Voltar

Qual o papel do professor na formação de novos leitores?

Formar novos leitores é uma tarefa cheia de desafios. Pais e professores têm importantes papéis nesse processo, que chamamos alfabetização e letramento, pois saber ler não é só interpretar signos e símbolos da língua, mas compreender o mundo e a si próprio através da leitura.

Na alfabetização, as crianças aprendem habilidades de escrita e leitura e, no letramento — processos que ocorrem em simultâneo — a habilidade de interpretação e aplicação da leitura. O papel do professor na formação de novos leitores é propiciar oportunidades para que seus alunos desenvolvam essas habilidades.

Uma criança alfabetizada sabe decodificar os elementos da escrita, mas para se tornar uma leitora, precisa também passar pelo processo de letramento, para aprender a interpretação da leitura e o domínio da língua.

Saiba mais, neste artigo, sobre o papel do professor na formação de novos leitores.

Letramento: formação de novos leitores

O professor é um mediador do conhecimento. No entanto, o contato das crianças com a escrita se inicia antes delas entrarem na escola. Os pais também têm um papel importante, o de incentivar a leitura em casa, desde cedo, mas é o professor que irá ajudar seu aluno a desenvolver habilidades para que se torne um leitor.

O processo de letramento é essa inserção no mundo letrado, que permite a aprendizagem da leitura e da escrita. Ele é essencial para a alfabetização, pois quando a leitura faz parte do cotidiano das crianças, mais facilmente elas apreendem o significado do mundo das letras e da linguagem.

A alfabetização é o processo de aprendizagem da leitura e da escrita e o letramento é o que permite à criança compreender o que lê. E aplicar esse conhecimento em sua vida cotidiana. Dessa forma, o papel do professor é essencial para ajudá-la nessa travessia, com atividades que visem desenvolver habilidades de leitura e escrita, ampliar o vocabulário, a interpretação e, principalmente, o gosto pela leitura!

Por isso é tão importante ler histórias para os alunos, incentivar debates, fazer análises de outros tipos de textos, como jornais, receitas, dentre tantas outras atividades que favoreçam a formação de leitores.

Papel do professor na formação de novos leitores

Para falarmos do papel do professor na formação de novos leitores, é preciso considerar as mudanças em nossa sociedade. Com o avanço da tecnologia, transformações no ler e no escrever exigem do professor novas ferramentas e metodologias de ensino.

Ensinar a ler e escrever, formar leitores, demanda do professor criatividade e persistência, já que as informações estão cada vez mais acessíveis na internet. Hoje, resumos de livros e leituras rápidas e superficiais, disponíveis na internet, podem levar os professores a acreditar que o livro está em desuso e é desnecessário.

Além disso, nem todas as crianças têm acesso à internet ou aos livros, o que dificulta o processo de alfabetização e letramento. Dessa forma, o papel do professor torna-se ainda mais importante, desde que seja comprometido e responsável por desenvolver o hábito de leitura em seus alunos.

O professor, diante desse novo cenário, deve buscar novas competências, saber selecionar os livros e conceitos que irá utilizar em suas aulas. Além disso, precisa estar atento à diversidade presente em sala de aula e partir das experiências de seus alunas para ajudá-los a se tornarem leitores do mundo. 

Dessa forma, as ferramentas e materiais usados devem ser coerentes com o cotidiano de seus alunos. É muito importante a formação continuada do professor, tanto teórica como prática, assim como ser ele próprio um leitor, ou seja, ser o exemplo.

Um bom leitor interpreta criticamente o que lê e não apenas decodifica palavras e símbolos. O professor é o mediador, ou seja, aquele que torna isso possível. Atividades de leitura significativas são o meio para a formação de novos leitores.

Desafios do professor nos dias de hoje

O professor atual deve buscar práticas de ensino e ferramentas inovadoras, pois as tradicionais já não funcionam. Mais um desafio para ele, que também tem que lutar contra as tecnologias que o afastam do mundo da leitura, para ser capaz de despertar o prazer de ler em seus alunos.

O papel do professor é formar novos leitores e, para isso, precisa despertar seus alunos para o mundo da leitura, enfrentando os obstáculos que pode encontrar pela frente, como os diversos contextos sociais e culturais dos alunos.

Uma dica para estimular o gosto pela leitura em sala de aula é criar um circuito de leitura entre os alunos, onde eles possam escolher os livros que mais lhes interessa e revezar essas leituras.

O professor é como um guia para seus alunos, sistematizando o saber, a partir das necessidades e desafios dos mesmos. Formar novos leitores é um desafio, mas um papel essencial, pois se tornar um leitor é fundamental na vida de qualquer pessoa.

O professor, como mediador, desperta em seus alunos o prazer pela leitura, ainda que o caminho para se chegar até lá dependa de cada um, não há uma receita única.

E para você, qual o papel do professor na formação de novos leitores? Dê sua opinião nos comentários e contribua com a discussão!

Referências:

FRANÇA, Simone dos Santos França. O IMPORTANTE PAPEL DO PROFESSOR COMO FORMADOR DE LEITORES: PRÁTICA OU DESAFIO? https://unijipa.edu.br/wp-content/uploads/sites/2/2019/02/35_871.pdf

SILVA, Felipe Pereira. O PROFESSOR LEITOR E A FORMAÇÃO DE NOVOS LEITORES https://unijipa.edu.br/wp-content/uploads/sites/2/2019/02/35_871.pdf

Você também pode se interessar...

1 resposta em “Qual o papel do professor na formação de novos leitores?”

Realmente, ser capaz de incentivar e motivar novos leitores é um desafio!
Em relação a leitura do que está acima exposto e ressalto a importância do próprio professor ser um assíduo leitor, pois exemplos arrastam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *