos de comunicação alterados. Muitas crianças com autismo são hiperléxicas, o que não significa que toda criança com hiperlexia tenha autismo.

Em geral, as crianças hiperléxicas apresentam um fascínio pelas letras e números, o que demonstra uma atitude repetitiva e restrita, traço comum no autismo. Dessa forma, podem apresentar problemas de socialização por causa desses comportamentos.

O diagnóstico precoce é fundamental para que seja possível proporcionar para essas crianças as intervenções e os tratamentos adequados, que são importantes para o desenvolvimento das habilidades de aprendizagem, mas também trabalham os aspectos sociais e afetivos.

O que quero dizer é que nem sempre a hiperlexia representa um bom sinal. Isso não significa que a criança irá desenvolver outras habilidades essenciais para a alfabetização. É preciso identificar a hiperlexia e principalmente compreender se é um sinal de autismo para que possamos trabalhar o desenvolvimento global dessa criança através dos tratamentos e intervenções adequadas.

Como é o diagnóstico de hiperlexia

O diagnóstico de hiperlexia se dá pela observação de características típicas dessa síndrome, como a precocidade da capacidade de identificar letras e números. Isso pode ocorrer a partir dos 18 meses e por volta dos 3 anos algumas crianças são capazes de formar palavras, mesmo sem compreender o contexto.

Outra característica da hiperlexia fundamental para o diagnóstico é a facilidade de ler frases inteiras, mesmo com atrasos na linguagem oral em comparação com as crianças da mesma idade.

O apego a rotina e a dificuldade em aceitar mudanças também são particularidades da hiperlexia. Para as crianças hiperléxicas pode ser muito difícil alterar horários de suas atividades e hábitos diários, sendo que ela procura padronizar a sua rotina.

Outra característica a ser considerada no diagnóstico é a dificuldade nos relacionamentos sociais. De qualquer forma, cada criança é única e nem todas as crianças com hiperlexia apresentam as mesmas características.

O importante é saber reconhecer esses sinais precocemente e buscar auxílio profissional. Quanto antes for realizado o diagnóstico e a verificação de algum transtorno, como o autismo, melhor para o desenvolvimento da criança.

Se restou alguma dúvida sobre o que é dislexia e as particularidades desta síndrome da leitura precoce, deixe nos comentários.

Referências:

LAMONICA, Dionísia Aparecida Cusin; GEJAO, Mariana Germano; PRADO, Lívia Maria do  and  FERREIRA, Amanda Tragueta. Habilidades de leitura em crianças com diagnóstico de hiperlexia: relato de caso. CoDAS [online]. 2013, vol.25, n.4 [cited  2020-10-05], pp.391-395.

BALDACARA, Leonardo; NOBREGA, Luciana P. C.; TENGAN, Sérgio K.  and  MAIA, Anne K.. Hiperlexia em um caso de autismo e suas hipóteses. Rev. psiquiatr. clín. [online]. 2006, vol.33, n.5 [cited  2020-10-05], pp.268-271.

Você também pode se interessar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *