Voltar

Como fazer a transição da letra bastão para a cursiva

O processo de alfabetização começa com o ensino da leitura, depois vem a escrita. Entenda, neste artigo, como fazer a transição da letra bastão (de forma) para a letra cursiva.

Para uma criança aprender a ler, ela depende, primeiramente, dos olhos, de um processamento visual. Da mesma forma, para aprender a escrever, ela vai precisar de habilidades específicas, como a coordenação de áreas cognitivas.

Primeiro, a criança aprende a decodificar a letra, para poder ler. Em seguida, aprende a escrever o que lê, sendo esse um processo um pouco mais complexo de aprendizagem.

Aprender a escrever é um processo formal que ocorre por volta dos 6, 7 anos, ainda que habilidades importantes possam ser estimuladas desde muito cedo.

O processo de aprendizagem da escrita

Em primeiro lugar, é importante frisar que as habilidades essenciais para aprender a escrever podem ser trabalhadas desde quando as crianças são pequenas. O movimento de pinça, por exemplo, começa a se desenvolver por volta dos 9 meses, e ele é importante para que ela adquira força para segurar objetos, como o lápis.

Da mesma forma, durante os três primeiros anos da criança, ela explora o mundo com as mãos, com atividades como massinha, por exemplo. O movimento das mãos se desenvolve e vai se refinando, o que podemos ver quando as linhas e traços em seus desenhos começam a ficar melhor definidos.

Aos 5 anos, as crianças podem aperfeiçoar os movimentos das mãos trabalhando com pontilhados. Por volta dos 6, 7 anos, elas podem, então, aprender movimentos mais complexos, como a letra cursiva.

As crianças são alfabetizadas com a letra bastão (de forma), porque é mais fácil de visualizar a letra e aprender a decodificá-las. No entanto, quando essa aprendizagem já está consolidada, podem aprender a letra cursiva.

Dicas para ajudar no desenvolvimento do processo de escrita

Estimular a aprendizagem do esquema corporal; do equilíbrio e da postura, da força e do tônus muscular, trabalhar com os olhos, atividades como massinha.

Transição da letra bastão para a letra cursiva

No primeiro período da alfabetização, as crianças aprendem a usar a letra bastão (de forma). Apenas em um segundo momento, como mencionado, é que elas aprendem a letra cursiva.

Primeiro, as crianças aprendem a formar palavras usando a letra bastão, para então aprenderem a letra cursiva, que será usada daí em diante na escola. A letra bastão é melhor compreendida pelas crianças, elas aprendem mais fácil com elas, por serem simples, com linhas retas.

O ideal é ensinar a letra cursiva depois que a criança já está alfabetizada, para que ela possa se dedicar ao desenho da letra sem ter que se preocupar em construir palavras.

Vantagens da letra cursiva

Vivemos em um mundo cercado de tecnologia e, muitas vezes, surge a dúvida se é importante ensinar a letra cursiva ou não. No entanto, estudos mostram que a alfabetização com letra cursiva aumenta o percentual cognitivo das crianças, se comparadas com aqueles que aprendem a digitação.

As crianças que aprendem a letra cursiva têm uma ortografia melhor, com menos erros, já que desenvolveram a memória motora ao aprender a escrever a palavra. O processo de construção da escrita começa com o ensino da letra bastão e deve ser seguido do ensino da letra cursiva.

Por que começar com a letra bastão?

Diante da importância da letra cursiva para o desenvolvimento infantil, muitos se perguntam porque não começar por ela, mas sim pela letra bastão. A resposta para essa pergunta é o processo de construção das hipóteses da escrita.

Quando as crianças começam a ser alfabetizadas, precisam pensar as letras necessárias para formar uma palavra. A letra bastão tem traços simples e é ideal para esse começo. A letra cursiva é emendada uma na outra, o que dificulta separá-las visualmente quando se está aprendendo a ler.

Dessa forma, o ideal é ensinar a letra cursiva quando a criança já desenvolveu a lógica do sistema de escrita. Essa organização é importante para que ela possa aprender a letra cursiva.

Como fica o ensino da escrita no autismo?

Os transtornos do neurodesenvolvimento, como o autismo, englobam dificuldades de coordenação motora, o que pode afetar a escrita. Para organizar os movimentos, as crianças precisam de um mecanismo chamado auto regulação, que pode estar prejudicado no autismo.

No entanto, a criança com autismo deve ser estimulada a aprender a letra cursiva e, caso ela tenha muita dificuldade, é recomendada então, a letra bastão. Como qualquer outra criança, ela terá habilidades e dificuldades específicas, que devem ser reconhecidas pelo professor, para saber quais são suas necessidades de aprendizagem.

Se você tem mais dicas sobre a transição da letra bastão para letra cursiva, deixe nos comentários e contribua com a discussão!

Referências:
MONTEIRO, Carolina. ORIENTAÇÕES SOBRE O ensino da escrita Na Revista do Ensino/RS: repercussões da obra de Orminda Marques (1930-1960). Hist. Educ. [online]. 2016, vol.20, n.48 [cited  2020-12-29], pp.235-257.

Você também pode se interessar...

10 respostas em “Como fazer a transição da letra bastão para a cursiva”

Nesse processo de transição da escrita da letra bastão para a cursiva vejo um misto de mistério e magia, as crianças ficam ansiosas para escrever logo com a cursiva, não é mesmo? Portanto em sala de aula e até mesmo nas reuniões de pais gosto também de argumentar quanto a importância da letra bastão e só depois a letra cursiva: a criança consegue “contar” as letras ou sinais gráficos ao escrever uma palavra com a letra bastão, o que poderia dificultar caso a criança faça o uso logo da cursiva; outro argumento importante é quanto a leitura dos livros literários e didáticos, se a criança aprender primeiramente a letra bastão, poderá vir a ser um facilitador! Espero ter colaborado!
Grande abraço, Mayra Dias

Ótimo excelente conteúdo, é isso mesmo, a letra bastão é bem visível seus traços, que facilita a aprendizagem na faze da alfabetização seja de criança ou de adulto.

Verdade ! A letra em bastão é considerada fácil pra cê compreendida o que facilita a aprendizagem. Parabéns o conteúdo é muito bom.

Consegui melhorar a compreensão da milha filha referente a letra cursiva com uma atividades lúdica, fiz a letra no Eva preto, coloque pequenos traços branco, cole no quadrado de Eva verde, apresentei p ela como sendo uma pista p seus carrinhos e consegui ensinar a coordenação de Letras q ela tinha difículdade, acredite ela incorporou e não esqueceu mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *