Voltar

Brincadeiras que estimulam o ensino em casa

Estimular o ensino em casa, ainda mais em tempos de pandemia e isolamento social, pode ser feito de forma prazerosa e divertida! Brincadeiras em casa estimulam o desenvolvimento dos pequenos. Saiba mais!

Sabemos como o brincar é importante para as crianças, pois é assim que elas desenvolvem habilidades essenciais para a vida e para a aprendizagem escolar. Através das brincadeiras, aprendem a se relacionar com outro, desenvolvem a imaginação, a criatividade e tantas outras habilidades fundamentais para o desenvolvimento infantil.

As brincadeiras em casa ajudam as crianças a desenvolver a linguagem, o raciocínio, a coordenação motora e ainda estreitam os laços entre pais e filhos! Com as aulas suspensas e o ensino online, os pais se preocupam como podem ajudar seus filhos e ficam perdidos sem saber por onde começar.

Pensando nisso, escrevemos este artigo com dicas de brincadeiras que contribuem com o desenvolvimento infantil e estimulam a aprendizagem para fazer em casa! Confira.

A importância das brincadeiras em casa

Segundo o Center on the Developing Child, de Harvard, que estuda o desenvolvimento infantil, estimular as crianças com brincadeiras em casa ajuda a desenvolver habilidades para a vida. Ser capaz de planejar, traçar objetivos para agir, focar a atenção, ter flexibilidade e controlar as emoções, estão dentre essas habilidades essenciais.

A base do desenvolvimento está na infância, ainda que desenvolvamos habilidades por toda a vida. Por isso, quanto mais as crianças forem estimuladas, melhor será seu desenvolvimento e a sua capacidade de aprender. Dessa forma, estimular o ensino em casa é muito mais do que acompanhar as tarefas dos filhos.

Brincar com as crianças em casa estimula o desenvolvimento de habilidades essenciais para a sua autonomia. Veja algumas dicas de brincadeiras para fazer com seus filhos em casa!

Brincadeiras que estimulam o ensino em casa

Estimular o ensino em casa, principalmente com as crianças que estão na educação infantil, se tornou um desafio ainda maior para os pais na pandemia. Isso porque, sem ir para a escola, as crianças ficam muito mais tempo em casa e é preciso muito jogo de cintura para se adaptar à nova rotina.

A boa notícia é que as brincadeiras em casa estimulam o desenvolvimento dos pequenos de forma divertida e prazerosa. Nesta fase, entre os 3 e 5 anos, as crianças desenvolvem as funções executivas, motoras, cognitivas e emocionais e, pelo brincar, aprendem a conquistar cada vez mais autonomia.

Veja agora algumas brincadeiras que estimulam o desenvolvimento infantil para fazer em casa com seus filhos.

Faz de conta

Brincadeiras que incentivam o uso da imaginação, como o faz de conta, ajudam a desenvolver a criatividade e o pensamento complexo. As crianças têm a oportunidade de experimentar diferentes papéis e de interagir com o outro.

Através da fantasia, elaboram suas experiências e aprendem a encontrar saídas para problemas e conflitos.

Contação de histórias

Contar histórias estimula a memória e usar informações com coerência. Pedir para as crianças inventarem histórias e estimular a sua criatividade, pode ser uma brincadeira divertida e muito importante.

Você pode propor ao seu filho que leia um livro ou faça um desenho e crie uma história a partir dessas experiências, estimulando-o com perguntas que o ajudam a desenvolver a história.

Brincadeiras com música

Mexer o corpo e estimular o sentido e o ritmo com músicas nas brincadeiras é outra dica. Brincadeiras como estátua, onde se toca uma música e quando ela pára é preciso ficar imóvel, ensina a sincronizar palavras ações e ritmos.

Trilha de brinquedos

Junte alguns brinquedos com o seu filho e faça um caminho de exploração. Você pode usar bolas, caixas de papelão, bacias e outros objetos para criar um circuito para a criança percorrer em um determinado tempo.

A trilha de brinquedos ajuda a desenvolver a consciência corporal, o equilíbrio e força muscular.

Culinária

Você pode pedir para seu filho te ajudar enquanto cozinha ou mesmo propor uma brincadeira de cozinhar de faz de conta. Dar a oportunidade para as crianças de misturar ingredientes e esperar o tempo de preparo da comida é importante, pois ajuda a entender instruções complexas, desenvolve a memória e o foco.

Blocos de montar

Os blocos de montar com peças de madeira e encaixáveis ajudam a desenvolver a noção espacial e o raciocínio lógico. É possível improvisar jogos de encaixe com materiais alternativos, como caixas, tecidos, cestos e blocos de madeira, estimulando ainda mais a criatividade e imaginação.

Jogos de tabuleiro

Os tradicionais jogos de tabuleiro fazem parte da infância e ajudam a desenvolver a memória, o raciocínio lógico e pensamento estratégico, além do respeito às regras. Jogos como dama, gamão e xadrez podem ser incentivados quando as crianças ainda são pequenas.

Caixa sensorial

A caixa sensorial funciona muito bem com as crianças pequenas, mas à medida que crescem é possível ampliar a sua complexidade. Coloque objetos em uma caixa e tape os olhos da criança para que ela descubra o que é, pelo tato, apenas apalpando o objeto.

Essa brincadeira aguça os sentidos e amplia o vocabulário.

Gostou das nossas dicas de brincadeiras que estimulam o ensino em casa? Se tiver mais sugestões, deixe nos comentários.

Referências:

CARVALHO, Alysson Massote; ALVES, Maria Michelle Fernandes  and  GOMES, Priscila de Lara Domingues. Brincar e educação: concepções e possibilidades. Psicol. estud. [online]. 2005, vol.10, n.2 [cited  2020-10-26], pp.217-226.

CORDAZZO, Scheila Tatiana Duarte  e  VIEIRA, Mauro Luís. A brincadeira e suas implicações nos processos de aprendizagem e de desenvolvimento. Estud. pesqui. psicol. [online]. 2007, vol.7, n.1 [citado  2020-10-26], pp. 0-0.

Você também pode se interessar...

4 respostas em “Brincadeiras que estimulam o ensino em casa”

Amei as atividades. Estou adorando o curso brincar é fundamental. Estou assistindo aos poucos quero aprender bastante.

Excelente sugestões para estimular as habilidades cognitivas das crianças. Acrescentaria a brincadeira da amarelinha, utilizando as cores, os números, desenhos etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *