Skip to content Skip to footer

Comunicando-se com autistas: Guia prático para pais

Comunicando-se com autista: Guia prático para pais

A comunicação é essencial para o desenvolvimento e interação das crianças, porém, pode representar um desafio significativo para as crianças autistas, tanto em ambientes escolares quanto em casa.

Segundo o relatório do CDC, divulgado em 2023, 1 a cada 36 crianças de oito anos é diagnosticada com TEA no Brasil. Esse valor indica um acréscimo de 22% em comparação ao estudo anterior realizado em 2018.

Neste artigo, vamos compreender melhor as necessidades de comunicação das crianças com autismo e oferecer estratégias eficazes para promover uma comunicação mais eficaz e significativa. 

Entendendo as crianças autistas

O autismo é um transtorno do desenvolvimento que pode afetar como uma pessoa se comunica e interage com o mundo ao seu redor.

Além disso, as características comuns do autismo podem ser vistas através das dificuldades de linguagem, sensibilidades sensoriais e preferências por rotinas. Ou seja, isso pode influenciar diretamente a maneira como elas se comunicam.

Portanto, crianças com autismo podem apresentar dificuldades em expressar seus pensamentos e sentimentos verbalmente, ou podem ser muito sensíveis a estímulos externos que interferem na sua habilidade de se comunicar efetivamente.

É importante compreender essas nuances para garantir uma comunicação inclusiva e respeitosa com pessoas com autismo. 

Problemas de comunicação em crianças autistas

Crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) frequentemente enfrentam dificuldades de comunicação que incluem ineficácia na interação social, bem como no uso da expressão verbal e não verbal.

Além disso, essas dificuldades podem se manifestar por meio de várias formas distintas, tais como: dificuldades em compartilhar interesses, emoções ou afetos; carências no contato visual e linguagem corporal atípica; além de encontrarem desafios para desenvolverem vínculos sociais duradouros.

Essas dificuldades podem interferir significativamente nas habilidades da criança de se comunicar e interagir em diferentes contextos sociais.

Técnicas de comunicação eficazes para crianças autistas

A comunicação eficaz não só fortalece o vínculo entre pais e filhos, mas também ajuda a criança com autismo a se expressar, compreender suas emoções e interagir melhor com o mundo ao seu redor.

Para auxiliar os pais nesse processo, reunimos neste guia prático algumas técnicas e dicas que podem facilitar a comunicação com crianças com autismo: 

  • Pratique a escuta ativa: Reforce comportamentos positivos da criança com elogios, abraços ou recompensas tangíveis, pois isso estimula sua autoconfiança e incentiva-a a se comunicar de forma eficaz.
  • Simplifique a linguagem: Evite usar termos complicados ou frases longas. Comunique-se de forma objetiva e direta, utilizando palavras simples e claras que possam ser facilmente compreendidas pela criança.
  • Utilize comunicação visual: Muitas crianças com autismo são visuais e respondem melhor a estímulos visuais do que verbais. Utilize fotos, desenhos ou vídeos para auxiliar a criança a compreender informações, ou instruções.
  • Estabeleça rotinas consistentes: Crie uma estrutura previsível e consistente para auxiliar seu filho(a) a se sentir seguro(a) e confortável.
  • Incentive a comunicação não verbal: Nem sempre as crianças com autismo conseguem se expressar verbalmente. Portanto, encoraje-as a utilizar gestos, expressões faciais ou outras formas de comunicação não verbal para se comunicar.

Dica bônus: Especialmente para você

A Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA) destina-se a pessoas que não têm fala funcional ou escrita ou que apresentam defasagem entre suas necessidades comunicativas e suas habilidades de fala e/ou escrita.

Neste sentido, esta forma de comunicação pode ocorrer sem a necessidade de auxílios externos, permitindo que as crianças se expressem por meio de gestos, sons, e expressões faciais e corporais, para transmitir desejos, necessidades, opiniões e outras informações importantes no dia a dia. 

No caso de muitas crianças com autismo, as dificuldades de comunicação são sinais característicos do transtorno e para essas crianças que enfrentam desafios significativos na comunicação, a CAA visa desenvolver essas habilidades por meio de aplicações práticas no cotidiano.

Em resumo, comunicar-se com uma criança com autismo requer paciência, empatia e criatividade por parte dos pais. Ao adotar estratégias eficazes de comunicação e buscar apoio profissional quando necessário, você auxilia seu filho com autismo a se expressar melhor, a desenvolver habilidades sociais e emocionais importantes e a alcançar mais independência na vida cotidiana.


Referências:

https://g1.globo.com/educacao/noticia/2023/04/02/1-a-cada-36-criancas-tem-autismo-diz-cdc-entenda-por-que-numero-de-casos-aumentou-tanto-nas-ultimas-decadas.ghtml

https://doi.org/10.1590/2317-1782/20202019167

https://genialcare.com.br/blog/comunicacao-aumentativa-e-alternativa/

Leave a comment